dezembro 04, 2009

>>>>>>>>>>>>ouvir, musicar e ver o mar<<<<<<<


espumado video

video

vem, vem ouvir,
a orquestra de espuma
solfejo volatilizado
pautando as maresias,
vem, vem musicar,
as guitarras de algas
dedilhando rochedos
nas escalas da memória,
vem, vem ver,
lavores de fios de água
de bordados debruados
rendilhando as loucuras
ancoradas nas marés.
poema-fotos-video:poetaeusou

68 comentários:

Lilá(s) disse...

Já ouvi e saio deliciada..
bjs

Filó disse...

Esse mar de vagas rendilhadas,
marés de espuma branca e salgada
é uma pauta de música,
num concerto a não perder,
Porque é lindo de se ouvir,
Porque é lindo de se vêr.
Poeta fez do seu mar um lindo bordado.

Beijo amigo, bom domingo

Jacarée disse...

Entre a orquestra de espuma
Existe um mar de palavras
Pautando os desejos da maresia
Há uma musica voraz da guitarra.
Há uma memória por detrás de cada nota.
Há fios de água azul e de ternura.
Ancoradas nas marés dos sonho
Há um tempo,
Um passado, um presente e futuro.
Ultrapassado, o medo de não haver depois.
Há a arte de quem sabe poetizar
Rendilhando seu SONHOS de aventura.

B.F. S.

Borrifes de Jacarée

Barbara disse...

Consegui ouvir a orquestra de espumas e gostei demais da sensação.
Obrigada.

Lena disse...

vim ouvir esta sinfonia,
de ondas espumantes acompanhada pelas guitarras de algas...
e deliciei me.

Me parece que este cantor que esta cantando "la mer" não seja Jacques Brel, parece a voz de Charles Trénet...posso estar enganada.

Um beijo poeta !

Aquele canto esta sempre igual a ele...lindo !!!

MEU DOCE AMOR disse...

Já aí estou Querido Poeta do Mar...

Ai loucuras ancoradas nas marés
Letras em escala pelo corpo teu
Que afagam a poesia que és
Aconchegadas num coração que é meu

Hummm...

Beijinho doce:)

Beatriz disse...

ola poeta tu és!!
Ser infinito do limite...
Boa noite.

Pois o mar ao bater na areia...
o enrolar das ondas...
o cheiro do mar...
em tudo se faz ouvir a orquesta que tanto falas no teu poema...
e só quem ama ouve como tu ouves!!

Deixo um beijo e o meu sorriso.
Bea

Mariazita disse...

A menina-concha vinha dar as boas noites e deparou-se com mais um belo poema.
Que linda música, essa da orquestra de espuma!

Uma noite serena.

Beijo
Mariazita

Pó de Estrela disse...

Poeta dos meus encantos

Vou dormir
embalada pela tua sinfonia
e entre rendas de lençóis
vou sonhar com marés de espuma
e o suave murmúrio
da areia abraçando o mar
que a envolve em bordados de água
e cantos de sereias
sem nunca acabar.

doces sonhos deixo

Sonhadora disse...

Lindo poema...faz sonhar
Beijinhos
Sonhadora

RETIRO do ÉDEN disse...

É um sonho marítimo, com sons bem afinados e agradáveis ao ouvido.
Abraço
Mer

Sonia Schmorantz disse...

Há coisa melhor que isso? A música do mar e um amor para lembrar?
Um abraço, lindo final de semana

Multiolhares disse...

como é bom ouvir o marulhar do mar, escutar o que no silêncio só ele nos pode contar
beijos nossos

gaivota disse...

aiiiiiiiiiiiiii nem precisava de tanta música, tanto solfejo, guitarras e orquestras para debruar as minhas ondas...
não vou, só depois!
pilipares

Sandra Botelho disse...

A musica do mar, dá uma vontade de amar...
Lindo de viver...
Bjos no coração!

