janeiro 28, 2010

. . . . . . . . . . .é na chuva dos teu poros


é na chuva dos teu poros
que transpiro recordações
fado trilhando guitarras
na memória das miragens,
viajo nas esquinas frias
das penumbras solarengas
bússola perdendo o norte
encalhando nas vielas,
vou esboçar as lembranças
nas entranhas das pracetas
ruas fugindo aos traçados
das telas cheias de .  .  . nada .
poesia e fotos: poetaeusou

72 comentários:

Ana Isabel disse...

Que viagem maravilhosa através destes versos..


Um abraço.

lagrima disse...

Olá Poeta!
Foi muito bom ler-te ao som da Chuva :)Marisa é suprema!
Bj

Manuela disse...

Amigo tem um presente para si no meu blog.
Deixo um carinho de amizade.
Bj
Manuela

http://www.simplesmentemanuela.com

Sonhadora disse...

Lindissimo poema.

vou esboçar as lembranças
nas entranhas das pracetas
ruas fugindo aos traçados
das telas cheias de nada .

Muito belo
Obrigada pelo carinho.

Beijinhos
Sonhadora

Multiolhares disse...

memórias, tanto têm para contar para recordar,por vezes ficam sendo mesmo miragens, mas... o passado está lá atrás já não é para ser vivido, passou, e quando se vive no passado deixamos o presente passar, sem o viver, um dia vão vão fazer parte das lembranças, das telas cheias de nada
beijos nossos

lita duarte disse...

Poeta,

Que belo!

Deixo para ti uma tela cheia de cores vivas e alegres.:)

Ana disse...

Que imagens magníficas e que poema sublime!!!
Adorei viajar nas tuas palavras.
Parabéns mais uma vez Poeta, adorava saber escrever um "tadito" como tu:-)
Jinhos doces,
Ana Paula

Secreta disse...

E por vezes nada, ocupa todo o espaço!
Beijito.

Isa disse...

E viajei,encantada,"na chuva" de outros poros!
Belíssima sugestão.
Beijo.
isa.

Filó disse...

Há lembranças que doem ou fazem sorrir
Há gente que fica na história da gente,
Há dias que marcam a alma e a vida da gente, e por isso chega a saudade..

Poeta, uma chuva de emoções que molha o meu rosto...
É dificil arranjar palavras para defenir o que se sente perante tamanha beleza..
Muito bonito o seu poema e a chuva da Mariza!

Deixo-lhe um beijinho amigo

Sandra disse...

OLA AMIGO POETAEUSOU.
VIM LHE DEZEJAR UM LINDO DIA.
NA MIRAGEM DESSE DIA MUITO ESPECIAL EU AGRADEÇO TODAS AS SUAS VISITAS, EM MEUS BLOGS. AS VEZES DEMORAMOS, MAS, É PORUQE NÃO NÓS É POSSIVEL, VIM SEMPRE.
MAS LHE AGRADEÇO PELO SEU CARINHO.
SANDRA
CURIOSA TE ESPERA.

A LEITURA NOS TRANSPORTAR PARA UM MUNDO MUITO MÁGICO.
ENTÃO VENHA E PARTICIPE.
http://www.elasestaolendo.blogspot.com/

MUITO OBRIGADA PELA SUA VISITA.

Cada um que passa, POR LÁ, não passa sozinho deixa um pedacinho do seu coração..
Fico muito feliz com a sua presença. muito obrigada.
VOCÊ, que traze flores e deixam os perfumes.
assim eu trago para vc, este perfume que fica no ar, é com certeza, de que a sua presença, é muito amavél no blog.
Muito obrigada pela sua companhia.
Não ando mais sozinha, Porque tenha a sua companhia. Minhas manhãs, tardes e noites, são muito mais alegres...
Pois tenho VOCÊ, que caminha lado a lado. Mesmo muito distante. Mas tão perto do coração...
Obrigada, por vc estar sempre aqui...COMIGO!
Sandra

Sandra disse...

