novembro 16, 2009

>>>>>>>>>>>>>>nas cinzas que sou<<<<<<<<<


Lanzarote
um lago-jardim no seio de um vulcão . . .

video

quando tu não estás
o mundo se ausenta
sobrando a despedida
de tudo que é meu,
levas os meus sonhos
na memória desfeitos
daquela felicidade
que nunca atingi,
nas cinzas que sou
deixas desesperos,
ventos delirantes
que não assoprei.
poema-fotos-video:poetaeusou

52 comentários:

AFRICA EM POESIA disse...

com um beijinho

Hoje foi um dia de más recordações que eu Nunca esqueço...pois mudou muito a minha vida




VOLTAR DE NOVO



Hoje dia 15
15 de Novembro
Dia com história
Dia com memória
Como é mau recordar...

Lá longe...
O carro apareceu
E sem piedade...
Sobre mim voou...
E trouxe dor...
Dor que foi sentida...
E que foi dorida
Por mim... e...
Por todos ao meu redor
E os sonhos...
E a vida...
Ficaram desfeitos.
Num pedaço de chapa
Toda retorcida...
E sem vida...

Apenas comigo
Um coração pequeno
Quase a parar...
E a querer continuar...


Os anos passaram...
A vida continuou...
E o sofrimento ficou...

Agora já longe
Acordo de novo!...
Foi bom ter ficado...
Porque a vida...
Depois de tanta dor...
Começou...
Novamente a sorrir!...

LILI LARANJO

15 de Novembro

Sol da meia noite disse...

Meu amigo, em cinzas agonizamos... ou renascemos.

Uma boa noite e um jinho amigo *

EDUARDO POISL disse...

Lindo poema com belas fotos, parabéns

"Deus abençoou a alvorada para que pudessemos ser feliz ao amanhecer.A gente começa a ser feliz quando crê em uma nova vida!A Beleza da Vida depende de Você de sua Fé da sua Força sua serenidadeTudo isso para Você e por Você. Lembre-se:O homem faz o possível,o Impossível Deus realiza por nós.

Abraços com uma linda semana.

Multiolhares disse...

A ave de Fénix mostra que mesmo das cinzas se pode renascer,por vezes até se está, mas a janela fechada dos defeitos teimam em não ver, como costuma dizer há sonhos sonhados e sonhos realizados, mas quantos de nós preferem o virtual os sonhos sonhados...

beijos nossos

Ana disse...

Bom diaaaaa Poeta!!!
Que maravilhoso poema que me fez sentir essa "ausência" de algo que gostamos.
Adorei as belas imagens de Agadir e Casablanca e o curto mas belo vídeo de "Lanzarote
(um lago-jardim no seio de um vulcão)" gostei muito desta comparação que fizeste.:-))
Jinhos godos de uma magrinha:-)))))
Ana Paula

São disse...

Tudo lindo: o poema, as fotos, a música, o video!!

Tens uma surpresa lá em casa.

Uma semana cheia de coisa boas.

Confesso disse...

Poeta...


Ví-me em seu poema a vivê-lo intensamente...

Lindo, perfeito...

Beijos

gaivota disse...

revivendo as férias...
quando alguém se ausenta, resta a saudade, por vezes em cinzas!
lindo poema, á meu...
piliparesssssss

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Poema recordado, segundo as belas ilustrações. Casablanca e Agadir. Fica a recordação das cinzas da última cidade que um terromoto devastou no principio dos anos cinquenta. O perimetro vedado, por causa das previsíveis epidemias, foi ultrapassado por um único jornalista.
O temerário português Roussado Pinto.
Abraço
Daniel

A. Brás disse...

Nas cinzas escondi
dores minhas e alheias.
Libertando-se de teias
o 'Poetaeusou' eu vi!

Abraços!

Maria disse...

...o dia que eu te encontrar, não haverá mais despedidas nem motivos pra chorar.
Hei de impedir o vento de roubar o teu perfume... não deixarei que as lágrimas tirem o brilho do teu olhar.
Impedirei que as pedras machuquem teu caminhar - estarei sempre contigo e prometo não mais te deixar.
Beijos meus

RETIRO do ÉDEN disse...