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
e deliciado fiquei, eu,
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
filó
,
na brisa das tuas palavras,
as espumas condensadas
são maresias que marulham
em filarmónicas de sal,
iodando os ouvidos
de quem as sabe escutar .
,
conchinhas musicais,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
Arte
é rendilhar o diferente
para alem do nosso olhar,
é profetizar nos sonhos
a realidade do belo . . .
,
saudações, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Barbara
,
musical
a tua sensação . . .
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
e tens razão,
o la mer é do brel
mas a voz é de Charles Trénet,
,
o canto hoje está mais calmo,
,
conchinhas nazarenas
ficam,
,
*

Sol da meia noite disse...

Bela melodia...!
Delicado bordado...!

Um bom fim de semana.
Jinhos amigos * *

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
esse teu atrevimento
nas marés atracado
Inibe-me de ser arrojado
oh, que triste sofrimento,
srsrsr
,
arrojadas conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Beatriz
,
Bea
o Amor
é uma musica sagrada,
ilimitada
preenchendo o infinito . . .
,
Ilimitadas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Mariazita
,
fica, para ti,
,
Esta noite tenho um segredo para contar
aos desertos deste mundo...
A água salgada não é para beber...
é para matar a fome às ilusões
que plantamos na areia...
,
in-Daniela Pereira
,
conchinhas espumadas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pó de Estrela
,
dorme, dorme pó estrelado
um soninho embalado
o papão foi afastado
do cimo do teu telhado.
srsrsr
,
conchinhas deixo,,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
poemas
são sonhos
por decifrar . . .
,
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
como a sinfonia
das tuas sílabas,
,
afinadas conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
(a)mar o mar,
é musicar o (a)mar,
,
musicadas conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
ouvir o silencio,
é marulhar com o mar,
emudecendo o pensar . . .
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
debroa . . . de milho,
fazes cá uma falta, srsrsrsr,
,
ilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sandra Botelho
,
*
De tão longe veio o mar
Embalando uma sereia
Dizendo sempre a cantar
Pacto terno nessa areia
Saltando da proa a ré
Crianças ouvem cantar
Encanto que vem do mar
É canto, é Nazaré,
,
conchinhas musicais,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite ,
,
nas franjas da melodia,
rendilham marés de espuma,
,
conchinhas bordadas,
,
*

FOTOS-SUSY disse...

OLA POETA, BELISSIMA POSTAGEM...ADORO OUVIR O MAR...VOTOS DE UM FELIZ FIM DE SEMANA AMIGO!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

poetaeusou . . . disse...

*
FOTOS-SUSY
,
grato como sempre,
passa um bom domingo
com a tua linda familia,
,
conchinhas, deixo,
,
*

Ana disse...

A maravilhosa orquestra da espuma.
Obrigada por me permitires ouvi-la debruada pelas tuas palavras de poeta.
Um beijo.

Maria disse...

...posso vê-las desenhadas e gravadas na tua alma - Poeta- que és
Deixo-te o sofejo das ondas...

Isabel-F. disse...

Lindo o poema ...

e uma maravilha as fotos e vídeo ...

parabéns.

bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
amiga,
podes aproveitar
a promoção . . .
ou não tivéssemos
em Quadra Natalícia, srsrsrsr,
,
Ana
um bom domingo,
recheado de conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria
,
amiga
a minha alma é infinita para
quem vem por bem, tem
sempre um cantinho para
quem quiser a ler ou escrever . . .
,
um bom domingo,
ao som do marulho da Paz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
e a decoração da minha
casa mais bela ficou,
com o engenho e o dom
do teu Art & Design .
,
Conchinhas domingueiras
ficam
,
*

São disse...

Mais um post a cheirar a mar ...
Bom domingo, Poeta!

Manu disse...

Olá Poetaeusou!

uma orquestra de cheiros e sons
uma bela melodia sem equivalente
cores verdes e azuis, vários tons
beleza natural que se vê e sente

Bom Domingo.

Chinha disse...

Os bordados de espuma do mar são sempre os mais belos, pois quando se desmancham logo aparecem outros ainda mais belos.

Lindooooooo


Boa semana

bjinhos

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Mais do que nunca, se bem me parece, as belas palavras do poema, servem para a legendagem das fotos.
Abraço
Daniel

Ana Isabel disse...

