julho 07, 2009

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>porque será ?<<<<<<<<<


passas e repassas

video

porque será
quando me encontro
em ti me perco
sem te encontrar ?
porque não evito
nas minhas procuras
esculpir teus gestos
em suspensas esperas ?
porque finges
que não me procuras
e como louca
passas e repassas
no ponto de encontro
que é só meu e teu ?
porque será ? . . .
poema-fotos-video:poetaeusou

65 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
A TODOS
PEÇO DESCULPA
POR OS NÂO VISITAR
ESPERO RETOMAR DENTRO
DE POUCOS DIAS .
,
OBRIGADO A TODOS.
,
CONCHINHAS :
*

LOURO disse...

Amigo Poeta.

Fotos espectacúlares,com um belo
texto/poético!!!

Abraço

Lourenço

Sol da meia noite disse...

Perdes-te no que não encontras.
A vida tem destas contradições.

Um jinho amigo *

Lena disse...

Tanta pergunta Poeta
sem resposta....
Belo poema
belas fotos
de certeza melhor ao vivo...

Dia bom Poeta !
hoje por ca esta cinzento e a chover..
quero fugir daqui...

Um beijo

R.G. disse...

mais umas belas fotos
e um belo poema

beijo perdido

DiVerso disse...

Vocês lá saberão:), mas talvez o Poeta seja um admirável ponto de encontro... por onde ela passa, fingindo que não passa!

Boa semana

1 abrç

Teresa Durães disse...

talvez porque ainda tenha dúvidas e os lugares conhecidos dão-nos a imagens do passado

GarçaReal disse...

Por vezes o ponto de encontro está deslocado...Parece ser ali....Mas não é. Isso causa o desencontro e a procura do encontro que não existiu.

Bjgrande do Lago com um pilipar

gaivota disse...

sabes o que te digo???
és um provocador!!! não posso andar por aí e tu... não vais de modas, mandas-me o meu mar e fazes perguntas...
espera que já vouiiiiiiiiiiiiiiii
pilipares

utopia das palavras disse...

Será a fuga
ou a fúria
do vento
que me aparta
quando
a minha mão te toca
em pensamento
e já não estás
será o medo
da tua íris na minha
que me faz
só olhar para o mar!

Beijo, poeta

Multiolhares disse...

Talvez porque como dizes:

"Sou aquilo que sou, e,quando o sou deixo de ser"

Quando assim é, a ebulição do pensar é e não é, quer e não quer.

Então as procuras não o são e as perdas também não,porque será?

Beijos nossos

Eduardo Aleixo disse...

Gostei muito do teu poema. Até breve. Abraço.
EA

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Lugar lindo e lindo é seu poema.
Os poetas são parecidos com anjos, nos fazem felizes.
Uma boa e feliz semana.
beijossss
Apareça

Duarte disse...

É certo, o mar é assim de cambiante.
Também de imprevisível.
Sim, porque será?
Ele, fiel no seu encontro diário.

Um grande abraço, amigo meu

RETIRO do ÉDEN disse...

Amigo, Poeta Nazareno,

«Esperança: o teu nome verdadeiro é teimosia de querer ouvir as pedras a cantar.»

in Poesia III JGFerreira

Gostei muito ...muito desse poema, tem muito sentimento... e das fotos sempre muito belas.

Bem-haja
Mer

poetaeusou . . . disse...

*
LOURO
,
grato fico,
,
Abraço,
,

*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia moite
,
viver
é contradizer a vida,
,
marés de jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
ao vivo
é rasar os olhos de beleza,
,
aqui muito calor,
e o mar gelado !!!
não é normal . . .
,
um mar de conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
perdido fico
quando aqui entras,
,
maresias serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
DiVerso
,
desencontrado,
me sinto . . .
,
saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
duvidar é,
contestar o momento . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
o meu ponto de encontro
plagia o horizonte,
parece estar ali . . .
porém,
está sempre além, do além . . .
,
alagados jinos
e pilipares, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
á miga,
o mar hoje
parecia a Gronelândia
gelado, tão gelado que
parecia a conchanata, até as
unhas tinha arrepiadas, na sê
onde tá o aquecimento globaliii,
só se não paguem a luz á EDP !!!
,
Adeus e pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
na lamúria
do vento
o pensamento
voa
e ecoa
sem medo
onde cedo
o teu olhar
acalma o mar
na sua fúria.
,
conchinhas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
e reaparece,
o ser e não ser . . .
,
não sendo sou,
sou não sendo,
e porque não sou, sou . . .
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo,
,
gratificado, sinto-me,
,
até breve, amigo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MARTHA THORMAN VON MADERS
,
há,
se eu fosse um anjo, tocava
hinos de amor envolvidos em
notas de candura,
inundava as ruas de poemas,
ao som de trombetas, liras,
harpas, cítaras e clarins e
cantados por arcanjos e serafins,
e as hossanas, abrangeriam
todos os seres da Terra.
,
jinos celestiais, deixo,
,
*

Filó disse...

