novembro 08, 2008

>>>>>>>>>>>>>> enleando novelas<<<<<<<<<


cingido
ao presságio
envolvo sentidos
enleando novelas
de atadas fantasias,
submeto empenhos
a desejados devaneios
amarrando a liberdade
a interditados delírios,

poema e fotos:poetaeusou

48 comentários:

Multiolhares disse...

A liberdade o que é?
cada um o entende da sua forma
Mas a liberdade jamais pode ser amarrada
seja ao que for
“quando um homem nasce nasce selvagem
não é de ninguém” assim é a liberdade todos a querem
lutam por ela, mas continua a ser de ninguém

beijos nossos

M@ri@ disse...

Meu doce amigo
Hoje deu a saudade dos amigos !!!
Mas com a longa caminhada que tenho pela frente...
aqui estou para te desejar um lindo fim de semana
beijo doce

Eärwen Tulcakelumë disse...

Que sejam os devaneios tão lindos como as palavras e fotos com que nos brinda.
Tenha certeza que tuas fotos me encantam meu amigo, pois mostram a beleza do teu coração.
Tua presença em meu mundo deixa sempre um rastro de mar.

Pérolas incandescentes de doces momentos entrego em tuas mãos.

Eärwen

LUZ disse...

as vezes tambem estamos presos, e sentimo-nos livres :S

...

bom f semana

bjs***

(gostava de ir ver a meia maratona... a recuar quase 30 anos... tlv !)

daniel disse...

Poetaeusou

Céu cinzentos, dois pegasos que se enfrentam, fomam o embiente para o poefa dizer: preságios!
Repara... hoje há vicios sustentados sem dinheiro próprio, são mais em conta!
Um abraço,
Daniel

gaivota disse...

amarrar liberdades...
hum, nem a interditos delírios! aí dessamarra-se tudo!
fico-me a olhar esse mar translúcido, onde as novelas, essas sim, se enleam... em cada filme, à moda da praia!
pilipares (já com algum som!)

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
ninguém é de ninguém,
na vida tudo passa,
ninguém é de ninguém
até quem nos abraça
lálálá
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
M@ri@
,
mitigado fui, da minha saudade,
segue na tua caminhada, os
escolhos que abateres, jamais
se erguerão, quem caminha
por convicção chegará ao fim
da estrada, seja ela qual for . . .
,
doces maresias, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
encantado eu fico
quando o meu cantinho,
é invadido pela tua
Incandescência,
,
obrigado amiga,
,
Em troca deixo-te
Solarengas maresias outonais,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luz
,
34 anos exactamente,
,
vem que eu ofereço-te
uma visita guiada . . .
,
conchinhas deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
no país destes dois pegasos-irlanda-
contei histórias de certos colarinhos,
que eram viciados em peculatos,
não acreditaram e a reacção deles foi,
não, o povo português não é estúpido !
serei eu ???
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
enredo,
na rede enleada,
de desamarrada malha,
contada na praia,
da gente, para gente . . .
,
Pilipares
,
*

Ana Martins disse...

"...cingido
ao presságio
envolvo sentidos
enleando novelas
de atadas fantasias,
submeto empenhos
a desejados devaneios
amarrando a liberdade
a interditados delírios"

Para quê mais palavras, se desde das" atadas fantasias " aos " interditados delírios " já tudo foi dito!!!

Beijinhos e resto de bom fim de semana.

rosa dourada/ondina azul disse...

Enleias novelas?
Misturas actores
e papéis principais...
Neste belo cenário
que é o Mar :)))


conchinhas.
para animar o fim-de-semana,
que espero seja Bom!

Filó disse...

Nossos delírios por vezes são fantasias amarradas ao que nos parece certo..ou pretendemos que seja...
Tantas vezes que fazemos novelas e enleamos os pensamentos, divagamos..
São delírios, julgamo-nos livres..
Nossa liberdade é mantermo-nos presos à nossa consciência,..
Ter a capacidade de olhar e sentir pequenas coisas que nos fazem acreditar nos fantasiados sonhos da vida !

Poeta, desejo lhe
um bom fim de semana
Um abraço amigo

dona tela disse...

Convido para fazer uma experiência lá no meu sítio. Olhe que é muito giro!
Respeitosos cumprimentos.

Rosa Maria disse...

Poeta

Quem pode amarrar a liberdade a delirios, sejam eles quais forem?

Já dizia o poeta: Não há machado que corte a raiz ao pensamento...

Bom fim de semana

cristal disse...

Olá Poeta

"...Liberdade,Liberdade
Quem a tem, chama-lhe sua
Eu não tenho liberdade
Nem de pôr os pès na rua...."
Estou com dificuldade em deixar palavras hoje!
Libertar delírios... Delírios interditados, ideais adiados, novelas enleadas de que fantasiamos o desfecho ou pelo contrário, teimamos em ignorar...Será?
Depois...precisava ver o mar....vim vê-lo aqui tão pertinho, quase deu para sentir o cheiro a maresia...
Obrigada
Um Abraço amigo e uma mão cheia-de *** do mar

poetaeusou . . . disse...

