outubro 04, 2010

.............................. Poemas a Tempo (2)



chuva  e  mar
na capa das nuvens
sigo o teu olhar
rajada carente
na chama luzente
diurna, nocturna,
rolando no vento
do sol-pôr, ao luar,
ah, se tu quisesses
o que eu fazia
para te agradar,
abandonava a eira
onde o sol me aloira,
para o campo, seguiria
e em ambiência rural
suplicava á chuva
que me concedesses
ser o teu nabal.
poema-fotos-video:poetaeusou

66 comentários:

São disse...

Por vezes nada é necessário fazer para agradar: é só gostar!

Um abraço, amigo meu.

Agulheta disse...

Amigo poeta.Em cada palavra é poesia,de um olhar e ver os sentimentos soltos,gostei como o vídeo do mar.
Beijinho

Andradarte disse...

Bonito...Adorei...Assimilei..Gostei....

Abraço

GarçaReal disse...

Um poema de total entrega, de troca da vida pelo amor...

Um poema como só tu sabes poeta do mar e do amor...

O pôr do sol está belo e o luar encanta

Pilipares de parabéns

Bjgrande do lago

Fa menor disse...

:) Perfeito!
Que mais se pode desejar:
sol na eira
chuva no nabal.

Bjos

carmen disse...

Poetaés:

lindas fotos!!!

E poesia, afinal, és mesmo poeta!

E o amor, nos leva a renunciar ao que queremos para nós, para centrar no outro o nosso querer...

bjs

RETIRO do ÉDEN disse...

Fotos, vídeo,natureza,poema...amor... perfeito.
É difícil conseguir-se um amor-perfeito...neste poema ele existe.
Forte abraço
Mer

FlorAlpina disse...

Olá Poeta que é,
O sol na eira e a chuva no nabal...
E eu tão longe...a ouvir o seu/meu mar...

Bjs dos Alpes

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
amiga,
com essa simplicidade,
acabavas com os poetas !
,
srsrsrsrsr,
,
Estimadas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Agulheta
,
Deixo em palavras
visão transformada
em diferente mar
suave campina
tela de brandura
mansidão bravia
rocha sentinela
falésia suporte
da força selvagem
nas inquietas vagas !
,
conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
entre a eira e o nabal.
a chuva é como a justiça, tudo
troca, imitando meus trocadilhos !
,
saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
dou-te
,
Anoitece,
renasce o marejar,
barulho emudecido
em grávido ocaso,
suculentos rumores
transportam rituais,
enleios enredados
filtrando as madrugadas !
,
brisas de estima,
enleando os pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
que mais se pode desejar ?
que a chuva não faça
trocas e baldrocas !
,
srsrsrsrsrsr,
,
suaves maresias,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carmen
,
Amiga
,
a maior prova de amor,
é dar sem esperar receber !
,
marés reluzentes,
ficam,
,
*

Filó disse...

Do- sol- por ao luar, apesar da chuva, brilha a luz de um olhar, na eira e no nabal...
Poeta, e a luz do amor brilha neste belíssimo poema, acompanhado de lindas fotos e video.
Muito bonito...

Beijinho amigo

TITA disse...

Poeta,que lindo!Do sol-pôr ao luar,o amor feito renúncia e gratuidade.Tudo o mais se encerra na doação de si próprio.Tudo o mais se subentende.Um mar de sintonia,

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Mer
e com as tuas palavras,
arquitectaste um poema !
parabéns,
,
suaves maresias,
fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FlorAlpina
,
mar
embriaga-me
de espuma
meu deus baco
mar
espuma em mim
meu analgésico
das dores impostas !
,
marés de amizade,
fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
no vento deste poema
as emoções inacabadas
fervem as minhas veias,
presságios não confirmados
nas espumas derramadas
distendidas pelas vagas !
,
suaves maresias, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
TITA
,
na flor da eira
invento a ilusão,
na chuva profana
do vento sem leme,
nuvens espumosas
esculpindo salpicos
madrugam instintos,
magnetizando os dias
num mar de fascínios !
,
brisas nocturnas,
ficam,
,
*

JB disse...

E eu tento (e é sempre um desfio deleitoso :)na capa branca das suas palavras seguir a noite e o dia, sentir a terra e a maresia e... colher nem que seja uma só gota desta sua poesia. Imagino se a chuva me fizesse companhia!