Sem fingimento afirmo que passo e repasso no seu Mar e muitas das vezes nos Jardins, onde se lê e se sente Bela e Sublime Poesia.
É um prazer visitá-lo, Poeta.
O ponto de encontro seu e meu ,onde será?
Só pode ser junto do Mar !

Poeta, O meu Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
sim, porque será ?
talvez pela beleza
que encerra . . .
,
amigo
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ‘EDEN
,
e teimo, Mer,
seguindo JGF,
,
Ninguém vê as minhas lágrimas,
mas choro...
Mas não por mim, ouviram?
Eu não preciso de lágrimas!
Eu não quero lágrimas!
Levanto-me e proíbo as estrelas
de fingir que choram por mim!
,
In-JGFerreira
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filo
,
que bom
sentir os olhos
rasos de mar
no ponto de encontro
do nosso contentamento,
,
conchinhas serenas, deixo,
,
*

Ana Martins disse...

Porque será poeta que há coisas que não se entendem?

Lindo poema como sempre!

Beijinhos,
Ana Martins

Maripa disse...

Porque será que há desencontros que só desejam ser encontros?

Abraço amigo,poeta.

Carminda Pinho disse...

Será o mar? será o amor?
Será o amoramar?

Beijos, Poeta.

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
porque …
o belo é a procura,
procura mental,
tentar entender, imaginar,
,
entender, no meu entender . . .
é uma tomada de posse,
já sabemos, não vamos
perder tempo, pensamos . . .
,
Ana
ando arredio das visitas,
desculpa – me,
,
jino de amizade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maripa
,
amiguinha
,
já estou na fase,
em que há encontros que
clamam por desencontros !!!
srsrsrsr,
,
envio-te
um banho de amizade,
envolto num sol esplendoroso,
(ando arredio das visitas,
desculpa – me,)
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carminda Pinho
,
Amiga,
,
amar o mar
é amar o diferente,
o mar é a essência
da metamorfose,
o Deus da Transmutação
marés, baixas e cheias,
cores diversificadas, azuis,
verdes, prateadas, amarelas,
o mar é serenidade, calmo,
altivo, galante, audaz, rabioso,
ameaçador, violento, Mar Ruim,
,
Não vás ao mar, tonho,
Que está ruim
Se vais ao mar, tonho,
Fico sem ti,
Adeus Maria,
Que eu vou pró mar
Pescar sardinha
Para seres rainha
Ela é fresquinha
Da cor da prata
Não tenhas medo
Que o mar não mata,
,
Carminda
actualmente
vão os barcos
foi-se o peixe . . .
,
Marés de jinos, deixo,
ando arredio das visitas,
desculpa – me,
,
*

mdsol disse...

Conchinhas atrsadíssimas, mas, ainda assim, conchinhas

:)))

Cleo disse...

Passando prá te encontrar, deixar meu carinho.
Lindo poema.
Beijos meu poeta.
Cleo

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Sim e porque será, pode questionar-se!

Daniel

Paula Raposo disse...

Meu querido! Se tu não o sabes, quem saberá??!! Beijos.

cristal disse...

Olá Poeta

Porque será?
Que sinto a falta do cheiro do mar, da sua cor, do seu brilho, da sua voz?
E porque será que visitando o seu "cantinho" vou mitigando essa ausência do mar..sim, porque será?
Que bom este mar sempre presente!

Post soberbo!

Fique bem amigo.

Abraço

Baila sem peso disse...

porque será?
que na onda do beijo
os teus lábios não vejo?
que no abraço apertado
o teu peito é isolado?
no sal da minha pele
não sei do teu batel?
porque será?
que és um mar tão meu
e no final, só me encontro eu?
porque será?
será que te despes de ti
para não saber eu, que te vi?

Um beijinho encontrado :)

helia disse...

"Porque será?" lindo Poema e lindas fotos e o Mar sempre presente !

