novembro 23, 2009

>>>>>>>>>>>>>>> Mar, Mar, Mar - Hoje<<<<<<


revolto mar . . . hoje

video

o meu rumo é o mar
usurpando os equivocos
nesta imensidão ilógica
em que tudo é ilusório,
nada quero, nada tenho
nas mãos vazias de afagos
limitando os desvarios
aos oráculos das marés,
carrego os quatro ventos
no suor das tuas brumas
enleios perdidos na espuma
pelas ondas, fragmentados.
poema-fotos-video:poetaeusou

58 comentários:

Lena disse...

Que saudades desse mar !
e as fotos !!!!
e esse video...
Bonito poema,
meu rumo também é esse mar,
so dele preciso....

Agora que ja vi meu mar,
vou ir sonhar com ele...

Um beijo Poeta !

Sabe mesmo muito bém ouvir, ver o mar em video...Obrigada por o trazeres sempre até aqui.

gaivota disse...

pois está... muito mar!
as "meninas" andam um pouco assustadas, pelo paredão buscando migalhas...
vim mais cedo que o previsto, agora só 5ª à noite...
pilipares

Val Du disse...

Poeta

O mar é encantador.

Boa semana p/ você.

Beijos.

Ana Isabel disse...

Mar..cúmplice de alegrias
tristezas
dor
morte
temor
beleza
grandiosidade
Amor..

Lindo o teu poema!

Um abraço e boa semana

Confesso disse...

O mar e sua imensidão... Cada onda que beija a praia fico a imaginar, de onde vens, para onde vais,quem tua água salgada, morna, fria resvalou...

Adorei...

Beijos espumantes

Filó disse...

Poeta,

O Mar é sempre lindo, quer esteja calminho ou revolto...
Esse mar de hoje ( o das fotos) está revolto e assustador pela sua força, mas mesmo assim é soberbo, de tão belo ...

Poeta um beijo amigo e uma boa semana

Céci disse...

OLá poetaeusou!

O Mar é o Mar nada mais me dá mais calma do que ver o mar revolto. e este poema está lindo, e as tua fotos fez-me por momentos sentir que estava bem pertinho do mar.

Bjinhos

Céci

Sol da meia noite disse...

Versos...
Sentires soltos ao vento
vazios de ilusão
perdidos
fragmentados
rumando ao mar da verdade...

Uma boa semana e um jinho amigo *

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
amiga
ontem , em pleno areal,
vivi sublimes emoções
sentindo na face e nos cabelos,
tudo o que o Mar me pode dar,
a chuva persistente e miudinha
oferta das nuvens que no mar
se reabastecem, as brisas do
sudoeste, maresias de iodo,
ondas de brancas espumas
e as fortes vagas cantantes
no seu quebrar . . .
recordando a minha meninice,
,
conchinhas de marés vivas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
hoje quebrou
um pouquito . . .
as meninas voam
mais contentes . . .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Val Du
,
o mar
é uma extensão da beleza,
,
saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
como a vida, Ana ,
e o mar é vida !
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Confesso
,
é,
compreender o mar,
é ir á essência do verbo,
é a dualidade das marés,
é o resvalar de nós próprios . . .
,
Conchinhas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
amiga
como sempre
as tuas palavras
são poemas mareantes,
,
bem hajas,
,
um mar de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
Amiga
,
o perto e o longe
são como as marés,
vão e voltam
não saindo de nós . . .
,
um jino, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
Sol,
poemas
são vendavais
dos instantes . . .
,
Um jino solto, fica,
,
*

Pitanga Doce disse...

Poeta, o mar é revolto, o céu dá medo mas ainda assim tudo tem sua beleza extrema!

abraços em tarde de muuuito calor

Arroba disse...

Existem atalhos que nos conduzem a caminhos largos, onde se pode observar em toda a sua beleza um por de sol feito com palavras.
Cheguei aqui e sentei-me demoradamente a ver o sol deitar-se nesse oceano que tanto me diz.Como me sinto tão pequena perante a sua força e saber.
Mesmo assim, atrevo-me a pedir-lhe que me visite e opine se algum dia poderei ser um grão de areia neste universo com marés feitas de poesia

Secreta disse...

