novembro 16, 2008

>>>>>>>>>>>>>> nadar pelos ares<<<<<<<<<

PENICHE
VIDEO FEITO EM PENICHE

gostava de ser
uma onda sem mar
estendida na praia
ás conchas brincando,
mergulhar nas rochas
nadar pelos ares
voando sem asas
sem voz, a cantar
suplicando ao sol
uma chuvada forte
que lave por dentro
todo este desnorte
poema-fotos-videos:poetaeusou

40 comentários:

LuzdeLua disse...

Também gostava de ser uma onda...
Lindo demais
Passando por aqui, deixo-te um abraço amigo. E bons desejos para a semana que se inicia.

Tens tua vida em tuas mãos...
És o arquiteta/o de teu próprio destino,
Faça de teu caminho algo realmente divino!
(Karla Bardanza)
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
luzdelua
,
grato fico,
,
Meu dia ... enfeito como posso...
Melodia ao longe...sou eu...
Saindo...caminhando...voando...
Adoro descobrir meu próprio jardim...
Sou uma borboleta enfim...
,
in-KARLA BARDANZA
,
brisas de amizade, deixo,
,
*

Sol da meia noite disse...

Gostava apenas
De no fim do desnorte da vida
Ter conseguido descobrir o que sou...

Bom domingo!
Jinho *

Pitanga Doce disse...

Hoje fui ao mar. Estava bravio e não me deixou entrar. Lembrei-me de ti.

boa noite, Poeta

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite,
,
e eu amiga, e eu . . .
,
jinos, num luminoso dia,
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga doce
,
mar é amigo,
avisa-nos quando quer ficar só,
o que devemos respeita-lo,
,
conchinhas coloridas,
te envio,
,
*

Paula Raposo disse...

Gostei imenso do video e também vou gostando de saber que andas a sair da tua 'toca'...porque dantes não saías, não é verdade?! Acho que me entendes. Beijos.

Paula Raposo disse...

A propósito: hoje há açorda de gambas para o almoço??!!

Esmeralda disse...

Bom dia Poeta:
O som que faz as tuas lágrimas dançar, é o mesmo que escuto...
Mas o que importa é que ao ver as tuas fotos de hoje me enchi de alegria...
...a "minha" praia.
Poeta, pára, ouve o mar, não o de ondas quase indomáveis, mas aquele que em ti vive. Pára, escuta e sente, e se o mar te indicar um qualquer sinónimo de lutar, então não o deixes de fazer, mesmo que tudo em volta te diga que vais perder.
Eu não parei, eu não páro e eu não pararaei...

EternaApaixonada disse...

*****

Amo o mar e moro tão distante dele... Então me farto a navegar por mares da blogsfera...
Mais um vez me delicio tanto com o poema e imagens de Portugal!

Bom fim de domingo e uma semana bem tranquila!

Abraços


*****

Gabriela de Sousa disse...

Olá!
Há já algum tempo que me tinha ausentado, mas isso devido ao facto de o meu computador ter contraído um vírus que mo bloqueou. Felizmente hoje começou a funcionar...
Madar pelos ares... sim, de facto, o céu não é mais que uma grande superfície que espelha o mar... ou será o contrário? Sendo assim, será que nadamos nos ares ou voamos nas águas? Para mim mar e céu são o espelho um do outro, pois, num horizonte, onde acaba a linha do mar começa a do céu. Para mim, eles complementam-se.
Talvez um dia seja possível navegar no céu... de certo modo, podemos chamar de barcos às nuvens :)

Beijos

mariam disse...

Poeta,
um poema cheio de sentires e grande criatividade...
REM, gostei muito, de (re)ouvir... lembram-me sempre Lagos e algumas férias (felizes)lá passadaS, à muitos anos, onde frequentava um bar, que passava maioritariamente REM. Obrigada por este reavivar de memórias :)

bom Domingo e melhor semana
um sorriso :)