Olá amigo poeta,

«quando tu não estás
o mundo se ausenta»

Estas duas frases dizem tudo.
Lindo vídeo e restantes fotos.
Ainda me lembro de ouvir comentar sobre o grande terramoto em Agadir
Nessa época, vivia em Caldas.

Forte abraço,
Mer

poetaeusou . . . disse...

*
AFRICA EM POESIA
,
aconteceu comigo,
á saída do Estádio da Luz,
milhares de pessoas,
em plena Estrada da Luz,
um Anglia Branco, fora de
mão e a alta velocidade,
surge á minha frente,
era como uma Vaga imensa
a quebrar num manto de
espuma que me derrubou,
acordei quatro dias depois,
já operado ás pernas, tinha
vinte anitos, nunca tive
sequelas laterais, felizmente,
mas aprendi, o que muitas das
vezes a Juventude ignora,
aprendi escrevia eu, que o
mal não acontece só aos outros,
nós também estamos na lista . . .
,
amiga
acredita na vida,
lembra-te que a vida,
nem sempre é ingrata .
,
conchinhas serenas, deixo,
*

Duarte disse...

Arte expressa em formas e delicadeza... a mesma ternura que envolvem as tuas palavras. A ausência dói e entristece: sempre.

Um forte abraço, amigo Zé

tossan® disse...

Casablanca?! Poesias e viagens o que eu desejo mais. A poesia aqui eu encontro...Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
ou o inicio da Quaresma,
quarta-feira de cinzas,
a regeneração do mal
do qual somos feito .
,
brisas nocturnas ,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
EDUARDO POISL
,
Eduardo
,
Amigo
,
tenho um amigo Padre,
que me diz, de quando em vez,
>>> o impossível
é o possível mal feito <<<
srsr,
,
Abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
,
As Cinzas
são a purificação
do bem e do mal . . .
,
beijos nossos
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
boa noiiiite, Ana,
,
existem ausências
sempre presentes em nós,
,
Lanzarote é lindíssimo,
há um respeito pelo Natureza,
Portugal está a anos-luz .
,
conchinhas vulcânicas,
deixo,,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
Amiga
não notificaste os
amigos Nazarenos,
na próxima vez ficas com
o Passaporte apreendido .
srsrsr,
,
Olhares do Sitio,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Confesso
,
Os poemas
são de quem os lê
e sentidos á sua maneira,
,
poéticas conchinhas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Mês de Agosto
já foste á são ? vai lá miga,
tens a Praia, o Sitio e a Pederneira,
fotografias bem bonitas, oliópsssse,
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
o terramoto foi em 1960
andava na primária e lembra-me
de ver na Televisão ou nos celebres
Documentários das Salas de Cinema, a terra abrir e engolir bairros inteiros,
estive na zona reconstruída de Agadir,
com uma traça um pouco diferente.
sei que um grupo de Jornalistas
Portugueses fizeram grandes reportagens
e receberam Prémios da Reuter,
o Botas e a Imprensa do regime explorou
ao máximo a situação (srsrsrsr)
com a excepção do O Século, o Republica
e o Diário de Lisboa, já finados . . .
,
Conheci um Roussado Pinto
do Jornal do Incrivel
E várias bandas desenhadas, é o mesmo ?
,
Um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
A. Brás
,
Cinzas ao vento
espalhando amizade
que mitiga a saudade
e acaba com o sofrimento.
´
Abraços,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria
,
são estes desejos
que parecem banais
embora virtuais
prometem . . . ensejos !
,
um mar de jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Mer
morreram 30.000 pessoas,
estive na zona reconstruída,
foram pouco fiéis á
arquitectura da Cidade.
,
a linda Caldas
hoje um pouco envelhecida,
,
conchinhas serenas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
a ausência
são marés invertidas
são ondas trocadas
no areal nascidas
correndo para o mar.
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan®
,
poesias
são viagens da imaginação,
,
um abraço
,
*

Pó de Estrela disse...

