julho 22, 2009

>>>>>>>>>>>na âncora que nos amarra<<<<<<<


videado em Dublin adagiando os secret garden

subi ao cume
do meu desespero
onde as palavras
espiam as culpas
do tempo perdido,
neguei-te
no algures de mim,
mas o teu perdão
foi o meu pesqueiro,
reencontrada rede
desenleada
cercando os nossos abraços
na âncora que nos amarra.
poema-fotos-video:poetaeusou

62 comentários:

São disse...

Que o teu desepero não tenha as alturas das grandes montanhas...

Beijinhos salinos

Oliva verde disse...

Que lindo poeta! Quem bom ter um amor assim!
Beijinhos

Multiolhares disse...

Por vezes o desespero não passa de criações, fantasias da mente, outras vezes só vemos aquilo que queremos,outras pessoas " gostam" de sofrer,enfim... eu penso que nada melhor do que seguir a simplicidade ler-mos o que esta à nossa frente sem imaginar palavras que não estão escritas.
Mas quando descobrimos que erramos , é a altura para viver em pleno com a tranquilidade de aprender a ser feliz

beijos nossos

Eduardo Aleixo disse...


É o que traz o perdão:
- O desenleio...
Abraço

maria disse...

Essas são as verdadeiras
âncoras que nos prendem
à vida

beijos...

Princesa disse...

´¨`?•.¸¸.•?´¨`?•.¸¸.•?´¨`?•.¸¸.•?
´¨`?•.
+..*._/\_ .*. Meta: a gente busca*.* . _/\_ *
. +* >,"< * Caminho: a gente acha. * >,"< +
* , + .*. * . Desafio: a gente enfrenta*. * . *
+ _/\_. Vida: a gente VIVE*.* . _/\_ *. * . * .
* >,"< Saudade: a gente mata >,"< *.*._/\_
* . * . + Sonho: a gente realiza*. * . * . >,"<
* . _/\_ * Amigos: a gente CONQUISTA!* * .
. * >,"< + *._/\_ .*.,*.*. _/\_ *.*.*.*.*._/\_
.*+.*..*,.+* >,"< E... . * >,"< +. . .*.**>,"<
+..*._/\_ *. * . * . *.*.*.*.*.*.*.*.*.*.** . * .
. +* >,"< VOCÊ já me CONQUISTOU, * . _/\_
* , + .*. * portanto, conte comigo para*>,"<
+..*._/\_ .*. •buscar as metas; *_/\_.*.*.*
. +* >,"< * •achar o caminho; * >,"< + *.*.*
* , + .*. * . •enfrentar os desafios;.*.*.*.*.*
+ _/\_. •viver a vida;.*.*.*.*.* _/\_ ** . * . +
* >,"< •matar a saudade e...* >,"<* . * . +
* . * . + •realizar seus sonhos! *
(¯`v´¯) .:. *Bjocas no coração* .:.
`•.¸.•´
¸.•´¸.•´¨) ¸.•*¨)

rosa dourada/ondina azul disse...

Essa âncora verde esmeralda,
como esse belo jardim!!!

É belo cantar o amor assim!

Deixo,
conchinhas verdejantes,

SAM disse...

Uma belíssima âncora, amigo: no sentido literal e na beleza poética.


Beijos!

Ana Martins disse...

Palavras para quê, nada do que possa dizer está à altura de classificar tão belo poema!

Beijinhos,
Ana Martins

gotadevidro disse...

Momentos em que é necessário alargar os nós da rede....

Adorei a peimeira foto. Muito bela

beijitos

:)

Mari disse...

Oi, quanta saudade de sentir essa maresia!
Quando subi ao cume, larguei o desespero de outrora, deixei as culpas, segui no tempo.
E quando muitas das vezes achei que não tivesse nada mais para me segurar, sempre tinha uma âncora perto de mim, em algum lugar, de alguma forma. Beijos com amor, mari!

