dezembro 10, 2009

>>>>>>>>>>>>>meu deus das falésias<<<<<<<<


eu quero aloés aos molhos !

video

nas franjas do nada
invento ilusões
estradas vermelhas
de aloés selvagens,
és flor desprezada
pigmento sanguíneo
esverdeando sorrisos
da esperança perdida,
dá-me a tua força
aloé desperto,
meu deus das falésias
protector das areias
nas erosões do tempo,
raízes enérgicas
alapando as escarpas
teias ressurgidas
nos meus labirintos .
poema-fotos-video:poetaeusou

64 comentários:

SAM disse...

E que força esta planta tem! Inúmeras capacidades para sobreviver...Fiquei um bom tempo vendo o video... Como gosto de ver o mar, de ver montanhas, o verde, as flores, o colorido e a força da Mãe Natureza!

Um excelenrte dia, poeta!

Ana Isabel disse...

Que lindo poema..que lindo..

Obrigada por partilhar momentos tão belos.

Um abraço.

Ofarol disse...

Poeta.
Tu pedes força ao aloé...não é...
Pede-lhe também para mim... estou a precisar...
Mais um bonito poema...sempres bem acompanhado e enquadrado...

Um abraço Amigo Poeta

Sol da meia noite disse...

É no nada, que o tudo se inventa... mesmo a ilusão que nos dá força para continuar...

Jinho amigo *

Filó disse...

Que bonito poema, fotos e video.
Aloés da saúde e da força...
Também quero a protecção desse "Deus"
Poeta sua inspiração infinita é vida, é esperança, sempre com o mar por perto.
A sua capacidade de escrever poemas tão lindos transmitem uma sensibilidade impar.
Obrigado pelo bem que me faz.

Um beijinho amigo e que hajam muitos aloés despertos nas nossas vidas!

FOTOS-SUSY disse...

OLA POETA, BELISSIMO POEMA...MAGNIFICO VIDEO...ADOREI...VOTOS DE UM FELIZ RESTO DE SEMANA AMIGO, FICA COM DEUS!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

Sandra Botelho disse...

Que o alóes divida com vc sua força, mas não lhe cobre de volta a beleza de seu coração.
Bjos tenha um lindo dia.

Fa menor disse...

Flores de aloés nas falésias

em chamas quentes
para aquecer o inverno
.

Bjs

RETIRO do ÉDEN disse...

Aloés, a planta e flôr especialmente mais florida no mês de janeiro.
Aqui na minha rua há alguns e tenho-os namorado. Ainda não estão no ponto alto para serem fotografados. Mas, diariamente, ao passar falo com eles e já lhes prometi uma bela duma foto.
Além da configuração em si,gosto muito das cores fortes que eles têm e o contraste com o verde.
Muito belas as fotos, vídeo e poema.
parabéns.
Forte abraço
Mer

Andradarte disse...

Gostei muito deste poema.
Agradeço a sua visita e concordo
na análise, mas a minha ideia
era outra....talvez nada poetica..
Obrigado

GarçaReal disse...

Todos temos o Aloé da vida, pois ele é o renascer , o surgir (re) do encanto....

Será a magia?

Colhemos o aloé?

Bjgrande do lago com pilipar doce

Isabel-F. disse...

FAscina-me esta planta ...

será que tem mesmo os poderes medicinais que tantos indicam?

adorei o poema ... bem como as imagens ...

bjs

Sonhadora disse...

Meu amigo
lindo poema...adorei, poesia e mãe natureza.
beijinhos
Sonhadora

Multiolhares disse...

Os aloés são força de vida na praia
seguram as areias protegem as praias em casa protegem a vida dos seres, pois quando as energias são pesadas eles a absorvem muitas vezes definhando e morrendo

beijos nossos

Lena disse...

A falésia esta vermelhada de aloé's...é a segurança dela para segurar as areias...
Também precisamos dessa força...

bonito poema !