Não me canso de ler esta forma que tem de me fazer "sonhar".

Beijinho, com carinho!

Pitanga Doce disse...

Vieram cedo as chuvas, Poeta. Será que teremos um Inverno longo como o passado? Aquele que emenda no Outono e vai até à Primavera? Dias cinzentos também os tenho por aqui.
Linda a tua foto do luar envolto pelas nuvens.

abraços de cá

Lilá(s) disse...

Gosto destes sentimentos expressos saltando entre a natureza e o amor, lindo!
Bjs

helia disse...

Lindas imagens que acompanham mais um Poema muito bonito !

Lilazdavioleta disse...

Olá Poeta ,

este poema levou - me a " ver " um nabo .
É lindo .
Tem forma de coração , um belo colorido , do branco ao rosa alilazado , a ramagem , quando fresca , verde esmeralda .

Estou convencida que a tua musa vai aceitar .

Gosto do poema e de todo o conjunto .

Beijo ,
Maria

antonio - o implume disse...

Hoje estamos particularmente atrevidos. Liberdades republicanas, está-se mesmo a ver.

GarçaReal disse...

Guardarei o poema da resposta no meu ficheiro dos belos caso o permitas

Bom feriado

Bjgrande do Lago

poetaeusou . . . disse...

*
JB
,
nas chuvas que caem
vou disseminar amizade
colorindo as nuvens,
como, campos primaveris
bátegas condensando
a amizade que te deixo !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
*
na Primavera
a chuva é Brasileira
abençoando os Jardins,
olhai os Lírios do Campo,
grita Érico Veríssimo
entre nuvens condensando,
os canteiros da saudade !
,
conchinhas floridas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
amiga
amar a Natureza,
é amar a nossa Casa !
,
serenas maresias,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
como agradecerei
as tuas lindas palavras ?
,
suaves brisas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilazdavioleta
,
na minha ilusão
oculto os poemas
até me encontrar
na areia da vida,
tempo inventado
nas frustrantes musas
sublimação contornada
nas diáfanas suplicas !
,
marés de encanto,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
antonio - o implume
,
e aí temos,
a Primeira Republica . . .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
Amiga,
não necessitas de permissão,
a tua licença é vitalícia !!!
,
marés de pilipares,
num mar de estima !
,
*

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema que acompanha as fotos.

poema e fotos em completa sintonia.

deixo um beij

Multiolhares disse...

entre o sol e a lua quando existe amor ele perdura

beijos nossos

Ana disse...

Gostei muito dos pingos de chuva na janela!

Não me queres vender a máquina fotográfica?
Então, prontos. Mas diz lá a marca...

Beijinho

Carmo disse...

O meu amigo Poeta é um artista completo!
Adorei
Beijo e boa semana

poetaeusou . . . disse...

*
© Piedade Araújo Sol
,
gratificado,
me sinto !
obrigado,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
O amor não tem cor
O amor não tem idade
O amor não vê cara nem religião
Não faz diferença do rico e do pobre
O amor só precisa de um coração !
srsrsr
,
in-Martinho,
,
beijos nossos
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
olha
é uma Canon 550d, quando
aprendo a “mexer num botão”
esquece-me do que aprendi antes
e de a pôr a tiracolo, já tenho,
um triciclo e duas bicicletas
no pescoço. srsrsr,
Ando a pagá-la a prestações,
mas posso oferecer-te uma igual !
,
um segredo, também tenho
uma Sony velhinha, que é
muito melhor do que as de alta
tecnologia, aquilo é que é, um
verdadeiro Simplex ! eheheh,
,
brisas do sol-pôr,
ficam,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Carmo
,
não, minha amiga,
é apenas a mania
da perfeição, é só !
,
agradeço as tuas palavras,
,
marés de estima,
deixo,
,
*

Cildemer disse...

"e em ambiência rural
suplicava á chuva
que me concedesses
ser o teu nabal."

Poema lindíssimo!
Mas amigo, não é com vinagre que se apanham as moscas. E não é com nabos que se atraem mulheres;o)
rsrsrs...

***
Beijinhos
muitos muitos*******

SAM disse...

Poeta,

Belas fotos, lindíssimo poema e maravilhoso sentimento! Como é bom amar... Tudo tão lindo... Babei!

Carinhoso beijo

Insana disse...

