março 24, 2008

>>>>>>>páscoa mar . . . entre o belo e o real<<<<


na ganga deste poema
grito a um povo exilado
entre as grades da renuncia
na ganga deste poema
escrevo passados presentes
de um povo que treme e cala
na ganga deste poema
exalo o cheiro da revolta
numa papoila inquieta
searas de sofrimentos
destruindo a primavera
poema, fotos e video: poetaeusou

44 comentários:

Carla disse...

na ganga deste poema
há a força do mar
há o sal das lágrimas
há p sorriso de quem acredita
beijos e espero que tenhas tido uma boa Páscoa
boa semana
beijinhos

Helena disse...

O povo onde estara ele , poeta ?
sofre as caladas, nem consegue se revoltar contra a vida que lhes traz esse dito "governo"; eu diria essa dictatura....fica mesmo a o ser. Um povo que não reage e uns ministros que brincam com eles.
Um pais completamente e cada vez mais desorganizado em todos os serviços.
um beijo

gaivota disse...

e é na ganga do teu poema que me apetece gritar bem alto o quanto tenho a alma cheia de repulsa pelos poderes desmedidos e ultrajantes cheios de prepotência e incapacidade prevertidas
por isso rebento as grades e deixo de tremer e vou gritar!!!
estou à espera da primavera...
apetece-me e mando-te
um beijinho especial

Paula Raposo disse...

Adorei este video perfeitamente fantástico!!!

Sol da meia noite disse...

Maravilhoso!
Poderosas as palavras.

Jinhos

multiolhares disse...

“Na ganga deste poema” ?

De insignificante nada tem.
Pelo contrário existe uma força extraordinária na verdade das palavras em poema transformadas
Que a pujança do mar as fazem cristalizar

Beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
carol
,
na ganga doutros poemas,
renascerão os amanhãs,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
helena
,
um povo amorfo,
paraíso de quem tem ... olho,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
grita, grita,
que nesta terra,
toda a gente te ouve,
,
háááá teeeeerra liiiiinda !!!
,
só em casa,
me apercebi
para quem era o pão,
olha,
efeitos do pólen da maresia ...
,
conchinhas do "pardão"
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
e o mar,
nas suas páginas,
distribuíu as tuas romãs,
,
jinos "murais"
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
de que vale
tantos alertas,
se somos um povo que diz,
,
> palavras levam-nas o vento<
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
o mar sempre presente,
na ganga cristalizada,
de tanra força cativa,
,
beijos nossos
,
*

Teresa Durães disse...

sempre, o grito que asfixia

Pitanga Doce disse...

Não foste passar a Páscoa à Serra? Olha que o rapaz tem que comer a sopa! Quem o salva? hehe

abraços

Angel of Light disse...

Que grande homenagem fizeste, "poetatués", com o teu olhar, ao nosso mar, ao nosso oceano, ... à nossa água... Soberbas imagens!

No passado dia 22 de Março foi o Dia Mundial da Água, esse precioso elemento, que, ainda muitos, muitos seres humanos dão pouca importância e desperdiçam sem se darem conta que só estão a prejudicar o seu futuro, o futuro dos seus ascendentes, o futuro da nossa "casa", que é o planeta terra...
A água é uma palavra muito poderosa pois, em apenas quatro letrinhas, faz viver e reviver os seres vivos deste mundo.

Beijinhos cheios de Amor, Paz e Luz!

Maria disse...

Curiosamente na ganga deste poema sinto uma enorma paz e uma enorme tranquilidade....
... será o efeito do mar, nas fotos, que me deslaça assim...

Templo do Giraldo disse...

Passei aqui para te dizer que o templo está de regresso. Passada que está esta época festiva. Estamos de volta.
Quando quiseres passa por lá. Da minha parte ja fiz o meu "dever".

Um abraço.

Maria P. disse...

Que maravilha!