O ENDEREÇO DEIXADO É DO LUGAR DE ONDE ESTÁ ACONTECENDO AS LEITRUAS MAS PODE PASSAR NA CURIOSA. TE ESPERO LÁ.
SANDRA

Teresa Durães disse...

por vezes as memórias são fatigantes

gaivota disse...

nas vielas, pelass ruinhas a fugir do vento e da chuva em frente do mar e de outras coisas...
já foi, já não é, mas fica tudo presente!
até nas telas da vida
pilipares

Deusa Odoyá disse...

Olá meu doce amigo.
Que linda viagem aos infinitos de sua alma.
Poeta, amei...
Uma semana de muitas realizações e paz.
Beijinhos doces.
Regina Coeli.

RETIRO do ÉDEN disse...

Bonito, bonito mesmo.
Nada há a acrescentar!

Bem-haja
Forte abraço
Mer

Barbara disse...

Hum...
"Nada" em sânscrito tem o mesmo significado de infinito.
Aproveite o branco da tela-infinito.

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
que maravilhoso é,
navegar num mar de versos . . .
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
lagrima
,
Ó gente da minha terra
Agora é que eu percebi
Esta tristeza que trago
Foi de vós que recebi
,
In-mariza,
,
Saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Manuela
,
Grato, amiga,
irei com gosto,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
um jino
de agradecimento,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
penso que disse o mesmo,
com outras palavras,
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
lita duarte
,
colorido
meto sinto,
grato,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
as tuas crónicas
são longe superiores,
ás minhas frases vadias . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
e quantas vezes,
o nada é tudo . . .
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
fico feliz
com o encanto
da tua viagem,
,
conchinhas coloridas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
e há gente, como tu,
que sente, que é gente . . .
bem-hajas, amiga,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sandra
,
amiga
,
nestas virtuais relações,
nada nos obriga, o meu canto
está sempre aberto, como o
teu tem estado sempre
ás minhas visitas,
como sabes há ausências
que são presenças e vice-versa .
,
Irei, de boa vontade, visitar o teu
http://www.elasestaolendo.blogspot.com/
,
brisas serenas te deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sandra
,
OK, amiga,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
temos que as manter
que remédio, srsrsr.
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
linda,
,
e tu . . . o sabes !
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Deusa Odoyá
,
minha Deusa Regina,
Rainha da Simpatia !
,
deixo-te, a minha Paz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
feliz fico, amiga,
,
conchinhas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Barbara
,
infinita
é a tua sabedoria !
,
conchinhas,
,
*

TristãoeIsolda disse...

Recordações, memórias, lembranças. O presente tecido pelo passado.

Abraço

Dois Rios disse...

"É na chuva dos teus poros que transpiro recordações."

Como não perder o norte diante de versos tão belos?

Beijos, querido poeta
Inês

FOTOS-SUSY disse...

OLA POETA, MARAVILHOSAS FOTOS...O POEMA ESTA EXCELENTE...GOSTEI MUITO...VOTOS DE UM OPTIMO FIM DE SEMANA!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

poetaeusou . . . disse...

*
TristãoeIsolda
,

reminiscências,
do passado . . .
,
saudações,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Dois Rios
,
Inês
em norte ruborizado,
fiquei eu com as tuas palavras,
,
jino,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FOTOS-SUSY
,
obrigado, amiga,
montes de amizade, deixo,
,
*

Canduxa disse...

Amigo,

nas lembranças de uma vida,
vejo um grande poeta.

beijinhos coloridos te deixo

Carmo disse...

Olá Poeta!
Que dizer? Simplesmente sublime!!!


Um abraço

Bom fim-de-semana

Carma

Lena disse...

Linda essa tela !
Adoro perder me nessas ruelas,
cheias de aromes e cheirinho locais...

Belas fotos !!!!!
A saudade esta a "matar me"..lol

um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
vou encher a minha tela
com o colorido dos anjos,
onde um mundo de receitas,
tem o poder da Canduxa . . .
,
brisas nocturnas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carmo
,
sublimes,
são as tuas palavras,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
a Nazaré dos odores,
no areal espraiados,
,
amiga
cerra os olhos
imagina-te no Sitio
e verás uma colorida Praia …
,
conchinhas nocturnas
ficam,
,
*

Ana Martins disse...

