abril 09, 2010

----------------------- a simplicidade do "eu"


os dias sem ti,
são marés paradas
sem ondas espraiadas
no sequioso areal,
são peixes inertes
como o meu olhar
fitando o caminho
da espera perdida
na tua demora,
os dias sem ti,
são flores vencidas
prostradas, caídas,
sem pétalas, sem folhas,
sem seiva nem odor,
tristes, angustiados,
de amor, frustrados,
são dias de amargor !
poema e fotos: poetaeusou.

76 comentários:

gaivota disse...

fôtes à pesca, mês d'abril!!!
tadinho do robalote...
tás muite amrg' amanhã levo-te açúcar e rego-te!
arrebita o moral e dá saúde,
aí ao cantinho das pedras, anda molhar o pé!
pilipares

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

De facto, dias a esperar pelo amor, é como esperar um mar sem ondas.
Abraço
Daniel

Justine disse...

Tristinho, o teu poema...mas que comovente declaração de amor!

lita duarte disse...

Poeta,

Como é bom querer bem.
Como é bom amar.

Beijos.

Baila sem peso disse...

Amigo,

a tristeza é como peixe
nadando num aquário fechado
como flor caída dentro de vaso
é um nó apertado
o coração esmagado
de quem ninguém faz caso...
nas ondas perdidas do mar
que pés não vêm afagar...
é um enroscar dentro tão só
que ao amor pede colo em dó...

a simplicidade de se ser gente
que tem dias, que dor sente...

espero que poucos dias
espero que poucas horas
espero que sejam alegrias
as renovadas auroras...

Carinho embrulhado em ternura
que o amor te venha afagar
e muito "colinho" te dar!!!
Não fica triste não?!
Beijo deixo em pensamento
na palma da tua mão,
como alento...

gota de vidro disse...

A ausência dói...Torna o olhar perdido e o coração sofrido...

Este poema está lindo...Mesmo lindo

Desculpa a ausência...Mas tu sabes....

Bebe a boa água...Nem todos os problemas te tocam..ehehhe

Agradeço a visita

bjito da gota

Sonhadora disse...

Meu amigo
Lindo o teu poema, melancólico mas gostei muito.

Beijinhos
Sonhadora

Filó disse...

Um EU desencantado com um estado de alma triste...
Poeta vamos fazer com que corra seiva nas flores para que possam sorrir, que hajam peixes à tona de água, ao sabor de marés vivas..
E esperar o sol espraiar nesse areal..

Um beijinho amigo
Bom fim de semana

Cildemer disse...

Olá poeta amigo!

Depois de alguns dias de ausência, cá estou outra vez! E este lindíssimo poema até parece ser escrito para mim:-)
Sei que não é, mas se o meu homem escrevesse assim para mim, estaria bastantas vezes ausente! rrss rrss

***
beijinhos*******

Barbara disse...

Olhe bem prá esse mar e vai ver que ele nunca é igual, portanto, aproveite a espera.
Barquinho balançando suavemente no ancoradouro.

Andradarte disse...

Maravilha de poema, mas dentro
da onda da Sonhadora....triste
Abraço

Carmo disse...

"Ai eu coitada! Como vivo
en gran cuidado por meu amigo
que ei alongado! Muito me tarda
o meu amigo na Guarda!"

O desespero provocado pela ausência da pessoa amada.

Muito bonito, poeta

Beijinhos

Carmo

Lena disse...

Essas flores estão mesmo vencidas...lol

Os dias de espera,
parecem um deserto

Mas quando chegara,
sera aquela explosão de cores..

Um beijo Poeta !

HELENA AFONSO disse...

LINDISSIMO este poema ao amor como é verdadeiro!
O AMOR É VIDA!
HELENA

Baila sem peso disse...

e voltei...

(sempre leio, sempre leio...
tudinho!...mas às vezes me perco em tanto "enleio"...obrigada...e não sei dizer mais nada!)

e deixei:
um carinho para fim-de-semana
num beijo de sal do "nosso" mar
onde as palavras se fazem naufragar
nas profundezas do sentimento
que guardamos cá dentro!

Jacarée disse...

Mereces dias felizes, marés agitadas com ondas infinitas de rasgos de sol... iluminando a caminhada....

Abaço

M@ria disse...

"Se procurar bem você acaba encontrando.
Não a explicação (duvidosa) da vida,
Mas a poesia (inexplicável) da vida."