Linda esta orquestra!


Obrigada.

Duarte disse...

Esse mar que consegue ficar branco de espuma...
Por momentos, numa breve reflexão, pensei nas rendilheiras, essas mulheres que fazes maravilhas com as linhas... aqui, neste mar, esteve a inspiração!

Palavras sabias as tuas, amigo, em progressão geométrica... são versos!

Um abraço amigo, deixo

Canduxa disse...

olá poeta,

fiquei rendida ao ouvir a orquestra de espuma.
deitei-me nela,
a música me embalou,
acordei de manhã cedo
junto às rochas,
estava a sorrir.

beijinhos de luz te deixo

Ana Martins disse...

Caro poeta,
tenho andado um pouco ausente bem sei, mas não deixei de apreciar a sua poesia, muito lindo!

Beijinhos,
Ana Martins

tulipa disse...

Que belo poema!!!

Já alguma vez abriste janelas, para ouvir estrelas? Vou começar a pensar nisso quando chegar a Primavera; gostaria de conversar com elas a noite toda!!!
Bem preciso!!!

Estou a passar um "mau período" na minha vida, daí as minhas ausências...
beijinhos.

Mariazita disse...

Gostei do segredo...
E também da visita.
Uma semana luminosa,
cheia de inspiração.

Beijos
Mariazita

Justine disse...

Uma poesia musical a cheirar, como sempre , a maresia! Que beleza...
E o Charles Trenet como pano de fundo, que requinte!

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
e sabor a sal,
de um País salgado,
e um povo sem sal.
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Manu
,
as ondas do mar,
são verdes, azuis e amarelas
infeliz de quem nasce
para morrer debaixo delas,
,
ondas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
e no quebrar
das vagas
as rendas de espuma
rendilham maresias
em brisas tornadas
e viram reviram
bailando encantadas
nas marés perdidas
pelo mar achadas.
,
conchinhas, ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
ou uma foto não fosse,
um poema do instante . . .
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
Instrumentados obrigados, meus,
,
partituras de conchinhas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
Debruadas ondas,
de espuma adornadas,
esbranquiçando olhares.
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
as tuas palavras
são espumas cerzidas
passajando sonhos
com os fios da noite
são rendilhadas rochas
musicando marulhos
embalos bordados
no amanhecer !
,
conchinhas musicais,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
amiga
como sabes
nestas estradas,
a nada somos obrigados,
com a excepção da
mutua amizade,
,
conchinhas de amizade,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tulipa
,
amiga
ainda hoje
tento tocá-las,
sabes ?
há muito que baptizei
com nomes meus
todas as estrelas
que consigo ver !
acreditas ?
,
conchinhas estreladas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Mariazita
,
inspiração,
é o embelezado
meio ambiente
que me rodeia . . .
,
luminosas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
para ti
,
sente o mar
na sanfona das marés
soletrado na espuma
sente o mar
da brisa toando ao vento
ecos de búzios sonantes
sente o mar
no iodo das maresias
algas secadas ao sol
incrustando a tua pele
do salitre dos meus olhos
,
brisas de amizade,
deixo
,
*

Céci disse...

Olá Amigo poetaeusou,

Muito bom ouvir e ler o teu poema.

Bjinhos

Céci

helia disse...

Mais um lindo Poema e uma vez mais o Mar...

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
e feliz fiquei,
com a tua visita,
,
brisas serenas
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
hélia
,
o mar
é uma fonte inesgotável de beleza
que nos inspira,
,
conchinhas nocturnas, deixo,
,
*

Baila sem peso disse...

no marulhar bordei o som
na cor enfeitei com sol
ponto aqui ponto ali
em cruz, ou de arraiol
encontrei fio de lindo lençol
e adormeci ali!
sonhei:
nas vagas feitas de fios
com loucuras em teus desafios
que debruaste a maré, de dom!

inté já! :)

poetaeusou . . . disse...

,
Baila sem peso
,
debruei o meu olhar,
na tua toalha de bilros . . .
,
bordadas conchinhas,
deixo,
,
*