outubro 04, 2008

>>>>>>>>> sou nuvem errante <<<<<<<<<


sou nuvem errante
partículas perdidas
da lágrima nascido
sem ter aconchego
fantasma do tempo
da lógica descrente
instantâneos feridos
linguagem diferente
estímulos implodidos
num“poeta”que aprende
poema e fotos: poetaeusou

50 comentários:

Multiolhares disse...

a vida é um aprendizado constante
feliz daquele que o consegue entender

beijos nossos

Sol da meia noite disse...

As nuvens das fotos, ainda que errantes, são belíssimas...

Errar é libertador... é o caminho para o aprendizado.
Quem se julga perfeito, não aprende. Vive preso a uma ilusória perfeição, sendo escravo de algo que nem sequer existe.


Jinho *

Ana disse...

Aprender já é sabedoria.
Um beijo, Poeta.

Eduardo Aleixo disse...

Lindo poema, amigo e fotos deslumbrantes.
Um bom fim de semana.
Ah! Eu vou até ao mar, e se vir algum fantasma errante, já sei quem é: vamos beber um copo, com elas, as gaivotas.
Abraço.
EA

tulipa disse...

OLÁ POETA

Há dias deixaste-me um recado:
..."sou avesso a este tipo
de nomeações, mas irei postá-lo uns dias,
grato tulipa,

Pois, avesso ou não, continuarei sempre a distinguir o teu excelente trabalho porque o mereces.

Estou muito grata às tuas palavras e elogios sobre as minhas fotos.

Tal como tu também digo:
maresias de obrigados, deixo.

Ana Martins disse...

Olá,
mais um belo poema!!!!
Há no meu cantinho prémios para si.

Beijinhos e um bom fim de semana.

Sonhadora... disse...

Lindo amigo, és nuvem errante, mas as gaivotas aí estão prá mostrar o caminho a seguir e este com certeza será mais belo.

bjos e um ótimo fds!

Pitanga Doce disse...

"Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai".

daniel disse...

Poetaeusou

Núvens negras, poesia que se adequa, mas olha que, hoje nasceu em Lisboa, um dia de sol outonal, digno de S. Francisco de Assis, celebrado hoje.
Um abraço
Daniel

gaivota disse...

és de facto um Poeta e não um "poeta"... és um eterno aprendedor, em contínua procura dos conhecimentos que o céu e o mar te trazem nos pilipares das gaivotas que sobrevoam esses areais
És um Amigo!
piliparesssssssssssssssssss

GarçaReal disse...

Um poeta aprende sempre, por isso é nuvem errante, que vai ao sabor do vento e aprendendo consoante as paragens por onde vai estacionando, até que o vento a leve novamente.

Fantástico e as fotos lindas

Bom sábado

Bjgrande do Lago

Duarte disse...

Céu ameaçador
entre cirros
e maresia.
Chuva com certeza!

Bom fim de semana

E

Um forte abraço

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
a busca constante,
combate a inércia,
e,
a ignorância . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
os erros,
dão-nos força para continuar,
aprendendo,
a perfeição não existe,
mas … aprendendo,
podemos ficar mais perto . . .
,
jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
sabemos mais,
aprendendo . . .
,
sábias maresias, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
eduardo aleixo
,
in vino veritas
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tulipa
,
não sou contra,
e não concordar . . .
não é motivo para rotura,
eu respeitando o gosto dos outros,
estou a preservar os meus . . .
,
edita um foto-album,
não te esqueças . . .
,
sol de outono, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana martins
,
como digo no andar de cima.
tenho um mau relacionamento
com as nomeações.
amiga
como faço sempre vou postá-lo
durante o dia de hoje
,
sinto-me feliz com a nomeação,
obrigado,
,
maresias te deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sonhadora
,
sim . . .
sigo a gaivota
rota
da nata da aprendizagem,
,
maré cheia de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga doce.
,
Não adianta escrever meu nome numa pedra
Pois essa pedra em pó vai se transformar
Você não vê que a vida corre contra o tempo
Sou um castelo de areia na beira do mar
óh. óh, óh . . .
,
conchinhas de amizade
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
S. Francisco de Assis,
e sua irmã Clara Assis
,
dar de beber a quem tem sede,
dar de comer a quem tem fome…
--- a sua máxima e no concreto …
,
abraços,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
pilipares das meninas do areal,
de beleza sem igual . . .
,
pilipares, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garça real
,
se eu fosse garça
garça real
era leal
ao lago e ao mar
e no meu voar
mostrava a graça
que para meu mal
me embaraça,
,
pilipares para o grande lago, real,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte,
.,
entre cirros e maresias
aprendo todos os dias,
com as nuvens daquele olhar , , ,
,
abraço,
,
*

Era uma vez um Girassol disse...

Bonito...mas triste....
Os 24 comentários (até agora...) já disseram quase tudo!!!
Assim como fiquei tanto tempo à espera que este blog de "poeta que és" se "materializasse"...aguardo serenamente o dia em que uma explosão de amor e felicidade inunde as postagens deste blog!!!!
Não serás mais nuvem errante...
Quanto ao pai da moçoila...
Que importa????
Três foi a conta que Deus fez!
Beijinho da flor marada,
sempre tão ocupada!!!

andorinha disse...