(Carlos Drummond de Andrade)


BOM FDS e beijos meus!!

Lilá(s) disse...

Triste poema em tempo de Primavera!
Tons lilás para animar os teus dias envio.
Bjs

Multiolhares disse...

Ficou muito bonito este poema

Até as flores entristecem
de o mar quase não dar pescado,
de pescaria frustrada a vida fica amargurada

beijos nossos

mulher lua disse...

Ó poeta nazareno, os dias sem ti são apenas um intervalo... ah ah ah

Veijios

Agulheta disse...

Amigo Poeta! A vida sem amor é realmente um mar sem marés,mas sempre é bom esperar pelo amor...muito ou pouco,vale sempre a pena.
Beijinho bfs Lisa

Canduxa disse...

Poeta amigo,

os dias sem ti...
são dias de espera
que espelham fé,
sorriem cansados
mas sempre de pé

um dia o amor chega, senta-se a nosso lado e os peixes e as flores ganham vida...um sorriso desponta.

beijinhos floridos

olhodopombo disse...

oi,
a poesia esta bem
por aqui muita chuvas
gastam
o papel e a tinta.
o silencio se faz.....

Lúcia Leme disse...

Simplicidade é algo difícil.

bjusss

Maria L. Bózoli disse...

os dias sem ti,
são marés paradas
sem ondas espraiadas
no sequioso areal,

encantada.....amei a postagem!!

Feliz Sábado!!

Fa menor disse...

Quando sentimos a falta de algo ou de alguém é como se nos faltasse o ar para respirar
.
é como fossemos flores murchas ao sol
.

Bom fim de semana

Bjos

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO POETA... QUE MARAVILHOSA POSTAGEM... O POEMA IRMÃO GÊMEO DAS FOTOS QUE SÃO BELAS,DE ENCANTAR O CORAÇÃO... ADOREI ZÉ...!
VOTOS DE UM BELO FIM DE SEMANA... ABRAÇO-TE COM MUITO CARINHO E AMIZADE,
FERNANDINHA

Zélia Guardiano disse...

"Flores vencidas"... Que linda imagem, meu grande poeta! Comparação extrordinária para a tristeza do amor ausente.

Seu espaço poético é imantado: uma vez aqui, difícil sair! Vontade de ir ficando...
Um abraço

uminuto disse...

dias de quebrada solidão
um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
á pariga,
é do Aquário
Vasco da Gama . . .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
amigo
fui á praia ao amanhecer
o mar não fazia ondas,
parado, parecia um lago,
raramente acontece,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
ninguém me escuta,
nem a “judite”
que tristeza ! – srsrsrsr,
,
conchinhas, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
lita duarte
,
como é bom gostar
de quem gosta de nós,
ai é tão bom !
ai é tão bom !
,
in-meu imaginário
,
um jino,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
Tristeza não tem fim
Felicidade sim
A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranquila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor !
Vinicius/Jovim .
,
um mar de jinos,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gota de vidro
,
grato amiga,
,
existem ausências
que presentes estão !
,
a água tudo desinfecta, srsrsr,
,
sabes, descobri em mim, um novo
sindroma, o da carteira vazia,
não sei o que fazer . . . srsrsrsr,
,
brisas serenas, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
grato fiquei,
,
Melancolia,
a nostalgia de ser .
,
sonhadoras marés,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

,
Filó
,
é isso, amiga,
venham marés encantadas,
de peixes feitos flores
unindo as pétalas espraiadas,
na seiva do meu olhar !
,
maresias serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Cildemer
,
e é amiga,
os poemas são de quem os lê,
e nota, que um olhar do teu
marido, pode valer mil poemas !
srsrsr,
,
um mar de jinos, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Barbara
,
meu barquinho,
meu barquinho,
que moras no alto mar,
tem cuidado, cuidadinho,
não vá o mar acordar .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
a tristeza faz sonhar,
com o retorno da alegria .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carmo
,
óh da Guarda
alguém me traga
ao meu cais
a minha amada
musa encantada
meu monte dos vendavais
em Emily Brontë
feita minha vanguarda.
,
conchinhas literárias,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
é,
as explosões das cores,
compensam as esperas !
,
conchinhas floridas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
HELENA AFONSO
,
o amor verdadeiro,
em todas as vertentes,
é uma dádiva etérea .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
os sentimentos,
são poesias de sal
espuma de iodo expandido
no respirar das palavras
embrulhadas nas marés,
,
Conchinhas mareantes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
é mesmo amigo,
é no agitar das vagas
que retorna a bonança .
,
abraço,
,
*

Dois Rios disse...

