outubro 12, 2007

>>>>>>>>> g r i t o s <<<<<<<<<


procuro a tempestade do teu corpo
no vendaval das palavras destruídas
corrigindo as esperas dos teus gritos
envolvendo nos meus gestos e afectos
procuro as sensações que me encantam
nas violentas e sucumbidas madrugadas
das correntes dos teus abraços suplicantes
sofreguidão nos naufrágios dos teus lábios
poema e fotos: poetaeusou

38 comentários:

multiolhares disse...

Em vendaval de amor
Te entrego o meu sentir
Pois minha alma
Com a tua há muito
Já caminha

Beijos nossos
luna

Maria disse...

A segunda foto....... o grito do mar.....

Não consigo comentar o teu poema, de tão belo....
Abençoado amor que te traz toda essa inspiração...

Inté

Sol da meia noite disse...

O teu poema é lindo!...

Acredita Poeta, que por mim passou uma tempestade, que destruiu palavras e que não deixa ninguém ouvir os meus gritos...
Todo o meu ser, está reflectido na tua segunda foto...

Deixo beijos!

Pitanga disse...

Concordo com a Maria. Esta onda que bate assim no mar...é um grito. Mas de quem?

Sophiamar disse...

é a paixão a irromper qual vendaval de beijos e abraços, sofreguidão na entrega dos corpos que se amam...

beijinhosssss

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
*
luna
,
ondas gritantes
em entregada pedra
feita mulher
leito de vagas
nas marés, no mar . . .
*
beijos daqui
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria
*
grito do amor,
grito do mar,
a minha musa gritante,
*
um beijo (hoje)
*

Paula Raposo disse...

Aqui está um lindíssimo poema!! Adorei. Beijos para ti, Henrique, que quando queres até escreves...

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
*
ouve o mar,
no quebrar da onda,
é
emergente . . .
a sua mensagem,
*
deixo beijo de mar
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
*
o grito do cisne ?
não . .
o grito do ypiranga ?
- ??? –
o grito do Mar ?
com certeza,
*
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
sophiamar
*
o mar,
é dar e receber,
como,
o carinho, amizade, o amor
,
ao mar damos amor,
a nossa presença, o respeito,
pelos seus humores,
o mar é humano, Isabel, sabias,
ele dá-nos a sua beleza,
na sua imensidão,
o descanso do nosso olhar
*
um beijo de iodo,
para ti
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
*
paulinha,
,
pragmática . . .
,
nua e crua, como sempre,
,
beijo
henrique
*

Um Momento disse...

Turbilhão de sentimentos
Tempestade de sentires
Grito no silêncio adormecido
No encanto do mar enraivecido
Ondas de ternura se envolvem
Correntes de afectos se enlaçam
Naufrágo nas águas cristalinas
Mergulhando em sensações que me abraçam

Beijo em silêncio
(*)

as velas ardem ate ao fim disse...

Hoje não me apetece gritar..Tem dias que a vontade é imensa.mas hoje apenas quero quietude.

bjinhos para ti e bfs

Sininho disse...

Torrentes de sentimentos com o mar à flor da pele.

5 ***** para o poema e outras 5 para o mar.

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
as velas ardem até ao fim
*
respeito a tua atitude
não te apetece gritar ?
aconselho, procura o mar
absorve toda aquela quietude . . .
*
bjino
*

Pitanga disse...

Não, Poeta. Nesse mar há alguém que grita mais alto do que ele. "Com certeza".

abraços de volta.

poetaeusou . . . disse...

*
Sininho
*
5 ***** e
outras 5, para os ladrões...
,
hehehe
*
Abraço
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga
*
o mar
é a sublimidade total
*
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
*
abraçam-te
as tempestades
de enraivecidos gritos.
na corrente ternura
dos encantados sentires
*
beijomar
*

GarçaReal disse...

Poeta....
Hoje particularmente bonito...

Nas violentas e sucumbidas madrugadas...Assim versejas.

bjgrande

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
*
sucumbidas madrugadas...
,
com o nascer do sol ?
*
jino
*

Sininho disse...

E tens encomenda l� no meu canto.

Abra�o

poetaeusou . . . disse...

*
sininho
*
já "botei"
*
xi
*

GarçaReal disse...

O nascer do sol acarreta sempre um amanhecer e apaga as madrugadas...


bjgrande

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
*
o ciclo vicioso
das alvoradas . . .
*
bji
*

Fernanda e Poemas disse...

Olá Poeta amigo, grata pela visita e comentários.
Gostei muito das fotos.
Adoro o mar, como se de alguma maneira fizesse parte dele.
Quanto ao teu poema, está tudo dito.
Basta lêlo com o coração.
Muitos beijinhos!
Fernandinha

helena disse...

Teu poema é uma riqueza
teu mar uma beleza

um beijo

MEU DOCE AMOR disse...

Poeta,Poeta,Poeta...não procures a tempestade do referido corpo,pois pode transformar-se num ciclone...

Dio mio.Mama Miaaaa!!!!

Voltando...quem volta é porque partiu.E eu nunca parti.Fiquei sempre.

Um beijo doce Lindo Poeta do Mar:))

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda e poemas
*
todos nós fazemos parte do mar,
todos nós vertemos
lágrimas salgadas,
salgadas do nosso viver,
*
beijnhos
*

poetaeusou . . . disse...

*
helena
*
eu quero mais
irei sonhar
invento o mar
olvido o cais
*
jino
*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
*
que venha o,
ciclone,
tufão,
furacão,
tornado,
até o el niño,
porque, o segredo está na massa,
dio mio. mama mia,
não é belini ???
*
jinos de iodo
*

Carminda Pinho disse...

Poeta,
ao ler este teu poema imaginei que, ouvia o mar batendo nas rochas e que, o som que provoca é como que um grito de prazer que não pára até a maré acalmar e vir outra vez de mansinho.
Beijinhos

A COR DO MAR disse...

Apetecia-me estar ao pé dumas ondas assim. Agora neste momento.

Beijocas mts

poetaeusou . . . disse...

*
carminda pinho
*
De manhã temendo que me achasses feia
acordei tremendo deitada na areia
mas logo os teus olhos disseram que não
e o sol penetrou no meu coração
vi depois uma rocha na cruz
e o teu barco negro dançava na luz
vi teu braço acenando entre as velas já soltas
dizem as velhas da praia, que não voltas
são loucas... são loucas
,
in ) amália
,
marés de jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
a cor do mar
*
a pedra
do guilhim,
na vaga coberta
beleza sem fim
imensidão desperta
evasão de mim
*
jokas
*

SílviA disse...

Intenso... prende!!!

***

poetaeusou . . . disse...

*
silvia
*
esperas
e
correntes
*
xi
*