novembro 25, 2008

>>>>>>>>>>>>>> tálamo de estrelas <<<<<<<<<


recolho as brisas
em ti espumadas
pólen salgado
orvalhando as dunas,
tálamo de estrelas
edredão ao vento
cobrindo anseios
em lavrado amor,
por ti naufragado
na praia que eu sou
poema e fotos:poetaeusou

54 comentários:

Duarte disse...

Ambiente propicio para o teu poema...

Grande massa de espuma
que o vento fustiga
desenhado fios de água,
em caracóis de violência.

Um grande abraço

tossan disse...

Lindo! Lirismo na pele e na alma! Abraço

Sol da meia noite disse...

Recolho brisas
espumadas no nada
e em praia de ninguém
naufrago em mim...

Amizade em brisas de jinhos, te sopro * * *

Maripa disse...

Brisas salgadas
trazidas pelo vento,
enviam-me novas
do meu amigo poeta
num cântico ao mar.

Ana disse...

Na espuma das tuas palavras, brilha o sol de um poeta.
Beijo.

Violeta disse...

só para ver as fotos vale a pena vir aqui...
feliz dia!

Era uma vez um Girassol disse...

O mar, o Barco Negro da Amália que tanto gostava de cantar em garota, o Poeta-que-é( e ainda bem...) a dar a cara, a nova imagm do blogue...
Tudo belo!!!
Prazer em conhecer-te!!!!!!
Beijinho da flor

ci disse...

Bonito...:)

Beijo da ci

gaivota disse...

agora dava um mergulho nessa segunda onda, já que a primeira fica muito altaaaaaaaaaaaaaaaa
mas se calhar tá frescote...
então releio o teu poema e fico-me pelo areal, rumo à foz...
pilipares

Teresa Durães disse...

A praia onde o mar chega com a espuma que invade o areal

Utopia das Palavras disse...

Praia...
do sal nevado
espumante...
em perene brancura
que
naufraga...
em nós...!

Beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
fios de vida,
na espuma do dia a dia,
,
um abraço, amigo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
e nos teus olhos,
nas palavras ditas,
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
estendo-te brisas
espumadas em ti
procurando areais
para naufragarmos
srsrsrsr
,
carinhosos jinos, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maripa
,
brisas salgadas
feita gaivota
no seu retorno
escolheu a rota
e no estribilho
do seu cantar
soa no ar
o mar me quer
o mar me quer, o mar me quer,
,
conchinhas amigas, deixo,
,
*

Esmeralda disse...

Poeta, não desapareci...
...apenas me calo por uns tempos.
Este mundo está repleto de náufragos, sou um deles.
Espero que tehas mais sorte que eu, que numa tarde ao por-do-sol, dislumbres no horizonte a caravela que te levará de novo para o mundo dos vivos.

beijocas

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
a espuma vista do farol,
brilhando ao meu olhar,
quase que ofusca o sol
na tua encosta do mar,
,
um mar de jinos, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
violeta
,
volta sempre
violácea cor, dos meus,
roxos, purpurinos, violetas, lilases,
que tanto gosto,
,
brisas arroxeadas, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
era uma vez um girassol
,
que belo
a visita de um reflexo do sol
com o sabor de um delta, agora ria,
em que gira, gira, gira, gira,
entre um oriental Macau,
e um “aportuguesado” Luxemburgo,
onde a força de trabalho dos portugueses
(que não se resignam)
por este grão-ducado é respeitado . . .
num acolitado campeão da caça e pesca ,,,
,
Jinos mareantes, deixo-te, grande-flor,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ci
,
grato me deixaste
,
brisas de simpatia te deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
vários mergulhos
deu a malta ontem,
para salvar um cachalote,
e eu em casa a arrumar livros,
á miga,
estou fulo,
nem um toque de aviso,
vou mudar de amigos, vou, vou,
,
quando cheguei, já o tinham
levado, para ser incinerado,
ainda respirava, mas estava
com ferimentos das redes,
,
olha que nem o esquim gaiva,
me avisou, áhó ............
,
pilipares
,
*

LOURO disse...

Olá amigo Poeta, belas fotos, fantástico poema... Gostei!!!
Uma boa tarde... Um abraço,
Lourenço

AnaMar disse...

Magníficas fotos com cintilantes palavras.

São disse...

Como é que conseguiste estes ângulos?!
O poema é lindo, para não destoar das fotos, rrrss

Neste Dia contra a Violência de Género deixo votos de alegria de vic«ver.


Bem hajas!

Gerlane disse...

Brisas espumadas em ondas de poesia.

* Beijos, poeta!

