outubro 05, 2008

>>>>>>>>>>>>>> quando te fantasio <<<<<<<<<


ao fim da tarde
quando te fantasio,
encruzilho os verbos
solidificando olhares,
contraponho Einstein
átomo fragmentado,
ás místicas palavras
estilhaçando Freud,
divago teus afectos
condensando oásis,
estertores convulsos
mergulhados em sal,
poema e fotos:poetaeusou

52 comentários:

Duarte disse...

Dá a sensação de mar calmo... ainda que o céu não o parece tanto.

Que tal te saiu esta receita?

Vejo-te eufórico... arrasas!

Um forte abraço e um bom domingo

Chinha disse...

Freud que lia o âmago , que orientava as mentes , que esquilibrava o psiquico.
Será que ele lia o amor?
Einstein virado para o correr dos némeros, das matemáticas, da ciência.
Será que ele lia o amor?

Um bom domingo

bjinhos

Lindas as fotos. Adorei

Som do Silêncio disse...

quando te fantasio...

Bjs,
Som

Sol da meia noite disse...

Ao fim da tarde
quando o dia se fantasia de noite...
Vagueiam sentires
em busca de fantasias...

Jinho *

Eärwen Tulcakelumë disse...

Que sempre sejam lindas tuas fantasias meu amigo.
Tua estada em meu mundo deixa rastros de mar.

Pérolas incandescentes de maresias entrego em tuas mãos.

Eärwen

Carminda Pinho disse...

Poeta,
isto de "fantasiar" as palavras com imagens, não é para todos. Tu faze-lo na perfeição.

Beijos

daniel disse...

Poetaeusousou

Ambiente sombrio, não evita uma bela maneira de imaginar um bonito verso.
Abraço,
Daniel

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
a poesia é o momento,
sente-se, vive-se e já era …
parte-se para outra . . .
,
abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
chinha
,
por isso um é fragmentado
e o outro estilhaçado . . .
amor ?
não tinham, não,
não foram sensíveis ao amor . . .
,
conchinhas de domingo, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
som do silencio
,
é porque alguém ama . . .
,
domingueiras brisas, deixo,
.
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
é ao sol,
da meia noite,
que eu vagueio
sonâmbulo,
a minha fantasia . . .
,
jinos de amizade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
é nos trilhos
incandescentes
que eu procuro
nas tuas perolas
a real amizade . . .
,
maresias de domingo,
te deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carminda pinho
,
e como vale mais uma
imagem , que mil palavras.
sem fantasias, te deixo,
uma maré cheia de amizade,
em clickares domingueiros,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
Talvez ambiente
pré-nocturno, amigo,
,
Abraço,
,
*

Multiolhares disse...

Ao fim da tarde tanto se pode fantasiar.

beijos nossos

Eu, sem clone disse...

Que lindas fantasias encruzilhadas nessas doces palavras!

Peço desculpas por minha ausência e agradeço a força que suas palavras me proporcionam.

Desejo-lhe um ótimo domingo
Bjks

GarçaReal disse...

Em manhã de sol, não fragmentando a beleza que colocas em teus poemas, retorno...

Bjgrande do Lago de bom domingo

Levo a gaivota para um pilpar no Lago.
Àmanhã ela volta

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
á tardinha
no crepúsculo dos deuses
o duelo dos sentidos
fantasiam olhares . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eu, sem clone
,
palavras
são a força das marés,
fantasiadas de maresias,
,
nestas estradas
não há lugas a desculpas,
podemos passar sem rasto
podemos não comentar . . .
ou
comentamos quando cremos,
conta apenas a amizade virtual,
,
fico sempre feliz
quando na minha casinhas entras
,
conchinhas de luz, deixo,
,
*

Filó disse...

Um final de tarde fantasiado num poema onde as palavras se cruzam, os olhares se solidificam e acolhem afectos,
Um óasis de mar salgado !

Bonito Poeta,


Um abraço, amigo

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
na encruzilhada da tarde.
na ausência do real,
as fantasias são brisas,
odor salgado de pessoa,
num marulhar que ressoa
de um modo delicado
quando o mar parece um lago,
e os olhares rasos de sal
lacrimejando a sua graça
cantam o lago real
fantasiados de garça . . .
,
pilipares domingueiros
deixo-te,
,
*

Rosa Maria disse...

Que maravilha fantasiar com tanto amor... pelas palavras e pelas imagens.

Nunca deixes de o fazer!

Bom domingo.

poetaeusou . . . disse...

*
filó
,
cruza fantasias
no ocaso o pôr-do-sol
é como um farol
nas procuradas rotas
ouvindo o som das gaivotas
marejar as melodias
,
brisas de sol de outono,
fantasiando agosto, dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Rosa Maria
,
palavras maravilhosas
fantasiando as imagens
sentindo do mar, as aragens,
trazendo o sal das flores
perfumando de amores
o teu canteiro de rosas
,
rosadas aragens, deixo-te,
,
*

05 Outubro, 2008 14:04

mariam disse...

pois... quando te fantasio...

este poema está demais!
adoro as suas fotos, este poema não se fez acompanhar de nenhuma (p'lo menos neste momento), mas não fez mal... gostei muito.

boa semana
um grande sorriso :)

mariam

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
realça o vento da noite,
a hora da fantasia . . .
adorei teres gostados,
,
raios de sol de outono,
deixo - te,
,
*

Nati Caetano disse...