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
podes enviar
por telepatia,
,
serenas brisas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*Cleo
,
grato
,
conchinhas de ternura,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
a vida
é uma interrogação,
,
amigo,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
minha poeta,
deixa-me,
devanear . . .
,
jino,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
mar de frondosas vagas
corrente inconstante
em onds gravadas
pelo nosso olhar
seara verde
em céu azul
mar odor a sal,
Pessoa desassossegado
em nós. . . nos cais .
,
conchinhas mareantes,
envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
quando te vejo
quero bailar
vogando o mar
qual barca bela
em linda tela
eu, tu e o céu
rumando ao léu
seguindo a rota
de uma gaivota
e do meu . . . desejo,
,
encontradas conchinhas,
,
*

gaivota disse...

nã pagarem a luz nem o gáz ao irmão barroso... e queres a água quente! só se intalares o ainel solar, mas i o soliiiiiiiiiiiiiiiiiiii?????
2 dias aí sem sair do sul... casa, limpar, montar, arrumar...
tá quassiiiiiiiiiiii a inauguração, podem ir de fato de banho!
aqui, de vigo, mando beijuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus

Ofarol disse...

Mais um poema magnifico, em que a "genealidade do poeta" esta bem viva...
As lindas fotos, foram tiradas sem "molhar os pés"...

Obrigado poeta.
Um abraço.

as velas ardem ate ao fim disse...

Tu és lindo como o mar!

um bjo

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
talvez por ser o mar,
se o mar é “tudo”,
será o mar . . . decerto,
,
conchinhas serenas, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Linda
diz ao teu amigo treinador
de Portugal, que não pode
ser campeão, sem um b0m
defesa, assim até o Biblioteca
de Valado de Frades, marca
golos a Portugal. dá parabéns
ao nosso guarda-redes,
,
desfruta de Vigo,
que é a região do Franco . . .
tengo una Peseta
pero tengo un franco, hehehehe,
,
Pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ofarol
,
se considerares
os pés até á cintura, foi ...
hehehehe,
,
aquele abraço,
e força, tanta . . .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
as velas ardem ate ao fim
,
amiga
tenho andado um pouco,
afastado dos comentários,
desculpa,
,
será que eu sou lindo ?
a velas diz que sim . . .
srsrsrsr,
,
serenas maresias, deixo,
,
*

Céci disse...

Ola amigo poeta,

Ainda bem que não há resposta para tudo, aí deixaríamos de procurar, já sabíamos tudo, e a vida não faria tanto sentido!

As fotos estão lindas e eu tb procurei o pk de tanta beleza junta, e só cheguei a conclusão, que a natureza é bela e tu es um bom fotografo ((*_~))

BJinhos

Céci

Ana disse...

Um belíssimo poema que escreveste porque será? Porque és poeta sabias?
Adorei a tua carinhosa poesia que deixaste nas minhas flores.
És especial!
Estou aqui em casa dos meus Príncipes e neste momento a utilizar o computador da minha filhota.
Se não adicionar comentários, venho sempre "espreitar".

Jinhossssssssss

Isabel José António disse...

Caro Amigo,

Porque será, então
Que não encontramos,
Fora do nosso coração
Aquilo que procuramos?

Porque será meu amigo,
Que quando queremos ver
Olhamos tanto o umbigo
E não percebemos o SER?

Porque será companheiro
Que o homem não quer parar
Ou de se perguntar primeiro
Onde o caminho o vai levar?

Quando parar de se interrogar
Quando se detiver indolente
É porque não quer mesmo amar
E não sabe o que nele sente

Um grande abraço para si e parabéns pelo seu magnífico poema.

José António

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
vou contar-te um segredo,
eu sinto a Natureza, o mar
e a sua envolvência é bela,
onde está o segredo ?
foco o mesmo ângulo várias
vezes, depois escolho a melhor,
como vês não há prémio Nobel
que me resista . . . srsrsrsr,
,
Amiga,
conchinhas deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Amiga
Tu é que recebeste
um sublime poema,
feito natividade,
netinha feita,
a verdadeira
festa da vida !
,
e o mar
marejou a felicidade,
em hinos de maré cheia,
,
conchinhas para vós, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel José António
,
sentida mensagem
as tuas palavras
,
se pudesse a minha mente,
falar em vez de pensar
talvez dissesse ao mar
tudo o que o meu olhar sente
,
um abraço do SER, deixo,
,
*

Ana disse...

Estas interrogações existem na alma de toda a pessoa enamorada.
Pensavas que tinhas o exclusivo?
Ná...

Beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
alma minha gentil que partiste
e me deixaste com cara de pato
cuidado com a pedra no sapato
“avisite nã digas que nã óviste”
srsrsr
,
conchinhas camonianas,
,

*