abril 11, 2010

----------------------------------- águas limpidas apelantes



 
no sótão das minhas sombras
soam passos marinheiros
silhuetas cinzeladas
nas pedras do meu queixume,
na sombra dos meus sigilos
invento visões salgadas
perversos búzios rochosos
arremessando assombros
que eu procuro afastar,
é na sombra dos limites
que mora as margens da luz
águas límpidas apelantes
a mergulhos cristalinos
submergindo o meu olhar
nos reflexos anilados
azulados, da cor do mar.
poema e fotos: poetaeusou

62 comentários:

Andradarte disse...

Belo poema, mas sou muito sensível
ás fotografias e essas sombras projectadas, não podem deixar ninguém
insensível.
Abraço

Isa disse...

Mais uma ligação perfeita e formosa entre a música e o verso.
Lei-o sempre com a música em fundo.
Esta principalmente, pois a voz do Pedro Barroso é bem forte!
E as águas prenderam-me aqui...feliz,
encontrando eco no meu ser.
Beijo.
isa.

Delirius disse...

Ah Poeta, às vezes digo bobeiras só p'ra saberes que passei por aqui porque me encanta ler-te. Queria saber usar as palavras como tu, já que tanto as amo, como amo gente. Hoje as pontas da alma deram nó, na garganta e na ponta dos meus dedos. Não tenho palavras que não estraguem a beleza deste instante que me fez parar aqui.
Abraço e beijo este mar de ti.
Simplesmente sublime, este poema!
Nunca te li outro mais belo!

Baila sem peso disse...

"A minha gratidão
não foi antes nem depois
foi no instante
do vibrar, do teu escrever
momento exacto
em que o sonho pairou
e naufragou
na lágrima que desenhaste"


poetaeusou
in "o limite do sonhar"

este canto com que te lavras
são as águas límpidas
apelantes e guardadas
nesse mar anil dos azulados
com silhuetas nas marés desenhadas
que não encontram mais palavras

sal que guardas em formas cinzeladas...
molhadas e salgadas
tão poeticamente fadadas

(Um bom Domingo!...o mar deve estar lindo...de tarde quero por lá passar...apenas e só para olhar...bem pertinho do Tejo, que sempre que posso, vejo!! Ah...e se me deixassem também mergulhava...um colo infinito, e este desejo de abraçar)

Meu carinho veio p`ra ficar
como mergulho, perto do teu estar

Lídia Borges disse...

Reflexos, sombras, luz e água, elementos importantes na construção deste belo poema. Muito bem ilustradas também nas imagens.


L.B.

Zélia Guardiano disse...

Deus! Ao final do poema, estou sufocada de emoção! Não bastassem as imagens deslumbrantes, ainda essas palavras cinzeladas em magia...

Um abraço

Multiolhares disse...

O teu "Ego" banhado nas águas da praia ficou muito bem,não o deixes afogar.

Beijos nossos

Paula Raposo disse...

Parece um princípio de um fado.
Beijos.

Agulheta disse...

Poeta.Qunta beleza contida nas palavras com a magia das sombras,a música já algum tempo não ouvia...gostei de voltar a recordar.
Beijinho
Lisa

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

"No sótão das minhas sombras", há um verdadeito poeta e uma imaginação infinita; "reflexos anilosados"!
Abraço
Daniel

tulipa disse...

Agora que é abril, e o mar se ausenta,
secando-se em si mesmo como um pranto,
vejo que o amor que te dedico aumenta
seguindo a trilha de meu próprio espanto.

Com este "Soneto de Abril" vim te visitar e deixar um abraço de saudades.

Filó disse...

Lindas fotos com imagens refletidas no mar, límpido e transparente, visto com um olhar cristalino e salgado.
Poeta,que infinita inspiração, um poema bonito acompanhado de um mar transparente com um refexo anilado e a voz de Pedro Barroso, absolutamente espantoso !


Beijinho amigo

Sonia Schmorantz disse...

Um criativo poema e imagens!
abraço, ótima semana

cristal disse...

Ouvi um apelo...
Segui essa voz...
E uma imensidão de águas límpidas consigo avistar...
Uma luz vencendo as sombras...
E um mar calmo, tranquilo...
Sentei...
Deixei-me ficar a contemplar esse mar...
E ouço Pedro Barroso cantando a uma menina de olhos de água que nos cabelos transporta nuvens de encantar...
E assim me deixei encantar...
Fiquei mais um pouco...
Entretanto...quebra-se o encanto pois há que voltar!