Lindo ! fantasio os olhares mais intensos.E o mar eu venço.
Me dá uma inspiração lendo o que vc escreve.E as fotos estão maravilhosas.

Adorei...Abraços

poetaeusou . . . disse...

*
Nati Caetano
,
aconchegadas palavras, tuas,
que encheram o meu ego . .
,
maresias pré-nocturnas,
desejo-te,,
,
*

Violeta disse...

As fotos são sempre tão divinais...

rosa dourada/ondina azul disse...

Fantasias ao final da tarde?
É quando elas surgem mais fortes...:)


Boa semana,
conchinhas de fantasia,

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

O Misticismo do Sal, adorei!
O "Céu de Lisboa" te agradaria?
Encantos no final de semana...

poetaeusou . . . disse...

*
violeta
,
pelo . . .
meio ambiente
em que me insiro e me inspira,
,
maresias nocturnas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
.
as maresias
ao fim da tarde
fazem alarde
das fantasias,
,
brisas nocturnas,
,
*

cristal disse...

Olá Poeta

Belas imagens de um mar tão tranquilo ao fim do dia...
Muito bonita a fantasia, mas sinto-me numa encruzilhada e incapaz de comentar...
(só digo que é belo, muito belo o poema e que o mar assim calminho me transmite paz...)

Obrigado amigo

Desejo-lhe uma boa semana.

Um Abraço e muitas *** do mar

poetaeusou . . . disse...

*
VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA
,
se uma gaivota viesse,
o céu de lisboa cruzando,
o misticismo cantando,
quando o dia entardece,
,
brisas de amizade,
deixo,
,
*

gaivota disse...

as fantasias do meu mar...
estava mais calmo que um lago, com mais luz e brilho que o sol!
e fantasias tu o oásis da tua vida...
ah pois é, ao cair da tarde...
pilipares

MEU DOCE AMOR disse...

Bem me parecia ter apanhado uma parte do Freud.Tadinho dele...

Se eu te dissessse como fantasio...ai!!!!!!!!!Só que é todo o dia:)))

Beijinho doce

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
fantasio no areal
nesta areia aveludada,
em plena encruzilhada
leio o teu belo comentar,
têm a tranquilidade do mar
as tuas palavras de cristal,
,
maresias nocturnas, deixo,
,
*

mdsol disse...

divago teus afectos
mergulhados em sal,

conchinhas poeta tu és!!!

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
minha amiga
e o pilipar das gaivotas
naquele Hino á Alegria !
Em bailados esvoaçantes
Emitindo gritos sonantes
A traineira acompanhando
O tom de maresia envolvendo
A toda á Nazaré gritando
Estamos anunciar vida,
Com esta sardinha querida,
Em acrobacias voando.
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
ainda tenho estilhaços, nos
neurónios do lado esquerdo,
não foi possível retira-los
após cinco leucotomias,
feitas pelo Dr. Egas Moniz,
pela simples razão do meu
parietal esquerdo ter uma
assinatura telepatica do freud,
hehehe
,
brisinhas nocturnas, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
sorrisos divaguei,
mergulhado nas tuas palavras,
,
conchinhas deixo-te,
,
*

Maria P. disse...

ao entardecer, aquela hora...

Beijinho*m*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
é hoooooora ...
,
(da guitarra toca baixinho)
,
brisas de sol-pôr,
h,
,
*

a guardiã disse...

as fantasias e as ilusões, unidas entre si por uma ligação,
do tipo covalente dativa, na qual existe a partilha de emoções...
e estas combinam-se em estruturas bipiramidais,
formando uma intrincada rede de coesão de sentimentos...e esta rede é mais real que a própria realidade...

um beijo doce *

poetaeusou . . . disse...

*
a guardiã
,
sábias palavras
que eu não mereço,
não é falsa modéstia,
os poetas, eu pseudo,
fantasiam as realidades,
deformam as miragens
tornando real as quimeras,
,
maresias nocturnas, deixo-te,
,
*

Juani lopes disse...

hoy estamos fisicos y filosoficos
que pases una feiz semana
saluditos

AnaMar disse...

E essas fantasias podem transformar-se em sonhos a alcançar?
Bj

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
einstein da tabuada,
na confusão de freud ...
,
saluditos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
AnaMar
,
dificilmente, amiga,
,
olhar o horizonte,
e ver jupiter e as nereides,
ressurgirem no mar que adoro ?
querer parar a órbita da terra
só para tornar eterno o sol-pôr ?
,
é muito difícil, realmente . . .
,
um sol de outono
repleto de centelhas de amizade,
deixo,
,
*

Eduardo Aleixo disse...

Sim, a mística do sal é que os enganou, ao Freud e ao Einstein.
Já não não diria o mesmo, já não farias o mesmo a Jung, por exemplo.
De qualquer modo, o mar( que lindas fotos) desafia todos os ramos do conhecimento ( gostei da frase, não gostaste? ).
Aperto de mão buziano.
EA

poetaeusou . . . disse...

*
eduardo aleixo
,
Carl Gustav Jung
o nosso amigo luterano,
grande defensor de freud,
e das suas ideias,
notória a vantagem de freud,
era agnóstico, a religião
não interferia . . .
enquanto jung, mais inteligente,
balouçava entre erasmo e lutero,
venceu a religião desfazendo-se,
a amizade e o respeito mutuo,
entre os dois grandes gigantes
da psicologia analítica . . .
,
saudações nocturnas, envio,
,
*