maio 29, 2008

>>>>>>>>>>>>>>>>>>> madrugadas<<<<<<<<<


atravesso
os vendavais estáticos
dispersos nas loucuras
prematuras insónias
em tédios penetrantes
atravesso
murmúrios convulsivos
amadurecidos bálsamos
silêncios incandescentes
em aveludadas madrugadas
poemas e fotos: poetaeusou

55 comentários:

Farol disse...

E, atravessando... chegaste ao sitio para nos mostrares essas belas fotos.
A primeira dá ideia dum mar que nao podemos tocar ...

beijinhos

gaivota disse...

oh meu amigo, estas madrugadas andam frias e chuvosas, nem do sítio...
mas essa onda, bem que eu lhe diria alguma coisa, tipo "bom dia"!
cheguei dum jogo lindooooooooooooo,
estamos na final! com o porto...
jokinhassssssss

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Poeta, mais duas belas fotos... que madrugam nas tuas madrugadas... Gaivotas altivas, permanecem no areal mas, também sobem a serra alta e deixam subir o teu pensamento!...
Não, sabes o que sentes... Mas cá em baixo na praia, não sabes o que pensar;
Tudo é pesado, mas cantas alto as tuas alegrias, para nos momentos seguintes, sentires-te triste e em agonia!
Amigo, talvez seja um pouco tarde,
para mudar o teu mundo, mas importa o que queres, não aquilo que por vezes te qurem impor!
Amigo Poeta, mundo cruel de guerra e morte,
infelicidade, choro e horror,
onde o Amor nasce sem sorte, e a ambição mata o Amor;
Sem dó faz que seu frute aborte!...
Muitos beijinhos de carinho e amizade,
Fernandinha

Pitanga Doce disse...

Madrugadas brancas, como costumo dizer. São compriiidas.

abraços e boa noite, Poeta.

Multiolhares disse...

Que mais podemos fazer
Se não atravessar este mundo
De águas marujadas de insensatez

Beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
farol
.
gostastiiiis ???
,
jinos
,
*

Carminda Pinho disse...

Poeta,
atravessar madrugadas é o meu vício.:)))

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
boa onda,
para ser agarrada,
sem prancha . . .
,
contra o porto ?
lá se vai o stick dourado,
,
pililipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
e não é que tens razão,
,
fernandinha,
,
isto está mais complicado
desde que ando a imiscuir-me
no legado do Confúcio,
,
é de uma confusão mental,
que não há sabedoria oriental,
que me valha,
nem oriental,
nem olivais e moscavide, hehehe
,
conchinhas para a linha
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,

Madrugadas brancas,
,
o hiato das noites,
,
adormecidas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
tentar “sensatar”,
o que nos rodeia,
,
difícil, não é ?
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carminda Pinho
,
e vão dois,
,
ainda sou do tempo,
,
>>>> quem muito dorme
pouco aprende <<<<
,
auroras boreais de conchinhas, dou
,
*

Paula Raposo disse...

Duas fotos lindíssimas!! Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
paulinha,
,
se tu o dizes,
,
agradeço,
,
jinos
,
*

A tua ninfa disse...

Oh meu amor, que fotos tão lindas!
Quando é que nos podemos voltar a encontrar? Já estou cheia de saudadinhas tuas, meu Zézinho adorado!
Beijos daqueles que tu adoras e ainda á pouco te dei, amor!

Ass: A tua Ninfa

poetaeusou . . . disse...

*
a tua ninfa,
,
deves estar a ver mal, ninfa maria,
busca ARGUS,
tem 100 olhos, pede-lhe um . . .
,
a minha ninfa, EURÍDICE,
foi-se á viola,
no acordeon electrónico de ORFEU,
azar meu, poeta... não musical,
,
conchinhas de carinho,
sejas quem sejas ... ou não ...
,
*

Sol da meia noite disse...

Atravessamos vendavais que nos acalmam...

Amigo, um beijinho*

Carla disse...

silêncios incandescentes desenhados nestas belas imagens
beijos em desalinho

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
como o mar calmo,
imensidão de serenidade,
na aquietude dos olhares,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carla,
,
palavras em desalinho,
desalinhavando tédios,
nos olhares dos mares, o teu,
,
conchinhas aveludadas,
,
*

mdsol disse...

gostei especialmente d'
"os vendavais estáticos"
e dos
"murmúrios convulsivos"
Porque sim! pq gosto de gostar das coisas ao contrário...e do que aprendemos quando as viramos do avesso
:)

Lyra disse...

Aqui está a prova perfeita de o quanto o mar pode ser verdadeiramente inspirador!

Parabéns.

Beijinhos e até breve.

