outubro 02, 2008

>>>>>>>>>>>>>> via verde livre <<<<<<<<<


os poemas
são degraus da vida
caminhos nas dunas
janelas que abrem
que ninguém fechará,
é a terna procura
é um mar infindo
via verde livre
da tua . . . portagem
poema e fotos:poetaeusou

64 comentários:

Duarte disse...

Assim se vão
superando obstáculos...
Entre líquenes,
a madeira
ou a pedra;
meios que ajudam
a vencer
as barreiras
que o tempo põe:
areia que leva o vento

Un grande abraço

Eduardo Aleixo disse...

Para mim, dos poemas mais ricos que te li. Belos? Sempre. Mas este: um livrinho pedagógico e útil.
Abraço de búzio.
EA

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Amigo Poeta, tudo lindo no Reino do Nazareno, mas a brincar se diz as verdades, dou-te *****, num céu bem límpido, se deixarem, os senhores que se dizem políticos... Beijinhos de carinho e muita amizade,
Fernandinha

Maripa disse...

O caminho a cha(mar)-me para o mar...

Os degraus
da vida
custar
a
subir...

Abraço carinhoso.

Sol da meia noite disse...

Poemas...
Palavras sentidas...
Que voam livres...
Em busca de abrigo...

Jinhos * *

GarçaReal disse...

Escrever um poema, é escrever a alma,é transmitir o sentir...

São realmente os degraus da vida

Muito belo!
Adoro esta música. Aliás o poema é fabuloso não fosse ser de quem é.

Bjgrande do Lago
Um pilipar

Sonhadora... disse...

Como sempre combinação perfeita, entre clic e post...a poesia é como o mar, livre ao sabor das ondas...sempre haverá alguém q delas vá se alimentar.

bjos com carinho!

Eärwen Tulcakelumë disse...

Tenho certeza que assim será ...
As fotos mostram os caminhos da luz.

Pérolas incandescentes de verde esperança aqui deixo.

Eärwen

ANA DINIZ disse...

Liberdade nos poemas
Amor...
Fazer poemas
É como fazer amor
É como amar sem cobrança
É como soltar pipa quando criança
É como correr atrás da onda
Que vai desaguar...
Fazer poemas é se largar
Deixar o sonho viscejar


Beijos, meu eterno amigo.

Ana

Rosa Maria disse...

Hoje percebi que para além de um simples chip que nos deixa passar na ViaVerde, há vias verdes muito belas.
O que se aprende com as tuas fotos...
Ser Poeta é isto mesmo!!!

Beijinhos (verdes)

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
ouço o vento
nas dunas do pensamento,
caminhando o sentimento,
,
saudações
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo aleixo
,
pedagógico
só tu serás,
ao transformares o fútil
na grandeza de ser útil . . .
,
obrigado amigo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda & poemas,
,
grato,
tudo bem no reino nazareno.
,
brisas de amizade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maripa
,
mais belo que o mar.
só o mar . . .
,
conchinhas de luz, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
o meu poema
em buscadas
palavras
voam abrigadas
e livres,
em liberdade . . .
,
Jinos, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
fabuloso, em mim,
são as tuas palavras . . .
,grato,
,
pilipares mil.
.
*

poetaeusou . . . disse...

*
sonhadora
,
a poesia é arquitectar,
as divagações do pensamento.
,
in- lasac (poetaeusou).
,
maresias poéticas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
caminhos incandescentes . . .
de luzentes trilhos . . .
,
conchinhas de luz, dou-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana diniz
,
um poema.
é um mar de liberdade,
a verdade esvoaçante,
o desaguar da criação,
a força de dizer . . . não . . .
,
Jinos mareantes, deixo,
,
*

Paula Raposo disse...

Gosto desses verdes!! Bem imaginado o poema! Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
Rosa Maria
,
o verde
é vida,
para além
da esperança de viver . . .
,
marés verdes,
te deixe, amiga,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
paula raposo
,
livres verdes,
de esmeraldinos libertados . . .
,
jinos
,
*

gaivota disse...

que bom estar livre... e as escadinhas desocupadas, claro, já é setubrooooooooooooooooooo
mas a vida perde-se pelo mar, tu bem sabes
esse marrrrrrrrrrrrrrrrr
beijinhos e pilipares verdes! (será?)

Teresa Durães disse...

os degraus da vida também podem ser poemas

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
oh mar
oh mar
dá-me a tua voz . . .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
e que poema !!! amiga,
,
maresias, deixo,
,
*

Iana disse...

Abrem-se as janelas
poemas vejo entrar

o mar cheio de graça
suas ondas sempre a bailhar

os poemas de amor a receber
seus olhos fascinam quando os lê

E conchinhas amigas me oferecendo
e flores perfumadas essa sua amiga lhe vai deixando...

Beijos doces amigo querido
Iana!!!

ANA DINIZ disse...

Poetaeusou,
Grata,
Apaixonada
Por teus versos
Como sempre,
Sou.
Conchinhas e pedrarias...
,
;
..´´


Bjos, amigo!

