novembro 09, 2008

>>>>>>>>> dilema o mar ou a maratona<<<<<<<



Singelo Sentir
***
bom dia
meu velho amigo
diz ? sim eu sei,
hoje é dia da maratona,
pois . . . mas a amizade manda,
como vês estou presente
não ao norte
junto aos rochedos
onde está muito barulho . . .
estamos melhor aqui ao sul
junto ao porto de abrigo,
mais sereno, mais calmo,
como as nossas conversas,
olha . . . quero um favor teu,
vou-te videar para mareares
nas estradas da net,
em troca vais enviar
os teus braços, as ondas,
contra o molhe,
para poder fixar no ricochete,
o teu manto de espuma mareante,
amigo pode ser ?
OK, vamos a “isso”
ao sol-pôr, venho mostrá-lo . . .
poema-fotos-videos:poetaeusou

74 comentários:

tulipa disse...

OLÁ

Estou de molho, febre, arrepios de frio...huuummmm, adivinho o que vem por aí.

Hoje o meu post tem a ver com um mail que recebi e, ao fim de vários meses com a minha auto-estima abaixo de zero...adorei ler o que Paulo Coelho escreve.

BOM DOMINGO.
Beijinhos.

Utopia das Palavras disse...

Sinto
que esse mar
não se zanga
quando...
ao sol pôr
chegar
e contra o molhe
soltar o manto
e eu...
dislumbrar-me-ei!

Até ao por do sol

Beijo

Multiolhares disse...

Pois…
Não foi nada facil
optar entre esse maravilhoso mar
e a maratona, mas no fim dividimos os olhares

beijos nossos

Eduardo Aleixo disse...

A maratona eterna do mar compreende as maratonas efémeras da terra!
Abraço amigo.
EA

cristal disse...

Poeta

Post tão ternurento que me deixa sem palavras e...muito emocionada!!!
Linda a conjugação de palavras,imagens e música.

Um Abraço amigo

daniel disse...

Poetaeusou

A procura de fazer trabalho jornalistico em poesia. Experiência muito intessante!...
Quanto à bela lagosta, em Peniche há de boa qualidade, comprava-se boa, mais em conta, das que não tinham medida de lei.
Viveiros, havia no Paimago, já desactivados.
E em Ribamar da Lourinã. Vim a interagir com o dono, O senhor Mário Támen, pai do grande poeta Pedro Támen. Dava a lagosta, para uma paródia, em que eu me encarregaria do pão cozido no forno, pela minha mão, Adoraria!... O encontro não se chegou a realizar!...
Abraço,
Daniel

Filó disse...

Poeta,

Uma maratona ganha pela amizade !
É de facto gratificante poder partilhar deste Mar .

Poeta..Poeta, seu olhar e sentir são um encanto...
Com este seu mar amigo, é um mergulho de Amizade, bom de sentir !


Um abraço, Amigo,

Rosa Maria disse...

Poeta

Então hoje foi dia de maratona?
Foi um dia movimentado a quebrar a pacatez dos dias de Outono na "praia".

Beijo

Sol da meia noite disse...

O mar sabe esperar
Pelo olhar que espera
O momento de o contemplar...

Jinho *

rosa dourada/ondina azul disse...

Hoje foi dia de maratona,
e o Mar, sempre presente,
deu a sua aprovação...


Boa semana,
conchinhas para enfeitar a praia,

poetaeusou . . . disse...

*
tulipa
,
vitamina C, amiga,
e o Paulo Coelho
de seis em seis horas
,
brisas de jinos, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
não te vi ao sol-pôr,
desfiz-me em pranto,
fiquei sem encanto,
perdido na dor,
,
um mar de jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
é na partilha do mar,
que se cingem os olhares,
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
eduardo aleixo
,
é a vivencia passageira,
que eterniza o mar . . .
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
palavras – dar
imagens – ver
musica – ouvir
emoções – aglutinar os sentires , , ,
,
quem é um amigo ? “um outro eu”
in – Eléia
,
conchinhas de amizade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
fui ao meu arquivo,
,
A minha desforra são palavras.
Levanto-me de manhã amarrotado
pelo peso inclemente das mentiras
e vazo no real outro real
das letras que ninguém vislumbrará.
O pássaro que canta é uma palavra,
é uma carta escrita a este, àquele,
que me saiu do lápis da amargura;
tudo se refaria se jamais feita fosse
alguma coisa que a minha mão não desse.
Desforro-me sem gosto.
Desforro-me sem gasto,
acorrentado ao que me vem de trás
e ao que virá e que não sei se quero.
,
in- Pedro tamen
,
um abraço
,
*

LuzdeLua disse...

Muito belo

"Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses."
Rubem Alves

Passando para te ler, deixo aqui um abraço amigo e bons desejos pra semana.

Carminda Pinho disse...

