agosto 02, 2012

por te ver hoje e ao babar das vagas !

chantilly de maré-cheia
os enleios mareantes
flamejam o meu olhar
flocos de rendas níveas
imitando madrepérolas,
olhem o babar das vagas
gotinhas de alva espuma,
são mármores por lapidar
rendilhando os prateados,
sorvam o sabor marejado
dos doces suspiros de iodo
feito bronze, da tua pele
e do açúcar dos teus olhos,
mergulho em mar de natas
num vai e vem aleitado
onde a salmoura me beija,
chantilly de maré-cheia
cobrindo o bolo de areia
onde tu, amor, és cereja !
poema e fotos:poetaeusou

30 comentários:

Filó disse...

Que Poema doce, onde as palavras vão e veem como se fossem um mar de natas feito chantilly...sendo as ondas, suspiros de iodo que alimentam os olhos sedentos de açúcar...
Poeta, aqui tudo é Belo...o poema, as fotos e a música...

Beijinho

Solange disse...

ouvindo essa música, dá pra sentir o balanço das ondas no meu coração..

bjs.Sol

São disse...

Um dos teus melhores poemas, amigo , com fotos a condizer!

Abraço apertado

Ana Isabel disse...

Lindo!!!

A adjetivação encanta-me.

Abraço

Secreta disse...

Fotografias fantasticas e as palavras...bem, uma doce forma de te expressares :)
Beijito.

poetaeusou . . . disse...

*
Filó,
querida amiga,
,
doce é a tua condescendência,
no fundo, daquele cantinho,
tu sabes que eu não mereço . . .
,
aquele sentido beijo,
deixo-te,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol
minha amiga virtual,
o som do quebrar das ondas,
vão além de tchaikovsky, bach, vivaldi, mozart, chopin, vilas-boas, ravel, puccini,Vitorino de almeida, sem ideologias . . .
Lopes graça, salex, Porfírio Laborinho, um abraço. deixo-te !
,
Conchinhas musicais, ficam !
*

Magia da Inês disse...

¸.•♫°`♡彡
Bele imagem poética... chantili e cereja do mar.
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil
¸.•♫°`♡彡✿⊱╮

poetaeusou . . . disse...

*
São
minha amiga,
,
está bem matizado ?
srsrsrsr.
,
conchinhas muitas,
deixo-te,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
encantadamente adjectivando,
fico eu, amiga !
,
um mar de conchinhas,
deixo-te,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta,
,
minha amiga,
eu expresso o Mar,
ou . . .
sou o Expresso das Marés,
sem Graham Greene a escrever,
sem Ian Fleming a Filmar,
sem Jean Michel Jarre a compor,
sem AgathaChistie ou Hercule Poirot !!!
,
expressas conchinhas,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Magia da Inês
,
Minha amiga,
procuro e sempre encontro,
a suavidade e beleza
das imagens poética,
sabes a razão ?
por plagiar,
a Magia de uma Inês !
srsrsrsrsr,
,
plagiadas conchinhas,
deixo-te,
*

Duarte disse...

Quando o poeta aproxima a imagem ao sentimento através do verso.
Obra prima, caro amigo.
Um abraço dos grandes

Maria Rodrigues disse...

Uma simbiose perfeita entre fotografias e poema. Belo e lindo como o mar.
Bom fim de semana.
beijinhos
Maria

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
que prima(do)
meu amigo
primazia tua, o que agradeço !
,
um abraço de iodo,
deixo.
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Rodrigues
,
Belo e lindo como o Mar.
Que bom ler – te .
,
sabes,
o mar é mulher,
se o não fora, porque razão,
quereria “tantos” homens no seu seio !
,
mareadas conchinhas,
ficam,
*

helia disse...

"Chantilly de maré cheia..." Mas que Poema tão bonito e tão doce !
Uma boa semana com muita Poesia .

Isamar disse...

