junho 19, 2008

>>>>>>>>>>>>>> olha as gaivotas ! <<<<<<<<<


olha as gaivotas !
miragem de espuma
inacabadas maresias
marés interrogativas
dos segredos do mar,
olha as gaivotas !
gramáticas cansadas
de virgulas sem nexo
nos verbos dissolvidos
em naufragados poemas
poema e fotos: poetaeusou

44 comentários:

gaivota disse...

confessa que estavas á nha espera, que me sentasse e ligasse o "brinquedo"...
desde as 6 da manhã... só me sentei às 20 pa jantar...até me esqueci de almoçar!
obrigada por me mostrares as nossas
meninas! quase a emigrar...
elas são tudo isso e muito mais!`
e tu sabes, melhor que ninguém!
já vou a caminho, atrazada, dar um beijo de parabéns à Cessa...e tar por aí!
beijinhusssssssssss e pipilaresssssssssssss

Pitanga Doce disse...

Não me vejo aí. Devo ter uma asa partida...

andorinha disse...

As gaivotas são miragem de liberdade.
Lindas as fotos e o poema.
Beijo.

Juani lopes disse...

tu y joaquin duarte, hay que ver,
ese amor por esas aves
saluditos

Paula Raposo disse...

Tanta gaivota!! Em terra? Sinal de tempestade...beijos.

Lena disse...

Para onde vão elas no verão, quando a praia esta cheia de gente ?

O verão chegou aqui..o dia esta quente e de sol, ja não era sem tempo.

Um beijo

Entre "aspas" disse...

Hoje admirei fotos magníficas,as de gaivotas,desde que li o Fernão Capelo Gaivota,fiquei fascinada por mundo animal.
Mudei de "casa"
Bjs Zita

Som do Silêncio disse...

Mais uma vez, fiquei presa às imagens e ao texto.

Lindo!

Beijo

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
a catarina ou a mãe ?
,
dorme, menina,
,
pililipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
estás,
já não te enxergas ?
hihihi
,
és aquela,
que está a fazer,
aquele golpe de asa,
para conseguir apanhar
as gostosas sardinhas,
,
conchinhas esvoaçantes,
,
*
Não me vejo aí. Devo ter uma asa partida...

poetaeusou . . . disse...

*
andorinha
,
realmente,
a liberdade é uma miragem,
,
conchinhas de amizade,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
ai se uma gaivota, eu fora,
só deus sabe o ue faria ...
,
conchinhas de liberdade,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
paulinha
,
ou,
falta de peixe no mar . . .
,
jinos mareantes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
já começaram a sentir,
a invasão o seu território,
com a fixação das barracas,
receiam as multidões, procuram
a zona sul - porto de pesca,
e fixam-se a sul entre o porto
e a foz do rio alcoa . . .
em pequenos bandos estendem-se
pela costa praia do norte, e no
triangulo, nazaré - peniche e
berlenga o seu habitat natural,
,
conchinhas nazarenas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Entre "aspas"
,
zita,
vou já conhecer
a nossa mansão,
,
conchinhas de amizade, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Som do Silêncio
,
lindas as tuas palavras,
,
conchinhas coloridas, dou,
,
*

Sol da meia noite disse...

Gosto de gaivotas!
Gritam a liberdade, cantam-na, dançam-na, espalhando-a pelas ondas, pelas areias, pelo céu...

Jinhos * *

madalena disse...

Olha as gaivotas nosso sinal de Mar. Nossas aves da bruma das marés.

Lindo.
Bjs. :)

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
olhai a gaivota
limalhas luzentes
enxurradas selvagens
azulados cavalos
fonte das aragens
procurando a rota
,
conchinhas vodoras
.
*

poetaeusou . . . disse...

*
madalena
,
gaivotas,
pingos de mel,
levitando,
sobre as colmeias das maresias,
,
conchinhas de iodo, deixo-te,
,
*

Duarte disse...

