novembro 18, 2009

>>>>>>>>>>espólio dos meus poemas<<<<<<<<


nos cais . . . desancorados !

video

o meu barco de papel
navega no mar de areia
pescando castelos de água
espólio dos meus poemas,
no deserto das espumas
lanço a rede ao desencontro
enredando incompreensões
na escuridão dos luzeiros.
nos cais desancorados
sem abrigo e sem amarras
refúgios são engolidos
por promessas não cumpridas
fomentando os labirintos
ao direito de viver.

poemas-fotos-video:poetaeusou

64 comentários:

A. Brás disse...

A primeira foto é absurdamente linda. Estará a gaivota a olhar para os teus barcos de papel?

Abraços... que não de papel

Sol da meia noite disse...

Frágeis versos...
A fragilidade da vida.

Jinhos amigos * *

LOURO disse...

amigo Poeta!

Gaivota espreitando o teu barço de papel...Lindo!!!

Por vezes,a nossa maior força
consiste em admitir as nossas fraquesas.

Tem um selinho 2 anos do meu blog,
para si.

Abraço
Lourenço

Céci disse...

Olá Amigo Poetaeusou!

As tua fotos como sempre.. Lindas!

Também num barco de papel
os sonhos vão navegando
e as promessas, essas..
Vão certamente naufragando


Bjinhosssss

Céci

poetaeusou . . . disse...

*
A. Brás
,
gaivota
escondendo o Sol,
a fonte da vida .
,
um abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
a vida,
transitória e frágil,
sentida,
versejada ,
em débeis palavras,
,
fortes conchinhas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
LOURO
,
barco de papel,
tão frágil como . . . a vida,
,
irei cuscar o selinho.
,
abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
amiga
,
o não cumprimento das promessas,
só atinge quem as ouve . . .
(ou acredita)
srsrsr
,
mar de jinos, deixo,
*

helia disse...

Um Poema atrás do outro , todos muito bonitos e sempre acompanhados de lindas imagens! "Espólios dos meus Poemas", é mais um Poema para nos deliciar!

Ofarol disse...

Amigo Poeta.
A tua vida não é esse "barco de papel"... embora a vida o seja... porque tu tens muita força... e para os outros, também a transmites...
Porque vives "sem amarras", mas com muito "abrigo"...

Um grande Abraço POETA

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
amiga
os poemas são sempre
de quem os lê e conforme
o estado de alma de cada um,
,
por saber que as tuas palavras
são sinceras agradeço-te vivamente,
,
uma tarde serena, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ofarol
,
Carlos
“Isso” não se faz,
mas quem sou eu para desdizer-te.
,
SANA
Sem Amarras Nem Algemas,
sempre,
,
um abraço, companheiro.
,
*

gaivota disse...

que espectacular está aí a mimha meninaaaaaaaaaaa, igual a hoje! fotos a preto e branco são sempre o máximo, e o vídeolá ao sul...
bem, num barco de papel não me safava, mas sem abrigos nem amarras, andaria por aí!
piliparesssss

utopia das palavras disse...

Despojos que lançaste no vento
murmurando as letras, de todas as palavras que gravaste no tempo!

Beijo

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
foi tirada no Porto de Pesca,
com o globo do candeeiro a
tapar o Sol . . .
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
e o vento silvando
poemas entre as maresias
sussurra as nostalgias
nos marulhos, marejando . . .
,
conchinhas serenas, deixo,.
,
*

Anónimo disse...

SIMPATIA PARA ELE FICAR NO MEU PE - São Paulo
Debaixo do pé esquerdo escreva o nome dele.Repita 3 xebaixo do meu pé esquerdo eu te prendo (T.D.G.G),eu te amarro(T.D.G.G),eu te mantenho(T.D.G.G),pelo poder das 13 almas santas e benditas e por São Cipriano, vc vai ficar apaixonado por mim (V.P.O) e confessar o seu amor, vai ficar comigo para sempre e me fara muito feliz . Que você (T.D.G.G) so tenha pensamentos, olhos, coração, amor, desejos, tesão, admiração, respeito, carinho, paz e realização sexual somente comigo (V.P.O). Que você me peça em casamento o mais rápido possível e seja um marido fiel, dedicado e completamente apaixonado por mim (V.P.O). Assim eu quero assim sera feito. Amém. Publicar 4 x essa oração(forte para amarrar alguem) Simpatia infalível, porém não se pode voltar atrás

Multiolhares disse...

