março 09, 2010

------------------------------------------ espelho meu . . .


não, não ensandeci
sou o meu espelho
em que me bajulo
chamando-me rei–sol
e eu narcisista
entro em paranóia
espalhando leques,
vaidoso desnudo
engano os incautos
cerzindo imagens
de plumas vestido,
as penas difundo
punidas de dor
tratadas sanções
nas cores do equívoco,
vou pavoneando
atraio atenções
ostento a mentira
encobrindo a verdade,
desvendo a penugem
nas contradições
para disfarçar,
podem imaginar
o pavão não sou eu
nem o espelho é meu !

poema e fotos: poetaeusou

49 comentários:

Sandra Gaspar disse...

Lindíssimas!

Lilá(s) disse...

Mesmo que não sejas tu...o pavão é lindo!
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
AMIGOS
TENHO ANDADO FUGIDIO
DAS VISITAS .
RETOMAREI AMANHÃ .
DESCULPEM

****************************

Sandra disse...

Lindo e belo espelho.
Mil conchichas para vc.

RETRIBUINDO A SUA VISITA E OFERECENDO O SELO.
VENHO OFERECER O SELO DE 100 SEGUIDORES DESSE LINDO BLOG.
http://sandraandradeendy.blogspot.com/
ESPERO POR VC. LÁ. ESTE Nº SÓ POSSIVEL PORQUE VC. FAZ PARTE DELE.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Delirius disse...

Como eu gosto do teu poetar, POETA!
Fica com meu beijo e abraço :))

... no entanto acho os pavões animais lindissimos!:)))

Lena disse...

Uma bela ave, concerteza...
Teu poema me fez pensar numa pessoa do mundo da politica...entre mentiras e disfarçar...
Mas este teu pavão é muito mais atraente que o outro..

Um beijo

Sonhadora disse...

Meu amigo
Lindissimo poema, e fotografias lindas, adoro pavões...aves.

Beijinhos
Sonhadora

Pitanga Doce disse...

Sabes que a cauda mais linda é a do macho, não é? É claro que sabes.


abraços pitangueiros

PS: já te disse que a minha Tijuca ganhou o "carná"? Acho que sim.

FOTOS-SUSY disse...

OLA POETA, BELISSIMO POEMA...AS FOTOS ESTAO EXCELENTES...O PAVAO E LINDISSIMO...QUE TENHA UM OPTIMO DIA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

FlorAlpina disse...

Apesar de tudo...
Lindissimo poema!

Há algum tempo atrás comecei o meu blogue, com um texto +/- assim...

"Mas...
É aqui que existe um espelho ébrio…
E me diz que sou mutável como a lua…
E que eu não sou eu afinal…
Não sou esta que o espelho mostra…
Essa é a outra, cobarde e intrusa…
Que me esconde atrás dela…
Irrompem de seus lábios trémulos…
Palavras minhas…
Que escondem por medo, sentimentos dormentes… "

Bjs dos Alpes...

RETIRO do ÉDEN disse...

Muito bonito o trocadilho de palavras...as cores, os espelhos, tudo muito belo continua...por aqui.
Forte abraço
Mer

Secreta disse...

Belas , as palavras e as imagens :))

São disse...

Pena que tenha uma voz tão pouico agradável.

Abraço.

Multiolhares disse...

Andam por aí muitos leques abertos, uns olham-se ao espelho outros de tanto egocentrismo nem os espelhos aceitam que lhes faça frente, enfim...

beijos nossos

Fa menor disse...

Já vai começando o tempo de ouvir o pavão... acho que é por esta altura que eles cantam forte...

São lindas... as fotos!

Quantos aos pavoneados, é o que por aí há mais!... não és tu? pronto, acredito :)

Bjinhos

Maripa disse...

Não sei porquê,mas conheço este pavão de algum lado...

Posso estar enganada,mas é tão parecido que ia jurar que é ele.

A foto está linda!

Abraço amigo,poeta.

Desnuda disse...

O pavão é sempre um espetáculo..E seue poemas, igualmente.


Carinhoso beijo, poeta!

Ana Martins disse...

Perfeito poeta, adorei!!!!
Ah, e não faltam por aí pavões que se olham ao espelho e não se reconhecem.

Beijinhos,
Ana Martins

tossan disse...

Não, só o espelho da tua poesia que é infinita só até o horizonte onde podemos nos encontrar. Fantásticas fotos da natureza. Abraço

Ana Paula disse...

Espelho, espelho meu, quem é mais bela do que eu? O título fez-me lembrar a história da Branca de Neve, que costumo contar ao meu neto.:-)

O poema está divinal com um "jogo" de palavras que fazem todo o sentido. Aproveitando os teus versos há quem se pavoneie para atrair atenções, ostentando a mentira e encubrindo a verdade.

Acredito sinceramente que esse pavão não és tu, nem o espelho é teu.

Adorei o lindíssimo vídeo com uma música belíssima e as imagens dessa imponente ave estão fantásticas!


LINDOOOOOOOOO!!!!!

Beijinhos grandes,
Ana Paula

mundo azul disse...