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Enquanto a "ancora", a lancha está queda, como num museu, o poeta fala solto e solta emoções.
Abraço
Daniel

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
espero que não, amiga,
diz a sabedoria budista,
que subindo uma montanha
o desespero vai diluindo
renasce a serenidade, e no
seu cume alcançamos a Paz.
,
brisas matinais, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Oliva verde
,
o amor é ,
a essência da entrega,
,
conchinhas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
,
e aprender a ser feliz,
é regar com sensibilidade,
o canteiro, dos afectos,
dos sonhos, da vida,
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo
,
o desenleio
e a problemática da
malha legal, porque a
policia marítima, não dorme,
srsrsr
,
um abraço, Eduardo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria
,
A vida
ancorada em nós,
,
conchinhas coloridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Princesa
,
nos desafios da vida,
os sonhos estão presentes,
conquistamos amigos,
a meta é já ali,
e a saudade,
é a prova dos bons momentos,
,
conchinhas conquistadoras,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
e nas tuas palavras,
ancorado fiquei,
,
ancoradouros de conchinhas
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
ancoras
são “profundos” poemas,
srsrsr,
,
um mar de jinos,
envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
és sempre
um mar de simpatia,
,
brisas de encanto, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gotadevidro
,
os nós …
invisíveis da vida !
,
tambem gosto da foto,
fotada deitado na praia
junto a uma duna,
artificial, feita de areia solta.
obrigado,
,
dunas de conchinhas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Mari
,
que surpresa !!!
tenho andado arredado
das visitas, perdoa . . .
,
é . . .
entre o cume e a ancora,
fica a harmonia,
a serenidade, fica a Paz,
,
marés de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
emoções soltas
soltada a ancora
ondas revoltas
quedam a lancha
na maré viva
da maresia
no mar da vida
e da poesia .
,
um abraço,
,
*

Filó disse...

Que bonito Poeta,

Poema lindo, fala de afectos, a Amizade e o Amor.
O perdão é essencial para o "desenleio".
A âncora é uma preciosa ajuda, para continuarmos vivos..
Felizes dos que têm um porto de abrigo..
Poeta, meu abraço e obrigado por mais um lindo poema.

Carla disse...

e há no reencontro a força da âncora que nos amarra
beijo

Teresa Durães disse...

hoje és mesmo o poeta do amor!

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
grato, amiga,
,
cais de asilo,
albergando a amizade
na tranquilidade,
das marés que nos abrigam,
,
conchinhas de afectos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
poemas,
são arquitectadas palavras,
dispostas,
em acamados sentires,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carla
,
reencontros
são atadas repetições,
,
conchinhas serenas,
,
*

Pó de Estrela disse...

Lindo este poema e lindas as fotografias.

Não me resta dizer nada, pois não te imagino desesperado, no meio de tanta poesia e da magia do mar, da praia e da nossa linda Nazaré.

Desenrrolo-me contigo nesse desespero, à mistura com o Pó de Estrela que faz magia.

Beijinhos de marés calmas

Duarte disse...

prados verdejantes como o nosso mar...

Algo nos amarra a porto, se há amor.

Que sejas feliz.

Abraços, amigo Zé

poetaeusou . . . disse...

*
Pó de Estrela
,
grato amiga,
,
hoje o areal da Nazaré,
estava coberto de visitantes,
motivado pelo estado Bravio
do Mar, o que obrigou ao içar
da Bandeira Vermelha, proibindo
os veraneantes de se banharem,
daí uma concentração anormal . . .
,
o mar estava lindo e os raios solares
douravam o quebrar das vagas . . .
,
Sinto ao longe o teu cheiro
Como se fosse um canteiro
Perfumado de mil flores
Nazaré, tu és tão bela
Com essas flores na janela
Ó praia dos meus amores
,
conchinhas floridas, deixo,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
maduras
são as tuas palavras,
,
um abraço,Duarte,
,
*

mdsol disse...

Xiiiiiiiiiiiiii

Saudades das conchinhas

:))

cristal disse...

Âncora que amarra...
Âncora que abraça...
Que reconfortante ter uma âncora assim!
E fala também de perdão,esse sentimento simultânemente belo e redentor.

Adorei!!!

Abraço,Poeta

Céci disse...

Olá amigo poeta!

Sem ancora,andaríamos perdidos!

Adorei o teu poema e as fotos sempre com o teu toque!

Bjinhos

Céci

©tossan disse...

É o nó que não desata, mordaça da paixão... Bela! Abraço amigo

Sonia Schmorantz disse...