Maos vazias de afagos, mas tão cheias de mar... :)

RETIRO do ÉDEN disse...

Lindo mar, belo vídeo e fotos.
Palavras um pouco tristes mas belas tal como o Outono.

Forte, forte abraço
Mer

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
o mar
é uma tela de monet
um poema de quintana
um acorde de chopin
ou a voz de bocelli . . .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Arroba
,
as tuas palavras,
são um verdadeiro poema,
cheirando a sol,
sabendo a mar,
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
afagos
são esbranquiçadas espumas . . .
,
conchinhas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
outono
é a purificação
dos sentidos . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

Multiolhares disse...

Como é bom rumar ao mar
Com remos, sem remos
Nele navegar
Beijos nossos

Canduxa disse...

Poeta,

Vim espreitar a sua casinha,
recomendada por uma amiga.
Linda!
senti a magia do mar,
a força,
o cheiro.
O poema é lindo e as fotos também.

muita luz

Anónimo disse...

O mar és tudo o que podemos imaginar, leva-nos a recordar ondas passadas, seixos rolados, e areias pisadas, tardes passadas. Ó mar tu é imenso,...

sonho disse...

Vim aqui atraida por um lindo chamar...mar, mar,mar...:)Adoro o mar...
beijo de um anjo

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
o mar
é um barco de água
confundido o oceano . . .
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
será sua
sempre e quando lhe aprouver,
,
já conheço a sua casinha,
e recomendo a quem me lê,
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sr(a) Anónimo
,
a maior virtude do mar
é não ser Anónimo . . .
é ser puro, cristalino . . .
srsrsr,
,
brisas de amizade, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
onhos
,
sonhar o mar
é sentir
os Sonhos de um anjo . . .
,
sonhadas conchinhas,
deixo,
,
*

Duarte disse...

MAR, adoro esse m a r . . .

Praia-mar

Estrondo!...

que provoca 

a explosão branca, 

feita espuma,

ao lamber a praia.


E, um abraço

Barbara disse...

"oráculos das marés"
Sim, há leitoras de oráculos por entre as marés.
(Adorei isso)

helia disse...

Mar, Mar, o Mar entra sempre nos seus Poemas! Realmente o Mar é lindo! As fotos são lindas e a canção também!

uminuto disse...

também eu encontro o meu rumo no mar
um beijo

Clara Margaça disse...

O mar será sempre superior a tudo, nada se compara à sua tamanha imensidão. Por vezes,capaz de provocar no Homem o medo.
Que Beleza.

Um sorriso :)

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
a espuma
das tuas palavras
têm a brancura das marés,
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Barbara
,

"Oráculos das marés"
é . . .
cada onda é uma
profecia por . . . decifrar,
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*

helia
,
Ai . . .
se o mar tivesse varandas,
estava agora a percorre-las,
só para te agradecer . . .
,
conchinhas mareantes,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
uminuto
,
o mar
é o rumo da beleza,
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Clara Margaça
,
o mar além de belo é leal,
o MAR é humano
e a sua linguagem é gestual,
quando está em dia não,
envia os seus braços, as ondas,
a pedir que o respeitem . . .
,
sabias que o mar é Mulher ?
se o não fosse, porque quereria
tantos homens no seu seio ?
,
Conchinhas iodadas, deixo,
,
*

São disse...

Olhando este mar nem parece o mesmo que tenho no meu espaço...

E veio-me à memória o estupendo livro de Alves Redol: "Uma Fenda na Muralha"

Deus guarde quem trabalha no dorso deste dragão invencível.

Um abraço.

