dezembro 12, 2010

................................ apenas quero ser o mar


pétalas salpicadas
video

não, não vou saltar
a barreira que me prende,
obedeço á paliçada
muralha do meu roteiro,
partir porquê
se não existe chegada ?
ruiu a ponte
nas margens da utopia
onde os delírios compassam
plagiando violinos,
ou é o rugir das marés ?
talvez, o quebrar das vagas
salpicando o meu rosto,
pétalas de sal simulando
a tela dos temporais,
és uma flor ?
pergunta-me o vento norte,
não, não sou,
quero ser o mar, simplesmente !
poema-fotos-video:poetaeusou

64 comentários:

TITA disse...

Poeta,tu queres ser o mar e eu diante deste poema particularmente belo quero ficar a escutar este concerto de Aranjuez(a minha música preferida)onde o mar,as barreiras,as vagas,os ventos sem direcção se transformam em flores que das tuas palavras brotam.Um areal de paz.

Solange disse...

rompi a barreira que me segurava ao cais, e sinto a água do mar molhando meus pés..
bjs.Sol

gota de vidro disse...

Quando a beleza existe e está arreigada à alma, então a mão que escreve deixa saír o belo num poema em que os violinos abrilhantam o mar que queres ser.

Simplesmente belo com os violinos em fundo

Bom domingo

bjitos da Gota :)

Fa menor disse...

Quando uma paliçada que se interpõe entre o mar e uma flor é sempre para proteger a segunda das investidas do primeiro.

Bjos

Teresa Durães disse...

neste momento não me importava de largar a minha água pelo infinito

OutrosEncantos disse...

E escolheste muito bem, Poeta, porque a flor tem a duração de uma estação e o Mar... é eterno!
Adorei essa versão do Concerto de Aranguez, lindissima.
Beijo, querido Amigo.

helia disse...

O Mar e a Flôr...ambos fontes de inspiração para um lindo Poema!

Filó disse...

Poeta,
E Mar seja, nesse seu tanto querer...
É e será sempre o Poeta do Mar e das conchinhas.
Muita beleza e harmonia neste poema, com a força das palavras que brotam da alma e o toque magnífico dos violinos, simplesmente lindo... e belas fotos.

Beijinho amigo

poetaeusou . . . disse...

*
TITA
,
Minha amiga,
,
Aranjuez, meu amor,
obrigado maestro Joaquin,
por esta bela composição,
tocada com gana
por numa guitarra Gitana
ou num Violino em flor !
,
suaves maresias
,
*

Vivian disse...

...pois sejas o mar,
seja a terra, ou seja
flor.

só não perca jamais
esta essência que
exala poesia e amor!

deixo beijos, lindo poeta!

poetaeusou . . . disse...

*
Solange
,
Amiga,
,
se molhares os pés
não arregaces a saia
porque o Mar tem ciúmes
de te ver, na Praia !
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gota de vidro
,
Amiga
,
eu quero Vanessar o Mar,
a Mae de todos os Violinos !
,
suaves maresias
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
e a flor
é a parte sensível !
,
brisas de estima,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
Águas do rio correndo
Poentes morrendo
P'ras bandas do mar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto A cantar
Rios que vão dar ao mar
Deixem meus olhos secar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar !
,
in-Zeca,
,
conchinhas,
,
*

Cildemer disse...

E eu quero ser o vento norte percorrendo o mar da Nazaré
e fazendo-o levemente vibrar
en ondinhas cor de prata;o)

Amigo, obrigada por toda a beleza sempre aqui encontrada e desculpa o não ter podido visitá-lo ultimamente!
Bendito trabalho maldito;o)

***
Um beijo grande e feliz domingo****

poetaeusou . . . disse...

*
OutrosEncantos
,
se eu existisse
vestia os poemas
de letras sumidas
e nas sílabas nuas
espalhava flores
entre o mar e eu !
,
búzios sonantes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
o mar em flor,
sabe a algas esmeraldinas !
,
Conchinhas floridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
um violino
é um albatroz cantante,
ensinando ás gaivotas,
o Concerto Aranguez
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Vivian
,
Amiga
,
se o amor é poesia,
então eu sou poeta,
sem (. . .) reticencias,
eu e todos que amam
a Natureza !
,
vagas de estima,
deixo,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Cildemer
,
tu és o vento
que refresca o areal
de S. Martinho do Porto
ás Areias da Vitória,
passando por uma linda Praia
de Nazaré chamada
a Mais Típica de Portugal !
,
saudações Nazarenas,
ficam,
,
*

© Piedade Araújo Sol disse...

partir por vezes é bom!