"é na chuva dos teu poros
que transpiro recordações..."
Lindo, muito lindo!

Beijinhos,
Ana Martins

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Belíssimo! *Na chuva dos teus poros*. Há uma falta, uma ausência, *vazio*, como bem o diz o Poeta, fundamental na memória. O que nos vêm à tona são fragmentos. Resgatar esses fragmentos, bons ou menos bons = reconstruir, refazer a si e ao mundo. Maravilhosa composição fotos+poemas! Parabéns! Poeta, agora vou contar-lhe algo.A sua passagem pelos cantos, sobretudo, pelo coletivo, que não é de ninguém e é de todo mundo, deixa um brilho que nem sei como descrever. Simpatia. Compreensão. Alberto Caeiro * ortônimo de Pessoa olhos = mente. Ninguém que já tenha passado por lá o entendeu assim. É sempre sentimento. E não é. Poesia não é só sentimento. É construto* Há muito que sou eu quem faz tudo lá, porque a outra parte está mais carente. E eu não enxergo quase nada. Escrever e ler também é com os dedos. Recebi e recebo muitos presentes nesta vida. Um pai e uma mãe maravilhosos que me proporcionaram educar, o mínimo que seja, a sensibilidade. Isso não tem preço. Tampouco um ser humano como você, querido amigo.
Ofereço este soneto feito por absoluta necessidade, num momento em que eu precisava enterrar definitivamente alguém que já havia morrido há muito para poder renascer, refazer-me. É uma publicação pequena *Sonetos do Passado Presente*. Não sei se tem talento, mas tem superação. Obrigada sempre pela sua simpatia e amizade.

OLHOS
Poema que a Renata dedica ao Poeta que é*

Olhos de rubros fogos, infernais,
Olhos que se enfeitiçam, feiticeiros,
Olhos que por instantes flamejais,
Olhos fortes, ferventes, fervilheiros...

Olhos de verde mar, mananciais,
Olhos que se deságuam, aguadeiros,
Olhos que por instantes marejais,
Olhos meigos, marinhos, marinheiros...

Olhos de magnetismos pessoais,
Olhos de paixões súbitas, fatais,
Olhos de amores cegos, verdadeiros...

Olhos que se fitaram, passageiros,
Olhos que se enxergaram por inteiro,
Olhos que não se viram nunca mais...

Beijos e felicidades sempre*
Renata****************

rouxinol de Bernardim disse...

O travo agrigoce da poesia com sabor a maresia...

A Nazaré não só extrai os frutos do mar, mas também dele extrai a inspiração...

Soberbo este prosopoema...

Um abraço meu caro!


PS: cumprimentos ao Barroso, ao Monterroso ( o Luís da FAP...)
e à Vigia...

Justine disse...

Tenho andado cegueta(para além de perneta...)mas só hoje reparei no novo lay-out. Belíssimo!
Do poema de hoje repetir-me-ei: belas metáforas, bem desenhado, delicioso de ler!

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDO AMIGO POETA, LER-TE E VER AS TUAS EXCELENTES FOTOS, FAZ O MEU CORAÇÃO BATER DE ALEGRIA... APESAR DA FRAGILIDADE DELE...!
VOTOS DE UM BOM DOMINGO, ABRAÇOS DE MUITO CARINHO E AMIZADE,
FERNANDINHA

AnaMar (pseudónimo) disse...

Chuva de poesia com que se enchem os olhos
e
os
sentidos.

Bj

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Chuva assim rega a nossa alma...

Acordei com uma vontade de escutar essa música bem alto, bem altão mesmo. Só pra sair dançando o dia lindo que está fazendo na minha Fortaleza hoje.

Bora de cantiga?

http://www.youtube.com/watch?v=dxaXPFkC4bM



Rebeca


-

Mariazita disse...

