abril 09, 2008

>>>>>>>>>>>>>>>>>>> êxtases <<<<<<<<<


tens o cheiro
do incolor brilho
aromas mágicos
de brisas perdidas
tens o cheiro
da ânsia incontida
desvirtuada prece
de sôfrega renuncia
tens o cheiro
das sensações difusas
insignificantes esquivas
em compactados êxtases
poema e fotos: poetaeusou

48 comentários:

Ana disse...

Entre as fotos e as palavras que escreves, posso escolher?
Um beijo.

gaivota disse...

gosto desse mar, dessas ondas, do cheiro único que só se consegue nessas pedras...
o mar tá a subir, há-de chegar onde bem eu sei!
mas nem com tanto mar se conseguem lavar as nódoas das almas,
aquelas que vagueiam a semear tanto mal...
santo deus!
beijinhos, meu amigo

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido poeta, lindas fotos... Mas, a primeira está de uma beleza sem fim...
Beijinhos de muito carinho,
Fernandinha

Acordomar disse...

Ola Poeta

Mais cedo quiz comentar o post anterior, mas nao consegui, nao sei se era da pagina ...´queria deixar-te uma pontuação 5* a tua
1ª fotografia ;)

Deste post... gostei mais das palavras ...
e o mar tá mau tá, que bem o vi de perto...

Beijocas tardias

Saramar disse...

Não sei o que é mais bonito aqui, se as fotos lindíssimas, se o poema de incontida beleza.

beijos

Carminda Pinho disse...

Em êxtase fiquei eu com a beleza destas fotos.:)

Beijos

multiolhares disse...

Magicas virtudes
De difusos véus
Neblinas passageiras
Nesse êxtase de mar

Beijos nossos

Maria Clarinda disse...

Continuo a ficar maravilhada com as tuas palavras, meu poeta aliaadas a sempre belas fotos.
Jinhos, e lá levo eu uma conchinha, que guardo com carinho.

Sérgio Figueiredo disse...

Bolas...

Que poder no uso das palavras.
Belo poema acompanhado de lindas fotos.
Que Mar encantado e seu cheiro de maresia. Sempre fonte de inspiração.

Abraço

♥Serena♥ disse...

Aroma incolor,
Suave maresia...
Emanando amor
De noite ...de dia...

***

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
escolha livre,
como livres sãos,
>as encostas do mar <
,
conchinhas escolhidas
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
oh mar alto, alto mar,
oh mar alto, sem ter fundo,
mesmo em casa a tecklar,
“andamos” nas bocas do mundo(dela)
,
mantêm a compostura, rica,
se ela é feliz a fingir sentimentos.
e a “desfingir” hipocrisias . . .
que feliz seja . . .
,
deixa viver as pessoas,
neste país de bondade,
ainda bem,
que não existem“arquipélagos”!!!???
>>>> digo eu <<<<
,
está aí um vendaval,
já arribei da marginal . . .
,
conchinhas chuvosas
,
*

poetaeusou . . . disse...

,
fernanda & poemas
,
sinto-me o meu ego planar
feito gaivota com o teu opinar,
,
conchinhas de espuma,
para ti, fernandinha,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
acordomar
,
lin(d)a
,
na amizade
não existem explicações,
,
volta ás “lides” lin(d)a,
reata o teu cantinho, tá ?
,
jokas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
saramar
,
há que tempo . . .
,
iluminaste este cantinho
com a tua visita,
,
apresento as minhas desculpas
de me ter ausentado do teu,
,
conchinhas saudosas, envio-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carminda pinho
,
ai, tanta bondade, amiga,
,
conchinhas
picass(o)adas de gratidão, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
mágicas êxtases ,
perscrutando o mar,
mitigando a ausência,
de um certo . . . olhar,
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria clarinda
,
não mereço as tuas palavras,
sou mais um, que sorve o belo,
a natureza que nos envolve,
,
sou apenas um pseudo-poeta,
um poetaeusou ... com reticencias,
sentindo as palavras,
divulgando o seu sentido,
“a minha pátria é a língua portuguesa” disse o poeta, que nunca perdoou aos pais, não ter sido marinheiro, mas foi almirante,
da palavra,
do sal de um mar esquecido,
do desassossego,
presente . . . pungente . . .
,
conchinhas de gratidão
,
*

gaivota disse...

és um querido, meu amigo, um consolo da alma...
falo-te assim em "público" porque sabes bem que não sou de inxentes e gosto muito da luna e ela vai ao leme do mêmo barc'já conhece a rota e entre Amigos falamos de coração na mão
gosto de vocês!
beijinhos com sollllllllllllll

poetaeusou . . . disse...

*
Sérgio Figueiredo
,
escreve o que sentes,
de forma e modo,
como quiseres ,
e terás o,
"poder do uso das palavras"
,
um abraço amigo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
♥Serena♥
,
noites de aromas
no dia emanado
incolor maresia
de suaves amores,
,
serenas conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
esta noite vou correr a costa,
tentar apanhar peixe-porco,
vêm com a "pancada do mar"
faz uns filetes, miga,
que não há dieta que resista . . .
,
se vem alguma vaga perdida,
vou parar há ilha do sumiço ...
,
conchinhas de maré cheia
,
*

Rosa Maria disse...

