maio 18, 2008

>>>>>>>>>>>>>>>>>>> sentinelas <<<<<<<<<


sou rocha
muralha do vento oculto
contrabando das marés
grito as fúrias do silêncio
sou rocha
algas espigadas de sal
rostos de verdes cabelos
dos indissolúveis segredos
sou rocha
o exemplo da firmeza
resistente aos lamentos
dos nevoeiros da angustia
de um país . . . adormentado
poemas e fotos: poetaeusou

38 comentários:

Multiolhares disse...

Até podemos ser rochas
Mas somos lapidados
Como as falésias pela erosão da vida

Beijos nossos

Helena disse...

de um pais...adormentado
um povo anestesiado...que acredita tudo, que não consegue ir contra a maré...

um beijo, Poeta

Farol disse...

Verdadeiras "sentinelas" ...!

Tem um bom fim de semana

Beiju

gaivota disse...

que bom, poeta, as minhas meninas tiveram esse peixinho aboiado...
e essas rochas dos meus encantos,
lindas, como sempre!
sinto-vos tão bem...
que nem quero saber de país nenhum, nem de tormentas, nem desaforos, nem intrigas, nem desonestidades!
quero brindar a vossa vida na minha/nossa amizade e estar feliz por isso!
o teu poema está lindo, também serei uma rocha de frente para a vida!
muitas algas verdes de esperança...
(amanhã quero tudo VERDE!)

Um Momento disse...

Entre rochas me senti protegida
De tão belas algas, sorvi o seu sal
Neste país quase sem vida
Adormeço eu perante um temporal

Rocha que emana a beleza do abraço firme ao seu mar quando a ela ele vai beijar...

Um beijo com o desejo de um Domingo LINDO!!

(*)

Papoila disse...

E num país adormecido como o nosso precisamos de muitas Rochas erguidas. Rochas, fortes convicções, rochas firmes para que os ventos do comodismo as não passam derrubar.
Quebrar as fúrias do silêncio...

Adorei as tuas palavras.
Beijinhos amigo.
BF

Paula Raposo disse...

Excelente título!! Beijinhos.

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
não perdoa, não,
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Helena
,
um povo que ainda
não se apercebeu,
que é o verdadeiro,
D. Sebastião, o desejado,
,
conchinhas mareantes
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Farol
,
.. . vigilantes do mar . . .
,
conchinhas faroleiras,
dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
nem mais, miga,
,
ar e vento
é meio sustento,
,
pililipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Um Momento
,
sorvo as rochas
pedras de areia condensada,
ecoando as palavras de pessoa,
óh mar salgado
quanto do teu sal
são lágrimas de portugal
e ressoa
num povo em maré-baixa,
que não entende, para seu mal,
da verborreia politica,
feita propaganda nacional,
.
um BFS em conchinhas
,
*

18 Maio, 2008 11:03

Maçã com Canela disse...

És rocha... mas não muito dura... pareces ser extremamente sensivel ;)

Um beijinho poeta e conchinhas areadas para ti!

poetaeusou . . . disse...

*
Papoila
,
povo ?
somos uma massa inerte,
de rochas de gelatina,
escravos da informação,
dos lápis azuis sem escrupulos,
somos um povo cativo,
de mentecaptos porteiros,
é ouvi-los, nas TVs, altaneiros,
só entra quem tem CARTÃO,
,
conchinhas rochosas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
paulinha
,
sentinelas,
,
velas sentidas . . . vividas,
,
jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maçã com Canela
,
rocha,
afectiva,
semeando amizade ... sou,
,
pedrinhas coloridas
passeando na praia,
,
*

Angel of Light disse...

Lindo amigo, poetatués!

Desculpa a ausência mas ando atarefada com uma surpresa que estou a preparar para todos vós que partilharam comigo o significado de Luz. E, na sequência disso, gostaria de te perguntar se posso colocar, nessa surpresa, uma ou duas fotografias tuas que representem a "Luz". Tu escolhes quais. Serão respeitados todos os direitos de autor. Se sim, por favor, envia-mas para:

angeloflight21@gmail.com

Terá de ser ainda hoje, por favor. Obrigada meu querido amigo.

Aguardo notícias tuas.

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

poetaeusou . . . disse...

*
Angel of Light
.
amiga,
,
seguiram as fotos,
dá o titulo que quiseres,
honrado fiquei ...
,
conchinhas luzentes, deixo-te,
,
*

MIMO-TE disse...

Pois és!
E eu sou uma areia na beira da praia :)

bjos poeta

Sol da meia noite disse...

És... basta que sejas... que sintas que és...

Jinhos

poetaeusou . . . disse...

*
MIMO-TE
,
e o mar
ao ver-te na praia,
com um cravo ao peito,
quis dançar contigo . . .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
rochedos,
cardumes de pedras,
ao meu olhar.
,
jinos
,
*

Duarte disse...

Não podes ser rocha, com tanta sensibilidade.

Recuerdos

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
rocha de plasticina
,
é mesmo, amigo,
,
saudações,
,
*

gaivota disse...

SPORTINGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
jinhosssssssssssssssss

Pagic disse...

Chegará o tempo Poeta, em que a dormência atenuará.

Beijo grande

Maria P. disse...

Rocha firme...

Beijinho*m*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
áááárbiiiittrrrooooooooooo !!!!!!
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pagic
,
tudo passa não é, magic ?
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
em firmes ...
. . . vontades . . .
,
bji,
h,
,
*

cacharel disse...

Ha momentos na nossa vida que a mais firme rocha dá lugar a um vidrinho... há que ter muita força para não parti-lo..:'(

Belo o teu poema!
Saudades de te ler... Beijos**

poetaeusou . . . disse...

*
cacharel
,
ou porcelanas da dinastia ming,
perspicácia, a tua,
,
gratificantes conchinhas,
deixo-te,
,
*

MirMorena disse...

Rocha sim, mas sem perder a sensibilidade...

Sinto-te assim...

Um feliz semana

Bjuss de carinho

mundo azul disse...

Um poema cheio de convicção...Gostei!
Beijos e muita luz...

Juani lopes disse...

En esta vida hay que ser duro a veces y sentimental en otras
sauditos

poetaeusou . . . disse...

*
MirMorena
,
as rochas têm vida
com o seu manto de sensibilidade,
,
sensibilizantes conchinhas, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
gratificado fiquei,
,
conchinhas luzentes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
a vida é uma tômbola,
,
marisol ???
,
conchinhas solarengas, deixo,
,
*