dezembro 04, 2008

>>>>>>>>>>>>>>>>>>> AS SOMBRAS<<<<<<<<<


As sombras,
são carinhos invisíveis
breu de abraços desmedidos
sentidos na escuridão,
reflectindo,
as silhuetas da luz
enlevos florescentes
na penumbra que me embala,
Sombreando,
os desenhos do silencio
cavaletes do meu leito
onde os traços na noite
são estiletes desvairados,
poema e fotos:poetaeusou

54 comentários:

gaivota disse...

olha cá meu, qu'andas tu a fazer de noite pela rua??? a ver o mar???
lembras-te zé, de passeares aí no paredão e só podias pisar os "pretos", as crianças assim mandavam e ainda hoje assim querem!
pois já foi este mar que eu cheirei às 14.30 a compôr-se para asim ficar...
poemas sem sombras, tudo claro, sem medos! e lindoooooooooooo
pilipares
(tou pior da goela...)

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Zé, magníficas fotos...Adorei o poema... Beijinhos de Boa Noite Amigo!
Fernandinha

Sol da meia noite disse...

As sombras são mágicas...
Geram encanto.
Embalam a luz...
Embalam-nos...

Muito bonito...!


Jinho de luz *

MEU DOCE AMOR disse...

Sombras negras são queiume
Sendo as brancas tecidas em luz
Algumas são de ciume
Mas a tua é a que mais me seduz

Um beijinho doce com piada:)

Maripa disse...

Gosto da noite e dos seus abraços.
O silêncio embala os meus sonhos ...e nunca tenho pressa de me ir deitar.

Abraço amigo e o meu carinho,poeta.

UMA PAGINA DE AMOR disse...

Caro amigo, os melhores versos são os escritos com a alma; com o coração apaixonado; com a verdade; com o sentimento legítimo que se chama amor. São estes. São belíssimos.
Abraços sinceros e legítimos do Eduardo a você.
Parabéns pelo seu blogger

Maria Clarinda disse...

Pois é meu poeta...a gaivota diz bem o que andas com este frio a fazer na rua?
Mas que as fotos ficaram belas ficaram e as tuas palavras como sempre ainda mais belas!!!
Beijos no teu coração

Teresa Durães disse...

a noite é tão mágica!

Lena disse...

Sabe tão bém pisar esse chão, poeta...olhando pelo o mar...
indo da falésia até o porto-abrigo..
todo o ano, esse sitio é um encanto..

dia bom a ti, Poeta !

Um beijo

GarçaReal disse...

É na escuridão que surgem as sombras que nos abraçam, que se encostam a nós num escorregar aliciante, que nos conduzem ao âmago para abarcar recordações guardadas e talvez num báu já seladas...

Belo

A 2ª foto é fabulosa. As várias nuances deste teu mar.

Bjgrande do lago

pilipares frescos para tua gaivota

Utopia das Palavras disse...

Sombras...
acordes celestes
abrigos...
invisíveis abraços
de consolo...
de um choro
que anoitece...!

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
Hehehe
os desenhos eram diferentes,
e o empedrado, não fazia covas,
sabes porquê ? as actuais
calçadas do programa Polis, foi
tudo a sacar, em todo o país,
é pedra de segunda, a que chamam
calçada portuguesa, só pelo nome a
pedra deve ser de quinta categoria,
e a nossa durou 60 anos, e foi
feita pelo tio Cipriano da Pederneira,
,
Pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
Olá fernandinha
,
conchinhas te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
embalados
nas onduladas sombras
vagas de magia
nas noites delirantes,
nas esperas do dia
,
búzios sonantes, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Meu Doce Amor
,
nos queixumes do olhar
as sombras não são negrura
é o rímel da amargura
coberta no sombrear
,
Conchinhas coloridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maripa
,
a noite é conselheira,
e eu acorro aos seus braços
nela desenho os meus traços
em poemas á minha maneira,
,
conchinhas envio-te
,

*

poetaeusou . . . disse...

*
Uma Pagina de Amor
,
Versejar
é escrever o sentimento,
,
Abç.,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Clarinda
,
é de noite que me lembro,
de tudo o que eu tinha . . .
srsr,
queres saber ?
olha a foto, e imagina,
eu e a marginal, sós,
gritando para o mar,
sobe mar, galga o areal,
vem beijar as nossas ruas,
como fazias nos tempos idos,
o mar quer, mas não pode,
o “malandro” do Jorge não deixa,
o Jorge é o nosso Edil Presidente,
manda fazer valas profundas, na
Praia junto ao Paredão da marginal,
para o mar não invadir as casas …
,
que falta de sensibilidade poética…
,
Um mar de jinos, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
a magia
da noite,
engendra a poesia,
no pensar . . .
,
conchinhas
,
*

Paula Raposo disse...

Gostei. Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
quantos contrastes,
a beleza do mar,
o tipismo das vielas
a magia das nazarenas,
ávidas no receber,
o caminhar ao sul
e ver o porto de abrigo
a aproximar de nós,
e no retorno a magnitude da
falésia que linda, deus meu,
,
conchinhas coloridas, deixo,
,
*

Lúcia disse...

