dezembro 07, 2009

>>>>>>>>>>>>>>>peço-te que mergulhes<<<<<<


ao fim da tarde . . .

video

porque te escondes
na porta fechada
ocultando os medos
nas grades do tempo ?
porque me negas
o direito de te ver
no portão esculpido
do meu desespero ?
peço-te que mergulhes
nos libertos caminhos
trilhando as claridades
que de mim emanam,
são mantos luzentes
cintilando enlevos
enigmas brilhantes
que esperam por ti.
poema-foto-video:poetaeusou

62 comentários:

Multiolhares disse...

Existem medos que o tempo não apaga,
Por vezes mesmo com as portas fechadas os nossos espectros teimam em entrar

beijos nossos

RETIRO do ÉDEN disse...

Há que subir as escadas da foto... iluminadas de Sol, de luz, de amor.

Obga. pelo comentário é sempre uma honra para nós a sua passagem no "retirito".

Abraço
Mer

Lídia Borges disse...

" porque te escondes
na porta fechada
ocultando os medos
nas grades do tempo?
porque me negas
o direito de te ver
no portão esculpido
do meu desespero?

Interrogações para reflectir...

L.B.

Lilá(s) disse...

Apetece entrar por esse arco, o sol e a imagem me chamam!
Bjs

Pó de Estrela disse...

Poeta dos meus encantos

deixaste-me sem fala!

Medos
desesperos
mergulhos
caminhos
claridades
enlevos
brilhantes

Sabes dizer-me onde acaba o medo e começa a loucura?
É que comigo, invariavelmente, acabam num abraço, feito de teias no canto de um portão e que sem tempo desaparece num suspiro.

beijinhos envoltos nos teus enigmas brilhantes

Sol da meia noite disse...

Mergulhar na libertação que a claridade oferece...
Talvez seja o fim do medo.

Jinhos com amizade * *

Duarte disse...

São mergulhos plenos de inspiração, reflexo dum sentir na espera... tudo chega nesta vida... sim!

Um abraço

Jacarée disse...

Fantasmas, sessões contínuas...
Frases corajosas...
Casas e portas fechadas.
Poema como este, é como um barco
Viajando nas ondas sem medo
Alma esvoaçando o imaginário submerso
Num sonho de universo embriagando-me o sentimento
Onde vence qualquer trauma Qualquer dúvida
Qualquer angústia.
Qualquer dor...
Brilhando as ESTRELAS que esperam por ti


Jacarée

Ana Isabel disse...

Como é agradável passear por estas imagens poéticas!

Muito bonito!

Obrigada.

helia disse...

Vamos lá mergulhar sem medo nesses caminhos libertos...Muito bonito!
Uma boa semana com muita Poesia

TristãoeIsolda disse...

É esse medo que nos impede de mergulhar na claridade.

Abraço

Val Du disse...

Poeta,

Palavras encantadoras.
Imagens belas.
Música linda.

Sabes das coisas.:)

Um beijo.

FOTOS-SUSY disse...

OLA POETA, SUBLIME POSTAGEM...ADOREI...VOTOS DE UMA OPTIMA SEMANA AMIGO!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

Filó disse...

Mergulhar em libertos caminhos, os da poesia...como são bonitos, vão ao encontro de clareiras de sol e mar,luzentos enlevos.
Oiço a voz do Poeta, num chamamento...é um enigma brilhante!

Poeta, sem medos e sem grades, deixo-lhe um beijinho amigo.

Fa menor disse...

AS grades do tempo tem por vezes o condão de nos aprisionar.

LIbertar na claridade que nos brilha por dentro
é palavra de ordem!

Bjinhos

Sonhadora disse...

são mantos luzentes
cintilando enlevos
enigmas brilhantes
que esperam por ti

Maravilhoso poema...adorei
beijinhos
Sonhadora

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
as portas fechadas
encurtam olhares . . .
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
o Sol
é a luz da vida,
,
conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lídia Borges
,
porque ver o Sol,
é sorver a Liberdade …
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
fui apanhado no instante
que entrei nestas lendárias
pedras, Castelo de Leiria,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pó de Estrela
,
olha amiga,
nada diferencia
o medo e a loucura,
o medo é sinonimo de prudência,
logo é saudável, a loucura “desopila”
saudável é, portanto, completam-se . . .
srsrsr,
,
conchinhas saudáveis,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
Sol
respira luz
e a liberdade te envolverá,
,
autónomas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
Amigo,
nadei, nas tuas palavras,
,
aquele abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
senti-me navegar,
no barco que imaginaste,
vogando de estrela em estrela,
em busca da Via Láctea .
,
saudações, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
é tão bom passear,
nas tuas palavras .
,
brisas serenas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
e há caminhos não andados,
que esperam sempre por alguém,
,
conchinhas coloridas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
TristãoeIsolda
,
a claridade
é um mar de luz . . .
,
Abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Val Du
,
são os
teus olhos, amiga,
,
conchinhas luzentes,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FOTOS-SUSY
,
Grato, Susy,
,
límpidas maresias,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
gritarei
nos meus versos
as palavras não vendidas,
nos temporais da vida
posso ficar sozinho
mas a verdade
estará sempre amarrada
aos poemas que arquitecto.
,
conchinhas floridas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
assim sendo,
vamos aprisionar o breu
estrelando de luz as noites,
,
conchinhas florescentes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
eis a luz do Sol,
nas tuas luzidias palavras,
,
sonhadas conchinhas,
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

Não há nada que oculte os medos...medos são medos.