Poeta dos meus encantos

Quando eu era pequenina, e ainda usávamos braseira debaixo das saias da mesa,muitas vezes ao remexer as cinzas que pareciam mortas, brilhava uma pontinha rubra, que eu assoprava ficando toda suja, e onde depois deitava bocadinhos de papel...
Magia!
O que parecia morto
de novo vivia!

Quando a minha alma parece morta, aparece sempre um poema teu, um video ou uma fotografia, que não a deixam apagar.

Doces Estrelinhas

Céci disse...

Pois é amigo poetaeusou, quando a saudade aperta, parece qu en resta mais nada, mas... ha sempre um mas...

((*_~))

Adorei as fotos e o vídeo. Adoro sempre né? rs

Bjinho e boa noite

Céci

Barbara disse...

Direto de Agadir ou de Casablanca:
AllaycomEssalom!

utopia das palavras disse...

nasce e renasce
no sopro do vento
e nos olhos de água
que te lavam as palavras...belas!

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
Pó de Estrela
,
e estou com o teu vizinho,
Sérgio Godinho . . .
a vida é feita de pequenos nadas
,

Somos tantos a não ter quase nada
porque há uns poucos que têm quase tudo
mas nada vale protestar
o melhor ainda é ser mudo
isto diz de um gabinete
quem acha que o casse-tête
é a melhor das soluções
para resolver situações
delicadas
a vida é feita de pequenos nadas
a vida é feita de pequenos nadas
a vida é feita de pequenos nadas,
,
como o borralho luzidio,
,
conchinhas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
é amiga,
para além do além,
um novo além, existe . . .
,
brisas nansinhas,
dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Barbara
,
أنّ إلهة مع أنت
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
Fogo
purificador da vida,
,
anda cá amor
anda cá vem ver
o mar está a arder
que belo sol-pôr.
,
afogueadas conchinhas,
,
*

Xana disse...

E quando me ausento do teu blog, sinto que preciso de renovar, como fénix e aqui volto para te ler :)
beijo meu!

Justine disse...

O eterno desejo de um só corpo/uma só alma, em palavras belas e harmoniosas!
Abraço, poeta!

Lilá(s) disse...

Poema tão sentido!
Música suave e linda...
bjs

Su disse...

Aqueles momentos que nunca atingimos nos causam uma sensação tão ruim...

bjosss!

Lena disse...

Quantas vezes não renascemos destas cinzas ?

um beijo !

poetaeusou . . . disse...

*
Xana
,
Heliópolis (Cidade do Sol)
venceu o Pássaro do Fogo
com poemas renascidos.
,
um mar de jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
a beleza unificada,
harmonizando os sentires,
,
conchinhas floridas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
as tuas palavras,
elevam o meu ego . . .
,
brisas serenas, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Su
,
mas que nos dão força, para
enfrentarmos as adversas marés,
,
conchinhas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,

Quantas, amiga Quantas . . .
,
conchinhas coloridas,
envio-te,
,
*

neide disse...

Poeta, ainda estou sem tempo para ler os posts. Vim lhe deixar um beijinho de boa noite e votos de uma linda semana.

Bjss querido.

gaivota disse...

já tinha lá ido, sim! fotos lindas, já as sabemos de cor!
sempre que vou ao manel, tenho que ir ver a minha gaivota lá na ponta do suberco, à capela...
e desço muitas vezes, coisas...
agora, talvez na 5ª ao fim da tarde!
piliparessssss

poetaeusou . . . disse...

*
neide
,
amiga,
nas amizades virtuais,
nada nos obriga . . .
,
grato pela disponibilidade,
,
conchinhas de carinho,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
ontem foi
um dia de verão,
estive a videar
o porto de abrigo,
,
pilipares
,
*

GarçaReal disse...

Sente-se as cinzas voando e gemendo por uma ausência.

A beleza presente como sempre

Bjgrande do Lago com pilipares

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
presenças
são renascidas cinzas,
,
marés de pilipares,
,
*