E a dor da
ausência
transforma-se
em beleza
no
coração
de um
poeta.

Beijo,
Inês

poetaeusou . . . disse...

*
M@ria
,
Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.
,
in- Carlos Drummond de Andrade
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
grato
pelas minhas violáceas,
lilases, roxos, violetas !
,
conchinhas coloridas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
achas ?
o peixe é o símbolo do
conhecimento entre os
Cristãos, o porquê ?
conheciam-se entre si,
desenhando um peixe .
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mulher lua
,
ou um sossego !!!
ehehehe,
,
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Agulheta
,
Lisa
,
o mar
mesmo desprovido de marés,
será sempre, o meu grande amor.
,
suaves maresias, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
eu quero
flores e frutos do mar,
para sentir
o despontar
do meu viver .
,
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
olhodopombo
,
é amiga,
o sol Brasileiro
fez greve,
infelizmente
para quem sofre !
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lúcia Leme
,
Concordo,
É problemático ser simples . . .
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria L. Bózoli
,
Grato fico,
,
marés de amizade,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
é na solidão
que nos apercebemos
da nossa mesquinhez !
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDINHA & POEMAS,
,
obrigado
pela tua amizade,
,
marés serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Zélia Guardiano
,
volte sempre,
além da casa ser sua,
o prazer é meu .
,
um mar de luz,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
uminuto
,
olá, que saudades,
,
marés de amizade,
ficam
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Dois Rios
,
ausências,
são beijos sem sabor,
,
brisas serenas,
deixo,
,
*

Duarte disse...

Sensibilidade à flor da pele... como marca e dói o silencio da ausência!

A espera

Esperei por ti toda a minha vida.
Quando chegaste, soube que eras
o sentido para a minha existência.
Agora que partiste, estou só,
que fazer dos dias que restam?


Um grande abraço, amigo Zé

MEU DOCE AMOR disse...

Para que os dias sejam melhores do que estes que descreves, há que tocar no sol para que ele nos ilumine.

Isto hoje não está muito bem...em mim...o sol escureceu e eu estou às cegas.

Beijinho doce esperando a tua visita

Maria L. Bózoli disse...

"Carinho é :

Afago na alma
colorindo as paredes do dia ...
São gotículas
de sorrisos,
porções de alegria."

Linda noite de Sábado. Beijos!

Luis disse...

Meu Caro Amigo,
De regresso de férias visito-o com muito agrado pelos poemas que entretanto postou, além das belas fotografias que os enquadra! A propósito deste último poema lembro que a esparança deve ser a última coisa a perder...
Um grande abraço.

Angela Reis (Luna Luz) disse...

Lindo! também sinto assim, mas acho que não conseguiria expressar-me com tanta maestria.

Deus te cuide! =*

bjos ternos

GarçaReal disse...

Que o sol deste domingo te encha o coração e apazigue as ausências que marcam o nosso sentir

Pilipares quentitos

bjgrande do Lago

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
nas esperas
navegamos sem rumo
onde me consumo
no sabor das quimeras . . .
,
Duarte
um abraço, fica .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
amiga,
não esqueças,
que no fim da noite
o sol reaparecerá,
pujante de luz,
suprimindo as trevas feito
dia do nosso contentamento.
,
doces conchinhas, ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria L. Bózoli
,

"Carinho também é :
a meiguice de um olhar
espraiado na ternura das marés .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luis
,
Grato amigo
,
as tuas palavras são a
prova que enquanto os
poemas são estados de alma,
as fotos são a oportunidade
do instante ou não são
diferentes ? talvez !
,
um abraço, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Angela Reis (Luna Luz)
,
Amiga
escreves o que sentes,
e a verdade triunfará !
,
serenas maresias,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
é, vamos receber,
o sol apaziguador,
nas nossas auto-ausências,
,
jinos
em pilipares sobre o lago,
,
*

olhodopombo disse...

seja bem vindo ao meu Pombal....

poetaeusou . . . disse...

*
olhodopombo
,
já fui amiga,
está lindo .
,
conchinhas,
,
*

Marlene Maravilha disse...

Eu acredito no que falas! Porque falas com a alma!
beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Marlene Maravilha
,
e a alma
faz falar . . .
,
conchinhas,
,
*