Quanto ao portão...não sei!Se calhar está fechado...ou entreaberto...

Acho que portões são portões e devem estar escancarados...ou então o melhor é deitá-los abaixo completamente...

Beijinho doce :)

Canduxa disse...

Poeta,

já mergulhei!
a viagem foi longa,
a porta se abriu,
a luz já entrou
ouvi um suspiro,
veio o sorriso...
encontrei a paz.

deixo-te a minha paz

ellen disse...

Sempre poemas bonitos!!!
Gosto de o ler.

Obrigada pela sua vista lá no meu Blog poetasoueu :)

Um beijinho para si.

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
há . . . tão terra á terra !
até pareces a
Conferencia de Copenhaga . . .
onde estão os sonhos ?
e como a quadra festiva se
aproxima, onde estão os
sonhos, o arroz doce, os
coscorões e as filhós ?
srsrsrsr,
e qual será melhor, a porta cerrada, e imaginar o que dentro existe ou entrar no aberto portão inundado de sol, quente, luzente e
ouvir os avisos da DGS, zurzindo,
Cuidado com o Sol, não se exponha
aos raios solares das 12 ás 16 horas.
,
hehehehehe,
,
conchinhas solares, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
e no meu mar
uma nova sereia cantou
e encantou
em acordes precisos
sorrisos
de quem é capaz
de semear a Paz
no meu suspirar.
,
srsrsrsrsr,
,
conchinhas
de paz e amizade,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ellen
,
gratificado fiquei
com as tuas palavras,
,
brisas serenas, ficam,
,
*

FlorAlpina disse...

Olá Poeta, peço desculpa pelo "abuso", navegando sem rumo, descobri seu blog.
E deixe-me dizer-lhe que o invejo, ao ter o mar por perto de si...
Eu não o tendo, limito-me a inventa-lo.
Parabéns pelos belissimos poemas e videos, e se me permitir voltarei, para ler e sentir o seu mar, do qual tenho saudades...

gotadevidro disse...

Um pedido que se espera seja atendido.

Por vezes é difícil derrubar as grades....

Que tenha um dia bom

bjitos da gota para quem teme doenças... :)

Teresa Durães disse...

lindo poema!! gostei!

gaivota disse...

mergulhando e descobrindo novos horizontes, por essas escadas acima, em busca de tudo...
e tá tude dito!
pilipares

Secreta disse...

As portas nunca devem ser fechadas totalmente, ou pelo menos não por muito tempo. Há sempre algo a precisar de entrar, há sempre algo a precisar de sair...
Beijito.

Pitanga Doce disse...

Vim te ver! Te achei muito "carentinho" lá no Pitanga! Dizes que ninguém te chama nem te vê. Onde andam as nazarenas?

abraços com chuva, muuuita chuva.

Luis F disse...

As palavras,
O poema,
O verso que encanta,
O poeta que fica...
Ali
No espaço seu
De todos
E de ninguém.

Parabéns por mais este belo poema, sabe sempre bem ler o que por aqui é deixado pelo poeta.

Luis

São disse...

Ph, meu amigo, nem é preciso insistires : eu mergulho de cabeça na tua poesia, podes crer!

Beijinhos.

Sonia Schmorantz disse...

As imagens e as palavras estão encantadoras, qual porta não se abriria diante de um poema assim?
abraço

poetaeusou . . . disse...

*
FlorAlpina
,
vem, vem ver o mar
derramando batidos
cocktails de instintos
em espumas surfadas,
despudores revoltos
enrolam nas vagas
contendo sabores
no palato das marés ,
,
saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gotadevidro
,
vamos esculpir liberdade
nas grades do pensamento,
,
Sabes
eu nunca senti azia,
será que tenho alguma doença ?
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
grato fico,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Pois tá . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
nas portas escancaradas
entra a luz do teu olhar . . .
,
luzentes conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
as Nazarenas
estão em greve,
é ouvi-las gritando:
o Julho e o Agosto, JÁ . . .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luis F
,
amigo.
eu não sou poeta
invento vida
viveres de sofridas agruras,
e no reino da fantasia
ponho o sal da ilusão . . .
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
Amiga
são tuas
estas marés de palavras,
,
brisas serenas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
as tuas palavras,
arrasaram as grades
que eu invento . . .
,
conchinhas nocturnas,
ficam,
,
*

tossan® disse...

Portas fechadas são tristes, mas fazem poesias lindas como as tuas. Abraço amigo

Isabel-F. disse...

olá poeta ...

vem serenar a minha alma ...

pois é sempre bom ler-te ...

bjs

poetaeusou . . . disse...

*
tossan®
,
cerradas portas,
abertas no pensamento,
,
um abraço amigo, amigo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
serenas,
as tuas palavras,
,
serenissimas conchinhas,
ficam,
,
*

Baila sem peso disse...

oculta na porta fechada!
um medo que não leva a nada...
mas o sentir do segredo
no tempo,
que não tem tarde, nem cedo...
teu chamado em lamento de vento
que espera sem fim
por um sorriso carmim...
tuas palavras cintilam
nos teus olhos que brilham...
quando será claridade
para essa tua vontade??!!!

volto já :)

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
as tuas palavras
cintilam em mim
como uma flor de carmim
em pétalas sem fim . . .
,
escancaradas conchinhas,
ficam
,
*