Nuvem errante com asas, nas palavras e nas fotos que deixas.
Um beijo.

mundo azul disse...

"...lágrima nascida sem ter aconchego..." Muito triste!

Mas, a tristeza traz em si, uma beleza que não se explica... É o que sinto nos seus versos...


Beijos de luz e um dia muito feliz!!!

poetaeusou . . . disse...

*
era uma vez um girassol
,
foi mesmo,
a minha costela de anarca nunca
quis compromissos, pelo que levei
algum tempo a abrir um blog,
,
há um mês num dos parques de Dublin,
lembrei-me de ti, vi belos labirintos de girassóis, apoiados em canas, tendo a saída algum grau de dificuldade . . .
,
para a semana vou fazer um post . . .
,
ao girassol ocupado,
envio um sol de Outono lindo,
dando cor aos surfistas e ás
gaivotas espraiadas no areal,
extensivo ao pescador/caçador,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
andorinha
,
ao longe ouço cantar
verbos, palavras e temas,
nas asas dos meus poemas
vai uma andorinha a cantar,
,
maresias de cânticos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar
,
vinicius + jobin
,
conchinhas alegres, deixo,
,
*

Filó disse...

Todos nós somos de alguma forma, nuvens errantes,neste imenso universo,
Com os erros praticados no nosso dia a dia, aprendemos sempre, alguma coisa, temos obrigação !
Hoje todos os céus estão lindos, lá fora , num azul celeste brilha o sol intensamente.
Aqui, num céu de nuvens, ainda que errantes as gaivotas voam livremente, cantando sua poesia!

Poeta,é magnífico e belo !!!!

Um abraço, amigo

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
olha o sol o céu anil
no universo errante
ocasional viajante
pelos erros praticados
em tons de azul embrulhados
petalados mais de mil
,
conchinhas azuis, deix-te,
,
*

PreDatado disse...

poema e fotos muito bons

Ana disse...

Núvem errante mas não sem aconchego. Que eu sei dessas meninas aladas que sempre te acompanham.
E a foto comprova...

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
PreDatado
,
e . . .
o bruno alves
e o raul meireles,
se forem titulares da selecção,
são logo corridos . . .
,
SLB, SLB, SLB,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
gaivotas a pilipar
o som da sua linguagem
pavoaneiam-se para imagem
no seu gracioso voar,
,
brisas nocturnas,
deixo,
,
*

daniel disse...

Poetaeusou

Diria estamos nouta fase de poesia. A quolidade mantém-se, mas parece ter virado mais para a estação do ano vigente, será assim?
Abraço,
Daniel

Dois Rios disse...

poeta que encanta com seus versos e e ainda nos regala belas imagens. completo aprendizado.

beijo,
inês

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
o outono inflencia,
a minha musa são as fotos,
para o poema ou
o poema para as fotos . . .
,
o poema é o instante vivido...
,
abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Dois Rios
,
olha eu ruborizado,
,
conchinhas nocturnas, deixo,
,
*

cristal disse...

Olá Poeta

O sol espreita por entre as nuvens (irmão sol como diria S. Francisco de Assis)...
E isso é bom, pois traz a Luz...
E aquece o corpo...
E a alma reconforta...

Obrigado pela partilha.

Que tenha um bom fim-de-semana

Aquele Abraço e muitas *** do mar

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
francisco de assis
o "tal" o diferente . . .
,
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvidas, que eu leve a fé;
Onde houver erros, que eu leve a verdade;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
,
conchinhas de assis, deixo-te
,
*

cristal disse...

Poeta

Recebi suas conchinhas que muito lhe agradeço (hoje conchinhas especiais,fraternas)

Tanto a aprender com Francisco de Assis... esquecermo-nos de nós mesmos e ir ao encontro do outro quando em dificuldades...
Tão belo e ao mesmo tempo tão difícil de pôr em prática!

Outro Abraço e um sorriso

Maripa disse...

Fotos e poema belíssimos.

Quanto a ser nuvem errante,não estou muito de acordo... para mim é um Poeta de olhos sonhadores e alma grande.

Abraço com carinho.

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
francisco
e
sua irmã clara, a(as) clarinha(s),
,
os despojados
os solidários
os ambientalistas
os esquecidos ??? . . .
oro
pela irmã água, útil e humilde,
preciosa e casta.
oro
pelo irmão fogo,
com o qual iluminas a noite.
Ele é belo e alegre,
vigoroso e forte.
,
maresias nocturnas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maripa
,
um poeta é um sonhador,
realista do irreal . . .
,
brisas nocturnas, envio-te,
,
*

mariam disse...

Poeta, "viver e aprender" alguém disse...
no seu caso, sente-se que aprendeu muito...e muito bem...

eu, cá vou prosseguindo também a minha aprendizagem (devagarinho) :)

...fotos lindas!...

uma mão-cheia de sorrisos :)

Juani lopes disse...

esperemos que el chaparron que os deje no sea muy grande
saluditos

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
viver aprendendo,
é o essencial da vida,
parar é ..........
,
conchinhas nocturnas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
hehehehehe
,
saluditos,
,
*