A vida é mesmo um barco de papel, e vamos navegando tanto em mar sereno como em mar revolto

beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
ANÓNIMO
,
e assim fiquei :
Amarrado, Preso
Algemado, Atado
Agrilhoado, Firmado
Maniatado, Prendido
Apanhado, Laçado
Subjugado, Ligado
Encadeado, Prendido
Enlaçado, Acorrentado
Enredado e Escravizado,
,
Brisas anónimas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares,
,
Luna
,
ao sabor dos caprichos
das quimeras . . .
,
beijos nossos,
,
*

SAM disse...

Poeta,


seus versos marejaram meus olhos.

Um beijo

Duarte disse...

Boa música, amigo Zé.

Vigilante altivo dum mar que enrola e tudo arrasta.

Que longe ficaram os meus barcos de papel, ou de casca de pinheiro, que navegavam nos dias de chuva pelas poças da rua...

Um grande abraço

GarçaReal disse...

O teu barco de papel navega sempre levando os mais belos poemas, os mais belos rimares, mesmo que o mar seja o areal.

Lindo.....

Bjgrande do Lago envolto em pilipares para o poeta do mar e do amor...

GarçaReal disse...

Fui eu que apaguei o comentário.....Dupliquei....:)

Adorei a música..... Não tinha dito

bjgrande do lago

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
nas maresias
da ternura . ..
,
um mar de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
de casca de pinheiro ?
também fazias ?
regredi décadas . . .
aos meus 7/10 anos,
do casqueiro, como se diz aqui,
fazia canoas, lanchas, baleeiras,
barcos de pesca, os amigos
chineses coarctaram o poder
inventivo ás nossas crianças,
os tsés tungs e os bills gates . . .
,
um abraço,
,
*
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
amiga,
inventivos sonhos
de beleza real,
que sublime visão
ver um barco de papel nas
mãos de uma criança entre
os sorrisos das ondas . . .
,
pilipares “gaivotantes”
sobre um lago feito Garça,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
deu para enxergar,
pelo modo da caligrafia !!!
srsrsr,
,
pilipares,
,
*

Filó disse...

A vida não é mais do que um barco de papel, fragil ...
Cabe a nós segurando o leme, levar a bom porto o barco, remando contra a maré, num mar de imcompreensões...
Sob a luz dos luzeiros e olhares de gaivotas alcançamos a rota do destino, a amizade, sempre...

Poeta, um beijo amigo.

Secreta disse...

Bonitas fotografias ... e palavras que nos fazem navegar em pensamentos interiores.

tulipa disse...

Começo por dizer que adorei ouvir esta música, que saudades de outros tempos, outros cantores.

Depois, dizer-te que fico sempre fascinada pela tua poesia.
Parabéns!

Até uma melhor oportunidade, deambulei por PARIS e já estou de volta...fugi dos temporais do Porto e de Lisboa, tudo por cá voou, ventos fortes e chuvas intensas e eu por lá passeando, feliz da vida.
Eu ADORO o Outono e nesta viagem vim maravilhada com as belas paisagens que esta estação do ano proporciona.
Já agora, se pudesses onde irias fazer um "weekbreak"?

Abraços.

Isabel-F. disse...

Vim beber as tuas palavras,
das quais já tinha imensas saudades ...

espero que esteja tudo bem contigo.

bjs
isabel

gotadevidro disse...

Em teu barco de papel leio este poema e deixo tombar

Uma gota do meu canto

jitos da gota

uminuto disse...

adorei a primeira foto. não consegui tirar os olhos da majestosa gaivota e do belo enquadramento que captaste
um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
amiga
da vida nada sabemos,
os justos, são injustiçados,
os criminosos campeiam,
povo é sinónimo de atraso,
o que nos resta ?
semear o carinho,
semear a amizade,
semear a ternura,
na esperança de colher a Justiça !
,
conchinhas de Paz ,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
navegar é preciso,
escreveu o poeta . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tulipa
,
P. Anka, Cliff, P. Boone, Elvis,
T. Jones, sempre presente,
,
gostava de estar nos Himalayas,
num convento Budista, numa
cela isolada, com um PC de top,
e um satélite privativo !!!
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
e mitigado fiquei,
tenho “cuscado” o teu canto,
,
tudo OK,
espero que aconteça contigo,
,
desenhadas conchinhas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gotadevidro
,
vejo um barco de papel
na linha do horizonte
o crepúsculos é uma fonte
jorrando gotas de mel .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
uminuto
,
fotada no passado dia 17,
uma tarde vestida de anil,
com o globo do candeeiro
a tapar o sol ou o astro-rei
coberto por uma gaivota,
rainha de um luzeiro .
,
conchinhas luzentes,
deixo,
,
*

Papoila disse...