Ana

Juani lopes disse...

espero que nunca se cierre la ventana de tu inspiracion, ni se acaben los peldaños de tus poemas
saluditos

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
maresias de força,
em saudaveis brisas,
lembrando,
que as marés,
como a felicidade,
vão e vêm sempre mais fortes,
,
saudaveis conchinhas, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ANA DINIZ
,
a tua visita,
é um poema,
trazido pelo vento . . .
,
maresias poéticas, dou,
,
*

tossan disse...

Aqui me sinto em casa, gostei muito do seu blog, poemas & fotos. Sempre o mar a marola da vida. Vou linkar, posso? Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
a janela
estará sempre aberta,
jorrando poemas amigos,
,
saluditos
,
não me esqueci ...
,
*

Pitanga Doce disse...

Espera aí que primeiro vou ouvir o Luis Represas.

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
grato, amigo,
,
saudações
,
*

Pitanga Doce disse...

E eu quase saí da cadeira e entrei por essa via verde onde não é preciso catar o raio as moedas.

"E é amar-te assim perdidameeeente"!

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
é todo teu ...
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz,
foi pra cantar!
E se um dia hei-de ser pó,cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...
,
conchinhas de espanca,
,
*

Pitanga Doce disse...

Poeta, já ouviste Fanatismo (dela) cantado pelo Fagner? Talvez tenha na net. Vale a pena.

cristal disse...

Olá Poeta

Obrigado pela sua poesia e em particular por esta via verde livre...
Felizmente há poetas!!!
A poesia adoça-nos os dias..
Acontece termos que percorrer caminhos de difícil acesso e depararmo-nos com degraus íngremes...

Mas há
.
.
.
..."janelas que abrem que ninguèm fechará..."
*
*
*
Senti-me como uma criança a saltitar seus degraus de tão belos que são...

Um verdadeiro bálsamo para a alma descer estes degraus,ouvindo Luís Represas cantando "Perdidamente".

Belíssimo post!

O Abraço de sempre e muitas *** do mar

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
conheço o fagner,sou um
apaixonado da musica brasileira,
tenho o fanatismo no meu arquivo.
hoje vou postar pessoa-ana moura,
amanha temos fanatismo do fagner,
,
conchinhas,
,
*

Multiolhares disse...

Via aberta, liberta,
Que em degraus verdejantes
Nos leva de encontro ao desconhecido
Pelos caminhos conhecidos
Portagem aberta aos nossos sentidos

Beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
adorei a tua prosa
feita poesia,
poemas de cristal
em represas livres das palavras,
,
conchinhas poéticas, envio-te,
,
*

Isabel-F. disse...

"via verde livre ,,,

da tua portagem ...."


maravilha.

adorei.


sempre que eu não tenha ideia para um post ... basta vir aqui e copiar um poema teu ....


sei que posso ... não é?

bjs e tem uma boa noite

Lena disse...

Um poema é o refleto da alma
é sensibilidade, alegria, tristeza..
neles tudo se pode dizer
em poucas linhas

Poeta, preciso de ti..vai até meu blog..ta ?

um beijo

Filó disse...

Caminhando em liberdade e numa constante procura, subimos os degraus da vida, um a um, cada dia...!
Vale a pena subir e encontrar uma janela aberta, como esta e deleitar nosso olhar sobre este mar ,livre, uma magnífica poesia !

Lindo este poema e tão bem musicado!

Um abraço amigo,

Maria Tarot disse...

Poemas LINDISSIMOS

Perla disse...

A cada dia degraus subimos...
sejam eles sempre uma via verde
rumo à liberdade

Beijinhos

Nando disse...

Umas fotos fantásticas. Esta do passadiço para a praia tenho uma semelhante que tirei em Melides. Os poemas...
As palavras...

Gostei

Ana disse...

Percebo um certo erotismo neste poema tão bonito...

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
as ultrapassáveis
portagens,
que são
os escolhos do dia a dia . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
podes peculatar sempre,
,
grato pelas tuas palavras,
,
maresias nocturnas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
já fui ...
um poema,
é abranger os sentimentos ...
,
conchinhas do canto,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
liberdade,
é a poesia sem amarras . . .
,
estrelas de outono, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Tarot
,
grato pela visita,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Perla
,
que a vida seja,
uma via verde de liberdade
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Nando
,
a foto foi tirada em
santo andré - lagoa de s. andré,
,
grato pelas palavras,
,
abç,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
não,
apenas um pouco
de pimenta em grão
,
se puderes
lê a minha resposta,
do post do dia 29/09/2008
obrigado
,
conchinhas,
,
*

Rosa Brava disse...

Os poemas
são a Voz
das Palavras
que sussurram
entre si...

Bj ;))

The Hazy Looker disse...

E por tudo isso amamos os poemas. Pela liberdade que nos dão, pelas asas que nos oferecem, pelas descobertas que nos surgem.

Um beijo grande.

poetaeusou . . . disse...

*
Rosa Brava
,
é . . .
são murmurios ... infindos,
,
murmurantes conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
The Hazy Looker
,
não há
machado que corte, não . . .
,
brisas coloridas, dou-te,
,
*

rosa dourada/ondina azul disse...

Via verde
para uma boa inspiração :)

conchinhas, verdes,

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina
,
sempre na onda,
rosada,
dourado,
. . . estás . . .
,
conchinhas mareantes,
,
*