outubro 09, 2010

.................................. de quando em vez



quero fumar o mar
viciado sou
eu e o cigarro que nunca fumei,
e na nicotina da ilusão
o meu pulmão de sal
respira as esperas
na cigarreira vazia
onde os gestos são fumados,
como é possível
o sol pedir lume ás marés
para iluminar o crepúsculo ?
vamos contrariar o poeta
e afirmar convictamente
que nos tragos da solidão
dos Restelos sulfurosos
os Velhos, fumam a verdade
exigindo a caducidade
dos cachimbos, que nos fumam !
poema e fotos:poetaeusou . . .

66 comentários:

Maria Clara disse...

Bom. Muito bom mesmo.
kandandu

helia disse...

De quando em vez, duas lindas imagens--Sol e Mar--e um lindo Poema!Como era maravilhoso que todos fumássemos a Verdade !

Laura disse...

O sol ofereceu ao mar
pedaços de colorido
que ele sozinho
não consegue criar.

E o mar ofereceu ao sol
o sal com que o vai amar!


Beijinho da laura

rouxinol de Bernardim disse...

O mar também vivia... mas é bom vício, este...
Pior é quando mata... mar-cão, então...

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Clara
,
grato fico,
,
um mar de conchinhas,
,

São disse...

As fotos , como sempre, são espectaculares.
Na profundidade do texto, mergulho.

Um bom fim de semana, amigo.

Isa disse...

Meu Poeta,quanta vibração nesse fumar deliciado o mar?!
Quanta inspiração ao absorver o aroma e suster,por breves instantes,
a respiração?!
Gostei imenso deste seu poema!
Imenso mesmo!
Diferente!
Beijo.
isa.

Zélia Guardiano disse...

Meu querido
Para a tua arte poética, não existe tema impossível...
Lindíssimos versos!
Bravo!
Grande abraço, d'aquém-mar!

MM - Lisboa disse...

E, quando o sol se põe, à noitinha..
Deita-se nos braços do mar,
iluminando-o..
e vibram os dois em sintonia,
na ondulação dos sonhos!

tossan® disse...

És viciado na fumaça das marés fuma poesia pura e da melhor qualidade! Eta vício bom demais da conta sô! Abraço amigo

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
amiga
vamos fumar em liberdade,
as fumaças da verdade !
,
conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Laura
,
Amiga
,
o sol
abraçou o mar
e em verdade
quis dançar o vira . . .
,
brisas serenas, deixo,
,
*

Filó disse...

Sol e Mar completam-se, por isso se abraçam ao crepúsculo, tal como a luz e o sal...
Assim como este belo poema, fotos e o "Imagine" de John Lennon...
Poeta, seu vício é muito bom...escrever poemas lindos,como este que nos toca o coração...

Beijinho amigo

poetaeusou . . . disse...

*
rouxinol de Bernardim
,
mas, quando o mar,
traga, feroz, os pescadores,
que vão ganhar,
o seu duro e negro pão,
deixas de ser
o mar dos meus amores,
fazer sofrer
e perdes toda a sedução,
hóóó, hóóó, hóóó . . .
,
abraço,
,
*

sonho disse...

O mar...um vicio tão harmonioso...tão maravilhoso:)
Beijo d'anjo

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
Amiga,
etéreo é o mergulho,
que salva a verdade !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
mar,
deixa-me fumar o iodo,
o elixir da verdade !
,
Brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
mar,
deixa-me fumar o iodo,
o elixir da verdade !
,
Brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MM - Lisboa
,
e quando o sol á tardinha
se esconde na linha
rasante ao olhar,
nós caímos de joelhos,
são novos, são velhos,
louvando o mar . . .
,
floridas conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan®
,
Amigo,
,
cuidado
com o produto !
,
quem quiser ver
é só subir o Morro,
quem diz o Morro
diz as 7 colinas de Lisboa !
srsrsrsr,
,
aquele abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
minha amiga,
,
e alimentarei o meu vício,
para te obrigar a voltares !
srsrsr,
,
marés de estima,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sonho
,
Amiga,
sou viciado em mar
entre as ondas e as vagas,
ressacando as marés !
,
viciadas maresias,
deixo,
*

Maria disse...