*
ana martins
,
e por aqui também me fico,
,
um mar de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
com perfume a caldeirada,
srsrsr
,
perfumadas brisas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
filó
,
A liberdade não existe, não,
tudo é condicionado,
e as sonhadas fantasias,
são parte integrante do nosso
quotidiano, ao imitarmos axião
quando tomou a nuvem por juno,
,
nuvens nocturnas feitas hera,
te envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
dona tela,
,
“lá” fui,
,
li . . .
decifrei . . .
gostei,
e já estou aqui . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa maria
,
os búzios soantes
mareando as vagas
delirantes, cavas
ao vento quebradas
são gotas de espuma
delírios do mar
,
brisas de simpatia, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
a liberdade
mora no pensamento
pode ser um cravo ?
pode e foi . . .
mas poderia
ter sido os meus aloés,
a liberdade
é um parto do tempo
sem pai, nem mãe,
que se fala em nome dos povos
e que “eles”, chamam-lhe sua …
,
libertas conchinhas, deixo-te,
,
*

Lúcia disse...

Apetece - este poema. Apetece ir à praia e soltar intedidatos desejos.
Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Lúcia
,
apetece-me, agradecer
a tua visita,
,
apetecidas conchinhas, deixo,
,
*

Mello disse...

A liberdade é muito relativa, ninguém é totalmente livre... temos uma liberdade limitada, regulamentada por leis...

Gostei muito das fotos.

Beijinhos,

Graça mello

MEU DOCE AMOR disse...

Ai delrírios meus
Devaneios desejados
E apertados nos braços teus
Meus beijos a ti destinados

Beijo com doce presságio

poetaeusou . . . disse...

*
Mello
,
tudo é condicionado
e para quem ultrapassa, será
que as leis são aplicadas ?
ou cada um chama-lhe sua,
,
libetadas maresias, deixo,
,
*

mariam disse...

Poeta,
fantástico post!
dois pegasos
um bravio mar
liberdades (a)mareantes
e Buika!

sabe, ontem à noite deixei meus filhotes no forum Almada, dei um "pulinho" ao lançamento do livro do Eufrásio Filipe (mar arável), no Seixal, retornei ao forum e comprei "Buika"... :)

bom fim-de-semana
um sorriso :)
mariam

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
minha magia de fogo,
,
desditoso de mim
se tal soubera
melhor fizera,
mas agora, pobre de mim,
um plebeu agente
da Artrite reumatóide
e do,
Mal de Parkinson,
oh deuses ímpios
que me atraiçoaram . . .
hehehehehehe
,
jinos de amizade, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
a Buika tem tido um êxito
em muitos países, e sabemos
que na Espanha é muito difícil
vencer, o seu segredo
advém da força do estilo gitano,
que emerge das suas canções,
eu adoro a buika,
,
maresias gitanas, te envio,
,
*

Duarte disse...

Contrastes.
Outra faceta outonal!

Abraços

Ana disse...

Ouvindo a música dessas ondas, como não esperar que elas te inspirem palavras assim?
Um beijo, Poeta.

Maripa disse...

Com Buika amarrei a música à cintura e devaneei em liberdade consentida...

Abraço amigo, poeta.

Sol da meia noite disse...

Meu amigo, atar fantasias...?
Amarrar a liberdade...?

Algo estranho, opressivo.


Jinhos te deixo * *

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
confrontos
de estação dúbia . . .
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
marulho
da encosta do mar
,
raios solares
de um bonito amanhecer, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maripa
,
é nas amarras da musica,
que se dança em liberdade,
,
maresias de domingo, te envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
talvez não, amiga,
,
atar fantasias,
soltando as realidades,
amarrar bem a liberdade
porque “alguém” a quer roubar,
,
um mar jinos, dou,
,
*

Lena disse...

vim ver e ouvir nosso mar....lindo !

bom domingo, poeta !

um beijo

EternaApaixonada disse...

*****

Obrigada poeta pela sua visita a um dos meus blogs e pela oportunidade de conhecer o seu!
Gostei muito e irei favoritar, assim poderei acompanhar seus lindos posts!
Tenha um lindo final de domingo e uma radiante semana!
Beijos do outro lado do mar...

*****

Sintonias do Coração

ETERNOS SONHARES

Coisas da Helô ©


*****

Eduardo Aleixo disse...

...só que a liberade
também é livre
de ser presa...

Lindo mar de faneca, se fosse à noite.
De dia, é mar...de linguado ( a linguagem é apenas de pescador ).
EA

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo, votos de um bom Domingo, beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
hoje,
estava fenomenal
é o termo . . .
,
conchinhas mareantes, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
EternaApaixonada
,
eu é que agradeço,
,
irei conhecer,
os teus blogs,
,
brisas de luz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo
,
já me contentava,
com as azevias ou solhas ...
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
um mar de jinos,
te envio, amiga,
,
*