março 02, 2009

>>>>>>>>>>>>>> eu, barco sem quilha<<<<<<<<<


ao longe, bem perto
espero as cores da ilusão
fugidias e guardadas
bem dentro de mim,
nuvens de barcos
carregadas
de sonhos de mar
gotejam o sofrimento,
nas lágrimas sem sal
salobras dos ventos baços,
eu, barco sem quilha
sem leme e sem velame
naveguei nas quimeras
até . . . ter-te encontrado,
poema:poetaeusou
fotos : álbum - A.L.

74 comentários:

Fernanda disse...

... que esse sonho... essa fantasia... o encontro... seja verdadeiro!

Uma boa semana.
Bjs

Multiolhares disse...

Bem próximo
Brilham as cores do arco íris,
é só deixar a ilusão partir
e transformar as fantasias
em sonhos reais
e o amor acontece

beijos nossos

Ana disse...

Saudades de outros tempos, é o que sinto na escolha destes barcos.

Música lindíssima a do clip do Kítaro.

Abraço

tossan disse...

Minha bússola
é o barco nas águas
meu ímpeto
é o silêncio,
nada mais,
por isto navego
até... te encontrar-te
*tossan

MEU DOCE AMOR disse...

E agora?

Beijo doce

Ana disse...

Ao longe, mesmo a preto e branco, consegues ver as cores, o céu e o mar azul as nuvens, a cor dos barcos e das velas… sentes o vento no rosto e vais ao encontro dos teus sonhos, mesmo sendo quimeras, por vezes tornam-se realidade e surge o amor.
Adorei o belo poema e as lindas imagens a p&b.
Beijinhos ao sabor das ondas,
Ana Paula

Chinha disse...

A ilusão pinta cores...Porque ela existe a procura.

A vida é caminho de procura...


Bjinhos

Lindo ler-te

Mai disse...

Longe é perto e qualquer distância é pouca quando se deseja encontrar... Quem encontrar quando se navega em barco sem quilha?

Quem guiará?
O coração,a emoção e o amor do navegante pelo mar, até chegar ao porto ou à foz...

Belo registro, Poeta.

Duarte disse...

Feliz no encontro
te vejo.
Agrada-me,
pois sem quilha.
longe...
não podes chegar.

Aqueles, sim eram
lobos do mar,
trabalhavam e lutavam,
no, e com o mar.

Abraços de amizade

Violeta disse...

e quantas aventuras este barco não viveu já...

andorinha disse...

Que navegues nas quimeras e nos sonhos, ao encontro das cores perfeitas da realidade.
Um beijo.

Codinome Beija-Flor disse...

às vezes a vida também me parece preto e branco.
Abraços

Eduardo Aleixo disse...

Grande e poderoso(a) é quem protege e recebe um barco assim...
Abraço.
Eduardo

poetaeusou . . . disse...

*
Fernanda
,
grato amiga,
,
conchinhas de luz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
,
acabo de ver um arco-íris,
serão as cores do amor ?
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
amiga
talvez a nostalgia,
da Juventude,
dos tempos idos,
da imensidão de barcos,
feitas actuais miragens,
num vazio mar,
que a aceitar . . . recuso,
,
conchinhas de paz, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
escolhe a rota,
da bonança, amigo,
,
Abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
e agora ????????
olha,
um doce jino, envio-te,
,

*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Sigo as quimeras,
na quilha da utopia,
e nas velas da ilusão,
mergulhando na poesia,
será a desilusão ?
será tudo fantasia ?
ou é mesmo a paixão ?
,
um mar de jinos, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
Sábias
As tuas palavras,
,
é na procura da vida,
que a vida nos procura . . .
,
conchinhas coloridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