Amigo, Mar e Sol uma conjugação perfeita. Lindo.
Tenha um sereno e feliz fim-de-semana.
bjs do tamanho do inifito
Maria

antonio - o implume disse...

Esfumamos as nossas emoções. Será defeito?

poetaeusou . . . disse...

*
Maria
,
olha
a dança do mar
e o sol latejando
na valsa do tempo,
os passos alados
voando enleios
franjam os recantos
no palco do vento.
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
antonio - o implume
,
não,
quando é tudo fumaça !
,
*

Andradarte disse...

Gosto de fotografia...gosto muito
destas fotos...
Abraço

Lilá(s) disse...

Adoro o vicío do mar, do fumo nem pensar...vamos nessa.
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
grato fico,
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
nunca fumei,
nem a brincar,
era o único do meu grupo,
os “apelidos” que eu tinha . . .
srsrsr,
,
oxigenadas marés,
deixo,
,
*

gaivota disse...

será que fumam a verdade...
não me mostres o mar assim, que o soberco chama-me!
não há vento na terra dos moinhos... nem brisas!!!
só pá ilha do s'miço!
pilipares

TITA disse...

Poeta,o teu pulmão de sal é o tempero com que nos brindas em cada mergulho de poesia.Quisera que os gestos não fumados fossem vícios de verdades partilhadas.Belo o poema,profunda a música,fecunda a imagem.Harmonia plena.Um abraço.

Cildemer disse...

"quero fumar o mar"

Amigo, não fume o mar todo! Deixe um pouco par mim para quando aí voltar;o)
E então, espero que o eco do mar me trará o "Imagine" de Lennon que eu adoro escutar;o)

***
Beijinhos
muitos e envoltos
em nuvens de fumo*******

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Migaaa,
,
tá rabiosa,
lá ganhamos,
nã vi o tê menino . . .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
TITA
,
depois da tardinha
a noite conjura-se
onde fervilha o sol-pôr,
entre o breu o teu olhar,
inicia-se o ritual das sombras
nas esperas do madrugar.
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Cildemer
,
Dancemos com fé
que o vira não cansa
pois na Nazaré
o vira é dança
Nazaré sem vira
e amor sem ciúme
é pura mentira
é fogo sem lume !
,
brisas serenas,
ficam,
,
*

KrystalDiVerso disse...

Confesso que o ritmo do Poeta é demasiado elevado para a criatividade dos meus comentários, todavia é o que nos vai na Alma que interessa, tanto, quanto o interesse de toda essa força que brota do "poetaeusou", como se todo o Mar fosse um Amar sem fim. É um Mar de Amar sem fim!
A partir do momento que se Ama assim, cada um é a nicotina de seu próprio cigarro e cada cigarro é o seu vício; talvez um cigarro de marca "Mulher para Sempre e Mar!... Apenas há quem perca um boa "cachimbada" de esperança ou desista de lembrar o fulgorante travar de uma cigarrada... matando o vício... por Amor imortal, imune aos danos do Pulmão, mas não à marca forte dixada para sempre no coração de quem Ama!... E assim se escolhe o Mar onde o Amar flutua num percurso sem fim!...


Óptimo resto de fim de semana e igual Semana que se avizinha.



Escolham entre... beijos e abraços

Verba disse...

Привет с Украины! Очень красивые фото! Красивое море! Желаю удачи!

sérgio figueiredo disse...

Meu Bom Amigo Poeta,

O teu vício está bem expresso pela qualidade das palavras a que sempre me habituastes. A poesia, hoje, este Sol, este Mar, dão-me também, o prazer de uma fumaça feita leitura na forma mais bonita que é tua, Caro Poeta.

Forte Abraço

Maria Luisa Adães disse...

Poeta amigo

E a propósito do Mar, das marés, das brumas, do vento e do amor,
eu digo:

Uma onda
Vinda do Teu Mar
Bateu em mim,
Diluiu-se em espuma
Reflectiu-se em Ti...

