dezembro 14, 2008

>>>>>>>>> pedra de firmes moléculas <<<<<<<<<


és a calma quietude
na orla da relatividade
pedra de firmes moléculas
quebrantando as investidas,
ondas urdidas de átomos
desassombrando o irreal
nos rituais desamparados
de imprecisos magnetismos,
poema-fotos:poetaeusou

28 comentários:

Multiolhares disse...

e elas mantém-se impávidas
e serenas banhadas pelo mar
acoitadas pelo vento
mantendo o ritual de vida

beijos nossos

Menina do Rio disse...

Não há nada mais fascinante que o quebrar das ondas sobres as pedras!

te deixo um beijo de bom domingo

Mai disse...

Poeta!
Como escolhes as palavras tão precisamente?
E preciosos ficam, teus versos, e as pedras, que encantam nossos olhos.
Dos cristais às pedras abissais, moléculas, atomos e tudo que, a química, a física, mesmo quântica,a linguagem e a poesia descrevem, tem a beleza dos olhos e das mãos de quem as vê e descreve.
Poeta, és.
Não há dúvida alguma.

Carinho, sempre.

São disse...

Desamparada fico eu perante tanta beleza...
Beijinhos salgados.

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
rocha resistencia,
aos escolhos,
dos trilhos da vida,
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
menina do rio
,
espumando
cristais de vida
em gotículas prateadas,
,
Um mar de jinos, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Mai
,
eu sou um suposto poeta,
poetaeusou . . . com reticências,
indisciplinado, quase anarca,
sem algemas nem amarras,
e assim, arquitecto as palavras,
sendo o mote, a flor, um pensamento,
uma foto, uma dica ou boca politica,
social ou amorosa, o estar na vida,
as injustiças, o mar, o mar, o mar …
,
Mai
devoro televisão, ontem vi na TV,
uma noticia sobre Medicina Quântica,
eu pré-hipocondríaco, comecei a sentir,
os vírus do Rómulo Gedeão, do Neptuno,
Pedra, tu és Pedra, de Pessoa, de Einstein . . .
E saiu isto, meu e sem qualquer valor . . .
,
conchinhas quânticas, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
a beleza está
nos nossos olhos, amiga,
,
conchinhas em cantadas brisas,
,
*

Filó disse...

Poeta

Tem razão, da Paz se faz Guerra..
E muito ensinamento....
Deixo- lhe um Poema de Sophia de Mello Breyner:

Mar, metade de minha alma é feita de Maresia
Pois é pela mesma inquietação e nostalgia
Que há no vasto clamor da maré cheia,
Que nunca nenhum bem me satisfez,
E é porque tuas ondas desfeitas pela areia
Mais fortes se levantam outra vez,
Que após cada queda caminho para a vida,
Por uma nova ilusão entontecida
E se vou dizendo aos astros o meu mal,
é porque também tu revoltado e teatral
Fazes soar tua dor pelas alturas,
E se antes de tudo odeio e fujo,
O que é impuro, profano e sujo,
É porque as tuas ondas são puras !

Poeta, um abraço amigo,

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
.
Na luz oscilam os múltiplos navios
Caminho ao longo dos oceanos frios
As ondas desenrolam os seus braços
E brancas tombam de bruços
A praia é lis e longa sob o vento
Saturada de espaços e maresia
E para trás fica o murmúrio
Das ondas enroladas como búzios.
,
in- Sophia Breyner
,
buzios sonantes, envio-te,
,
*

Cöllyßry disse...

Sempre intensamente com sentimento...



...._.;_“.-._
...{`--..-.“_,}
.{;..\,__...-“/}
.{..“-`.._;..-“;
....`“--.._..-“
........,--\\..,-“-.
........`-..\(..“-...\
...............\.;---,/
..........,-““-;\
......../....-“.)..\
........\,---“`...\\
....._.;_“.-._ Doce beijo beijo



ölhår_Îñðîscrëtö...Å ¢µ®¡ö§¡dädë

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Zé, ouvir as ondas do mar, quebrando nas pedras, ler a tua poesia, que mais é necessário para eu ter um Domingo perfeito ?
Nada!...
Beijinhos de muito carinho,
Fernandinha

Mariz disse...

Senti este poema cheio de magnetismo...da pedra ao vento, do mar á calma.
Essa inspiração hoje, tem a ver com a física quântica?
bom....

Abraços
MAriz

mdsol disse...

Conchinhas cheias de quietude!
:)))

poetaeusou . . . disse...

*
Cöllyßry
,
sentimento,
o farol a poesia,

...._.;_“.-._
...{`--..-.“_,}
.{;..\,__...-“/}
.{..“-`.._;..-“;
....`“--.._..-“
........,--\\..,-“-.
........`-..\(..“-...\
...............\.;---,/
..........,-““-;\
......../....-“.)..\
........\,---“`...\\
....._.;_“.-._ grato collybry
,
maresias floridas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
fernandinha,
,
que falta de gosto, hehehehe,
trocas um bom domuingo,
pelos versos de meia tijela
que eu arquitecto ?
srsrsr
,
espumosas marés,
cobertas de jinos,
envio-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariz
,
amiga,
se sentes as vibrações,
estás em boa onda
,
eu chamava-lhe Medicina Quântica,
como explico á Mai, uns degraus,
mais acima do teu comentario,
,
conchinhas de paz, envio-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol,
,
na poalha das maresias,
que te envio,
,
*

Ana disse...

A rocha é firme perante as arremetidas do mar.
Mas, ao longo dos anos, o desgaste aparecerá.

Belíssimos poentes se vêem na Nazaré...
Este lindo vídeo trouxe-me saudades do mar que não vejo há bastante tempo.

Abraço (molhado da chuva)

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
para ver o mar,
basta pensá-lo
logo . . . vemo-lo,
,
In - plágio,
srsr
,
conchinhas de sol e chuva, hoje,
,
*

utopia das palavras disse...

rituais...
desvelos
em mim
iguais
ao descer
das pedras
molhadas
pelas minhas mãos...
agarradas...!

Beijo

Sol da meia noite disse...

Pedra...
Que trava impulsivas correntes...
Que suaviza...
Que acalma...

Um jinho, meu amigo *

Ana Martins disse...

E toda a poesia que de si nasce, jorra maravilhosamente.

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Utopia das palavras
,
rituais
são etiquetas metódicas
são desvelos consentidos
são gestos arquitectados,
,
noite serena, desejo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite,
,
Que impede
Que abranda
Que aquieta
,
Um mar jinos, envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
É
A poesia
É o cais das palavras,
,
Búzios sonantes, envio
,
*

Paula Raposo disse...

Lindas as fotos e o video!! Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
pauilinha
,
jinos "murais", deixo-te
,
*