Mas será que alguém resite a não ficar extasiado com as tuas fotos?

Para mim, já sabes, fico sempre!

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Rosa Maria
,
e eu esforço-me,
para que voltes,
com o meu esmero habitual,
,
repara nesta modéstia . . .
,
conchinhas violetas,
,
*

PoesiaMGD disse...

Cheiro de bela poesia!
Um abraço

Vieira Calado disse...

Um esbelto poema,
rodeado de belas imagens.
Um abraço.

andorinha disse...

Tens o cheiro, a cor e o sabor da poesia.
Um beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
PoesiaMGD
,
que saudoso andava,
quantas vezes bati
ao teu portal,
,
"optimistas" conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Vieira Calado
,
a tua douta opinião,
vale mais que um prémio nobel,
,
gratificado, sinto-me
,
abç,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
andorinha
,
o opino
de
"um livro aberto"
o teu !!!
,
grato
,
conchinhas de iodo, envio-te
,
*

Angel of Light disse...

Mais uma lindas palavras, soltadas à beira de um mar bravo, um mar que, se calhar, quer ser ouvido, quer dar os seus conselhos àquelas que, agora, andam de coração mais pequenino. Já notei que, para essas bandas nazarenas, o ar anda um pouco triste. Vamos a alegrar, minha gente, tanto seja nas asas de uma ave ou no olhar de uma lua com "n".

Beijinhos cheios de Amor, Paz e Luz a todos!

poetaeusou . . . disse...

*
Angel of Light
,
no post anterior,
respondo-te,
contei um pouco
da minha relação com o mar,
,
envio-te conchinhas, prateadas,
,
*

Cöllyßry disse...

A pele assim tem o aroma magico, como o mar...Mutiplas senssasões…como Tu...

Doce meu beijo

belakbrilha disse...

Lindo!
Mar...azul...cheiro...salgado!

que saudade!

bjs

Sininho disse...

Essa poalha molhada que vem do mar com o vento, aposto que trazia um fortíssimo cheirinho a maresia...
Quase dá para sentir.

Abraço

MEU DOCE AMOR disse...

Fado?

Hummmm...

Posso tentar...

Quando estiver no êxtase de uma mariscada..."de cheiro do incolor brilho...aromas mágicos"...

Ai sôfrego desejo....

Um beijo doce Querido Poeta do Mar e levo a brisa perdida

MEU DOCE AMOR disse...

Antes de cantar fado tenho que me deliciar com uma mousse de chocolate:)))

Sol da meia noite disse...

Extasiada fico eu quando aqui chego.
Meu amigo, aqui me deparo, dia após dia, com o evoluir duma sensibilidade, que só a alma dum Poeta tem o poder de possuir.
Belo!

Bj

poetaeusou . . . disse...

*
Cöllyßry
,
mar imensidão,
onde,
o sensitivo abraça o poético...
,
Conchinhas aromáticas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
belakbrilha
,
estou a escutar,
o seu marulho,
forte, gutural, altaneiro,
demarcando o território,
,
conchinhas, mareadas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sininho
,
a soprada poalha,
pelas asas do vento trazida,
chegou abarcada,
em brumas de espuma,
brisas de iodo,
e evaporadas maresias
do quebrar das ondas,
retumbando em “eco das falésias”
,
marés de conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
prontes,
pode ser uma morna,
,
da cesária évora,
,
Quem mostra' bo
Ess caminho longe?
Quem mostra' bo
Ess caminho longe?
Ess caminho
Pa São Tomé
Sodade sodade
Sodade
Dess nha terra Sao Nicolau
Si bô 'screvê' me
'M ta 'screvê be
Si bô 'squecê me
'M ta 'squecê be
Até dia
Qui bô voltà
Sodade sodade
Sodade
Dess nha terra Sao Nicolau,
,
he he he
,
conchinhas fadistas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor,
,
e a seguir á mousse,
um caldo verde e broa,
,
achocolatadas conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
rascunhos de sentires,
salada de palavras,
misturas dos meus veres,
e a bondade dos teus olhos,
,
eis o meu segredo,
,
conchinhas de brandura, tua,
,
*

Isa&Luis disse...

Olá poeta,

Fotos lindas palavras belas...um quadro perfeito.

Adorei!

Beijinho

Eärwen Tulcakelumë disse...

Tens o dom
De dizer palavras lindas
Que encantam o coração
Que nos fazem viajar
Por isso mesmo que demore
Quando aqui venho
Percorro todo o caminho
Deixando minhas pérolas incandescentes
No teu mar meu Amigo.

Pérolas incandescentes de brisas mágicas.

Eärwen

poetaeusou . . . disse...

*
Isa&Luis
,
simpatia, registada
gratificado fico,
,
maresias de iodo, lanço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
que as tuas pérolas,
feitas farol,
me iluminem,
na rota dos meus sentires,
,
conchinhas de iodo, deixo-te
,
*