Apressei o caminhar
Corri ao teu encontro
E juntos,
Como seres da Natureza

Reunimos os pedaços dispersos
Aqui e ali...

E construímos
Os nossosPoemas de Amor

Feitos da espuma do Mar!...

em resposta a:

"................ de quando em vez"

Maria Luísa

sérgio figueiredo disse...

Meu Bom Amigo,

Volto para te responder e agradecer, a visita e comentário, que deixas no meu blogue sobre a doença Bipolar, aquela de que padeço.

Na verdade, a doença Bipolar, ainda hoje, é um quebra cabeças, até, para os médicos na dificuldade do diagnóstico.
Ela apresenta múltiplos síntomas, sendo que, alguns, "enganam" e se confundem com Doença Depressiva e outros, até,doença Esquizofrenica. Nada disso.
A percentagem de doentes Bipolares, que nega, esconde, evita conversas, sobre a mesma, é enorme. Mais do que se possa pensar. É, ainda, um tabu que não tem qualquer razão de existir.

Ora... ao ter criado um dos meus blogues, apenas, dedicado à doença, tem a intensão de "picar", "Desafiar", quem padece da doença e, quem não sendo doente, contude convive com o doente.
Pretendo, assim, partilhar a minha experiência de doente e demonstrar que não há motivos para esconder.
Preocupo-me em denunciar os vários síntomas pelos quais passei ou passo e, desafiar/encorajar, outros pacientes e não pacientes, a fazê-lo, para enriquecerem, com a sua experiência, para o melhor conhecimento da mesma, que é crónica, mas não impede o fazer-se uma vida de plena alegria.

Quanto à tua pergunta, se prejudica o doente falar da doença...Não, Não prejudica. O que existe é a grande tendência de muitos destes doentes, não revelar a doença de que padecem.
Um dos motivos é a doença ser do foro Psiquiátrico logo, o alimentar o velho tabu.

Um forte Abraço

Anónimo disse...

Apenas e SÓ:

Lindo! Lindo!! Lindo!!!

Margarida

Iana disse...

Hehe Caro Poeta Amigo

a princesa esta por aqui
uns dias lê, outros publica e outros comenta :)))
mas dos melhores lugares nunca se ausenta...

beijos com muitas flores
da rosa amiga
Iana

RETIRO do ÉDEN disse...

«como é possível
o sol pedir lume ás marés
para iluminar o crepúsculo?»

Uma beleza de "ponte" de quando em vez...faz falta as pontes...
Forte abraço
Mer

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

O sol pede o que é necessário pedir.Tudo é possível, quando se trata de iluminar.

Quanto às visitas, claro que fico triste.Mas tu é que sabes ,não é?

Lá postei qualquer coisa,talvez mais ligado àquilo que vou sentido, como me veou sentido...não sei!

Beijinho doce e obrigada pelas visitas

poetaeusou . . . disse...

*
KrystalDiVerso
,
meu amigo,
ao ler o teu douto texto,
fiquei, olha, fiquei sem palavras . . .
imitando os abordados da rua,
aquando as entrevistas para as TVs !
srsrsrrsrsr,
,
obrigado,
,
um abraço
fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Verba
,
alô Ucrânia,
este maravilhoso mar,
obriga-nos a fazer boas fotos,
grato fico com o teu elogio !
,
снаряды цвета, отпуск,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sérgio figueiredo
,
amigo Sérgio
,
é grande a minha felicidade,
quando me dizem que
transmito algum tipo
de emoção, a quem me lê !
obrigado .
,
Abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Luisa Adães
,
dou-te,
,
ofereço-te
no ar que eu respiro
o imparável desejo
de orvalhados poemas
ofereço-te
a voz do vento suão
em palavras construídas
semeadas de prenúncios
ofereço-te
a colheita de cristais
do instante cintilado
nas marés por renascer !
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sérgio figueiredo
,
Sérgio
,
desconhecia que a doença
fosse tão profunda e de
tamanha complexidade,
vou ficar por aqui, por duas
razões, a primeira quero ler e reler
o teu exposto, a segunda, tenho
uma “costela” de hipocondríaco
logo podes calcular o que sinto !
,
meu amigo, um abraço,
fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Anónimo
,
Apenas e SÓ:
feliz fico,
,
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Iana
,
e um principesco cintilar,
inundou o meu cantinho,
envolto em fragrâncias
de floridas rosas, amigas !
,
rosadas brisas !
,
*

Fernanda disse...