Um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
amiga
vivo rodeado de aloés
tenho uma dezena de vasos
alguns do tamanho de
palmeiras, srsrsrsr,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
os aloés na encosta
do promontório é um
mar de inspiração,
,
conchinhas coloridas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ofarol
,
companheiro,
vai á ladeira do Sitio, ou na
arriba do canto das pedras,
que está lindíssima,
fala com os meus aloés e eles
tirar-te-ão as forças negativas,
,
é óbvio que pedirei por ti !
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
Sol
a ilusão
é o ensaio para
atingir-mos a realidade,
,
um mar de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
*
os Aloés em Dezembro,
prestam vassalagem ao mar
é vê-los nas arribas
acenando ás marés
e sorrindo ás crianças,
quando elas exclamam
olha, os aloés, que bonitos . . .
,
vermelhadas conchinhas,
deixo,
,
*

Teresa Durães disse...

hoje em dia o aloe não é desprezado... basta ver os inúmeros cremes existentes para as mulheres... até te assustarias!

gaivota disse...

aloés aos molhosssssssssss
tás de cêda!!!!!!!!!!!!!!!!
e que bom teres esses aloés aí à tua porta... eu tenho um piquenininhooooooo, há-de crescer! e vai levar tanta coisa com ele...
piliparesssssss

poetaeusou . . . disse...

*
FOTOS-SUSY
,
Obrigado, amiga,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sandra Botelho
,
ruborizado fiquei,
com as suas palavras,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
olhai
no manto verde
o vermelhão dos aloés . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

Lilá(s) disse...

Também quero! aos molhos também a tua poesia.
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
sou aloé sou gaivota
fragas da maré-cheia
conectando vendavais
na miragem do segredo,
sou o verde do silêncio
flor vermelha de iodo
absorvendo as maresias
na agitação dos poemas,
,
conchinhas de amizade,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
entendi,
quis amenizar, só . . .
,
Abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
como escrevo acima,
vivo entre aloés,
as únicas plantas que tenho,
a minha empatia com o aloés
é estranha, talvez pelo facto
de terem vindo do Mediterrâneo
trazidos pelos Fenícios, meus
avoengos, fundadores de várias
colónias de pesca, no litoral
Português . . .
,
um mar de pilipares,
em mantos de jinos,
,
*

São disse...

Fizeste-me recordar a redacção que tive de escrever aos catorze anos sobre a lenda do aloés.

E, ao mesmo tempo, a estúpida professora de Português que tive de aturar nesse ano lectivo, rrss

Uma repousada noite.

equívocos e obséquios=poemas disse...

"Ouvindo numa noite guitarras a tocarem Amália Rodriguez, me comoví de paixão= E chorei lágrimas portuguesas, herança dos meus avós maternos... Ai,Portugal querido que não conheço... Mas AMO!!! Nem às Paredes Confesso... Obrigada pelo carinho de tuas palavras no Blog da Neli= E o pensamento voa... Abraços e és tu um MARAVILHOSO POETA!!!"

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
de concreto
as folhas dos aloés
são trabalhadas em
vários laboratórios,
na empatia que eu tenho
com os aloés e desde de
criança digo-te convicto,
que absorvem as energias
negativas, transmitem as
positivas, conhecendo quem os
acarinha e quem deles trata .
sabias que os aloés mirram, para
defenderem “os donos” numa
forma de nos alertar e quando
nos apercebemos, retornam a
revigorar e que este fenómeno
acontece em qualquer altura
do ano ?
estou a mencionar Aloés, fixos
em vasos caseiros ou em
terraços e varandas, em lugares
diferentes, onde tenho vários . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
sonharei
as tuas palavras,
,
amigáveis conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
as tuas encostas
da Nazaré e da
praia do Norte estão lindas,
a linha do elevador
está com cores de morrer . . .
,
Conchinhas deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
eu sei amiga,
aqui foram considerados
património municipal .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Linda
os meus começam a florir .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
amiga
quando quiseres.
srsrsrsr,
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
,
gostei do novo visual,
que deste aos aloés,
ficaram mais belos se possível,
,
beijos nossos,

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
coitada da professora,
tanta irreverêmcia,
no meu tempo não
havia "nada disto" . . .
,
srsrsrsr,
,
conchinhas de amizade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
equívocos e obséquios=poemas
,
Guitarras e sanfonas
Jasmins, coqueiros, fontes
Sardinhas, mandioca
Num suave azulejo
E o rio Amazonas
Que corre Trás-os-Montes
E numa pororoca
Deságua no Tejo
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um imenso Portugal
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
Ainda vai tornar-se um imenso Portugal
,
Letra e música:
in-Chico Buarque; Ruy Guerra
,
Conchinhas floridas, deixo,
,
*

Ana disse...