Âncoras prendem, mas há prisões em que não queremos sair nunca...
Um belo poema!
abraço

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
sôdade,sôdade,sôdade,
sôdade da nhã miga mdsol,
sôdade,sôdade,sôdade,
sôdade da nhã miga mdsol,
,
conchinhas, deixo,
,
*

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Lindo poema, e as fotos são belas como sempre.
Abraços

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
amiga
que bom estar ancorado,
ao Cristal da Amizade,
,
redentoras conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
Ancorado,
na “Inspiração” do teu sorriso,
me perderia certamente . . .
srsrsrsr,
,
Brisas de amizade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
©tossan
,
ai a paixão, amigo,
a paixão
é a cegueira dos sentidos,
cuidado . . .
,
tossan
aquele abraço,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
que bom estar cativo
de um grande amor . . .
com o estatuto de
prisão perpétua, se possível . . .
srsrsr,
,
amiga
vou aqui em frente
mergulhar no meu mar
volto já . . .
,
maresias de quente dia
te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
UMA PAGINA PARA DOIS
,
a tua bondade, apenas . . .
,
um abraço
,
*

KrystalDiVerso disse...

Nessa âncora, caro Poeta, estão gravados triunfos e fracassos, dúvidas e certezas, encontros e desencontros, revoltas e aceitação, amores e desamores...
Essa é a âncora do arrastão da vida onde tudo que é seu permanece intocável, onde seus mais preciosos tesouros aguardam um possível tesouro maior... Esse seu mais admirável TESOURO!


Escolha entre... beijos e abraços

Ofarol disse...

Poeta.
Mais um bonito jogo de palavras...
Que "pesqueiro" maravilhoso... onde não há "corrente" que "enlei" essa "rede"...

Um abraço

Justine disse...

É verdade, o outro é a nossa âncora. Mas tu di-lo de um modo doce e belo!

poetaeusou . . . disse...

*
KrystalDiVerso
,
deixa-me arriar
a segura âncora,
sem gravações,
lisa e de fortes amarras,
deixa-me fundear
no turbilhão da vida
aclarando emoções, e,
aos ombros do vento norte,
zarpar,
rumar as aguas serenas,
prelúdio dos aconchegos,
,
marés de agradecimentos,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ofarol
,
Carlos
,
enleado
fiquei esta amanhã,
com o baque de um
macaréu dos antigos,
á migo,
aquela vaga saiu da
Igreja de Santo António,
“veio do lado de terra”
se visses o Gilex, de fato á
surfista a dar-me a prancha . . .
srsrsr,
,
um abraço, companheiro,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
as âncoras
são valiosos tesouros,
abrigo,
segurança,
amparo,
entre mutuas protecções,
,
Conchinhas serenas envio,
,
*

RETIRO do ÉDEN disse...

Poeta Nazareno,

Este verão, esse mar...parece que refina de inspiração!

Quer a música, as fotos nem sei de qual gosto mais...e vídeo...até o céu condiz com essas palavras sentidas... lindo, lindo,
Bom fim-de-semana... belíssimos banhos, lhe desejo com carinho,

Mer

Menina do Rio disse...

O perdão nos liberta enquanto nos prendemos às amarras de um abraço...

Assim que marcarem o lançamento do livro eu te informo.

Um beijo imenso de amizade e carinho

Lilá(s) disse...

Brincando com as palavras de maneira täo poética! só mesmo um poeta...
bjs

mundo azul disse...

+________________________________

...intensos são os seus versos!
Canta um amor tão grande...


As imagens ondulam em suas palavras e a música é linda!

Beijos de luz e o meu carinho...

__________________________________

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
até o céu condiz, dizes,
,
Recordei
Maria de Lurdes Resende,
,
Não tens rival
E tens um lindo nome até
Em Portugal
És um beijinho oh Nazaré
Tudo que é teu
Prende a atenção atrai seduz
E próprio céu
Até parece ter mais luz,
,
Conchinhas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Menina do Rio
,
Perdoa-me
Pelo mal que te faço
Perdoa-me
Se te faço infeliz
O destino . . .
,
srsrsrsr,
,
Marés de afectos, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
A poesia
É um estado de alma,
É registar os instantes,
É ir ao encontro dalguém . . .-

E
Como escreveu Pessoa:
>>>
Por isso escrevo em meio
Do que não está de pé,
Livre do meu enleio,
Sério do que não é.
Sentir? Sinta quem lê!
,
Brisas nocturnas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
bondosas palavras,
que me embaraçam . . .
,
um mar de luz, deixo,
,
*

Baila sem peso disse...

Que a âncora fique presa
pela força da tua beleza...
Lindo,
como descreves perdão
sentindo,
qual varinha de condão...

eu fico presa às palavras
às imagens e a Enya
e a ti deixo uma vénia!

Um beijo em jardim secreto :)

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
ancora secreta
ponto de firmeza
na certeza
da verdade das palavras
,
Conchinhas de luz, deixo,
,
*