agosto 04, 2007

»» 4 de Agosto, adoravas este dia, Antónia ««






.


A n t ó n i a
se não te importares, vou recordar,
aquele distante dia, frio, de Janeiro,
cheguei a casa, não te encontravas,
no sitio habitual, uma mensagem,
Zé, estou “lá”, fui ao “lá”, não te vi…
não estavas no muro, sobranceiro á praia
os meus olhares percorreram o vasto areal,
avistei-te na praia, sentada pertinho do mar
o sedutor mar de Inverno, a enrolar-se na areia,
beijei-te, os teus olhos, queriam entrar nos meus
fiquei na sublime espera do mexer dos teus lábios
em cósmica sinfonia ouvi, Zé, meu amor, vais ser pai,
que felicidade senti, sentei-me a teu lado, não espera,
disseste, e correste para o mar, contente, feliz, uma
transparente onda, beijou-te os pés, está fria, gritaste,
as gaivotas escutaram, nos seus bailados esvoaçantes
fui ao teu encontro, vou beijar-te, disse, sorriste e
exclamaste, não, quero ficar, com o calor do beijo
que me deste nos pés, meu mar do amor
texto e fotos: poetaeusou

25 comentários:

Sophiamar disse...

As tuas palavras são finas pérolas criadas no oceano mais puro e cristalino. São cristais esculpidos por poeta doce e sensível que muito amou e ama.
Para ti, doce Henry, envio, comovida, muitos, muitos beijinhos.

Isabel

poesiadaspiramides disse...

Momentos que devem ser sempre recordados, são páginas escritas da tua vida, e um momento destes onde um nascimento surge onde uma vida une o que Deus uniu é sublime, Parabéns Antónia por teres sido mulher por teres sido mãe e poderes tido estar na vida do poeta até as asas dos anjos te abraçarem

Beijos nossos

Papoila disse...

Bonito Recordar
Homem /Pai
Amado
Vidas... Cheias de Saudade

Beijocas
Bom Fim de Semana
BF

sonhadora disse...

Recordar um momento tão sublime como este, desta forma, revela-te. Esta sonhadora, com os olhos liquefeitos pelo momento delicado que recordas, homenageando aquela que te fez pai, só pode reiterar o que sempre diz quando te visita, homem dos meus sonhos és um homem de sonho. Saio sonhando com o momento do nosso encontro.
Acontecerá?
Beijinhos embrulhados em abraços

MEU DOCE AMOR disse...

Mar do Amor...

Gostei tanto do que escreveste.

Beijinho doce Poeta e um sorriso de Alma

gasolina disse...

Tão pessoal, tão profundo, tão belo, tão teu.

Sem comentário. Apenas e ainda Parabéns.

BEI/de MARÉ

Isabel-F. disse...

que lindo amigo ...

e que bela recordação....

beijinhos e obrigada pela partilha deste momento tão especial que é teu...

NETMITO disse...

Poeta,escreves com muita almita.
ABRAÇOS.

Fernanda e Poemas disse...

Querido poeta, obrigada pela tua visita ao meu blog.
Agora deixo-te aqui um pequeno comentário;
És um Homem com H grande,
porque assumes os teus sentimentos,
que te faz frágil e ao mesmo tempo
um ser maravilhoso.
Gosto muito de ti!

Beijinhos,

Fernanda

Pitanga disse...

Venho aqui e..não digo nada.

Abraços doces

MEU DOCE AMOR disse...

Vim deixar um beijinho a ti.

poetaeusou disse...

*
sophiamar
*
cristalinos são
os teus comentários
*
beijo grande
*

poetaeusou disse...

*
poesiadaspiramides
*
luna
*
um beijo daqui ...
*

poetaeusou disse...

*
papoila
*
bigado
,
um bom domingo
*

poetaeusou disse...

*
sonhadora
*
nunca digo, não ...
*
só uma pergunta,
recuperas bem,
das desilusões ?
*
hehehe
,
um beijo em
frutos do mar,
*

poetaeusou disse...

*
meu doce amor
*
obrigado pela
amizade que sinto em ti !!!
*
beijinho
transparente do meu mar
*

poetaeusou disse...

*
*
gasolina
*
tinha que o fazer
senti-me bem
*
bjs
*

poetaeusou disse...

*
Isabel-f.
*
não sei porque o faço
mas,
apenas, impulsividade
não é …
*
xi
*

poetaeusou disse...

*
netmito
*
agradeço
a visita e comentário
*

poetaeusou disse...

*
Fernanda e poemas
*
não mereço as tuas palavras,
fernandinha
*
ji
*

poetaeusou disse...

*
pitanga
*
entendi …
tudo …
*
marés doces
*

poetaeusou disse...

*
meu doce amor
*
quero muitos …
*
um ao pôr-do-sol
para ti,
*

M R disse...

Recordações perpétuas de amor e saudade!

Parabéns

Mário

poetaeusou disse...

*
m r
*
eternas,
,
é,
*
abç
*

Sílvia disse...

Estive para aqui a pensar o que escrever, chego à conclusao de que nada do que eu escreva irá traduzir o que senti ao ler este momento tão alto...

Bjo grande