Olá miguinho bom dia!!!:-))
Que maravilhoso poema!!!
Os aloés, esses cactos que embelezem as falésias além de serem muito bonitos são importantes para a saúde, com eles fazem-se muitos produtos medicinais.
Gostei muito das imagens e do vídeo, foi um lindo momento!!!
Parabéns amigo, adorei!!!
Jinhossssss,
Ana Paula

Secreta disse...

Labrirentos que aprendemos a cruzar e a enfrentar :)

Pó de Estrela disse...

Poeta dos meus encantos

mais um post lindíssimo.
adoro os teus 3 em 1!

Já vi algumas pessoas a convalescerem com o aloé. Eu utilizo-o para desinfectar e curar queimaduras, picadas de insectos e feridas. Não quero outra coisa!

Nunca tinha visto tantos e assim floridos! è muito bonito!

Beijinhos de aloés estrelados

rosa dourada/ondina azul disse...

O aloé está desperto,
com as suas propriedades,

Assim as saibamos aproveitar,
a cor, os benefícios,

conchinhas coloridas,
te deixo

Baila sem peso disse...

e aloés aos molhos
alegram tantos olhos...
sainhas nazarenas com folhos
dançam perto das marés
e dão-te força os aloés
dançando a teus pés...
nas areias fincam raízes
são belos como que tu dizes
deuses das falésias
selvagens e felizes!!!

Um beijo dessa cor
um fim de semana como flor!

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
amiga
estou a responder-te
e a falar com um aloé-bébé,
vai fazer um anito em Março
o mês em que ponho os
novos rebentos em vasos
independentes, estou a
explicar-lhe quem são os
senhores da Assembleia
da Republica . . .
ele está tentar dizer-me que
só lhe interessa o – Ar e Vento –
que é meio sustento, diz . . .
,
conchinhas deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
e é nos cruzamentos, que se
tomam as grandes decisões,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pó de Estrela
,
é um bálsamo eficaz,
ao natural e na composição
de vários medicamentos,
,
podes ver até ao final de
Janeiro milhares de aloés
floridos margeando a linha
do ascensor que liga a
Nazaré ao Sitio da Nazaré
Na Ladeira do Promontório . . .
,
Aloés aos molhos,
deixo-te, aqui . . .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
Amiga,
,
para ti
,
escuta
a musica do vento
acordes avermelhados
sorvendo as marés,
repara, perscruta,
os gestos em movimento
ballets entrançados
como os aloés . . .
,
floridas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
como me fascinam
as tuas palavras
são como aloés
mergulhando em mim,
visões sedutoras
telas de flores
cativas paletas
harmonizando as cores
,
conchinhas selvagens
ficam,
,
*

sonho disse...

Estou contigo nesta frase...:eu quero aloés aos molhos
Bom fim de semana
Beijo d'anjo

MEU DOCE AMOR disse...

Também quero a força do aloés...
Fizeste um poema muito belo a uma planta:))))

Beijinho doce

Assinado: Conferencia de Compenhaga

poetaeusou . . . disse...

*
sonho
,
Como os Aloés, quero ser.
Os Aloés fixam as areias das dunas.
Os Aloés protegem as falésias.
Das chuvas e vendavais.
Das erosões do tempo.
Das ondas do Mar.
Eu quero agarrar os aloés.
Pende-los,
nos meus braços, feitos raiz.
Como se abraça um violino,
Sinfonando as maresias . . .
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
nem Quito
quanto mais Copenhaga . . .
srsrsr,
,
estou rodeado de aloés,
em vasos,
,
sabes,
eu tenho um aloé
chamado Magia do Fogo,
nunca te disse,
todos os anos presenteia-me,
com uma purpúrea flor . . .
atrasou-se este ano !
,
purpúreanas conchinhas ,
ficam, aqui,
,
*

mdsol disse...