Hoje de manhã lembrei-me de ti, poeta. Ouvia na rádio que o trânsito fora cortado na Nazaré, o motivo era a maratona.
Logo imaginei, os amigos dessa terra linda, Tu, a Luna, a Gaivota...todos juntos a correrem na marginal desse mar...
Espero que tenham chegado ao fim.:)))

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
filo
,
amar o mar
é amar a amizade,
o seu marulho
é o canto do encanto,
no marejar,
do nosso olhar,
,
espumas de amizade,
te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa maria
,
milhares de atletas,
e muitos mais acompanhantes,
,
maresias de amizade
te envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
contemplar o mar,
é olhar para alem do belo,
,
jinos envoltos em maresias
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
o mar rejubilou,
presenteando os visitantes,
com as várias tonalidades
de azuis e verdes matizados,
,
conchinhas espraiadas
te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
luzdelua
,
transmutações,
é a lei da vida,
,
brisas de luz,
deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carminda pinho
,
hehehe
,
ia sendo o fim . . . do fim,
,
a gaivota ficou presa no transito,
e a luna estava no abastecimento …
garrafinhas de agua,
nada de modernices . . .
,
jinos de amizade, deixo
,
*

Ana Martins disse...

Uma dificil escolha, num fantástico poema.

Beijinhos

gaivota disse...

lindíssimo, meu amigo! e o mar é teu (nosso) amigo, e lá estava...
doecemente a bater nas rochas do meu sul enquanto se corria para o teu norte!
este ano, lerpei! esta coisa está meia parva, não estou a achar piada...
e o sol estava presente, que bom!
lindooooooooooooooooo
ai as saudadessssssssssss
pilipares

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
não é doficil,
com tanta beleza em redor,
,
conchinhas de luz,
deixo,,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
o mar estava lindo,
perguntou por ti,
está com saudades tuas …
,
pilipares para ti
e
para as tuas princesas,
,
*

Duarte disse...

Até para isso essa terra é diferente.
poder correr ao lado dum mar sem fim.
Tendo como meta um promontório imenso.
O prémio! palavras de amizade.

Abraços

GarçaReal disse...

Afinal o mar e a maratona conjugaram na perfeição esta partilha...

Bjgrande do Lago

LUZ disse...

Quem me dera a meia-maratona de ha (quase) 30 anos - estive presente. E vi tambem o mar, e vi outros olhos, que nunca mais vi ...:(( O mar ainda está perto...

beijocas e boa semnana *

São disse...

Entre a maratona e o mar, escolho o mar!!
Mas foi bom ver a avenida junto à praia e quase chegar ao restaurante lá ao fundo, onde jantei opiparamente e em muito boa companhia há anos atrás.
Semana de sol e luz, Nazareno.

gaivota disse...

reparei agora no comentário da carminda... é uma querida esta piquena!!!
raio do trânsito que me prendeu, pois foi, e logo ontem...
até fiquei pior (acho que é só nervos...)
o que é preciso é água pé!
a geropiga é muito doce!
lolololololololol...
dá um recade meu ao mari: saudadesssssssssssssssssss
piliparesssssss

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
nazaré é impar,
o prémio ?
palmas de amizade,
palavras de saudade,
desejos de retorno . . .
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
o dom da partilha, é a
remissão do egoísmo excessivo . . .
,
pilipares partilhados, amiga,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
luz
,
está e continua,
há tua espera . . .
,
há 30 anos,
ganhou a rosa mota, srsrsr,
,
jinos mareantes, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
são
.
boa opção,
melhor que o mar, só o mar,
,
em qualquer restaurante,
encontramos um bom serviço,
,
brisas de luz, deixo-te,
,
,*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
apanhasses a nova P29, vai de
Castelo do Bode há Berlenga,
ao saíres da barra de S. Martinho
do Porto apanhavas o desvio para
a Praia , e saías no Porto de Abrigo …
hehehe
,
pilipares, deixo,
,
*

gaivota disse...

ah meu, pá berlenga..........
daaaaaaaaaaaaaaaa
não faço tensão de lá voltar e não é por receio ou medo do mar, daquelas ondas que quase abraçam a embarcação...
lolololololololol
quem sabe um dia destessssssssssssss
nos entretantos, deixo-te
pilipares

Teresa Durães disse...

Imagino a maratona como sendo umas horas onde estamos entre o mundo e nós próprios

Juani lopes disse...

me quedo con el mar
saluditos

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
está um rico dia, para
ir lavar a roupa ao rio . . .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
teresa durães
,
e não estamos sempre, amiga ?
neste mundo de multidões, que
trilham solitários caminhos ?
,
brisas de outono, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
juani lopes,
,
e eu, amiga,
,
saudações,
,
*

gotadevidro disse...

Assim sendo...

De um lado o teu belo mar e do outro o extenso areal para os pés dos maratonistas.

A beleza do desporto...
É tão necessário

um beijo

ANA DINIZ disse...

Amizade
Gostoso contato
Maratona
Cooperação
Tato
Pérolas cintilantes
Pra ti
Daquelas mais belas...
,.,
.;
.

Beijos...

tossan disse...

