abril 22, 2008

>>>> no dia mundial da terra, deixo-lhes o mar<<<<



respiro o mar
na tua espera
saciando o desejo
na janela por abrir
respiro o mar
aquietando a agitação
travessia ofegante
do instante por cumprir
respiro o mar
nas pétalas sufocadas
violáceas desesperantes
gemendo nas guitarradas
poema e fotos: poetaeusou

38 comentários:

Multiolhares disse...

É bom respirar o mar
É bom respirar a vida
Mas é bom que não destruam
Para podermos saborear
Beijos nossos

Acordomar disse...

, e mesmo sem ter a vista que tu tens dessa tua magnifica janela...
abri o portão - vai ver, tem surpresa para ti ;)

Estas fotografias com o branquinho dos prédios e as ondas altas estao lindas ;)

Bjs

Helena disse...

Nos deixando o mar, Poeta, que precisamos de mais ?
Nos fazes sentir esse cheirinho da Nazaré, e meu olhar brilha a ver essas fotos.

Um beijinho

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Amigo Poeta, a nossa terra é o mar e será sempre!
Trazemos o mar na nossa alma e no nosso coração...
Eu estou sempre muito apaixonada palo meu primeiro amor - O mar -
No mar nasci...
No mar cresci...
No mar me enamorei...
No mar me casei...
E no mar sou sempre feliz, se por acaso me sentir desmotivada, angustida!
Entro no mar seja Verão ou Inverno!
Lavo a minha alma, meu coração e regresso Feliz...
Amigo muitos beijinhos de carinho,
Fernandinha

Gerlane disse...

Prazerosa maneira de se esperar por algo ou alguém, meu caro poeta: respirando o mar!

Beijos!

Eärwen Tulcakelumë disse...

Respira o mar, pois ele é a tua terra
É nele que encontras o teu chão
Quando o tudo parece ruir...
Assim vislumbro o Poeta.

Pérolas incandescentes de mar, meu amigo, com o desejo de uma semana de luz.

Eärwen

daniel disse...

E como é bom sentir o gosto do ambiente e o cheiro a maresia, da costa, mesmo nos dia invernosos. Um bom poema, como este, completaria um quadro idílico.

Daniel

gaivota disse...

mesmo lá ao fundo, quase consigo ver a minha casinhaaaaaaaaaaaa
respiro sempre esse mar que me delicia, essa maresia digna de alguns amantes, que em pétalas se vestem e se despem ao som da guitarra...
que cheirinhoooooooooooooo
conchinas de maresia

Paula Raposo disse...

Gostei de ver o mar com o areal lá ao fundo...gostei de te ler. Bjs.

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
eu quero
voar no espaço
quero ver a terra azul,
num mar,
esverdeado de infinito,
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
acordomar
,
lin(d)a
,
invadirei os teus domínios,
vou já correndo,
embora, nada de ti me surpreenda,
a nossa amizade é a couraça, a
armadura que nos une,
,
jokas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
helena
,
ondas, braços volantes
anda a espuma no ar
a nazaré a bailar
no rodar da sua saia
pisa a areia, corre á praia
escuta as ondas sonantes
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda & poemas
,
sou mar,
sou o manto da areia
curvo-me, linda sereia
neste cantinho da terra
sou planície, sou serra,
sou este planeta a cantar,
,
conchinhas da terra
,
*

poetaeusou . . . disse...

gerlane
,
respiro o mar
tentando inverter
o desaparecer
da minha terra
da terra nossa
e este planeta
amar
,
conchinhas coloridas, dou-te
,

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
o mar
o bálsamo
das agruras
e escolhos da vida
repara no mar
e volta a olhar, o mar,
,
conchinhas de luz
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
a Nazaré,
é um quadro idílico,
em todas as suas vertentes,
,
abç
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
olha á miga ,,,,,,,,,,
na noite do vendavaliiii
fui lá veri se tinhas
os estóresss arrombades,
queeer saberi quante me pagas,
,
mai nada,
,
conchinhas de tulipas
para as tuas netinhas
,
vais á Holanda ?
não está lá ninguém,
que ainda vais tu encher o pote…
hehehehe
,
Jino
,

poetaeusou . . . disse...