As fotos são maravilhosas, mas a das "Vielas" é fabulosa!
Os versos...lindos!
A Marisa..espectáculo!

Um bm domingo

beijinhos
Mariazita

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Maravilhosas as fotos, juntas ao magnifico poema, transportam-nos aos primódios das cabanas ("telas cheias de nada") que vieram a formar determinada vila piscatória "sui genéris".

Abraço
Daniel

Lilá(s) disse...

E assim vamos viajando...com poesia!
Bjs

Baila sem peso disse...

Desculpa meu amigo
a chuva caía nos poros
e eu fervia em dor e febre...
mas hoje já o corpo se atreve
e vem aqui dizer-te
que fiques um tantito mais alegre...
dias que temos assim
sem principio ou fim
um nada que veste tudo
de um modo meio sisudo...
o passado ou até talvez não...
no presente é que tudo se consente
e por vezes dá cabo da gente!...

volto já...:)

FlorAlpina disse...

...Telas cheias de nada...
Tão repletas de sentimentos...
...
Bjs dos Alpes...

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
e a chuva cai
nas telas do vento norte,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO
,
grato amiga,
,
nos olhos do teu sentir
desaguam os momentos
seguem o rumo dos ventos
ao encontro dos instantes
são vazios inconstantes
que no meu olhar ressoa
fazem lembrar Pessoa
derramando o desassossego
entre a fatalidade e o apego
entre o passado e o provir,
,
carinhosas conchinhas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rouxinol de Bernardim
,
serão entregues,
o Monterroso , aparece
de quando em vez . . .
a Isabel, atravessou um
momento (familiar) difícil . . .
( o “tal” lado misterioso da vida
que não destrinça os jovens
dos menos jovens . . .
o Presidente Barroso, lá continua,
foi á pesca, ficou “azido” (preso)
na primeira maré de Mar e não há
rebocador que o arranque da Edilidade,
e como sabes, havendo, chambres,
rooms, zimmers e habitaciones,
para alugar, a crise não chega aqui . . .
,
ontem estive aí perto, Gaia e Matosinhos,
,
um abraço,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
uma pequena homenagem
aos protectores das areias
nas arribas. vertentes e encostas,
,
“ataca nos agriões” em sopa,
recheando omeletas e em saladas,
boa recuperação e paciência muita .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
e os floridos aromas
da açoriana Fernandinha
inundaram este cantinho .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
AnaMar (pseudónimo)
.
e o Mar
pseudónimou
o meu olhar . . .
,
conchinhas mareantes,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
~*Rebeca e Jota Cê*~
,
Junto à sombra dos muros do forte
A pequena semente nasceu.
Em redor, para a glória do Norte,
A cidade sorrindo cresceu.
No esplendor da manhã cristalina,
Tens as bênções dos céus que são teus
E das ondas que o sol ilumina
As jangadas te dizem adeus.
Fortaleza! Fortaleza!
Irmã do Sol e do mar,
Fortaleza! Fortaleza!
Sempre havemos de te amar .
(Hino da Fortaleza)
,
conchinhas transatlânticas,
,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Mariazita
,
e fiquei,
imensamente feliz !
,
brisas serenas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa disse...
,
as cabanas cheias de revolta,
com as “esteiras” no chão,
onde dormiam os ossos
dos esqueletos que nós fomos !
,
um abraço, amigo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
nas estradas
das palavras . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
é nas esquinas da vida
que paira o modo e a graça
esculpindo a bela traça
que no olhar tenho presente
eu e muita, muita gente,
que Baila deixando alegia .
,
conchinhas sem fim, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FlorAlpina
,
sentimentos floridos
das palavras que tu deixas,
,
conchinhas,
deixo,
,
*

SAM disse...

" Nas telas cheias de..nada."

Poeta, é lindo. O passado é presente nas lembranças.


Carinhoso beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
na lindeza
das tuas palavras,
vejo uma tela preenchida ...
,
conchinhas, deixo,
,
*