PARABÉNS, amigo por este momento de tamanha inspiração!
Perfeita a comunhão das palavras,imagens e música!
Fique bem, Poeta.

Deixo o meu Abraço
e
Desejo um boa semana

São disse...

As so0mbras projectadas tocam(-me) fundo.

Uma boa semana para ti e para os teus.

tossan disse...

Esse é um dos melhores que li. Gostei muito das fotos. Muito! Abraço amigo

Rafael disse...

Muito bonito, poeta! As fotos também ficaram bem legais. Imagino que sejam tuas aquelas sombras, não?
Abraço

Angela Reis (Luna Luz) disse...

Belíssimo tudo, união perfeita! Amo estar aqui!

"So quem soube da sombra pode verdadeiramente saber da luz" Neruda

Meu carinho

Canduxa disse...

A luz espalha-se
e afasta-nos das sombras
que nos perseguem…
surgem as águas limpidas e apelantes.

Oh amigo, essas silhuetas cinzeladas estão um espanto…
estou sem palavras. Parabéns!

beijinhos com sabor a maresia

Erico Bratfish disse...

Olá,

Gostei muito do que li aqui... Muito, muito talento!!!

Abraços,
Erico.

Sonhadora disse...

Meu amigo
Plena sincronia entre a imagem e o poema...muito belo.

Beijinhos
Sonhadora

RETIRO do ÉDEN disse...

«é na sombra dos limites
que mora as margens da luz...»

As fotos uma maravilha.
Abraço
Mer

© Piedade Araújo Sol disse...

Poeta

o poema como sempre, muito bom.

as fotos do mar e da praia da Nazaré com a silhueta do poeta só por si são um verdadeiro poema.

grata pela partilha do seu talento!

um abraço cheio de maresia e com um olhar saudoso sobre esse mar e essa praia!

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
são fáceis de tirar,
ao amanhecer, em dias límpidos,
o sol projecta a nossa sombra
para além de 2/3 metros !
,
Abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
é !
a voz de Pedro Barroso
fortíssima e audível, em poemas
de grande sensibilidade .
agradeço o teu bom gosto !
,
conchinhas mareantes, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Delirius
,
Amiga, o poema é teu
não pela razão dos poemas
pertencerem a quem os lê,
e sentidos conforme o nosso
estado de alma no momento,
mas pelos tuas palavras que
me impuseram uma divida
de gratidão para contigo, na
sensibilidade que demonstras,
obrigado !!!
,
Um mar de alegria deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
Amiga,
,
Mergulho na gratidão
ao esculpir poemas
palavras cinzeladas
buriladas como estátuas,
olha, pensa comigo,
o mar é poesia,
e quem o mar sente
ouve no cantar da maresia,
que amar, é ser poeta,
muito antes de ser gente .
,
um mar de carinho,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lídia Borges
,
tens o dom da perspicácia,
parabéns,
,
marés de gratidão,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Zélia Guardiano
,
amiga
as belezas naturais
do meu rincão
são o móbil do eu sentir.
,
um mar de encanto, dou-te,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
os meus Egos
sabem nadar, yôôôôô.
,
beijos nossos,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
queres um fado ?
toma :
,
foi no covil da guitarra,
na casa do ivic moldavo
onde fui ouvir o fado
que conheci uma croata
com um palacete na lapa
desafiando-me prá desgarrada.

tinha o perfil d’uma maga
entoando sons trinados
em acordes afinados
dobrava tão bem a voz
que eu após, só muito após
vislumbrei que ela era gaga.

mesmo assim me conquistou
e eu voltei ao covil
muitas vezes, mais de mil
um dia levei um tabefe
disseram-me que o SEF
pró Linhó a deportou
um dia levei um tabeeeeeefe
disseram-me que o SEEEEEEF
pró Linhó a deporrrrrrrrtou
´
á viola: Boris Pasternak
á guitarra: Leon Tolstoi
,
num abraço aos amigo do Leste,
deixo-te um mar de carinho !
,
*

Delirius disse...