__________________________________


...e quantos se travestem de pavões,
esquecendo a feiúra dos seus pés...


Como sempre, um presente é o que recebo ao vir aqui! Obrigada...


Beijos de luz e o meu carinho!

_________________________________

poetaeusou . . . disse...

*
Sandra Gaspar
,
Grato fico,
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
lindas são as penas,
grande o meu penar . . .
srsrsr.
,
Conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
amigo,
ai o que foste escrever !
lento, o Pavão ?
pareces a minha afilhada, srsrsrsr,
disse-me que ia casar,
como não lhe conhecia
namorado, atrevi-me a indagar,
com quem ? com o P., conheci-o
o mês passado num Bar, falámos
durante uma hora, ele é o máximo.
Pois . . . limitei-me a dizer, srsrsrsr.
,
Duarte, aquele abraço, fica,
*

poetaeusou . . . disse...

*
poetaeusou . . .
,
AMIGA(O)S
DESCULPEM A LENTIDÃO
NAS MINHAS VISITAS .
,
Saudações,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sandra
,
obrigado amiga,
,
Irei sim .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Delirius
,
são lindos, são,
e bem parecidos
e piares meigos,
por isso é que enganam . . .
srsrsr,
,
meigas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
políticos e não só,
conheço tantos e tão variados,
Pavoneiam-se de tal forma, que
o Luís XIV, Rei-Sol, não passa
de uma simples lamparina . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
grato amiga,
,
Pavões . . . Aves, claro .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
o macho ?
é a razão do pavoneio !
a fêmea não necessita . . .
,
Unidos da Tijuca, não é
segredo eu amar você
decifrar, isso eu não sei dizer
são coisas do meu coração
Eu quero ver esse lugar
que o próprio tempo
acabou de esquecer
meu deus, por onde vou procurar
será que alguém pode me responder
Quem some na multidão
esconde a sua verdade
imaginação,
o herói jamais revela a identidade
será o mascarado
nesse bailado um folião?
,
unidos da tijuca/2010
,
Conchinhas, ficam
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FOTOS-SUSY
,
sempre simpática,
obrigado Susy,
,
conchinhas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FlorAlpina
,
é real o teu poema,
,
o espelho ébrio,
é uma boa metáfora,
porém conheço muitos,
ao olharem o espelho
ficam embriagados . . .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
obrigado Mer,
sabem-me sempre bem
as tuas palavras,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
registo a tua simpatia,
obrigado,
,
conchinhas
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
é só fumaça,
como alguém disse !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
valha-me os leques
de Andaluzia . . .
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
que seja eu,
já estou por tudo, rsrsrsrs,
,
conchinhas cantantes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maripa
,
algum pavão
de plumas teatrais, não ?
pois, poderá tudo dizer,
mas, não sabe voar, iôu . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Desnuda
,
uma linda plumagem,
nua á vista desarmada . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
estes são lindos, estão no Jardim
do Hospital D. Estefânia – Lisboa,
merecem ser visitados,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
estás a esquecer a tua
essa sim, tem sabor
a palavras, ditas !
,
abraço, de cá,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Paula
,
amiga,
ai o leque do pavão,
como é vaidoso o maganão .
,
conchinhas esplendorosas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
não se pode ter tudo, né ?
,
enquanto miramos
as coloridas penas,
olvidamos os “pés descalços”
ou “descamisados “ , será ?
,
maresias serenas,
deixo – te !
,
*

Mariazita disse...

Os pavões são lindos, estes, não os do poema...
Está "forte" mas muito bom.
Gostei!

Obrigada pelas tuas palavras na minha "Casa".
Tudo começou mais propriamente em N.York, em 1929, numa fábrica onde foram mortas 129 mulheres. Descrevi isto no meu post de 8 de Março de 2008.
Desculpa, é só uma pequenina rectificação.

Beijinhos
Mariazita

Maria P. disse...

Que lindo o pavão!:)

Beijinho`*

Baila sem peso disse...

Pois não és tu, claro se vê bem
nem no espelho, por sombras...
só achei lindo nessa foto de avezinha
pena que seu estar, lembre outra coisinha
que será? não sei desse porém...
ou será que sei?...
a poesia essa sim, de bela atenção
agora fora o coração, não sei...
mas devo ter bloqueado
de tanto me ter transtornado! :)

meu beijinho, com a minha memória preocupado :)

poetaeusou . . . disse...

*
Mariazita
,
Amiga,
o episódio das 129 mulheres queimadas vivas em New York, dizem, que nunca existiu e passou-se no ano de 1857 e não foi mais que um forte incêndio .
a América tinha 74 Anos,
depois do tratado de Paris .
temos um bom tema, para
contrapor-mos de quando em vez !!!
srsrsrsrsr,
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
que plumagem brilhante,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
transtornado
fiquei eu
não devido á avezinha
mas a esse modo teu
diz-me o que aconteceu
estou farto de olhar
que nem consigo enxergar
com muita pena minha
onde está essa coisinha ?
o que será ? que será ?
ou a coisa não está lá
ou estou a ser gozado !
,
srsrsrsr,
,
um mar de jinos, fica,
,
*