maio 19, 2008

>>>>>>>>>>>>>>>>>>> cantarei <<<<<<<<<

grande é o canto
das vozes surdas
silêncios gastos
espalhando nadas
grande é o canto
das infames vagas
mantos rasgados
em profanos leitos
grande é o canto
das naves rochosas
sombras desnudas
pântanos do tempo
embalando as mágoas

poema e fotos: poetaeusou

56 comentários:

FL disse...

Se as vagas embalam? só aos marinheiros. Os dantes. Os primeiros.
a nós têm elas de despertar.
Excelentes também (como é costume, as fotos).

Abraço.
boa semana. :)

Sol da meia noite disse...

Grande, sim.
Porque cantar é sempre levar a voz mais além...

Jinhos

SílviA disse...

Tu és grande :)

Beijo

Um Momento disse...

Neste mar de calmia ,
serenamente me senti
Ouvindo a bela canção do mar
Trazida aqui por ti...
Meus olhos acompanharam
Tão belo e majestoso cantar
Nestes mantos bordados
Que aos teus olhos se embalaram

Um beijo amigo que te embale num sereno descanso:)

(*)

Pitanga Doce disse...

Se me apareces no Pitanga para dizer alguma gracinha a respeito do jogo, furo-te o barquinho que usas para pescar na Nazaré.

%¨$¨%$%#$%&%%$%¨$¨%!!!!!!!!!!!!!!

(mas com muita classe)

ASS. ANÔNIMO

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Amigo Poeta, linda postagem... Cantarás até a a voz te dou-a... Estou com soninho, mais logo escrevo mais... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Multiolhares disse...

É com o canto do cisne
Que a voz se cala
Embalada pelo sopro do vento
Majestoso sentimento pelos céus esvoaça
Beijos nossos

Carminda Pinho disse...

Poeta,
Grande verdade... "grande é o canto das vozes surdas..."
Canto contigo!

Beijos

Angel of Light disse...

Querido poetatués!

A razão da minha ausência, nestes últimos dias, está à vista. Passa pelo último post do “Keep Your Mind Wide Open” e leva o que é TEU! Obrigada lindo ser de luz pela tua carinhosa participação e partilha.

Obrigada por tudo!

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

poetaeusou . . . disse...

*
FL
,
e se necessitamos
de claros despertares,
que acabem com o cinzentão,
que nos envolve . . .
,
clarificadas conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
e eu cantarei, até que . . .
,
jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
SílviA
,
e a barcara augusta,
renasceu aqui,
nestes cantares . . .
,
conchinhas amigas, envio-te,
,
*

Paula Raposo disse...

Com este vídeo até senti o cheiro dessa maresia...beijos.

R.G. disse...

e eu dançarei
ao ritmo
das tuas palavras...

Beijo perdido

poetaeusou . . . disse...

*
Um Momento
,
palavras embaladas,
lêem os meus olhos,
saltando os escolhos,
rochosos do mar,
e o teu comentar,
são marés serenadas,
,
conchinhas serenas, envio-te,
,
*

Chinha disse...

As vagas tudo levam...Mas também tudo trazem...

As mágoas enterram-se nos pântanos do tempo

Boa Semana

bjinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
não que ideia . . .
,
"isto" já não vai com apitos...
. . . Mila(greiros) . . .
hehehehehe
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
fernandinha
,
uma simples frase tua,
e a minha casa enche-se de luz,
,
conchinhas cantantes, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
luna
,
cantarei,
aos vendaváis da vida,
e enviarei,
nas asas dos ventos,
todos os sentimentos,
dos meus multiolhares,
visionando os mares . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carminda Pinho
,
cantaremos, amiga,
o canto das vagas,
em trinadas guitarras,
embalando a cantiga,
,
conchinhas cantantes, dou,
,
*

Lyra disse...

A cantar assim, nunca a voz te há-de doer.

Beijinhos e até breve.

;O)

poetaeusou . . . disse...

*
Angel of Light
,
fui,
opinei,
agradeci,
grato fiquei,
por ter sido um convidado,
para a tua ceia de luz,
,
conchinhas reagradecidas,
te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
maresia
que tão bem te conhece . . .
,
jinos, paulinha,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
nazaré sem vira,
é amor sem ciume,
é pura mentira,
é fogo sem lume,
,
conchinhas sonantes, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
mar,
lava-me as mágoas,
com as tuas águas,
envia-me nas marés,
e deixa a meus pés,
a amizade ... do teu cantar . . .
,
conchinhas amigas, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lyra
,
maré sonantes,
de guitarrista,
na linguagem do caos,
do o inconformista,
,
conchinhas cantantes,
,
*

Pitanga Doce disse...

Vai com apitos, sim. Só mudaram a cor. Agora é VERDE!

Ó carago que estou a ficar AZUL!!!!!

abraços em segunda meio ressabiada!

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
hááááááá,
afinal,
o apito,
sempre era azul !!!!!!!!!!!!
,
hehehehehehe
,
um vermelhão de conchinhas,
da fáfá de belem,
,
*

Teresa Durães disse...

belo!

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
na beleza,
do teu ver,
,
conchinhas
,
*

gaivota disse...

ah ah és um abusador... a pores estas fotos lindas e ainda dizes "cantarei"!
sinceramente, ah meu...
e depois ainda embalas mágoas... atão, e eu, meu amigo?, embalo o quê?, tenho embalado o qûê?!?!?!
a taça é "nossa", e cantarei tudo e tudo um dia destes!
pipilares em dó (como o tempo)

Duarte disse...