*
paula raposo
,
paulinha,
,
Só ontem
comecei a visitar,
os blogs,
,
Andei aqui
com uns afazeres
inadiáveis,
,
Jinos “murais”
,
*

Sol da meia noite disse...

Magnífica, Poeta, esta tua dependência do mar...

Que haja sempre um mar, que um Poeta possa respirar!

Jinhos

rosa dourada/ondina azul disse...

O mar que da janela avistas,
O mar que embeleza a terra :)


conchinhas,

Angel of Light disse...

"No dia mundial da terra, deixo-lhes o mar"... e brincando um pouco com as vogais duas últimas vogais do título... "deixo-lhes «a mor»"... Tu és fantástico meu "poetatués". Prometi que voltava e cá estou eu.

Gostei daquela da cartilha. Não aprendi por ela! Aprendi com outros métodos, se calhar, não tão eficazes! Mas sobrevivi.

Vou andar agora no tempo deste mar e mergulhar nos posts mais antigos. Tenho mundo que explorar...

Beijinhos cheios de Amor, Paz e Luz!

gaivota disse...

fico tão contente em andares a zelar por mim... pelos meus estoresssssssssssssssssss
(são portadas...)
pois devo ir... só lá está gente importante! - as minhas meninas -
jinhosssssssssssssssssss

São disse...

Agradeço que me deixes respirar o mar da tua sensibilidade, deliciando-me a olhar para as tuas estupendas fotos!!
Bem hajas!

Isabel-F. disse...

não fazia a minima ideia que existia este dia ...


e agora repetindo-me: o poema é lindo e as fotos maravilhosas ...


bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
imensidão, meu farol
respiro o mar,tenho sorte,
nem que vá ao polo norte,
á meia noite, quero ver o sol,
,
conchinhas de iodo
deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
a terra,
janela da vida,
,
conchinhas rosadas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Angel of Light
,
o mar,
das vagas achadas
revoltas, onduladas,
rolando na areia,
desafiando a sereia,
e no seu esplendor,
respirar o amor,
no seu encantar,
,
maresias de conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
já fui ao molhe norte,
o mar nem mexe, está cansado.
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
a tua clarividencia,
é um dom a que me habituei,
,
conchinhas da terra, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
dia da terra
dia da nossa casa
,
vamos respeitá-la,
,
conchinhas coloridas,
,
*

Ignota disse...

Também eu, queria respirar o mar, mas num dia de Verão, com um sol quente e uma leve brisa fresca combatente... mas ainda nem cheirei bem a Primavera: vou cheirar a terra.

MEU DOCE AMOR disse...

Gemendo nas guitarradas?

MEU DOCE AMOR disse...

Pois...

A Terra geme...

Um beijo da enciclopédia ambulante ehehe!!!

MEU DOCE AMOR disse...

Ou...

J,aime...a Terra.

Beijinho doce

poetaeusou . . . disse...

*
Ignota
,
amiguinha,
,
o mar, para mim, respira-se,
fora da época balnear, em
agosto, o mar, sabe a dilatados
poros, de corpos cansados,
de iodo e lazer,
corpos que entregamos ao deus sol,
sem vontade própria sem sentires,
nesta altura, respiramos mar,
respiramos o silencio, as quimeras
as gaivotas o salgado, sal . . .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
1)
a violácea terra,
em guitarras gemendo,
2)
mantenho a enciclopédia,
eu um minúsculo livrinho,
de gramática,
vetado no acordo ortográfico,
3)
eu também gosto,
,
conchinhas
,
*

Um Momento disse...

Respirei também eu cada palavra dirigida á Terra!

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
Um Momento
,
terra . . . nossa . . .
,
*