Mai
,
o querer é o estimulo,
a vontade desfaz barreiras,
e nas tempestades da dor
a recompensa . . . é o amor,
,
estimulantes maresias, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
Agradeço as tuas palavras
sobre os lobos do mar,
homens grandes podes crer
mas afinal não são nada . . .
,
Amigo
nos barcos sem quilha,
posso chegar onde quero,
poeticamente falando
e
na prática marinheira,
existem barcos sem quilha,
barcos de fundo liso ou “chata”,
candil, chata, chalupa, lancha,
de madeira, metal, fibra de vidro,
a remos, a motor fora de borda,
ou lanchas voadoras, repara nos
portos Galegos, que nem registados
são, digo eu que não sou a colombina,
nem o pierrot
srsrsr
,
um abraço de amizade,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Violeta
,
e desventuras,
de breu maciço . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
andorinha
,
Amiga
tenho andado fugidio
das visitas, desculpa,
,
a realidade mata a
beleza dos sonhos . . .
,
um mar de jinos, envio,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Codinome Beija-Flor,
,
o preto e branco
também são cores,
o que nos consola . . .
,
coloridas conchinhas,
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo
,
vejo um barco a vogar
na linha do horizonte
neste mar aqui defronte
que embeleza o meu olhar,
,
um abraço,
,
*

manzas disse...

Mais um belo poema caro amigo!!
É sempre bom estar aqui presente
E ler o que bem escreve…
Deixar fluir o que nos passa na mente
E reflectir palavras
Que tanto me apraz,
Deixando o animo leve…

Um resto de um bom dia…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Deusa Odoyá disse...

Olá meu poeta preferido!
Mais um dos seus poemas lindo, e sedutor.
Nas suas mãos qualquer poema fica lindo e iluminado.
Suas mãos abençoadas.
Beijos meu querido poeta.
Uma semana de muita paz, amor e luz.
Beijinhos doces de sua amiga do lado de cá.
Regina Coeli.

Deusa Odoyá disse...

Meu querido Poetaeusou!.
Esqueci de lhe dizer.
Aos seus olhos, as cores do arco iris representam sua alma, seu coração, sua pureza de espírito.
O quanto és belo e puro.

Iluminação tens e muita, pois Deus o abençoa sempre.
Beijinhos e uma grande paz e luz para seus caminhos.
Regina Coeli.

utopia das palavras disse...

Na areia
onde o suor
se espelha no rosto
em gotas
de arduo labor
encosto
meu peito ao mar
esperando
o batel... do teu regressar!

As fotos são lindas, poeta!

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
manzas
,
Amigo,
quem nos lê,
é sempre o fiel depositário
do que escrevemos . . .
,
agradeço a tua palavra,
,
aquele abraço, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Deusa Odoyá
*
Regina
como sempre,
rendo-me á tua preferência,
enviando-te marés de carinho,
,
Adocicados jinos, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Deusa Odoyá
,
que exagero amiga,,
,
deixo-te a minha paz,
bem a mereces,
,
Conchinhas,
*

Teresa Durães disse...

um final feliz nos braços de alguém!

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
vamos bailar
no meu barco á vela
com o mar por tela
nas ondas em flor
e dançando em redor
afagando o teu rosto
sorrio com gosto
só por te olhar,
,
Brisas de jinos, dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
ou no aconchego
dos sonhos . . .
,
conchinhas
,
*

Menina do Rio disse...

E deu-se o encontro ao vento, desfazendo-se as nuvens...
Um beijo

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

É poesia navegar nas quimeras, porque elas podem ser sonho a vida inteira.
Daniel

poetaeusou . . . disse...

*
Menina do Rio
,
em doce sal,
da vida,
tempero,
,
um mar de jinos, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
e é grande,
o homem que sonha,
,
um abraço,
,
*

gaivota disse...

e foi assim... encontraste mesmo!
a nossa praia estava lindaaaaaa e a nossa paleca também!
estava-se a levantar vento e as águas encarneiravam-se, vai chover...
e a amélia estava cheia de peixes lindossssssss, perdi-me!
para a semana há mais, já ficou combinado qualquer cosisita se o tempo e o trabalho assim permitir
miles piliparesssssssssss
(gostaste da "verguinha?, é para os dois!)

Nocturna disse...