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
amiga
o mar tem andado estranho,
descontente com algo,
que hoje não me quis dizer,
apenas sussurrou
“ abre os olhos Zé” . . .
sabes,
falamos sobre Redol, o Mar já lhe
perdoou a evidencia que deu ao
Mestre José Formiga Peixe em
seu detrimento . . .águas passadas . . .
recordámos que no próximo domingo
faz 40 anos do seu desaparecimento . . .
em sua homenagem Postarei, com
ligeiras alterações, o poste datado de
29 – 11 – 2008, que poderás ver !
,
Deixo a interrogação que me angustia,
porque esqueceram Alves Redol ???
,
conchinhas, deixo,
,
*

Jacarée disse...

REVOLTA DO MAR...
VOZES DO MAR...
Mar é sempre um MISTÉRIO... profundo e indesvendável.
Quando o sol brilha sobre as ondas das águas d'oiro intenso...
Donde vem esse voz cheia de mágoas...
Tu falas de imensidão ilógica mãos vazias de afagos...
São cavaleiros errantes na brisa do luar
Dormem em teu seio a soluçar brumas de enleios perdidos na espuma...
Tens cantos d'epopeias... Tens anseios D'amarguras
Tens também receios,
Ó mar cheio de esperança e majestade!
Donde vem essa som amigo...
... Talvez a voz do Portugal
Borrifos de Jacarée

Justine disse...

Os teus poemas são o reflexo do movimento das águas, revoltas hoje, serenas amanhã...

SAM disse...

Querido poeta,

mar, amar: VIDA! Ondas de lembranças, ventos que acarinham e muitas conchas para contar. E o mar...ri-mar.


Carinhoso beijo.

São disse...

Eu quase deixei essa interrogação há pouco no comentário, sabes?

Penso que as criaturas bem pensantes e acomodadas estão a cobrir deliberadamente com uma pesado manto de silêncio determinados nomes.

Um abraço fraterno para ti...e escuta o sábio conselho do mar, porque ele não (se) engana.


Ah,tens um desafio, se aceitares, no Compagno.de.Route.

Márcia disse...

Ai o MAR.
O Mar é lindo... calmo ou agitado.

Amo o MAR... SEMPRE!!!

Lindas imagens...

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
gratificado fiquei
Com as tua palavras,
,
dou – te,
,
visto-me de azul mar
com poemas loucos
cosendo as palavras
com linhas sedosas
transito os tempos
de viveres efémeros
espalhando ditongos
verbos espartilhados
soletrando . . . marés.
,
mareantes conchinhas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
revoltas hoje,
serenas amanhã...
como o vai e vem das marés,
calmas nas noites de breu,
violentas com a lua cheia,
,
espumadas maresias,
deixo,

*

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
amiga
,
se eu fosse o mar
ordenava ás ondas
que se aquietassem
ao pisares a praia,
pediria ás brisas
que te perfumassem
com beijos de iodo
encharcados de mim.
,
rsrsrrsrssr,
,
marés de amizade
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
notei, amiga,
é isso,
vou seguir o alvitre do mar,
,
Irei ao Compagno. de.Route,
,
conchinhas deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Márcia
,
o mar
tem a dimensão do amor,
,
invento as ondas
sonhando mar
buscadas espumas
invadindo a praia
desfaço as nuvens
desinibidas
asas ao vento
velas erguidas
,
conchinhas deixo,
,
*

gaivota disse...

já foram 3 suicídios este ano???
nem me apercebi, que chatice, logo vêm escolher a praia... porque as decisões estão tomadas sempre!
pilipares

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
a senhora era das Caldas
e vivia em S.Martinho ...
talvez a conheças,
,
vou postar,
já botei museka,
mete flores, redomas,
e folhas em branco, srsrsr.
,
pilipares,
*

Baila sem peso disse...

Mar, sempre Mar
seguindo todas as marés
assim poeta tu és!!!
tudo tens, tudo podes
basta sentires os enleios
das vagas de espuma
e no calor da bruma
encontras os meios
que estilhaçados pelos fins
sem rodeios nem afins
vêm até ti, cheios de tudo
de um nada que é o mundo!

beijinho profundo

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem medo
,
*
o mundo
é um mar de embaraços
enleios quotidianos
dia a dia entrelaçados,
é um Universo cruel
alterando os sentidos
por não serem definidos
sabem as marés de fel . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*