Já falei do tempo, mais em suas palavras ficou lindo.

bjs
Insana

utopia das palavras disse...

Podia cantar
todas as palavras
e com elas dançar
ao som de acordeão
porque o teu poema
tem o cheiro do mar
e a forma de canção!

Saudades poeta

Beijinhos

Zélia Guardiano disse...

Poeta
Quão feliz deve estar a musa inspiradora de tão lindos versos...
Poema sensível demais...
Um encanto!
Abraço, meu amigo!

Ana Isabel disse...

E que linda declaração de amor!


A melodia das palavras, as fotografias..lindo!!!


Abraço

Ana Isabel

Amor feito Poesia disse...

De esquecer que um dia eu tive dor e agonia!

Perpetuando sempre esse amor na mente!...

Betânia Uchôa


Saudações Poéticas! Beijos no coração!!M@ria

poetaeusou . . . disse...

,
Cildemer
,
os Nabos do meu Nabal
são da família dos Búzios
deles fiz colares no areal
mas não sei onde é que os pùzios !
srsrsr,
,
amiga
marés de chuva,
ficam,
,
*

Céci disse...

Ola Amigo Poetaeusou,

O que nao se é capaz de fazer por amor, não é???

Adorei o teu poema!

Bjinhos

Céci

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
quem que foi que disse
que amar é tolice
não é não
sensação
bem maior
do que se pensa
irreverência
ao marcar sua presença
vai e vem
nas marés de muitos tons
toda aquele que acha
nas ondas emoções
do amor que vem, lá lálá !
,
in-martinho,
,
conchinhas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Insana
.
o tempo
que o tempo nos dá
vem sempre atempadamente !
,
atempadas conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
são o meu manto
as tuas palavras
letras de saudade
virgulas de emoção
sílabas de bondade
onde a minha gratidão
e a tua amizade
são o meu encanto !
,
ondas de estima,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Zélia Guardiano
,
grato fico,
,
musa inspiradora,
deusa da inspiração,
olha,
vou arquitectar uns rabiscos,
e o produto final postarei hoje !
,
conchinhas,
,
*

maria teresa disse...

o Poeta não desiste ... certamente que um dia "ela" se renderá e ficará eternamente ao seu lado.
Abracinho

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
amor quando virá,
ao meu encontro,
não sei quem tu és,
nem sei quem serás,
meu amor . . .
,
In-do meu imaginário,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Amor feito Poesia
,
M@ria
agonias amorosas,
devem, fazer esquecer a dor !
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
amiga,
,
por amor,
por amizade
por solidariedade
por quem necessita
….. de um ombro amigo !
que sublime é ajudar o próximo,
quem pensa o contrário
de certo desconhece
a palavra dar !
,
marés de estima,
dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria teresa
,
Amiga
lembraste-me o Ary,
,
Ah não me venham dizer
que é fonética a poesia !
Serei tudo o que disserem
por temor ou negação:
Demagogo mau profeta
falso médico ladrão
prostituta proxeneta
espoleta televisão.
serei tudo o que disserem:
Poeta castrado, não!
,
In- Ary dos Santos,
,
marés de respeito,
deixo,
,
*

MM - Lisboa disse...

Muito lindo!

poetaeusou . . . disse...

*
MM - Lisboa
,
é dos teus olhos,
apenas . . .
,
saudações,
,
*

Cildemer disse...

Ha ha! Podem vir marés de chuva para aqui!
Não vão conseguir lavar o sorriso que deixou a leitura da resposta tão cheia de espírito deste meu amigo poeta!

***
Beijinhos,
muitos, muitos*******

poetaeusou . . . disse...

*
Cildemer,
,
o mar é um touro bravo
já chega á Pederneira
olha, vou apanhar a carreira
vou-me exilar no Valado !
,
brisas nocturnas,
,
-

Duarte disse...

Esse sol-pôr

que com estupor
contemplo.

Raízes 

da minha terra trás!

Paixão que… 

dilacera

todo o meu ser.

Abraços, amigo zé

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
gostei !!!
,
levo-te um pouco desta Terra,
na próxima semana, 18/26/10,
vou sair de Málaga e entre
outros portos, toco a Córsega,
Sardenha, Sicília, Tunísia e
outros é a volta dos tristes,
Srsrsr,
,
conchinhas,
,
*