Lógico!
Pela amizade,
o mar
e o pôr do sol

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
gotadevidro
,
e ainda de um outro,
o teu justo olhar,
que eu ressalvo . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ANA DINIZ
,
com
conchinhas coloridas,
te agradeço . . .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
lógico,
a tua lógica,
,
abraço,
,
*

gaivota disse...

atão, mês de agosto, fôtes de férias pós algarvesssssssss???
aqui também teve um dia de assoalhar ar roupas e as casas, agora já tá frescote...
vamos lá ver se logo não vai ser o árbrito que vai ganhar...........
benficaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
aquilo ontem foi, bem, quase que chegava para ainda estarem a "penaltar"...
pilipares

Maria P. disse...

Eu escolhia o mar:)

Beijinho*m*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
paixão, paixão,
não arbitres assim , , ,
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria p.
,
e vão dois . . .
,
bj,h,
,
*

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá meu querido Poeta, lidas fotos e belíssimo poema... Suave, ternurento, musical... Adorei !... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Lúcia disse...

A originalidade. E a vontade em que o mar esteja sempre presente. Que bom!
Beijos

Papoila disse...

Vim beber um pouquinho das tuas palavras e poisar o olhar nas tuas imagens.

Beijo
BF

Maçã com Canela disse...

Sabia-me bem um por do sol neste preciso momento... talvez nas berlengas...

Manuela disse...

Passando por aqui para ler-te.
Adoro ver o mar apesar de até estar bem perto dele já há muito que não o vejo e cheiro.
Boa Semana
Manuela

poetaeusou . . . disse...

*
TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA
,
dualidade
na (mar)atona
,
um jino,
,
*

Maria Clarinda disse...

Deliciosamente belo!!!!Sabes que gosto!!!
Cheiro de maresia no meu beijo

mariam disse...

oh!Poeta,
um poema diferente, e muito interessante!
e, dilema nenhum... conseguiu tão bem repartir-se!
nem o "fair play" desportivo nem o "fair play" marítimo se "chatearam"!
amizade é assim mesmo :)

belas as imagens e a música, que bom ouvir...

um abraço
e um sorriso :)

mariam

mariam disse...

mas, de Roberto Carlos, não gosto de tudo, a que mais me marcou em jovem, foi esta!
lhe desejo, boa audição...espero que goste :)

http://www.youtube.com/watch?v=Fn9lIHw0_7Q

poetaeusou . . . disse...

*
Lúcia
,
o mar . . .
acabei de o ver,
á meia hora,
estou a ouvi-lo,
sabes,
ele quer saber o que se
passa com o BPN,
e eu disse-lhe,
vai ao meu comentário na "são",
http://saobanza.blogspot.com/,
e ficas a saber "algo" . . .
Agora vou falar na Lucia . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
papoila
,
como me sinto contente,
quando me visitas,
,
brisas nocturnas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maçã com Canela
,
já passei lá alguns,
á muitos anos, muitosssss,
,
maresias nocturnas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Manuela
,
podemos "ver" o mar
em qualquer parte,
no ondular das searas,
num canteiro de flores,
no azul do infinito,
nos olhos azul-esverados,
no voar de uma gaivota
,
brisas nocturnas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Clarinda
,
sei . . . e,
agradeço-te,
,
jino envolto,
em brisas nocturnas,
,
*

Iana disse...

Poeta amigo
quanta saudades daqui senti....

É tão gratificante receber sua visita, seu carinho sua atenção e apoio... Obrigada!

Essa amiguinha aqui esta voltando aos poucos,"a saúde ainda frágil" mas.... eu não poderia deixar de trazer comigo o perfume das rosas para perfumar sua semana...

Poeta amigo;
Te guardo...

Bem queria que entrasse
Em meu coração.
Talvez sentisse a paz que
Que deixa nele...

Saberia da simplicidade de
Um sentimento que só pode
Acontecer quando existe
Sintonia sincera...

Entenderia que toda incerteza
Da vida só perdura até quando
Descobrimos que é possível
Morar em um coração...

Aprenderias o quanto é gratificante
Se deixar amar sem esperar que o
Amor recebido será o mesmo,
Que amar por amar é raro...

Que saber velar o carinho de alguém
No peito é privilégio, dádiva...
E quando temos esse regalo,
Temos por obrigação protegê-lo...

Por isso te guardo aqui...
Dentro de mim!...

Rosa amiga
Iana!!!
Ps: Tenho para ti um selinho em meu jardim dediquei ao seu espaço com carinho

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
e não é que tens razão !!!
o "fair play"
maritimo-desportivo,
vou arquitectar uma Ode,
sobre esta dicotomia,
hehehe,
,
as baleias... e não esquecer os
golfinhos, numa certa zona,das
águas territorias portuguesas,
,
conchinhas mareantes,
deixo,
.
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
as baleias,
continuam a ser chacinadas,
amiga,
,
brisas de luz,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
agradecido fico eu amiga,
folgo que estejas a recuperar,
gosto do teu poema,
grato fico com a prendinha,
,
e desejo-te o óbvio,
uma completa recuperação,
a saúde é fundamental,
,
jino de simpatia, deixo,
,
*

The Hazy Looker disse...

Mar amigo
Calmo fiel
Porto de abrigo
No sol posto
Derramado


Um beijo grande.

poetaeusou . . . disse...

*
The Hazy Looker
,
porto amigo
abrigo,
do sol e mar,
derramando amizade
,
jinos mareados, deixo,
,
*