Beijinho*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
grito inquietante,
libertador das humanas grades,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga,
,
não a serra veio á praia,
,
só vou á serra, em agosto,
e mesmo no verão,
preciso de 5 mantas e 10 cobertores
para conseguir dormir, para passar
frio vou para a patagónia ...
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Templo do Giraldo
,
espero,
a partir de amanhã,
"assentar" nas visitas,
,
abç
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
gratificado, fico
,
bji
h
,
*

Gerlane disse...

Forte expressão de consciência da importância da libertação.

Beijos pra ti!

poetaeusou . . . disse...

*
Gerlane
,
libertação de nós, em nós ...
,
conchinhas mareantes, deixo,
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

...olho...é rei!


Era o Verbo...AMAR,no princípio!

AMA, no pesente

AMARÁ,no futuro...

Um beijinho doce;)

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido amigo Poeta, lindas fotos... Mar + mar e sempre mar, para mim também... É o grande amor da minha vida!
Paixão autêntica... Beijinhos de carinho e amizade,
Fernandinha

Barqueira disse...

Já te disse que a tua escrita crescia dia a dia? Repito.

(qualquer dia não cabe na ganga...)

Bjs. :)

GarçaReal disse...

Força fantástica esta deste teu poema, que de ganga não vai, pois mostra a força da vida de um povo.

Gostei a valer.

bjgrande do Lago

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
nem principio,
nem passado,
nem futuro,
,
sem sereia
dulcineia,
em cervantes
moinho sem vela,
na vela,
da barca bela,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
o mar
que nos une,
na paixão blogueira,
,
conchinhas de amizade
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Barqueira
,
a tua condescendência,
sensibiliza-me,
,
conchinhas de gratidão
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
fico feliz,
,
e tu sabes que sou sincero,
,
conchinhas de gratidão
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Angel of Light
,
registo a tua preocupação
com os problemas ambientais,
uma lacuna do nosso ensino,
bem hajas,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria
,
eu sinto,
inquietação e receio . . .
quase a roçar o medo,
,
*

gaivota disse...

ah terra linda ...
hei-de ir até à india ...
não vou nada, bastião, não vou é sair daqui!!!
atão, meu, pra quem é é q'havia de ser o pão?!?!?!?
só se tava néuva...
depois chama-lhe pólennnnnnnnnnnn
pililipares...

Acordomar disse...

Gostei de ouvir o mar a esta hora, até parecia que estava lá junto dele...

Beijocas Poeta ;)*

Pitanga Doce disse...

Na Patagônia não há um queijo tão bom nem um tinto que aquece até o dedão do pé. hehe

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
ai bastião, bastião,
devias ter levado uma traineira,
ai bastião da pederneira,
nessa noite de lua cheia,
tinhas os olhos cheios de areia,
quando do vasco gama foste capitão,
,
gaivota,
não há terra quemá praia,
nem site quemá pardanêra,
,
vom á meia de lête,
e 3 bolas de berlim,
antes que venha a ASAE,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
acordomar
,
d. fuas, não foi tentado,
pelo demo, é mentira,
foi tentado pelos teus olhos,
quando dançavas o vira,
,
recuperação total,
para a tua querida,
,
jokas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
mas eu quero ir,
eu vou e vou prontes,
levo o vin de lafões, dão e pinhel
mel da serra, muito queijo,
pão alvo e broa de milho,
muita, para congelar num buraco
no gelo da patagónia,
e uma tanga á tarzan para mergulhar no cabo horn, e se
conseguir convencer uns piguins,
vou a nado até ás malvinas . . .
,
conchinhas
,
*

R.G. disse...

Belas imagens.

Beijo Perdido

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
grato
,
conchinhas
,
*

ondina disse...

este vídeo trouxe-me um cheiro de mar atlântico que me puxou uma lágrima e me arrepiou toda. obrigada

poetaeusou . . . disse...

*
ondina
,
mar . . . sortilégio,
estar junto a ele,
é um privilégio
,
conchinhas daqui,
,
*