A mágoa dói,
o que um mar
calmo, embala;
mesmo faminto!

Falando de fome...
... quem vem a Valência, e vai-se embora sem comer uma boa paella, é melhor que nunca diga que esteve por aqui.

Convidado estás

Juani lopes disse...

he buscado desde que entre en tu blog, una cancion que refleje como te ven mis ojos y por fin la encontre Mediterraneo de joan manuel serrat, cambia mediterraneo, por aceano atlantico y ese eres tu.

Quizá porque mi niñez
sigue jugando en tu playa,
y escondido tras las cañas

duerme mi primer amor,
llevo tu luz y tu olor
por donde quiera que vaya,

y amontonado en tu arena
guardo amor, juegos y penas.

Yo,

que en la piel tengo el sabor
amargo del llanto eterno,
que han vertido en ti cien pueblos

de Algeciras a Estambul,
para que pintes de azul
sus largas noches de invierno.

A fuerza de desventuras,
tu alma es profunda y oscura.

A tus atardeceres rojos
se acostumbraron mis ojos
como el recodo al camino...

Soy cantor, soy embustero,
me gusta el juego y el vino,
Tengo alma de marinero...

¿Qué le voy a hacer, si yo
nací en el Mediterráneo?

Y te acercas, y te vas
después de besar mi aldea.
Jugando con la marea

te vas, pensando en volver.
Eres como una mujer
perfumadita de brea

que se añora y que se quiere
que se conoce y se teme.

Ay...

si un día para mi mal
viene a buscarme la parca.
Empujad al mar mi barca

con un levante otoñal
y dejad que el temporal
desguace sus alas blancas.

Y a mí enterradme sin duelo
entre la playa y el cielo...

En la ladera de un monte,
más alto que el horizonte.
Quiero tener buena vista.

Mi cuerpo será camino,
le daré verde a los pinos
y amarillo a la genista...

Cerca del mar. Porque yo
nací en el Mediterráneo...
saluditos

MirMorena disse...

"...Os amores na mente, as flores no chão
A certeza na frente, a história na mão
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Aprendendo e ensinando uma nova lição..."

Geraldo Vandré

Apeteceu-me...

Feliz Semana

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
eu embalo minha amiga,
e cantarei esta canção,
vou comer um ensopado de cação,
porque a fome é bem sentida,
,
in-josé saranobél,
,
hehehehe
,
pilipipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
estou no ir,
,
vamos á paella,
com mucho açafrão,
,
saudações
,
*

rosa dourada/ondina azul disse...

se eu pudesse ouvir o canto da rocha,
como ouço o do Mar... :)))



Boa semana,
conchinhas cantantes,

poetaeusou . . . disse...

*

mirmorena
,
Caminhando e cantando, seguindo a canção
Somos todos iguais, braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Caminhado e cantando e seguindo a canção
| Vem, vamos embora, que esperar não é saber
| Quem sabe faz a hora, não espera acontecer
,
in-G. Vandré
,
e eu retorqui . . .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
imagina . . .
bach, mozart, bethoven,chopin
verdi, vivaldi, maria joão pires,
,
sinfónicas conchinhas
,
*

Farinho disse...

Grande é o meu contentamento em tão bela poesia.


Beijocas

Gerlane disse...

Estás sempre a beleza a embalar, com versos imersos em mar.

Uma ótima semana!

Beijos!

poetaeusou . . . disse...

*
Farinho
,
grande encantamento,
com o teu contentamento,
,
encantadas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Gerlane
,
imerso de gratidão,
estou,
com as tuas palavras,
,
embaladas conchinhas,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
regredi . . .
joan manuel serrat,
muuuitos anos,
festival da eurovisão . . .
,
saudações
,
*

Maria P. disse...

Cantas (e bem) o mar...
E a Casa desafia-te:)
Beijinhos*m*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
vou obedecer-te,
sabes o que eu penso,
mas . . . vou,
,
bj,
h,
,
*

mundo azul disse...

Seu canto é muito bonito!
Beijos e muita luz, poeta...

Farol disse...

"grande é o canto
das vozes surdas"

Gostei deste canto, deste som, e até das mágoas ...

1 Beijo

MEU DOCE AMOR disse...

O teu Canto de tamanho Encanto,chamou-me...e eu vim.

Deixo um beijo doce

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
palavras de luz,
que neste canto,
o teu encanto reluz,
,
luzidias conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Farol
,
mágoas,
desaguadas,
no colorido mar . . .
,
conchinhas
,
*

Helena disse...

Lindo mar sereno
junto ao teu canto
encontrei serenidade....

Um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR,
,
não cantarei,
porque já canto,
a tua chegada,
,
doces conchinhas, deixo-te,
,
*
,

poetaeusou . . . disse...

*
Helena
,
sereno olhar,
,
o teu,
,
calmas conchinhas, para ti,
,
*

Manuela disse...

Adoro imagens de falésias com as ondas a bater.
Muito lindas as fotos.

Beijo

Manuela

poetaeusou . . . disse...

*
manuela
,
o mar está bravo
amor vem ver
como ele está a bater
libertando odor a cravo
,
conchinhas amigas
,
*