novembro 11, 2008

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>farol meu<<<<<<<<<


serenamente
sinto a tua presença
como um presente
de memórias fluidas
filtradas do passado ,
quando na praia acolhia
vivas estrelas do mar
e por vivas, as devolvi
como fiz ao teu amor
num misterioso impulso
que nunca te expliquei
e que jamais compreendi,
poema e fotos: poetaeusou

48 comentários:

Ana Martins disse...

Há coisas que nunca se compreendem!!!

Muito lindo, beijinhos

Eduardo Aleixo disse...

É o teu farol: não precisas explicar. Ou melhor, eu compreendo.
Claro que mesmo com farol...
Mas que seria sem ele?
Mas mesmo com farol, momentos há em que...que é dele?
Mas há o farol, e só Deus sabe como é importante!
Um abraço grande, amigo.
EA

Sol da meia noite disse...

Amigo, acho que nunca entendemos o que fazemos por impulso.
Tão pouco, porque o fazemos.
Muita complexidade existe no ser humano...

Jinho, deixo *

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
outras
não queremos compreender ...
é a vida na sua essencia,
,
compreensivas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
eduardo aleixo
,
encomtrar o farol . . .
a utopia,
do encontrado caminho . . .
,

abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
impulsos
reacções primárias . . .
é . . .
,
jinos envoltos em maresias
,
*

Teresa Durães disse...

às vezes é necessário deixar ir

Utopia das Palavras disse...

Serei eu
a maré solta
viajante...
guerreira de adamastor?
Ou serão elas
as estrelas
farolinas
que me guiam...!

Um beijo

Ausenda

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
e encontrar
válidos caminhos,
sem o farol . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Utopia das Palavras
,
cuidado, amiga,
repara que o
gigante adamastor,
era um penedo,
que tinha a forma de gente,
disse o poeta,
e confirmado por cervantes,
com um guerreiro anti-moinhos,
quixote, de quem dulcineia,
fugia á procura doutro farol...
srsrsrsr,
,
conchinhas de amizade, deixo,
,
*

GarçaReal disse...

Um amor encontrado na praia com teu mar por companheiro.
O amor que devolveste e que nunca explicaste...mas......Há impulsos que são mesmo inexplicáveis.

Bonito este teu poema

bjgrande do Lago com um pilipar para a gaivota

Paula Raposo disse...

A saudade vai-nos marcando...gostei. Beijos.

MEU DOCE AMOR disse...

Nessa praia te deixo um doce beijo
E o sorriso do vento que te abraça
Na tua luz que daqui não vejo
Na poesia que reflecte a tua graça

Um beijo com Magia e Fogo

Iana disse...

Poeta amigo...

mar de ondas gigantes
no meu farol
Na madrugada
eu penso, mas ouço o
barulho do vento
e perdido em pensamento
eu volto então a sonhar

meu farol
meu sentido
o mar é o meu abrigo

Amigo um abraço forte da amiga
que muito admira
Um beijo pétalas deixo

Iana!!!

R.G. disse...

serenamente
aqui vim...
serenamente
te li...
serenamente
comtemplei as tuas imagens...

Beijo perdido

gaivota disse...

claro com este resulado era de pôr o farol da cor do benfica, como diz o martim! ainda bem que não nenhum da cor dos outros...lolololol
estrelas do mar vivas que se passeavam aí pelo areal, como outros amores...
fizeste bem!
pilipares

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
os impulsos,
dão sempre em
arrependimento,
nem o mar nos perdoa,
,
bjgrande para o lago,
no bico de uma gaivota,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
é a vida
no seu esplendor
,
jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
palavras de magia,
abraçando o vento,
sorrisos de encantamento
em musicados solfejos
num areal de beijos
cantados na poesia
,
um mar de jinos, deixo,
.
*

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
pétalas ao vento
no marejar
do teu vogar
rumo ao farol … da vida,
,
jinos de iodo, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
serenamente te agradeço,
serenamente te espero sempre,
,
serenas conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
é o paixão, amiga,
é o paixão,
,
pilipares
,
*

gaivota disse...

foi o paixão!!! dizes muito bem!!! ainda mandam os pintos nas costas deles... eles andem aí, sempreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
amanhã vou ao manel, já disse!
depois telefono-te
pilipares

Iana disse...

Poeta amigo

os beijinhos
com cheiro delicioso
da maré

posso bem imaginar
em tarde fria
a beleza do teu mar...

vida é renovo diário :)
beijos perfumados
obrigada amigo Poeta

Iana!!!