poema e fotos, belissimas.

beij

OutrosEncantos disse...

pronto, está bem, hoje a minha veia poética sumiu, não ligues, é que este mês..., trás-me sempre uma depressãozita...lolll, sim... eu sei que é Natal daqui a pouco..., mas que queres, esta é uma doença crónica.
estava alí a olhar aquele teu encanto de Nazarena e me deu uma tremenda saudade, me lembrou minha avó quando eu era menininha..., era linda assim e usava também um xailinho assim, preto.
é... este é o mês das saudades, daquelas que fazem doer...
beijos, meu querido, que tu existes sim, e todos os dias largas por aqui flores entre o mar e tu para colhermos e levarmos.
já peguei as minhas.

poetaeusou . . . disse...

*
© Piedade Araújo Sol
,
sou conservador
em demasia, minha amiga !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
OutrosEncantos
,
não amiga,
a minha resposta, é que não
esteve, á altura da tua inspiração,
a tua veia poética é constante,
eu apenas reproduzo o pensar
dos momentâneos instantes,
inventando palavras na nudez
da minha alma, como este
“cheirinho” que te deixo:
,
no adeus da largada
levo o sal do regresso
orvalhos do teu olhar
nas onduladas saudades,
a minha partida
é um hino á alegria
na incomparável certeza
que na entrega á chegada
os ventos compensarão
os amargores da ausência !
srsrsr,
,
recordados xailinhos,
ficam,
,
*

sonho disse...

Apenas quero ser o mar...simplesmente...
Beijo d'anjo

Multiolhares disse...

se é para ser como o mar , então não saltes as paliçadas

beijos nossos

Sonhadora disse...

Meu querido poeta

Senti-me mar...flor...e subi ao céu.
Simplesmente maravilhoso.

Beijinhos
Sonhadora

poetaeusou . . . disse...

*
sonho
,
o mar é nostrum !
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
assalto o areal,
nas noites de maré cheia !
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
Amiga,
como é bom sentir o mar,
floreando o infinito . . .
,
brisas serenas,
,
*

Duarte disse...

Sombras e cores
do fim do outono.
Sons que só o violino
nos pode dar assim...

... penso como tu "apenas quero ser o mar..." como se isso fosse pouco!

Um grande abraço, amigo Zé

Iana disse...

Apenas...

Apenas ondas vai e vem
trazendo doces embalos
num soltar de nossas almas
que cantam como as ondas do mar...
que velejar tão forte
que magia intensa
que por cada nascer do sol
com o brilho das águas
faz-nos novamente sonhar...

Beijos doce Poeta amigo...

Deixo flores
sua rosa amiga passou por aqui
Iana!!!

Ana Isabel disse...

E navegar até onde a imaginação nos leve..


Ana Isabel

Flor de Lótus disse...

Lindos versos, me tornar mar ai como eu queria ser o mar, ir e voltar sem medo, ser admirado por todos e viver em constante mudança...
Uma ótima semana!
Beijos

RETIRO do ÉDEN disse...

"Apenas" adorei aqui chegar e ler novamente...bjs.nossos.
Que prazer imenso me deu...
Que esse mar imenso de amor, nunca vos falte.
bjs. nossos...desta família para vós.
Mer e família

Ps. as fotos estão lindas...gosto muito desses tons bejes e castanhos...e esse Aranjuez!
Obga. pela partilha e felicidade que me deu.
Mer

Daniel Costa disse...

Poeta

Ser um mar ou como um mar, com o seu marulhar, poderá também ser o gosto de o observar os seus movimentos de vai e vem.
Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
amigo
ser o mar, é ser tudo,
e não só o Outono,
é ser também,
as quatro estações de vivaldi,
e as colheitas de filarmónicas,
nas searas de stradivarius !
,
Duarte
aquele abraço,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Iana
,
apenas . . .
quero dizer,
simplesmente, para além de ti !
,
e na magia,
destas ondas virtuais,
que bom tocares o meu cais
sabendo que no vai e vem
ficará sempre alguém
de braços acolhedores
com rosas, belas flores
num hino á alegria !
,
srsrsrsr,
,
estimadas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
e navegar,
é urgente !
,
Conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Flor de Lótus
,
ser mar,
é renovar,
o olhar !
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Mer
minha amiga
nada em especial, nem
sequer “os santos da porta” !
acontece de quando em vez
parar os comentários mútuos,
para a fonte não secar, srsrsrsr,
,
a Gaivota,
faz hoje anos,
não consigo detecta-la !
,
brisas de Paz,
englobando todos vós !
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
amigo
um mar que nunca satura,
cada maré, é uma diferente
mensagem que nos envia !
,
Abraço,
,
*

maria teresa disse...

