dezembro 05, 2008

>>>>>>>>>>>>>>>>>>> eu sou o mar<<<<<<<<<


eu sou a onda
por ti quebrada
na alongada praia,
sou o rugido das vagas
tombando os rochedos
acordando as algas,
sou a maré que vibra
na dança dos búzios
enredando os braços
na areia espumada,
sou o areal deserto
sorvendo maresias
na fonte dos amores
que em ti encontrei
poema e fotos:poetaeusou

40 comentários:

gaivota disse...

tudo o que dizes... és um homem da praia, tá dito! e nada d'inchentes
oh p'rigoso inliadêr', andas pela fonte dos amores, ou é mesmo na fontinha... na bebas mais auga, amigo irmão!
pilipares com algas, búzios e ondas

Eduardo Aleixo disse...

Tu és a onda.
E ela, a areia.
Um abraço de espuma
E de lua cheia.
EA

PS. Olha que não ficou mal, Zé.

Menina do Rio disse...

O mar é uma eterna fonte de inspiração. Caminho contigo pela areia...

Beijos

Ana Martins disse...

O mar, a poesia e as fotos... Lindo!

Beijinhos

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

Olá querido Zé, lindas fotos belo poema... A beleza do mar, a espuma branca a enrolar na areia... Faz a vida daqueles que nasceram perto dele, o seu mundo... Como também é o meu caso... Boa noite Amigo!
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Ana disse...

És o mar onde se espelha um sol de poesia e de sensibilidade. Sempre.
Um beijo.

daniel milagre disse...

Poetaeusou

"O mar enrola na areia/ ninguém sabe o que ele diz..." exepção para o poeta, que mesmo no areal deserto, não deixa a sereia do amor. Canta-o nos seus versos direitos!...
Um abraço,
Daniel

Teresa Durães disse...

ondas que de sete em sete são poderosas

Manuela disse...

Amigo poeta, cá vim ouvir o mar, hoje está sombrio.
Desejo tudo de bom, saúde e paz para este fim de semana.
Abraço
Manuela

Utopia das Palavras disse...

Força trazida
nesse mergulho
de iodo...
onde és fonte
em cada dia...!

Beijos

LUZIMAR disse...

Olá querido amigo obrigada pela visita que me é sempre uma alegria.

Retribuindo vejo um mar maravilhoso e um poema divino.Perfeito para começar meu dia.

Pena em meu estado MG não tem mar, sou apaixonada com esse mundão de agua.

Beijos grandes no coração.

LUZIMAR disse...

É uma grande ninhada mesmo!Rsrsrsrsrs. Tenho 3 meus legítimos e 6 que adotei.

Amo demais essas criaturinhas de Deus.

Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
Gaivota
,
Olha !!!
Já não há chambres
para a passagem do ano,
só em conjuntos musicais
´r uma riqueza, até em frente
ao Cemitére, vão pôr um palqueee,
tá como quer o cesso . . .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo
,
nas noites de lua cheia
espelhadas na areia
as marés de preia-mar
tecem a sua teia
trazendo á praia a sereia
nos cânticos de embalar,
,
abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Menina do Rio
,
e trilhar no areal
é beijar a natureza
,
conchinhas de luz,
envio-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
como
a tua sensibilidade,
-
maresias de estima,
deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & ASTROLOGIA
,
na ternura das tuas palavras,
englobo o meu carinho,
,
jino,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
és a essência
da amizade, amiga,
,
um jino amigo, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel milagre
,
e como sonhar . . .
é fácil, Daniel !!!,
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
e que devemos respeitar,
quando está zangado o
mar gesticula através
das ondas, as suas mãos,
a avisar-nos, hoje não, por
favor, deixem-me só,
como nós, o mar é humano …
,
maresias, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Manuela
,
tenho andado tão ausente, amiga,
desculpa-me,
,
conchinhas de amizade, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Utopia das palavras
,
De tão longe veio o mar
Embalando uma sereia
Dizendo sempre a cantar
Pacto terno nessa areia
Saltando da proa a ré
Crianças ouvem cantar
Encanto que vem do mar
É vira, é Nazaré,
,
jino, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luzimar
,
É tão fácil amiga,
Olha a vasta extensão de Minas Gerais,
e encontras a imensidão do mar . . .
vês aquele canteiro florido ?
é Copacabana, olha seu vinicius, além . . .
conchinhas de estima, envio,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luzimar
,
Nove anjinhos ?
,
bem-hajas, amigas,
,
brisas de paz, deixo-te,
,
*

duarte disse...

sem stesses,nazareno.
já agora aproveito para dizer-te
que tenho muitos amigos aí perto...
duartenovale a apreciar o mar nazareno

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
podes confiar nesses amigos,
por esas bandas é tudo gente boa,
,
grato,
,
***

Multiolhares disse...

Podes ser o mar
as vagas ondulantes que
beijam a areia
podes ser o que quiseres
e a culpa é da fontinha
quem sabe é a gaivota eheheheh

beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
foi na fontinha
era noitinha
que a sereinha
estava sozinha
e brisinha
minha amiguinha
disse-me meiguinha
que a sereinha
estava sozinha
junto á fontinha,
,
beijos nossos,
,
*

Sol da meia noite disse...

Tudo o que amamos, nos molda o ser. Também o sentir.
Logo, tu és o mar...

Jinhos * *

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
um mar de encantos,
no canto das tuas palavras,
de encantada sereia . . .
,
cantados jinos, te mando,
,
*

Izinha disse...

O mar sempre é uma ótima inspiração aos nossos sentimentos.

bjos e ótimo fds!

andorinha disse...

Ser o mar... infinito e eterno inspirador das palavras dos poetas.
Beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
izinha
*
gratificado fiquei,
,
conchinhas mareantes, remeto,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
andorinha
,
o mar
é a musa das palavras,
,
jino, enleado nas marés,
envio-te,
,
*

gaivota disse...

aí cagão...................
o meu cesso vai curtir este fim de ano mais que ninguém!!!!!!!!!!!!!
toma!!!!!!!!!
beijinhosssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
e eu estou
com ele . . .
,
pilipares,
,
*

Duarte disse...

Vista desde o mar,
Nazaré.


Abraços amigos

Ana disse...

Quando quebras na praia, ainda trazes búzios, deixando-os espalhados na areia molhada?

Conchinhas eu sei que trazes...

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
apreciei o poema,
que deixas-te na Lena,
excepcional !!!
,
dediquei-te os aguaviva
poetas andaluzes de agora,
,
abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
búzios ? aos milhares,
a pedirem visto de residencia,
penso que foram expulsos,
da zona ribeirinha de Lisboa,
,
conchinhas mareantes, envio,
,
*