mariam

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
se te entendo,
bem demais . . .
tenho familia em peniche,
e fui visitar o museu,
no forte de peniche,
,
jinos num optimo dia,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
não
foi massa de sargo,
estava divinal,
quando for açorda de camarão,
aviso-te,
,
jinos espraiados
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
esmeralda
,
o mar
do meu sentir,
marulho na imensidão,
de lágrimas lavado,
dançando
na liberdade do olhar
,
conchinhas, envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
eternaapaixonada,
,
amar o mar,
é navegar nas nossas veias,
declamar Cecília Meireles,
Carlos Drummond e Vinicius,
e confundir Martinho da Vila,
com o marejar das marés . . .
,
conchinhas de simpatia, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gabriela de sousa
,
mareantes reflexos
do espelhado infinito,
de um pessoa esotérico,
na pena épica de Camões,
,
conchinhas de tarde, amena,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Mariam
,
Lagos e as suas praias,
dona ana, luz, burgau, dona Maria,
meia praia, do zeca Afonso,
,
Aldeia da Meia-Praia
Ali mesmo ao pé de Lagos
Vou fazer-te uma cantiga
Da melhor que sei e faço
De Monte-Gordo vieram
Alguns por seu próprio pé
Um chegou de bicicleta
Outro foi de marcha a ré
,
In-zeca afonso
,
serenas conchinhas, deixo,
,

*

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Poeta, lindas fotos, adorei o video... tudo muito bonito por aqui no Reino do Príncipe da Nazaré... Também eu gostava de ser onda sem mar... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

GarçaReal disse...

Poeta do mar que queres ser onda sem esse mar. Navegas perdido na loucura da procura de um porto de eterno amar.

Bom final de domingo

bjgrande do Lago

Alice Matos disse...

Pois... "onda sem mar" serei... Vento sem Rosa... maré sem praia... barco sem rumo...
Mesmo assim... aqui deixo o meu carinho e a minha admiração...
Um beijo para ti, poeta...

Multiolhares disse...

Todos nós temos um pouco de Peter Pan, não podias ser diferente
beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
é o mar
que nos encanta,
,
conchinhas
,
*

Utopia das Palavras disse...

Voando...
enlaço
terra e mar
voando...
entrelaço
o sentido
de o mar
abraçar...!

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
na loucura procurada,
onde a onda se espraia,
navego os meus poemas
nua vaga amarada,
naufragando os meus dilemas,
,
um pilipar jino, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
alice matos
,
vaga rumada
no vento á vela
és a barca bela
bússola encantada,
,
maresias nocturnas,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
luna
,
a fantasia
é a raiz da realidade,
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia da palavra
,
entre brisas
voei
não te encontrei
fiquei sem tino
o destino
de querer voar
no mar
e Ícaro
imitar . . .
,
mareados jinos
deixo-te,
,
*

gaivota disse...

é desnorte, ah pois é...
é uma onda de mar que se estende do guilhim à foz, e agora nessas águas de peniche!
fico-me por aqui, nestes mergulhos!
piliparesssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
hoje parecia um domingo
de verão, eram chambres
por todo o lado . . .
,
pilipares nocturnos,
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

Peço ao deuses que respondam ao teu pedido...

Um beijo doce

mdsol disse...

Basta-me o título para te mandar muitas conchinhas.... nadar pelos ares...gosto destas subversões... Ah! poetaaa

conchinhas (do que quiseres rsrsrs)
:)))

cristal disse...

Olá Poeta

Belas imagens e palavras como sempre!
Mar...majestoso mar...
Espero sinceramente que o mesmo lhe tenha devolvido a serenidade!!!

Bonita a música também (2ª. repetição em pouco tempo,certo?)

Fique bem amigo

Um Abraço e uma mão-cheia de *** do mar

Duarte disse...

Atalaias do mar.

Furiosas de espuma,
de pulvérea branca,
contra as rochas escuras,
infatigáveis, as ondas.

Um grande abraço

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
a crise já chegou
aos deuses, amiga,
,
jinos de lua cheia, deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
então . . .
vou continuar,
,
conchinhas voadoras,
envio-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
sim lentamente
volto á serenidade,
hoje, num repor, reforçado,
,
foi a segunda repetição,
porque gosto demais desta musica,
como diriam uns vizinhos brazucas,
boa gente, digo,
,
brisas de lua cheia, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
hoje brandas,
suaves, serenas,
de baixa-mar,
mas cheia
de beleza,
ao nosso olhar,
,
um abraço amigo, deixo,
,
*

Ana Martins disse...

"...gostava de ser
uma onda sem mar
estendida na praia
ás conchas brincando,
mergulhar nas rochas
nadar pelos ares..."

Perfeito!!!

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
que pena,
os sonhos serem
a antitese,
da realidade,
,
conchinhas nocturnas,deixo,
,
*