A magia das palavras embrulhada na magia de imagens lindíssimas. Gostei muito.
Beijos

Carla disse...

sombras...silêncios...belas imagens que se unem às palavras
beijos

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
talvez no disco rígido,
em ficheiros da memória,
que quando abertos,
percorrem como abraços,
os braços das estradas da net,
saindo das sombras e abarcando
a luz dos teclados que nos cingem,
,
jinos mareantes
e
pilipares para amiga garça,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Utopia das palavras
,
sombras
são intervalos na luz
são o preludio do dia
das manhãs que nos embalam,
,
luzentes conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
gratificado fico
,
jinos de luz, envio-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lúcia
,
Feliz,
com as tuas palavras, fico,
obrigado Lúcia,
,
conchinhas de carinho, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carla
,
Palavras que me tocaram,
,
jinos mareantes, envio.te,
,
*

São disse...

Em silêncio, para não me repetir.
Abraço de gratidão pela oferta do chambre mejor que muitas suites.

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
em silencio,
te envio,
conchinhas mareantes,
,
*

cristal disse...

Olá Poeta

Imagens ondulantes de uma enorme beleza....A segunda foto, então... simplesmente espectacular!
As palavras? Ondas de ternura que se vão espraiando ao encontro dos abraços...
Lindo,Lindo...e linda também a música escolhida.
Muito Obrigada.

Um Abraço amigo e muitas estrelinhas celestiais

Multiolhares disse...

Tanto podem ser as sombras,
como as nuvem podemos desenhar vidas, ideias,
passado presente ou futuro, as sombras fazem parte de nós elas nos perseguem no caminho sem se misturarem com o corpo, também na noite podem ser a nossa tela
de vida pintada com as cores que quisermos

beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
eu sou a onda
por ti quebrada
na alongada praia,
,
do meu poema de hoje
,
búzios sonantes, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
as sombras
são sentinelas,
vigias atentas,
dos nossos gestos . . .
,
beijos nossos
,
*

Filó disse...

Através das palavras , quando sentidas,se fazem os poemas..
Seja noite ou dia ,reflectem a Luz que ilumina a alma sensível de um Poeta.

Poeta, Um Abraço Amigo,

tossan disse...

Luzes e sombras = siluetas da luz, é verdede! Poema e fotos maravilhosos! Abraço

Eduardo Aleixo disse...

Sim, amigo, o essencial desenrola-se no mundo do silêncio, onde as almas se articulam, observando e gerindo os nossos abraços, as nossas sombras, os nossos enlevos, os nossos desassossegos.

É sempre bom " ouvir-te".
Eduardo

Nota anti-poética: parece que temos que dar 8-0 ... Se dermos 8-0, é milagre. Ainda se tivessemos um Zé Henriques na baliza!!! Eh, Eh, Eh, EH...

mariam disse...

Poeta,
que coisa, não vejo fotografia nenhuma! rsrsrs
mas o poema! BELO_____ com toda a sua criatividade espelhada n'ele...

no infra, vejo a fotografia, de resto, muito boa, a emoldurar esse grande poema grito de liberdade :)

resto de boa semana
um abraço e um silencioso sorriso :)

mariam

mariam disse...

resto... resto... que mal ficaram esses restos todos rsrs
bem, olhe, pois então um resto de boa e descansada noite :)

Gabriela de Sousa disse...

Olá!
"As sombras,
são carinhos invisíveis"
Concordo com a afirmação, se bem que há muitas sombras que nos impedem de conseguir as coisas, que nos perseguem e das quais nos queremos ver livres, tal é a sua carga negativa. Mas também é verdade que há muitas sombras positivas, aquelas que vale a pena recordar e que nos levantam o ânimo quando nos sentimos pior... aí sim, essas sombras "são carinhos invisíveis"!...

Beijos

Perla disse...

"As sombras se desvanecem e a noite cai
no horizonte se desprendem os reflexos tão distantes de um dia..."
Este teu belo post fez-me lembrar esta canção.
Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
palavras leva-as o vento,
não,
o vento traz boas novas,
como as belas palavras da filó,
,
ventosas brisas,
mar sereno te envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
contornos luzentes,
das sombras da vida,
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo,
,
vai ser a grande noite,
do Mantorras,
,
hehehehe
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
ai,
esse magalhães . . .
,
conchinhas de luz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
o vendaval passou,
nada mais resta,
está a cair um nevoeiro
em espuma de insónias,
,
apeteceu-me . . .
,
maresias de paz e carinho, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Gabriela de Sousa
,
há sombras,
e
sombras há,
,
eu penso ao invés, amiga,
recordo as negativas,
porque as positivas,
já as arquivei no disco rigido,
,
brisas de luz amigas, envio-te
.
*

poetaeusou . . . disse...

*
Perla
,
bem bonita,
e com um belo poema,
,
jinos nocturnos, envio-te,
>>>> vou postar o mar . . .
,
*

Duarte disse...

São os caminhos sinuosos da vida...
Ademais bem ilustradas com as fotos que agregas.
E com os versos que deixas...

Gosto

Abraços

Ana Martins disse...

As sombras
São pedaços de tempo
Eternizados em meu olhar,
São momentos
E tão somente
Colírios do pensamento
Em que me deixo navegar...

Ana Martins,
Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
os trilhos da vida,
são como alcatruzes da nora,
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
as tuas palavras rimadas
pétalas do pensamento
são como olhos do tempo
em pedaços sombreados,
,
conchinhas de luz, envio-te,
,
*

Ana disse...

Pode a calçada não ser de grande qualidade mas bonita é ela.
Não sei se é das "sombras", se dos reflexos.

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
qualidade espelhada
em sombreadas maresias,
,
conchinhas,
,
*