;O)

gaivota disse...

poetaeusou
(a coisa tá preta...)
bem, o a onda é p'agarrar sem prancha, claro!
(também agarrava outras "pranchas" lolololol)
stick dourado, tenho sempre medo deste duelo, já passei maus bocados com aquele público!
lá, não irei, mas haverá cá em baixo, também!
domingo, todos, diante da televisão! a torcer!!!
já falaremos, meu amigo, mai logo...
solidariedade e beijinhossssssss

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
aprender ao pormenor,
nos cantos e recantos,
das circunferências,
hehehe
,
conchinhas de amizade,deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lyra
,
o mar,
é uma fonte de inspiração,
e a inspiração surge,
daquilo que sentimos,
daquilo que gostamos,
daquilo que amamos,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
estou vacinado, amiga,
se as pessoas são felizes,
quem sou eu para lher coartar,
os 15 minutos de glória,
a "vã glória dos covardes"
,
eu estou aí perto num almoço,
talvez dê uma saltada,
,
pililipares,
,
*

A tua ninfa disse...

Ora ora, não se amofine comigo, Zézinho do meu coração.
Sabemos bem o quanto gostamos um do outro! Poeta da minha vida, razão do meu viver...
Delicio-me com os teus poemas e fotos, amor!

Beijo docinho, docinho, docinho!

Juani lopes disse...

Lindo es, estar en la playa y ver
salir al sol abriendo la ventana y dejando salir los rayos que iluminan mi rostro
saluditos

Manuela disse...

Olá querido amigo, que saudades da Nazaré terra de nome santo.
Sabe amigo fui muitas vezes aí quando ia a Fátima em peregrinação em camionete agora como vou de carro já aí não passo.
Tinha era um pouco de medo do morro lá em cima quando íamos ver a pata do cavalo.
Mas a beleza da Natureza é espectacular única no mundo.
Deus abençõe a Nazaré terra de muito sofrimento.
Beijo

Manuela

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
verdade,
janela aberta ao mar,
janela de oportunidade feita,
pela diversificação
dos humores do mar,
,
saudações
,
*

Teresa Durães disse...

atravesso as noites cinzentas...

poetaeusou . . . disse...

*
manuela
,
do meu, imaginário,
+
duas nazarés há no mundo,
ambas de beleza sem igual,
uma pertence há palestina,
outra ao nosso portugal,
,
manuela
é pimba . . . mas é verdade . . .
,
conchinhas amigas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
. . .. e
mergulho em dias baços ...
( dos nossos descontentamentos)
,
conchinhas,
,
*

Eärwen Tulcakelumë disse...

A madrugada acalenta com a inspiração o coração dos poetas. Assim somos nós! Amantes do mar, amantes do fogo...
Tua presença deixa em meu mundo sempre um sabor de mar.

Pérolas incandescentes de boas energias.

Eärwen

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
pérolas ondulados,
incandescentes vagas,
em enérgico mar,
,
que apanágio !
dos amantes do mar,
amantes da sua grandeza,
amantes da sua beleza,
,
ardentes conchinhas, deixo-te
,
*

MirMorena disse...

Madrugadas de sentires....
Madrugadas de clarão de lua, sem lua...sonhos que se acham...se perdem....

Poetas das conchinhas

Bjuss de carinho sempre enluarados pra vc

poetaeusou . . . disse...

*
MirMorena
,
clarões de sentires,
as tuas palavras,
,
conchinhas
,
*

Nadja Reis disse...

Lindo poema! Belo blog! =)

gaivota disse...

ah mig' junto a minha à tua voz e à tua vontade!
aparece (çam) sempre
pipilaresssssssssssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
Nadja Reis
,
grato
pela visita,
,
conchinhas, deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
ver,
pensar
e
agir
,
já dizia o ilhós,
,
pilipares
,
*

Maria P. disse...

Atravessar sempre...

Beijinho*m*

gasolina disse...

Os vendavais estáticos do pensamento, as insónias de espuma, o olhar aberto na madrugada: tudo sentires de poeta.

BEI/de MARÉ

Duarte disse...

Na rebarba espumosa,
branca seiva marinha.
Enterro os pés na areia,
frescor fértil.
Bálsamo de vida
para doces madrugadas.

Te invito a una horchata

poetaeusou . . . disse...

*
maria p.
,
trespassando,
,
bj,
h,
,
*

Farol disse...

Poeta .... instala o Sitemeter, em :

http://www.sitemeter.com/

ve-se logo quem nos "visitou"

poetaeusou . . . disse...

*
gasolina
,
vamos sonhando,
com os amanhãs de iodo,
de maresias de bronze,
poros espraiados,
em coro de buzios
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
pões
garcia marquez,
a teus pés,
,
parabens
,
saudações
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
farol
,
nina,
,
é para já,
,
direi,
,
jinos
,
*

Chinha disse...

Há sempre tanto para atravessar...
É sempre bom ler teus poemas e atravessar contigo tanta beleza!

bjinhos em conchitas

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
É sempre bom
ler as tuas palavras,
,
buzios sonantes, deixo-te
,
*

rosa dourada/ondina azul disse...

Lindas madrugadas se vivem na Nazaré !


conchinhas,

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
nem só dormindo,
vive o homem . . .
,
conchinhas
,
*

Um Momento disse...

Madrugadas que acompanham a beleza deste teu sentir através do teu olhar!

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
Um Momento
,

madrugar o olhar,
,
conchinhas
,
*