janeiro 18, 2013

escuta a sinfonia . . . do mar

o Mar, farol de vida !

vamos flautear o mar
surfando clarinetes ondulantes
espumas de citaras esvoaçantes
gemendo a sofreguidão das guitarras
eu quero bandolins trinando o mar
com as trompetes das marés celestiais
escutando o assombro dos pianos
versus violino no telhado da maresia
quero a avidez dos adufes delirantes
maremotos de incandescente balalaica
onde harpas penetrando as madrugadas
entronizam hinos de liras sussurrantes.
poema e fotos:poetaeusou

34 comentários:

Ana disse...

Poeta,

O mar tem uma magia , uma força e uma beleza que só mesmo a pr´pria natureza poderia ter a capacidade de criar.

Beijinhos


Ana

Andradarte disse...

Fiquei preso à primeira foto.....
Ma ra vi lho sa.....
Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
amiga
concordo,
força poética, diria,
sabes,
nunca faças poemas ao mar,
porque o mar é um Poema !
,
mareantes conchinhas,
deixo-te,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte,
,
e eu, apanhado e libertado
por ela, foi uma molha total !
a minha única preocupação,
foi resguardar a máquina
fotográfica preservando os
instantâneos, que foram quatro,
para gozo total de duas centenas
de "patrícios" Nazarenos, que
não viram as suas perspectivas
goradas, já sabiam que eu iria
expor-mo até ao limite e assim
prova o ditado, quem ama, neste
caso o MAR, não pensa . . .
,
aquele abraço, fica,
*

Luis disse...

Meu Bom Amigo,
O Mar é também uma das minhas paixões. As fotografias são lindas mas destaco a primeira pela força que ela nos transmite!
Quanto ao poema é resultado do seu amor ao Mar, é belo!
Um forte e amigo abraço.

Filó disse...

O Mar...sempre o Mar...
Cada maré no seu vai e vem é a voz salgada da maresia, que em versos trauteados faz das ondas a sinfonia do Mar !
Poeta Lindo poema e que magnificas fotos, uma beleza...

BEIJINHO

poetaeusou . . . disse...

*
Luis
,
Mar,
desvairado mar,
ninfas, musas, sereia, mulher ...
sabias (pode ser tu)
que o Mar é mulher ?
se o não fora, porque razão o Mar
quer tantos homens no seu seio ?
,
um abraço, fica.
*
,

GarçaReal disse...


E que hinos maravilhosos e estonteantes aqui nos deixas banhados e espumados pelo teu mar.
Esse mar que tanto te inspira e que te banha a alma para a deixar alva e resplandecente de luz....

Muito belo...Mesmo muito

Bom fim de semana

Piliando conchitas fica um


Bjgrande do Lago

Lena disse...

O mar está revoltado, belo...
Do teu poema/Mar fizestes uma sinfonia...

Desejo-te um Feliz 2013, muita saude e alegria e muita poesia

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal,
,
amiga,
,
ao ver o Mar,
sorvo a luxúria,
do prazer que ele me dá,
poros vertidos,
brotando maresia,
espumoso cálice,
de marés convulsas,
irrigando amores !
,
vagas de estima.
nas asas de uma gaivota,
em acrobacias voando,
no palco do Real Lago,
envio-te,
*

© Piedade Araújo Sol disse...

as fotos estão belíssimas, e poema também.
boa semana.
beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
que mar maravilhoso,
que grandeza, que beleza,
deixou estragos ou avisos,
talvez . . .
não aniquilem as dunas ou o meu
logradouro que é a minha fronteira,
Afirmou !
causou grandes prejuízos,
na grande Praça, o largo das
esplanadas,não sei"se estás a ver"
ao fundo há um grande espaço, loja
de vestuário, durante a madrugada
foi assaltada, por mesas, cadeiras,
ementas, plásticos da cobertura das
esplanadas e por parte das várias toneladas do areal que o ciclone
depositou nas ruas, partindo metros
quadrados de vidros das montras,
as roupas, lavadas pela água salgada, ficaram bronzeados,srsrsr,
enquanto as mesas e cadeiras, ficaram detidas, presas,no interior
da loja, desconhecendo-se a data
do julgamento . . . bem feita,srsr.
o quê ? o Sitio da Nazaré ? não,
não foi atingido, tem calma !
amiga,
saudações nazarenas,
nas asas do vento,
envio-te,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Piedade Araújo Sol
,
Sol
Boa semana cara amiga,
,
marés de Paz, deixo-te
aqui !
*

helia disse...

O Mar tem muito encanto e magia e é uma ótima fonte de inspiração para lindos Poemas !

Ana disse...

Há muito que não te vinha ler !
Escolhi a melhor altura ! O mar é a tua musa !

Um beijo *

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
valso com o mar
porque o sal é maresia
porque as algas são flores
porque as marés são searas
porque as ondas são o trigo
porque as vagas são o pão
são o pão . . . da amizade
amizade que eu busco !
,
um vendaval de amizade,
deixo.
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
amiga,
a tua ausência é
sempre presença, em mim
gratificado me sinto !
,
ah o MAR !
sabes, eu,
visto-me de mar
com poemas loucos
costurando as palavras
com linhas de seda
em transitórios tempos
de viveres, efémeros . . .
,
conchinhas de estima,
envio,
*

pequena elegia maritima disse...

Caro poeta...

Mar, o belo simples, o sedutor inusitado!
A natureza selvagem se manifesta e o deixa mais poderoso.(ou seria poderosa?)rs rs.
Mediante furia maritima o rosto do poeta se transforma.
Ao sabor das mares, o ser e o pensamento flutuam.
A alma desenha, o coração fala!
Bem dissestes: "Uma sinfonia". Cantar é ascender...esta é a forma maxima da realidade.
O mar nos dá lições.
bye.