Oh Poeta, me deixas emocionadissima!
Os poemas são sempre o melhor presente que me podem oferecer.
Olha..., fiquei chorona sabias?!

:)) obrigada meu amigo, querido.

Peço licença para publicá-lo no meu blog com os devidos créditos, é claro, ou do jeito que tu "mandares":)

Fiquei feliz :)
'bigada :))

Bjin salgadito :))

FlorAlpina disse...

Maravilhoso poema, sem sombras de duvida!
E das fotos que dizer?
Senão maravilhosas também?

Bjs dos Alpes.

Secreta disse...

Nas sombras da vida, habita muito de nós.

Lilá(s) disse...

Poema ou fotografia de qual gosto mais? dos dois claro e saio encantada!
Bjs

segredo disse...

No sotao das nossas sombras existem reflexos apeteciveis e outros a necessitarem de ser esquecidos.
Beijinho de lua*.*

SAM disse...

Poeta,

que imagens! Que poema! Lindos demais...

Carinhoso beijo e belíssima semana.

Miosotis disse...

...também tens a 'paixão' pelo mar!
E que palavras tão bem arremessadas sobre as maresias que não trazem nunca assombros!

Sensibilizada pelos versos deixados...
Abraço,

Eärwen Tulcakelumë disse...

Consegues trazer com maestria vida as palavras e as fotos.
Que as águas do teu mar sempre sejam luz!
Pérolas incandescentes de brisa marítima e paz aqui deixo.
Com carinho
Eärwen

poetaeusou . . . disse...

*
Agulheta
,
quanta excelência,
o teu comentário encerra.
.
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
do sótão da amizade,
envio-te, aquele abraço.
*

poetaeusou . . . disse...

*
tulipa
,
saudoso te escrevo
tulipa amiga
na forma e no jeito que eu posso
junto-te tulipa ao mar que é nosso
cantando uma trova feita cantiga
balada de gratidão que a ti devo .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

-
Filó
,
canta quem canta
e quem canta é quem diz
quem diz o quem vai na alma
na alma vai um País .
,
um mar de carinho
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
grato fico, amiga,
.
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
respiro o mar
na sua espera
saciando o desejo
na janela por abrir
respiro o mar
aquietando a agitação
travessia ofegante
do instante por cumprir
respiro o mar
entre as marés sufocadas
ouvindo o seu marulhar
tangendo nas guitarradas .
,
um mar sereno
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

,
São
,
no areal
deixa-me embalar o mar,
deixa-me embalar o mar,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
são os teus olhos amigo,
são os teus olhos . . .
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Rafael
,
são minhas, são !
no despontar do sol,
manhã cedo,
o sol projecta as sombras
ao nível do solo,
surgindo a oportunidade . . .
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Angela Reis (Luna Luz)
,
Aí, o tempo avança com cinza, com ar
E com água! A pedra que o lodo e a
angústia morderam floresce com
prontidão com estrondo de mar .
,
In- neruda
,
Conchinhas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
sombras,
que iluminam o olhar,
será ?
,
luminosas conchinhas,
deixo-te, amiga,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Erico Bratfish
,
grato fiquei,
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
babado, fico,
obrigado,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
que os pensamentos
luzentes, iluminem as
sombrias almas . . .
,
marés de luz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
© Piedade Araújo Sol
,
dou-te,
,
Sinto ao longe o teu cheiro
Como se fosse um canteiro
Perfumado de mil flores
Nazaré, tu és tão bela
Com essas flores na janela
Ó praia dos meus amores
,
Conchinhas nazarenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Delirius
,
Amiga
sem qualquer condição
podes publicar o que quiseres
do meu blog !
honrado me sentirei
obrigado –
,
um mar de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FlorAlpina
,
tanta benevolência,
não mereço . . .
,
Obrigado,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
sombras
que nos toldam os sentidos.
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
e fui atingido
com o teu encantamento,
,
conchinhas encantadas,
ficam.
*

poetaeusou . . . disse...

*
segredo
,
a dualidade memorial !!!
,
marés de beijos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
feliz me senti,
minha amiga,
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Miosotis
,
Ai . . .
se o mar tivesse varandas !!!
,
apaixonantes conchinhas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
é no mar das tuas pérolas,
que deixo as minhas
Incandescentes conchinhas .
,
*