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
com as brisas e maresias,
" voando por aí"
,
marés de simpatia, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
naufrago
no teu sentir
na procura
de mim
buscando
na alva brancura
a praia florida
que és tu, meu jardim,
srsrsrsr
,
jinos de simpatia, te envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Esmeralda
,
Como sabes que entrei no filme
O Clube dos Poetas Mortos
de Peter Weir ???
srsrsrsr,
,
Amiga, eu sou o mundo dos vivos !
não desistas , desistir é perder,
e lutar não é perder, luta, luta sempre,
luta contra ti se necessário , , ,
,
brisas solidárias, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
*
louro
,
muito longe das tuas,
que são realmente belas,
,
agradecendo as tuas palavras,
deixo um abraço de mar,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
AnaMar
,
grato fico,
,
maresias de simpatia, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
da falésia nazarena,
e escrevinhado foi rabiscado
também no promontório – sitio ,
,
brisas de carinho, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Gerlane
,
é . . .
,
maresias de palavras
naufragadas em poemas,
,
marés de simpatia,
envio,
,
*

Esmeralda disse...

Se me merecessem Poeta, até lutaria...
Desta forma, não luto mais, a guerreira ficou demasiado ferida e magoada. Até esta de novo recomposta demorará uma eternidade.

beijocas

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo Poeta, belas ondas do mar, onde sonhando perdi o meu coração em menina!!!
Agora mulher, vejo-me e reveijo-me na poesia do teu mar, no teu olhar fixo sobre o computador e penso como é bom amarmos aquilo que nunca será nosso realmente... O MAR!!!
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

poetaeusou . . . disse...

*
Esmeralda
,
tu o sabes,
existem situações,
que o melhor é esquecer ...
,
acalmadas conchinhas,
,
*

Juani lopes disse...

hoy soy naufraga en tu blog
me encanto tu musica, tus letras y tus fotografias
saluditos

PILAR disse...

Poeta

Ontem ouvi Fado. Descobri que "Segredos" rima mesmo consigo! Aqui deixo:

“Meu amor porque me prendes
Meu amor tu não entendes
Eu nasci p`ra ser gaivota

Meu amor não desesperes
Meu amor quando me queres
Fico sem rumo e sem rota

Meu amor eu tenho medo
De te contar o segredo
Que trago dentro de mim:

Sou como as ondas do mar
Ninguém as sabe amarrar
Meu amor ...eu sou assim.

Fui amada, fui negada
Fugi, fui encontrada
Sou um grito de revolta

Mesmo assim porque te prendes
Foge de mim ... não entendes
Eu nasci p`ra ser gaivota!!”

Letra e música de Paulo Valentim na voz de Katia Guerreiro, aconteceu ontem em Lisboa.

Vivam os Homens bonitos que deixam poemas acontecer!

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
eu canto o mar
o mar me encanta,
e canta
no seu marejar,
,
jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
juani Lopes
,
mergulho,
no encanto
das tuas palavras,
,
saluditos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pilar
,
um bonito fado da katia,
num belo poema,
eu nasci . . .
para invejar as gaivotas,
do seu bailado esvoaçante,
ao seu cantar liberdade,
numa inveja de amor . . .
,
maresias de simpatia, deixo,
,
*

Multiolhares disse...

Polem de vida de adornados amores
cobertos por mantos de estrelas

beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
polen
orvalhado de estrelas,
adornando nos sentires,
,
beijos nossos,
,
*

mdsol disse...

Poetaaaaaaaa
Que fotografia lindaaaaaaaaaa

conchinhas de coisas boas

:))

Tuza disse...

Essa brisa suave
Leva-me ao à pensamentos tão
profundos...

bjO, poeta!!

Filó disse...

Poema, de palavras orvalhadas de maresia..
Mar de estrelas no céu da Poesia, de um grande POETA !

Poeta,um abraço Amigo,

águia_livre disse...

Fantástico. Grande talento

Cumpts
.

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
até que enfim,
que dizes bem,
hehehehe
,
conchinhas mareantes
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Tuza
,
cuidado
é perigoso nadar sem pé ...
srsrsrsr
,
maresias
de prifundas marés, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
ai, esses mimos, filó . . .
,
conchinhas poéticas,
te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
águia_livre
,
não ne confundas
com o rui costa,
,
saudações
.
*

Pitanga Doce disse...

Vês a primeira foto? É assim que gosto dele.

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
e eu amiga,
parecem altivas, superiores,
não . . . são iguais a nós ...
mostram a sua grandiosidade,
instantes passados, quebram,
desfazem-se, em espuma, pingos,
gotículas, lágrimas . . . talvez,
,
brisas coloridas, envio-te,
,
*

Um Momento disse...

Mergulhei nessas belas ondas...
Senti a salina invadir o meu ser...
Sorvi cada palavra ...
Esbocei um sorriso só e apenas...
Por me dares a honra de sempre te poder ler...
Grata

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
Um Momento
,
são palavras como astuas,
que me fazem continuar . . .
,
brisas de gratidão, te envio,
,
*