Parapeito disse...

que bonita sinfonia...fica colada na pele e arrepia...
Imagino a dança louca das sereias :)
Abraço**

Maria Emilia Moreira disse...

Que bela orquestra sinfónica a acompanhar a poesia do mar revolto!
Quanta beleza por aqui!!!
Um abraço.
M. Emília

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
ai, se o mar tivesse varandas
nem que fossem virtuais
percorri-as com os meus ais
só para saber onde andas !
,
beijadas conchinhas,
*

gota de vidro disse...


Nesse teu espumoso cálice, de marés convulsas, irrigando amores , vim trautear e flautear esse teu maravilhoso mar.


Belo,envolvente e cheio de profundidade

Bjitos gotejantes

Gota

Ana Isabel disse...

Isto é muito lindo!!!!


Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
pequena elegia marítima,
,
adorei as tuas palavras !
,
hoje, estou assim:
,
musica miragem
compasso da vida
cantata do nada
tormento, destino
margem ilusória
ponte invisível
transversal rio
foz em sintonia
na orquestra, perdida.
,
achadas conchinhas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Parapeito
,
que saudades, minha amiga,
brevemente,
irei visitar o teu espaço.
,
o mar anda agressivo,
qual será o motivo ?
estou esperando que acalme,
para, com segurança,
saber o que o leva a tal atitude,
e como sei que está distraído,
digo-te, que a força e a fúria,
feita beleza que demonstra,
eu que o considero um amigo,
enche-me de prazer e orgulho !
,
mareantes conchinhas,
deixo-te,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Emilia Moreira
,
minha amiga virtual,
,
O Mar continua Belo,
porém penso que está a exceder-se,
as próximas 6 horas, e a continuar
tão agressivo, poderá pôr em risco,
bens públicos e privados, e algum
incauto que não o respeite . . .
estou a enviar-lhe "esseémeeésses"
não me responde, qual é razão ?
,
calmas conchinhas,
envio,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gota de vidro
,
querida amiga,
na ultima hora,
a Sinfonia deixou de tocar,
um ventoso Barítono, começou
a cantar sem respeitar a partitura,
soprando no mínimo a 140 Km, hora !
as próximas seis horas são decisivas
vamos confiar e ajudar a
Protecção Civil !
,
se quiseres perder um tempinho,
vai á:
NazareTV YouTube,
video
SABADO 19/01/13 MAU TEMPO NA NAZARE
existem outros mais recentes.
,
pililipares conchinhas,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
Lindas as tuas palavras,
profundas, incisivas !
,
um mar de conchinhas,
ficam, aqui.
*

gaivota disse...

uiuiuiuiuuiuiui
só TU me fazias voltar a blogues!!! ao teu, neste caso.... ai a nossa nazaré... estou aqui, de rastos, apavorada... bem sei que estando aí, se calhar, nem me atreveria a a chegar "aos panêres que voarem!"
impressionante!!!
o poema está fantástico!!!
pilipares, meu amigo, obrigada pelatua amizade e carinho

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
á crida amiga do mê coração,assisti
a um milagre,qual Sra.da Nazaré,
nem a Santa da Ladeira, os panêres
voavem cmás gaivotas tuas primas,
e em frente á captania, os carapaus
secos, andavem pla areia, a fugirem
delas, as gaivotas, apanhavem bleia
das ondas e nadavem cmo tivessem
vivas, á pariga, isto só napraia,
qual Sitio ou Pedarneira, olha
eu fiqei com cara de nãosêqê,
tás ver quando o Porto ganha ao
Benfica em Hóquei ? a nha cara
fica cmá tua ! srsrsrsr.
o quemevaleu, é que apanhei um
"cortinho de peixe-porcos" (são doze)tenho filetes pra tres meses.
,
linda um abraço ao teu querido,
(tenho saudades de ir ao Slavo)
qualquer dia, quando o gaspar
nos aliviar . . .
,
muitas vagas de amizade,
envio-te,
*

gaivota disse...

á crid'amig'... só tu agorinha pra me'animares... nem em fales do jogo, foi uma vergonha!!! perdemos, é verade, com umas apitadels ao contrário... e depois o bosh a dar com o stick nas costas de um adepto, ali mesmo ao pé de mim!!! e 10 crianças "benjamins" que tinham feio um mini jogo de apresentação no intervalo, ALI, também ao pé de mim, e os pais a pedirem ajuda aos polícias para os proteger... que filme! fofam 2 pais detidos, ficaram ilibados, foi um dia inteiro no campus justiça, julgamento sumário, saimos de lá às 22 horas... depois te conto!!!!
mas no SLAVO... já não... vamos aí ao TOSCO!!!, que ainda não conheço, porque o SLAVO foi de férias, aquele bandide....
piliparesssssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Quem é o TOSCO ?
aqui na Praia ?
atão o TOSCO,
não é o Cardoso do meu Benfica ?
olhem questa inchentosa sabe tudí
até sabe ondé o TOSCO !
,
ciao, ciao, bambina,
pililipares deixo-te,
em todas as manhãs fico triste
ao ver as gaivotas, procurando a
sua sobrevivência, remexendo
os contentores do lixo . . . )
*

Duarte disse...

Furiosas de espuma,
de poeirada branca,
contra as rochas escuras,
infatigáveis, as ondas!
No estalido das ondas
elevam-se clamores,
baforadas de espuma,
saliva de desesperação:
ímpetos de mar!

Aquele abraço. amigo Zé

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
meu mar volúvel amor,
neste espraiado e irreal amor,
rochas de algas, olhos teus,
em que eu persisto visionar,
nereides, ninfas, ondinas,
sereia, mulher, teu canto,
no pilipar das gaivotas !
,
forte abraço,
fica,
*