Eu quero ser uma flor a contemplar o mar, quero contrapor a minha fragilidade à sua força, não quero romper as barreiras que nos separam...seria o fim do encantamento
Abracinho meu!

Lilá(s) disse...

Que bom gosto poeta! que maravilhosas fontes de inspiração!!!
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
maria teresa
,
fiquei encantado,
como o prisma do teu olhar,
embora a força do mar
fragilize uma flor,
imune será o seu odor,
aromático, requintado !
,
estimadas Madeiras do Oriente
(o perfume do meu tempo)
deixo aqui,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
a paisagem que vislumbro,
é a mãe de todas as inspirações !
,
Conchinhas,
,
*

FlorAlpina disse...

OLá Poeta,

Simplesmente Belo!

Bjs dos Alpes

Eärwen Tulcakelumë disse...

E se queres, és!


Natal é o maior dos dons
Nas celestes alegrias,
Que nos ensina a ser bons
Com Jesus todos os dias”.
(Casimiro Cunha)

Que as pérolas incandescentes de luz que aqui deixo neste meu retorno, possam iluminar esta noite tão mágica do Natal.
Que possamos nós estarmos com o coração repleto de boas vibrações e que sejam elas distribuídas a todos.
Feliz Natal e um Ano Novo de muita luz e paz.

Eärwen Tulcakelumë

poetaeusou . . . disse...

*
FlorAlpina
,
Belo
(para mim)
é o teu comentário !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
minha amiga
já estava saudoso !
louvo o teu regresso
com brisas serenas
das maresias de Paz e com
a aproximação da Quadra
Mágica, que os sedentos de
Justiça sejam saciados, para
a comemorar-mos com Alegria !
,
um mar de estima,
deixo,
,
*

gaivota disse...

e o vento norte chegou... entrou...
que queres tu???
sou o mar da nazaré! ao sabor das nortadas feras das bocas de outros ventos!
obrigada, meu querido amigo!
beijinhos pilipados

SAM disse...

Querido poeta,

tudo já disseram... Acrescento que achei fantástico!!!


Carinhoso beijo

Lua Nova disse...

Muito lindo poema... mas não se aflija pois todo poeta tem em si a imensidão do mar.
Aqui sempre refrigero minha alma voando nas asas da tua sensibilidade.
Saudades, poeta.
Beijokas.

Paula Barros disse...

E o mar vem e vai
E o mar se abusa e derruba a murada
Bate em ondas
Chega de mansinho e beija os pés da amada
Assim é o mar
É intenso, é voraz
É calmo, é mansidão
Que sejas mar


abraço

Anna disse...

Poeta, boa tarde pra ti!
Seus versos tem a grandeza do mar
Você é SIMPLESMENTE O MAR,
grande poeta...
Teu poetar faz eco no coração,
como faz a brava onda na areia...
Fragmentos de mim, aqui sempre deixo!
Ótimo dia e excelente semana a ti, menino poeta.
Beijo em seu coração!

São disse...

Mas se tu já és o mar...

Beijos marinhos.

rouxinol de Bernardim disse...

Ser o mar?!

Não será ousadia?

Mas analisando bem este blog ele já é um mar imenso de poesia e provoca ondas de adesão como o provam os comentários supra.

Obrigado pela citação de António Aleixo no meu blog, que muito enriquece o texto alusivo aos ilusionistas (bem vestidos...) da nossa política indígena.

Cumprimentos.

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Linda
eu não quero nada,
só quer ser o mar !
não posso ?
,
olha,
tenho muitas novidades !
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
Amiga,
balbububuciciciei ao ler-te,
obrigado,
,
conchinhas,
ficam
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lua Nova
,
Amiga,
como posso afligir-me,
ao ler as tuas palavras ?
,
saudosas marés,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Barros
,
Amiga,
,
Ninfa te vejo
Sereia te ouço
Nereidas tu és !
,
serenas maresias,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Anna
,
Minha amiga,
repito-me e sabes,
tu és a luz do meu cantinho !
e entre a tua luz navego feliz,
obrigado pela tua amizade !
,
marés de estima,
dou,
,

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
Sou ?
,
vagas de carinho,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rouxinol de Bernardim
,
se ”eles” são tudo o que querem,
porque não eu ? deixa-me sonhar,
srsrsr,
,
Sem que discurso eu pedisse,
ele falou, e eu escutei.
Gostei do que ele não disse;
do que disse não gostei !
,
in-António Aleixo,
,
Abraço
,
*