novembro 13, 2009

>>>>>>>>>>>>>>>>poema inacabado<<<<<<<<<

que saudades eu tenho . . . sôdade, sôdade

video

caminho
entre gestos perdidos
no limbo dos tactos
afagando as esperas,
percorro
as buscas sem nexo
janelas abertas
vazias de ti,
vagueio
no teu olhar fechado
marcado no tempo
poema inacabado
do meu sofrimento.
poema-fotos-video:poetaeusou

56 comentários:

Fa menor disse...

Quando o sofrimento nos abate
o tempo
percorre caminhos de poemas
doridos
.

bom fim de semana

Bjs

Luis F disse...

Um poema de grande nível e de valor...

Os meus parabéns

Um aplauso de pé

Com amizade
Luis

gaivota disse...

hummmmmmmmmm, acho uma tentação ao "castrol" de quem por aqui passa... e não é que o slavo veio aqui chamar-nos para jantar!!!
o almoço ainda anda aui a passear...
os poemas são sempre inacabados, amigo!
piliparessssssssss

Multiolhares disse...

Como diz a gaivota, os poemas são sempre inacabados,muito bonito, talvez um dos teus melhores.

beijos nossos

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Como sempre tudo é poesia, até as belas de fotos do pôr do sol.

Abraço,
Daniel

Lídia Borges disse...

Poesia nas imagens e nas palavras.

Um beijo

MEU DOCE AMOR disse...

Também tenho um poema inacabado...

Beijinho doce Querido Poeta do Mar

Hummm...aquele banquete é para mim????Hummmm...não vi mousse de chocolate,nem bolo de chocolate,nem chocolates...etc...

Lindíssimo poema!

Baila sem peso disse...

saudade que diz tudo
no teu poema inacabado...
num gesto mudo e calado
em que a mesa da fartura
ao pé do sol a dizer adeus
num tempo a chorar no olhar
fecha as janelas em amargura
de sofrimento, em versos teus!
espera a janela de maré cheia
abrir olhar, na beleza que enleia!

beijinho de amizade
fim de semana em felicidade!

Jacarée disse...

Poema inacabado...

Que saudade... estava em meu caminho
Mas tive que escolher os seus
Gestos perdidos, esperas...
E agora não tenho caminho nenhum
O que fazer a quem recorrer?
Debruço-me na janela aberta...olhando o horizonte
esperando por ti.
Borrifes de Jacarée

Ana disse...

Janelas abertas
vazias de alguém
apenas o mar
como companhia
na noite
de um poema inacabado.

Um beijo, Poeta.

GarçaReal disse...

Porque acabar um poema quando ele está repleto de beleza?

O inacabado deixa pairar o voo da alma que vive sempre insatisfeita

Belissimo...Está fantástico

Bom fim de semana

Em pilipares te deixo

Bjgrande do Lago

RETIRO do ÉDEN disse...

As fotos o poema, lindos, uma maravilha mesmo.
O vídeo, atendendo ao aspecto artístico e talento de quem os ornamenta e confecciona...estão uma delícia ao olhar e de certeza ao sabor.

Confesso: não tenho saudades desse tempo...era tudo superficial!

Faz-me lembrar os políticos (defensores dos oprimidos) de "caviar".

Forte abraço,
Mer

Val Du disse...

Poeta


As imagens preenchem-me de satisfação.

As palavras ecoam dentro de mim, trazendo lembranças...

É um belo poema.

Beijos.

Ana disse...

Olá miguinho Poeta bom diaaaaaa!
Pois é amigo há "momentos" assim como retrataste tão bem neste maravilhoso poema a que chamaste "inacabado", penso que na poesia fica sempre algo por acabar, ou que não se conseguiu dizer.
Adorei essas imagens maravilhosas registadas do Cruzeiro que fizeste, desse mar que tanto te inspira! Ah e o vídeo dessas iguarias que saciaram os "gulosos":-))
Desejo-te um maravilhoso fim-de-semana!
Jinhossssssss,
Ana Paula

Sol da meia noite disse...

Tudo na vida é inacabado... até este errante caminhar...

Um bom sábado, meu amigo.


Jinhos * *

luís filipe pereira disse...

belo o poema onde pontifica a ideia poética do caminho; caminho que ziguezagueando amplia o sentido e faz do poema uma excelente elipse metafórica da Procura.
luís filipe pereira