Por vezes fico presa nas tuas redes de poesia...pescador de palavras.

Um beijo
BF

Barbara disse...

DESFRUTEI DE VERDADE.
OBRIGADA.

Vivian disse...

...meu doce poeta,
penso que a magia está
em sabermos navegar
em barcos de papel,
e jamais desta viagem
sucumbir.

deixo bj

RETIRO do ÉDEN disse...

Há que pensarmos que "papel" queremos ter nesta vida!

Por vezes andamos à deriva... e num barco de papel, há que haver muita Fé para sobrevivermos.

As fotos como sempre, estão uma delícia.
Nem sei qual a melhor!
Forte abraço
Mer

Jacarée disse...

No cais... desancorados!
É Assim que brotam os sonhos... descobre-se o mundo por lindas fotos.
Castelos... barcos imaginados flutuando nas águas ...do horizonte... Vamos flutuando e navegando no labirinto da vida.
Borrifes de Jacarée

São disse...

As fotos estão muito bonitas e o vídeo traz-me à memória a casa em que fiquei aquando da última vez que passei aí uns dias, porque fica mesmo muito perto.

E que o (nosso) direito de viver saia rapidamente do labirinto .

Noite de lindos sonhos te desejo, Nazareno.

Lena disse...

Barco de papel,
fragilidade da vida...

O que é prometido é devido, dizia Rui Veloso...

Bonito esse video do porto abrigo.

Um beijo !

Maria disse...

Obrigada pelas carinhosas palavras. Feliz fico eu, eu te ter por perto, caro poeta- que és.
Vivo eu na escuridão dos luzeiros da distância- tenho no entanto, aqui dentro do peito, uma contínua esperança - sei que perto está o descansar das minhas andanças.
Brisas serenas, também pra ti.
bjs

tossan® disse...

Nesse mar só pescamos utopias...Belas fotos!

Sonia Schmorantz disse...

Palavras e imagens muito bonitas!
Um abraço

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

O inspirador mar, por si, é digno de ser espólio do que te sai da mente. Por outro lado os mesmos merecem ficar guardados, perto desse encantador mar imenso.
Abraço
Daniel

poetaeusou . . . disse...

*
Papoila
,
enredado eu fico,
quando me visitas,
,
maresias papoilantes,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Barbara
,
grato fico,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Vivian
,
concordo amiga,
,
só por magia,
conseguimos rumar na vida . . .
,
brisas serenas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Mer
achas que a palavra “querer”
no mundo actual, está ao alcance
do comum dos mortais ?
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
gostei dos teus
borrifes literários,
,
conchinhas salpicadas de apreço,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
que os labirintos
se tornem searas
e nos verdes caminhos
renasça a esperança .
,
sonhadas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
Ai de quem nunca guardou
Um pouco da sua alma
Numa folha papel,
Ai de quem nunca guardou.
,
In-rui Veloso
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria
,
um cheiro a poesia,
as tuas palavras,
na esperança, lavradas . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan®
,
amigo
o tal mar salgado, que
são lágrimas de Portugal,
(pessoa)
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
grato fiquei,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
o mar
e a sua imensa dualidade . . .
,
um abraço,
,
*

Ana disse...

Esse barquinho de papel na areia o que será? A vida que por vezes temos? Adorei o belo poema e fiquei a pensar em muita coisa que se passou comigo ao longo da minha estada nesta vida, mas como também sou uma sonhadora incurável, logo a seguir imaginei esse mesmo barquinho a conseguir um abrigo num lindo cais para atracar. Pronto arranjei-lhe um final feliz:-))))
Adorei as maravilhosas imagens, especialmente a primeira. Parabéns Poeta!!!
Beijinhos levados naquela embarcação do lindo vídeo,
Ana Paula

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
as tuas palavras
são brisas de mel,

nas velas de papel
invento o rumo,
barquinho de sonhos
procurando abrigo …
,
conchinhas coloridas,
deixo,
,
*