Cöllyßry disse...

Quando é amor,se sente, mesmo quando a lonjura se faz...

Beijitos


ölhår_Îñðîscrëtö...Å ¢µ®¡ö§¡dädë

Maripa disse...

Agir por impulso...quem nunca o fez?
Devolver um amor com o amor por perto...impulso inexplicável!

Lindo poema,poeta amigo.

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
paixão arbitral,
aí temos o apito, apitado,
hehehe,
,
piipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Iana
,
brisas
espumas
maresias,
em afluxo ondulado,
,
tarde fria,
em que nem a beleza do mar,
nos aquece,
,
jinos ondulados, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Cöllyßry
,
e na lonjura,
se faz perto . . .
,
conchinhas de luz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maripa
,
apanhas-te
a essência destas palavras,
,
jinos em brisas, te envio,
,
*

Multiolhares disse...

Não se explica o amor, nem os mistérios,
muito menos os impulsos, mas é bom sentir os amores feitas lembranças deslizarem na areia da praia

beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
impulsos mareantes,
nos mistérios do mar,
,
beijos nossos,
,
*

mdsol disse...

"serenamente
sinto a tua presença
como um presente
de memórias fluidas"

Assim é com as palavras do poeta ...
:)))

daniel disse...

Poetaeusou

As estrelas do mar, são uma saudosa imagem. Talvez menos misteriosas que o amor e a tua poesia.
E os farol de atalaia!...
Um abraço,
Daniel

mariam disse...

Poeta,
inquietante poema de inquietas serenidades...
... impulsos... serão o tal tão falado "sal"?!!

lindas as fotos,
não conhecia a música e gostei

deixo-lhe com carinho
uma singela estrela-do mar

http://mariasentidos.blogspot.com/2008/06/mar-das-vagas-da-minha-alma-torna-me.html

que a real serenidade retorne e o deixe feliz...
um abraço e sorriso :)
mariam

Filó disse...

Poeta,

Mergulhamos, por vezes em águas turvas, naufragamos...não há farol..nem porto de abrigo...consequência de impulsos por vezes imcompreendidos..
Numa outra maré, estrelas do mar, bem vivas, amigas , com braçadas fortes ,ajudam-nos a ir ao encontro de uma luz...a do Farol..
Aquele, que ilumina nosso mar, nossa vida !
Poeta, hoje meu sentir está assim !

Um abraço de luz, Amigo

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
serenas brisas,
fluindo agradecimentos,
te deixo . . . aqui,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
vão aparecendo,
mitigando a saudade,
,
tinha cinco anos,
o meu avô mostrou-me
uma estrela do mar,
e disse-me, esta estrela
caíu no mar vinda do céu,
estava no areal junto ao mar,
olhei o mar, o céu, a areia e
olhando o meu avô disse-lhe,
a estrela sabe nadar, como eu,
nadou do mar para aqui . . .
o meu avô sorriu e só passados
alguns anos percebi que foi uma
onda que a depositou na praia,
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
grato amiga
,
o sal da memória,
conservando
o sentido da vida,
,
conchinhas serenas,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
filo
,
dualidade
ou
estado de alma,,
o vai e vem da vida,
como as marés,,
marés de dúbias rotas,
ma busca do escurecido farol,
,
brisas de luz, te envio,
,
*

Lena disse...

A vida acaba por ser um misterio...
As fotos e o poema são como sempre...lindos..
ai também esta um misterio...como consegues poeta...nos dar tantas fotos dessas e poemas desses...

Beijinhos

Papoila disse...

há momentos assim
...incompreensíveis.

beijos
BF

Duarte disse...

Passam os anos e aí o tens, vigilante!

Aquelas coisas que nunca se dizem,
mas que se pensam dizer alguma vez.
Fala homem não te acanhes,
o mar é teu... e o farol mudo.

Um grande abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
a inspiração
dada pelo "nosso" mar . . .
,
maresias solarengas, hoje,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
papoila
,
incompreensivos
impulsos . . .
,
brisas de aloés,
feitas coloridas papoilas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
hablar para quê, amigo,
o outro falou em todo o lado,
até no deserto e acabou na
gólgota ou calvário . . .
,
saudações
,
*

Pitanga Doce disse...

Olha que não é só teu. É o meu papel de parede do pc.

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
hehehehe
,
reivindica, amiga,
,
conchinhas,
,
*