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
poemas percorridos,
no tempo que nos abate,
,
Conchinhas, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luis F
,
Luís
será que mereço
as tuas palavras ?
,
um abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
São,
.
só a mim ninguém me chama,
,
Ninguém me chama,
Ninguém me quer,
e até as sobremesas,
são sem colher . . .
,
“somumdesinfliz”
,
pilipares,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
é . . .
o que acaba,
nunca nasceu . . .
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
amigo
sabes melhor do que eu, que
a poesia está onde queremos,
,
na injustiça, na fome, na revolta,
,
abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lídia Borges
,
Gratificado fiquei,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
Mares de chocolate,
mares, não,
Óbidos, sim Óbidos,
e a sua Feira do Chocolate,
e o Castelo que matou com
diabetes o Afonso Henriques,
e a Regina, a Favorita, a Nestlé,
Ferrero Rocher, do Ambrósio amarelado,
áááh e os The Chocolat, musicando,
porém, gosto mais do Coma com Pão,
(é mais barato) srsrsrsr,
,
conchinhas achocolatadas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
enleado
procuro no tempo
a fartura de te ver
e acabar a saudade
propondo a amizade
para reter
este contentamento
inacabado.
,
marés de amizade, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
nunca desesperes,
nos trilhos da vida
cruzamentos existem,
e nunca esquecer,
que há caminhos não andados
que esperam por alguém . . .
,
conchinhas inacabadas,
envio,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
o mar é uma janela
aberta de poemas,
sempre inacabados
no vai e vem das marés,
,
um jino de maré nocturna,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
Beleza ?
beleza tem a Garcinha,
alando no lago,
em bailados esvoaçantes
emitindo gritos soantes
num Hino á a Alegria,
,
alados pilipares,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
e é vê-los,
todos,
tão povo, tão povo,
esfomeados, esmolando votos
e dando ordens para reprimir
quem realmente tem fome . . .
,
Mer
um bom domingo, desejo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Val Du
,
ecos
são lembranças renascidas,
,
nocturnas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
é como escreves . . .
na vida tudo é inacabado,
,
as iguarias
são inofensivas, srsrsr,
no meu caso,
“ajuntei” mais cinco quilos,
em dez dias é insignificante,
hehehehe,
,
conchinhas dominicais
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
Sol
vida,
é uma sinfonia inacabada . . .
,
e no caminhar,
além do SE,
outros escolhos nos deparam !!!
,
sereno jino, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
luís filipe pereira
,
escrever Sol
é encher a vida de poemas …
,
visito o teu blog,
sentindo a incapacidade
de comentar !
,
poetaeusou . . .
com reticencias ( . . . )
o que me limita, na
arquitectura cientifica da poesia,
,
vou cantando as belezas que
balizam o meu viver, cingindo
os amores que me apaixonam,
o sentir das palavras,
e os cliques do meu olhar,
enrolando as imagens
e as sílabas . . .
,
grato pelas palavras
saudações, deixo,
*

rosa dourada/ondina azul disse...

Os poemas inacabados...
Com todas estas iguarias,
O poema dá lugar ao convívio :)))

conchinhas inacabadas
te deixo,

Princesa disse...

-:¦:--:¦:--. Sua página¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:-- está sendo¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:--. visitada¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:--. por alguém¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦: que tem muito carinho :¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:-- por VOCÊ!¦:--:¦:--:¦:

.*._/\_ .*.
. * >,´< * Hoje é
.*._/\_ .*. * . .. *um dia qualquer * . * .
. * . * . ._/\_.
* . * . . * >,´< . Mas, um Oi!
(¨`´¨)×. mesmo que virtual,
..¸(¨´¨) × já faz a diferença.
.... .. `•.¸.•.´Por isto estou aqui,´(¨`•.•´¨)
... ..`•.¸.•´para deixar minha marquinha
¸.•)´ (.•´em seu coração.
(¸.o` ¸.o´¸.o*´¨ ¸.o*¨ ¸.o´ ¸.o`¸.)
beijos

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
convívios
que nos enchem
de poemas digestivos …
srsrsr,
,
nocturnas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Princesa
,
Oi !
simples saudação,
que me enche o ego,
virtualidade,
feita realidade,
de uma Real Princesa,
,
carinhosas conchinhas,
deixo,
,
*

Sonia Schmorantz disse...

É lindo isso!
abraço, ótimo domingo

Lilá(s) disse...

Poema sentido mas, a goludice impera...
Bj

Filó disse...

Poeta

Poema inacabado nas estradas virtuais...
Das janelas abertas vislumbra-se um por de sol magnífico e um manjar delicioso, não fora, os quilinhos a mais, é mesmo uma tentação..
Poeta,o meu desejo de um poema completo e bonito nas estradas da vida.

Bom Domingo
Um beijo amigo

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
um bom domingo
sem chuva
como acontece, aqui,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
é gula pura,
e é pecado . . .
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
as estradas da vida,
rejeitam a poesia,
sabe-se lá o porquê.
,
brisas serenas, deixo,
,
*

gaivota disse...

não te desafio mais vezes, porque... enfim!
às vezes é assim um "vaipe", ainda não saí e já estou sentada a falar como paulinho ou com a katarina!
e logo mesmo auqi a porta... é uma afronta...
sabes quem almoçou mesmo a meu lado??? ah pois é, um senhor da música nacional, de microfone de mão em mão!
pilipares
(já vou de saída, agora só na ª!)

Violeta disse...

Boa semana
Bjs

Márcia disse...

Simplesmente fantástico, no seu todo.
Lindas imagens e sentires que aquecem o coração.

Deixo-te o meu silÊncio

Marlene Maravilha disse...

Ai ai ai, quantos sentimentos sentidos!!!, mas como sempre, lindos!
Uma semana de bencaos!
beijo

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
eu tenho dois amoriiiis,
,
Pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Violeta
,
grato,
,
uma semana serena
auguro,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Márcia
,
exageras . . . amiga,
,
agradeço,
,
serenas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Marlene Maravilha
,
e aqui se fez luz,
com a tua visita !
,
deixo-te a minha Paz,
,
*

gaivota disse...

á repá.... pois foi!!!
cala-te a boca, á ó!!!
depois te conto...
assim na dá...
piliparessssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
pilipares,
,
*

Ser em construção disse...

lindo seu espaço.
transcedente.
beijos

poetaeusou . . . disse...

*
Ser em construção
,
grato pelas palavras,
irei visitar-te,
,
saudações,
,
*

Miosotis disse...

... que imensidade de mar! Lindo!

E depois, fico sempre 'poisada' nestes teus poemas de afectos 'eternos'!

'Sôdade, sôdade', Cesária Évora nessa morna tão doce!

Um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Miosótis
,
ruborizado fiquei,
com o teu elogio . . .
,
jino em marés serenas,
deixo,
,
*