Caro Poeta
Não se esqueça que, mesmo quando à minha volta tudo está fechado, lembro-me sempre que vale a pena abrir a janela e ver o mar, porque existe a música e a poesia.
Quando se tem a sua capacidade de se expressar e oferecer-nos tão belos poemas, os barcos NUNCA estão de quilhas voltadas. Partem sempre à conquista de novos paraísos onde as sereias o esperam.
Bela a música de Kítaro.
um abraço nocturno

Tatiana disse...

"eu, barco sem quilha
sem leme e sem velame
naveguei nas quimeras
até . . . ter-te encontrado,"

Que lindo!
Um momento desse é mágico!

Um abraço repleto de carinho

cristal disse...

Olá Poeta

Hoje as suas palavras fazem-me recordar esta canção:
"...Por cada gota que cai no mar
Há uma outra que sobe ao céu
Por cada gota que a nuvem solta
Há uma outra que o mar lhe dá
Ah, esperança, vem cá cantar
Que o sol não cansa no seu brilhar

Olha o menino é um Barquinho
Sonha sozinho sempre a remar
Ah, esperança sonha com quem
Oh, mar amansa embala-o bem..."
(Barquinho da Esperança de
Miguel Esteves Cardoso cantado por Sara Tavares...minha filhota adorava ouvir esta canção)

Post estupendo como sempre...

Um Abraço amigo

paula barros disse...

E nos mares dos sonhos encontrou...então que os barquinhos voltem a ser coloridos com sorrisos, e o vela volte a tremular de emoção.

obrigada pelas visitas. abraços

Iscte 72-77 disse...

Tá visto que encontrou a bússula.... as imagens são lindíssima e a música uma maravilha.
Boa semana...

Eärwen Tulcakelumë disse...

Sempre navegamos em quimeras, sorte tua Poeta amigo que ter encontrado o teu porto.
Vir aqui alegra a alma. Bem haja por isso.
Pérolas incandescentes de mar entrego em tuas mãos.

Eärwen

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
não há pai prá Améla,
só em guingau faz uma fortuna,
e tem sempre pêxe de primêra,
,
fui ao sol-pôr, fazere um vide,
á miga, tive nas pedras apanhiii
um camarce de friii nem
gadanhes fazia,
,
na vi nenhuma verga,
nem vergas, nem enxamas,
nem fóquinses, na vi nada,
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
nocturna
,
Feliz fiquei
com as tuas palavras,
,
As sereias emigraram,
para a estratosfera, fugiram
nos foguetões da NASA,
abandonaram os argonautas,
tentando presentemente
encantar os astronautas,
srsrsr,
,
conchinhas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Tatiana
,
saiu, amiga,
,
pelas tuas palavras
um imenso obrigado, fica,
,
Conchinhas serenas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Cristal
,
é um belo poema do MEC,
na voz impar, da SARA
,
manhã vou postar
este Barquinho da Esperança,
(um mimo para a tua filhota)
,
conchinhas em paz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
paula barros
,
sonhadas realidades
na realidade dos sonhos,
entre velas tremulantes,
,
conchinhas de luz, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Iscte 72-77
,
nem com GPS,
srsrsr
,
conchinhas de luz, envio,
,
*

Sol da meia noite disse...

É bom quando as cores que julgamos ser de ilusão, afinal são as cores da realidade.

Um jinho amigo *

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
amiga
ando fugidio nas visitas,
desculpa,
,
vamos fantasiando,
á falta de melhor . . .
,
deixo-te a minha paz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
a realidade e a fantasia
misturam-se no emaranhado
da vida . . .
,
jino de amizade, deixo
,
*

gaivota disse...

essa agora, a paleca na te mostrou a prenda...???
olha que tamém...
ralha cu ela, diz que fui eu que mandeiiiiiiiiiiiiiii
pilipares

Filó disse...