Numa tarde de de estio, quando caía o dia, a praia dos ingleses, do Porto, encheu-se de gaivotas, que dedicaram-se a voar no meu entorno. Recordei então, e agora, a Hitchcock...

Gosto das gaivotas,
e do teu poema.

Abraços

Ofarol disse...

Qual foi a "isca", petinga?...
Essas imagens são lindas...
Um abraço poeta.

gaivota disse...

a mãe, meu amigo, foi dia 17...
a catarina é em setembro!
amanhã dá-me caracóis...
final four de juvenis em peniche, aí estarei!
bjinhussssssssssss

Multiolhares disse...

São lindas as gaivotas, quando as vimos no nosso mar serenas a planar

beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
década de 60,
Alfred Hitchkok,
os pássaros,
a substituírem
os vampiros . . .
,
as gaivotas,
como sabes,
fazem-nos sonhar,
dão-nos beleza,
transmitem-nos liberdade,
,
saudações
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ofarol
,
carlos,
batuques, uma caixa,
e outra caixa de sabão amarelo,
para a forma como me agradeceram,
hehhe
,
saudações,
,
*

Qual foi a "isca", petinga?...
Essas imagens são lindas...
Um abraço poeta.

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
recebido amiga,
,
vou ver portugal,
estou descrente,
,
pilipares
,
*

mdsol disse...

as inacabadas maresias... gostei
:))

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
luna
,
gaivotas,
lidos solfejos . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

mdsol
,
maresias.
pililipares de gaivotas,
,
conchinhas
,
*

MirMorena disse...

Vejo o "Fernão" em seu vôo rasante por Nazaré, após tantas tentativas, finalmente encontrando o real segnificado de voar...

Lindos instantes...lindo pensar...

Poeta das conchinhas,
bjusss de carinho

daniel disse...

poetaeusou

Gaivotas, não do mar mas em dias de invernia vem do rio Tejo, para os meus sítios, mas falta-lhe a magia que há entre elas e o mar. Enfim "gaivotas em terra é sinal de vendaval no mar"!
Daniel

mariam disse...

asas
que esvoaçam
caiem a pique
planam
como vc com as palavras

um sorriso 

as fotos, fantásticas! como sempre, estas mais…ainda

mariam disse...

inspirou-me, poeta...

:)

Maria P. disse...

Sempre belíssimas...livres...

Beijinho*m*

Oliva verde disse...

Gaivotas...liberdade...poesia!
Lindo, como sempre, poeta!

gaivota disse...

descrente e bem!!! levàmos na pá!!!
que pena, que falta de interesse, os primeiros 20 minutos deviam estar a dormir...
até loguinhooooooooooooooooooooo
jinhussssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
MirMorena
,
ai se numa gaivota trouxesse,
outras formas de pensar,
que nos fizesse acordar,
ai se este povo quisesse . . .
,
conchinhas de amizade te deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
vão sim, amigo,
na procura de comida,
,
Sofro muito ao vê–las ás centenas a procurar alimento, nas lixeiras
a que chamam Aterros Sanitários,
,
saudaçoes
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
alados pensamentos,
de esvoaçantes mistérios,
de . . . vida . . .
,
conchinas coloridas, deixo,
,
*

Ana disse...

Com petinga ou sem petinga, é bonito vê-las esvoaçar assim.
Também lhes chamo as minhas meninas.
E elas não refilam.

Abraço ensardinhado

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
a larica é tanta,
que comem tudo,
,
e não deixam nada,
porque é muito pouco,
ao invés dos "tubarões",
,
hehehe
,
conchinhas pililipantes
,
*

Auréola Branca disse...

Gaivotas... Nunca vi tão bela dança.

Lindo.

poetaeusou . . . disse...

*
Auréola Branca
,
bailados,
esvoaçantes,
sonantes,
dançantes,
,
conchinhas
,
*