Querido poeta!

As fotos são divinas! De artista!

O poema um encanto, como sempre.

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
é, amiga,
as pontes, são necessárias
em todas as vertentes da vida,
as pontes encurtam a distancia
entre as partes beligerantes,
ajudando a resolver os litígios !
,
Deixo a minha Paz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
Amiga,
não quero que fiques triste,
o Milton Nascimento pediu
que eu te enviasse:
,
Hoje eu quero a rosa mais linda que houver
quero a primeira estrela que vier
para enfeitar a noite do meu bem
Hoje eu quero paz de criança dormindo
quero o abandono de flores se abrindo
para enfeitar a noite do meu bem
Quero a alegria de um barco voltando
quero ternura de mãos se encontrando
para enfeitar a noite do meu bem
Hoje eu quero o amor, o amor mais profundo
eu quero toda beleza do mundo
para enfeitar a noite do meu bem
Mas como esse bem demorou a chegar
eu já nem sei se terei no olhar
toda ternura que eu quero lhe dar !
,
uma noite serena,
fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fernanda
,
Amiga,
,
é mesmo de encantar
as palavras tecladas
são mensagens espalhadas
que me fazem fascinar !
,
conchinhas nocturnas
,
*

uminuto disse...

sol e mar...dois dos meus vícios eternos.
Adorei os trocadilhos destas palavras e sentui-me fumo a esvoaçar nas ondas do mar
beijo e boa semana

© Piedade Araújo Sol disse...

que dizer ?! que já não foi dito...

que és um Poeta, e essa de querer fumar o mar...tá surreal, mas gostei!

as fotos como sempre, belissimas.

um beijo com fumo de mar

Secreta disse...

De quando em vez... a ilusão dá cor à vida...

Duarte disse...

Fumar... saiu-me mal ao primeiro intento e só o voltei a fazer por vaidade: eram os anos moços. Foi para sempre.
O cachimbo, que queimei com rum, e aquele tabaco doce e oloroso, tudo fruto dum tempo ido.

Fizeste-me andar para trás no tempo, amigo Zé

Um grande abraço

poetaeusou . . . disse...

*
uminuto
,
hoje,
está um sol intermitente,
e o aquietado mar,
imita um cata - cores,
mudando de tom,
conforme a nuvem que passa !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
© Piedade Araújo Sol
,
é entre a fumaça do mar,
que as brisas se entrelaçam !
,
esfumadas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
é na ilusão da seara,
que se colhem realidades !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
Joaquim,
,
um amigo meu deixou de beber
álcool, acontece que continuava
a sentir os efeitos, como se bebesse,
uma vez que sempre abusou, pensou
que ainda seria da borra alojada em
qualquer órgão, mas não, não bebia,
porém inalava, destilando por
semana uma garrafa de rum, no seu
cachimbo preferido . . . srsrsrsrsr,
,
aquele abraço, fica,
,
*

Desnuda disse...

Poeta, são lindas as imagens! E o poema belo e sensível.

“vamos contrariar o poeta
e afirmar convictamente
que nos tragos da solidão
dos Restelos sulfurosos
os Velhos, fumam a verdade
exigindo a caducidade
dos cachimbos, que nos fumam !”


Viva os poetas: Camões e Poetaeusou.

Carinhoso beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
Desnuda
,
querida amiga,
se não te importas,
vou incluir o Manuel Maria
do Bocage, El Sadino está a
fazer falta aquém e além mar !
srsrsr,
,
amiga
marés de respeito,
deixo-te,
,
*