Alô

Muitas conchinhas

:))))

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
no branco do branco,
brancas maresias, deixo,
,
*

Manu disse...

Olá Poetaeusou!

Protector de areias e dunas
és tu simples e dedicado aloé
em solo frágil não te afundas
manténs a dignidade e de pé

Bom fim de semana. Abraço.

neli araujo disse...

Amigo querido,

Belíssimo teu poema e as tuas imagens!

Poetaés
Em meio aos Aloés
Buscas no mar a esperança
e um coração de criança!

Conchinhas de muita amizade e admiração por teus poemas, meu amigo!

beijinhos,

neli

jorge manuel brasil mesquita disse...

VAGAS DE VERDADE

vagas de verdade
da realidade
que passou pelo canto do olhar
em vagas de perfume
sem que o tempo vago
acenda o lume
à noite que quer respirar
todos as palavras que apago.
Nada fica
na areia fina do deserto
nem o teu corpo aberto
à luz do mar
nem a canção que acerta
o refrão que nos estica
o encanto de ser
outra lupa de ver
o nada que nos aperta.
As realidades
são só vagas de verdades

Biblioteca de Oeiras, 12/12/2009
Jorge Brasil Mesquita - 14H42
www.fisgasdotempo.blogspot.com

poetaeusou . . . disse...

*
Manu
,
dunas, sabor a maresia
fincada fronteira
entre a terra e o mar
onde a poesia
dispersa na areia
nos enche o olhar .
,
saudações,
ficam,
,
*

cristal disse...

Olá Poeta

Também eu quero um pouco dessa força do aloés!
Também eu quero um molho de aloés!
Quando vejo
... "estradas vermelhas de aloés selvagens"...(que imagem tão bonita,só mesmo o poeta para a pôr assim em palavras) costumo dizer:" Vê-se bem que estamos em Janeiro" pois associo essa flôr ao início de mais um ano, e ao frio e ao Inverno.
Tenho mesmo que arranjar uma para colocar num canteiro, pois consta ser uma planta com poderes purificadores e revigorantes.
Belíssimo post como sempre!
Amigo, continuo sempre a passar pelo seu cantinho perfumado de maresia, sem deixar palavras únicamente por falta de tempo, mas já sentia saudades de o saudar.
Obrigada por mais uma bela partilha.

Um Abraço
e
Bom fim-de-semana

poetaeusou . . . disse...

*
neli araujo
,
amiga
,
que sublime lucidez
soltar-mos a criança
que há em nós
ou será a força mística
dos aloés ?
,
carinhosas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
jorge manuel brasil mesquita
,
realísticas palavras,
gostei !
,
A verdade é um modo de estarmos
bem connosco. Mas é um mistério
saber o que nos põe a bem ou a mal.
,
in – Vergílio ferreira
,
Saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
Amiga
,
Desde criança que a
minha empatia com o Aloé,
é forte e estranha.
O Aloé com todas as suas
qualidades que são aproveitadas,
como planta medicinal,
o verde da clorofila, a feitura de
colas, bálsamos e medicamentos,
é uma fonte de energia, para
quem as consegue detectar . . .
desde os tempos bíblicos que
e conhecem registos desta planta.
Hoje, manha cedo, desci á Praia,
subi um pouco a encosta
sobranceira ao Mar e no meio dos
meus amigos Aloés, sorvi toda
aquela mística, toda aquela força,
que eles generosamente me dão . . .
,
Cristal
os aloés são muito frágeis,
não os acolhas junto ás estradas,
porque absorvem muito chumbo,
recolhe-os em espaços largos
ou junto ao mar,
deves saber que os da Nazaré,
são especiais . . . srsrsrsr,
,
Conchinhas, deixo,
,
*