dezembro 11, 2007

>>>>>>>>> c o l o <<<<<<<<<


na minha ignorância, mar eu digo,
és poeta imensidão, nas tuas ondas
garatujando as palavras pela areia,
com a espuma, os beijos dos teus versos,
em apetitosos lábios, mesclados de mulher,
sons harmónicos de búzios, os teus poemas,
declamados ritmos, mergulhados no teu colo
poema e fotos: poetaeusou

32 comentários:

Rosa Maria disse...

Esse teu mar inpira-te todos os dias.
Bendito MAR!

Beijos

gaivota disse...

e mai nada, assim é que é!
toma lá e anda, que se eu quiser nã me ralo!
e não há praia como a nossa nem sítio como a pedernêra
beijinhos ondulados

amigona avó e a neta princesa disse...

Ai que saudade! Que bom é ter colo!
Que bom é poder ter colo!Beijo, amigo...

poetaeusou . . . disse...

*
rosa maria
,
ditoso mar,
que nos embriaga de ternura,
,
desditosos aqueles,
que não entendem tanta beleza,
tanta harmonia, nesta imensidão,
,
conchinhas coloridas
*

Sol da meia noite disse...

Porquê na tua ignorância, Poeta?...
Se o que dizes sentido faz.

Beijinhos mil

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
lá vai a praia, o site
e a pardanera,
vamos pró lance da esprangeira,
lancear ao carapauuuuuu,
*
estrelinhas
*

poetaeusou . . . disse...

*
amigona avó e a neta princesa
,
colo de mãe, abrigo,
colo de avó, lembrada história,
colo da escola amiga,
colo da maria, dos brincares,
colo do primeiro beijo,
colo da amizade das amigas, namorada e noiva,confidente e mulher, e a
companheira/mãe do menino homem,
,
colo, um cais de chegada
,
maresias amigas, para ti
*

***Serena*** disse...

Mergulhando neste teu belo mar
Sorvendo cada palavrinha tua
Me aninho suavemente
Num colo de céu e maresia
***

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
*
quem sou eu,
para cantar o mar,
sol da meia noite ?
,
brisas de jinhos,
*

multiolhares disse...

Somos ignorantes, pois não conseguimos
Entender tudo o que ele nos diz, tudo o que
Ele nos dá ,porque nos dá, enfim….
Mas é preciso ser grande para aceitar a ignorância
Que sendo não é
È preciso ser sensível para ver o mar
E descobrir sempre algo diferente
È preciso ser menino para sentir o quadro da vida
Pintado com cores suaves
E tu tens esse sentir de menino-homem,
Poeta, amigo, amante

Beijos nossos
luna

poetaeusou . . . disse...

*
***Serena***
,
colo mar
belo, sorvido
maresias dos céus,
em mergulhados véus,
de rumos vividos
do meu aninhar
*
estrelinhas do mar deixo
*

rosa dourada/ondina azul disse...

"Mar, poeta imensidão"

Gostei muito !!!


Beijinho,

Paula Raposo disse...

E eu digo :'Mar, estás presente enquanto eu estiver por aqui...'. Belas fotos. Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
pisaste a praia
correste para o mar
molhaste a saia
para em ti reparar
o mar te conquistou
e de cabeça perdida
contigo bailou
foi de cravo ao peito
a dançar o vira
enlaçou-te a preceito
e no vira e revira
beijou-te . . . sem jeito
*
beijos daqui
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
rosada imensidão
poema dourado,
ondina, deusa mar, azul
,
pedrinhas rosadas,
*

poetaeusou . . . disse...

Paula Raposo
*
paulinha
,
tu ofuscas o mar,
,
no ternurento
encanto dos teus poemas,
*
beijos "murais",
*

Helena disse...

Mergulhei nos teus lindos versos
escritos ao ritmo das ondas

beijinhos

Kalinka disse...

Olá Poeta
na minha ignorância, pergunto:
Vives mesmo na Nazaré? pertinho do mar? se sim, és um sortudo.
Belas fotos consegues, faça sol, chuva ou nevoeiro.

A palavra mar associa-se a imensidão, ondas, areia, espuma, búzios...a minha neta pede-me para ir com ela apanhar conchinhas na nossa praia fluvial.
Beijos e abraços.

poetaeusou . . . disse...

*
Helena
,
comentário ritmado,
em ondulada indulgência,
,
jinos de solarengo areal,
*

poetaeusou . . . disse...

*
kalinka
,
a 60 metros da praia,
tenho o mar no meu olhar,
tenho o iodo nas minhas veias,
e tenho nos meus pensares,
redol, sophia, natalia, branquinho,
camões,espanca, nemésio, brandão,
,
conchinhas
*

Sininho disse...

Mesmo frio e salgado, um colo sabe sempre bem...

Abraço

Carminda Pinho disse...

Poeta,
colo? ah pois! também eu queria!
Quem não gosta de um colinho?
E pode-se dar e receber colo de tantas maneiras, é só pôr a imaginação a funcionar, não é?

Beijinhos

Sant'Ana disse...

Doce embalo, Poeta.

andorinha disse...

Mergulhar no colo do mar é o que apetece ao ver as tuas fotos... mesmo estando o verão já tão longe.

A COR DO MAR disse...

Tens um mar muito lindo ....
(mas o meu tambem é ;))

Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Sininho
*
não duvido,
,
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carminda Pinho
,
imaginação, o poder da mente,
,
colo ? o da minha avó, colo puro,
de amiga, mentora, confidente,
*
brumas mareantes, para ti,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sant'Ana,
*
colo ondulante
em,
doce embalo.
,
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
andorinha
,
vislumbra o mar,
e,
mergulha, e nada até ao
horizonte da tua imaginação,
*
marés de jinhos
*

poetaeusou . . . disse...

*
A COR DO MAR
,
mar é cor,
. . . a cor do mar,
,
conchinhas
*

marias disse...

E o Mar, o infinito mar!...
Quando o olhamos ouvem-se esses poemas declamados pelo som das ondas e que bom é sentir os seus beijos quando uma nos vem tocar de mansinho e nos embala!...

Adorei poetaeusou:))))

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
marias
*
embala-me poema,
meu sonante mar,
horizonte ou infinito declamar,
o meu dilema,
,
jinos em pilipares de gaivotas,
*