Poeta

Há Mar e Mar , há ir e voltar !
Assim dita o provérbio...
Mas navegar em águas turvas, sopradas por mil ventos e céus carregados de nuvens escuras e tristes , é concerteza uma viagem temerosa..e nada fácil.
No entanto quando há coragem, e apesar do barco já nem sequer ter quilha ,e nem leme , apenas transporta a bandeira da Paz, A viagem tem mais significado , pela luta e empenho estar de pé, apesar de tudo..o que importa mesmo é sermos sempre nós, ainda que partidos...além de que, as feridas curam-se e depois das tempestades vem a bonança.

UM ABRAÇO AMIGO

Nano disse...

pasa por mi blog tengo un regalo para ti
http://sensaciondepaz.blogspot.com/

Anna disse...

Apesar de tudo, são as cores da ilusão da alma poética que nos fazem continuar navegando no barco chamado vida, vezes perdendo o leme, vezes o encontrando e em outros casos, encontrando a nós mesmos, nos versos escritos... E quando pensamos ter nos encontrado, nos sentimos mais perdidos. Assim é a vida!!
Beijos em sua alma poética, uma semana de inspiração...
A minha está tão triste esses dias que nem inspiração vem mas... faz parte!

Pitanga Doce disse...

poetaeusou . . . disse...
*~
voa amiga,
o infinito é teu,
,
conchinhas,
,
*

3/3/09 2:14 PM


Ainda hás de me ver a voar pelos céus da Nazaré no Verão!

poematar disse...

Belo poema de amor e esperança. Obrigado pelo seu comentário. Penso que exagerado, mas estimula-me muito e trazer maior responsabilidade. Tenho pena de não ter boas condições técncias, mas mesmo assim vou ver se lhe faço uma surpresa, quando tiver tempo. Que anda mal.

Carminda Pinho disse...

Poeta
Bonito poema, com um final feliz.
"...tudo vale a pena, se a alma não é pequena..."

Beijinhos

Juani disse...

recuerdos en blanco y negro
añoranza de un amor de juventud
saluditos

poetaeusou . . . disse...

*
Gaivota
,
som um desinfliz
,
deixô no banquiii,
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
Amiga
assim ditou o marketing,
e eu como nunca fui na conversa
da outra senhora,
muito menos vou na destes mestres
da . . . outra senhora . . .
,
Á Mar e Mar
e á ficar a Ver . . . o Mar,
,
Eu não gosto dos Hs nos Ás,
acho que é uma agressão . . .
ao acordo ortográfico . . . srsrsr
.
Pois . . .
Olha, eu gosto muito do olha,
como consegui ultrapassar o
Cabo das Tormentas, porque
enxerguei que o Gigante era um
Penedo que tinha a forma de gente,
desaoceanei com a minha PAZ, no
Oceano Pacifico e pacificado fiquei,
,
Embora estas palavras não façam
sentido, assim saíram,
pelo que te peço desculpa,
enviando-te conchinhas repletas,
da minha PAZ,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Nano
,
grato, amigo,
,
saudações
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Anna
,
a vida . . .
é a ilusão da realidade,
um barco perdido
buscando um encerrado Porto,
sem ombro nem colo,
sem o cais dos poemas . . .
,
marés de inspiração, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga,
,
já sei, amiga,
que reservaste
um Asa Delta,
para todo o mês de Agosto,
que os ventos
te sejam bonançosos,
srsrsr,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
poematar
,
gosto de surpresas, embora
te chamo a atenção, se o permitires,
que a importância do tempo, não
deve ser desgastada com o supérfluo.
,
conchinhas de amizade, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carminda Pinho
,
é
Alma até Almeida . . .
(nem sempre)
,
conchinhas de luz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani
,
Memoriais . . .
Memórias,
,
Saluditos
,
*

Ana Martins disse...

"ao longe, bem perto
espero as cores da ilusão
fugidias e guardadas
bem dentro de mim,
nuvens de barcos
carregadas
de sonhos de mar..."

E que os sonhos se derramem em momentos bem reais!

Muito lindo!!!!!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
sonhadas realidades,
,
conchinhas,
,
*