Gostei deste mergulho em mar de natas, deste chantilly de maré-cheia e do teu amor feito cereja no topo do bolo.Belo poema do sempre apaixonado poeta do mar nazareno.

Bem-hajas!

Beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
hélia
,
as tuas palavras,
são marés cheias . . . de Mar,
,
gato fico,
conchinhas, deixo !
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isamar
,
ofereço-te
virtual amiga:
,
grita alva espuma,
lençol de branco odor,
aurora em leitosa flor
cobre-me lívido manto,
espumado vértice,
cálice deleitando apetites !
,
cândidas conchinhas, ficam,
*

LUZ disse...

Olá Henrique,

O seu poema tem cheiros e sabores, para além das inteligentes e "atrevidas" metáforas, que nele usou.
Bolo de areia? Não gosto de mar, mas não sei ...bolo de areia, com chantili, talvez seja gostoso. Cereja, no topo, ELA.
Creio que foi o seu melhor poema, até agora.

Respondi aos seus comentários no "Luzes e Luares". Se pretender, passe por lá, para dar continuação à tertúlia.

Conchinhas, não! Rosas rubras, pode ser? Espero que não se esqueça de as trazer, quando vier "visitar-me".

Um abraço de estima, com Luz.

Lilazdavioleta disse...

As imagens poéticas são lindíssimas .
As fotos , condizentes .
Perfeito .

Um beijo , Poeta .

Lilá(s) disse...

O mar sempre a tua forte fonte de inspiração!
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
LUZ
,
os nossos equitativos gostos,
directos e imparciais,
equivalem-se, na sua diferença,
não gostas do mar, eu não gosto de rosas, têm espinhos,
as rosas de avermelhadas cores, assediam, nada dão e o assédio é procura . . . só !
porém, eu sei que há “Rosas e Rosas” srsrsr, exemplos ?
uma rainha mentindo, são Rosas Senhor !
ou o José Cid :
a rosa que vou dar
Não foi criada num jardim
Por isso tinha mais significado para mim
A rosa que vou dar
Era uma terna e simples flor
Que fará nascer em nós
Um mar de amizade !
OU,
Em Nome da Rosa – Umberto Eco .
OU,
o que eu penso:
entre a Rosa da ilusão.
e o espinho que me fere,
a utopia nada prefere,
nos sonhos da evasão .
srsrsr.
,
rosadas conchinhas,
sem sabor a mar, srsrsr,
deixo-te.
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilazdavioleta
,
Amiga,
,
quero enrolar as tuas palavras,
nas turbinas das vogais,
cordame tecnológico
de computorizado jardim !
,
enroladas conchinhas,ficam,
*

Maria Emilia Moreira disse...

Que beleza nesse mar de espuma! Essa foto está, (1ª)um espanto.
O poema a condizer.
Um abraço.
M. Emília

poetaeusou . . . disse...

*
Lilasdavioleta
,
amiga virtual,
ruborizado fiquei,
com o teu comentário,
,
mil conchinhas de obrigados
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Emília Moreira
,
avisto um barco á vela,
junto ao horizonte,
aqui, bem defronte,
belo, colorido,
por pincéis esculpido,
parece, uma tela !
,
coloridas conchinhas,
deixo,
*

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Poeta

Os ingredientes certos para uma noite de amor à beira mar.
Como sempre maravilhoso poema e fotos.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
Rosa,
o amor
ultrapassa as marés,
e pode ser cantado,
até . . .
por Martinho da Villa, que
acaqlma as minhas frustrações,
,
o amor não tem cor
o amor não tem idade
o amor não vê cara nem religião
não faz diferença do rico e do pobre
o amor só precisa de um coração
o amor não tem tom
nem nacionalidade
dispensa palavras,
basta um olhar
o amor não tem hora
nem fórmula certa
não manda recado,
chega pra ficar !
,
conchinhas de respeito,
ficam,
*