agosto 02, 2007

>>>>>>>>>>>>>> a b r i g o <<<<<<<<<<<<<<


porto cais
doca refúgio
aportada partida
na ida chegando
albergado abrigo
dique leito aguardado
colo amigo do desabrigo
embarcadouro dos desejos
resguardo dos meus delírios
em ancorada sofreguidão espero
do aconchego no calor do teu regaço
poema e fotos: poetaeusou

22 comentários:

poesiadaspiramides disse...

O meu regaço sempre será porto de abrigo do teu respirar

Beijos nossos

MEU DOCE AMOR disse...

Quero colo.Quero mesmo.Mas colo abrigo dos teus desejos.

Beijinho doce:)

poetaeusou disse...

*
poesiadaspiramides
*
luna
,
já sei onde arribar,
das vagas altaneiras desta vida,
,
beijos daqui
*

poetaeusou disse...

*
meu doce amor
*
chamarte-ei
meu porto seguro,
*
areal de beijos
*

Fernanda e Poemas disse...

Poeta, as fotos são lindas.
O poema toca-nos o coração, em cada palavra tua eu encontro por detrás duas ou três, que não foram escritas.
Estarei enganada ?
Penso que não querido amigo.
Muitos beijinhos,

Fernanda

Pitanga disse...

Depois de recente visita a Aveiro ando apaixonada por faróis.

abraços

Eärwen Tulcakelumë disse...

Tuas palavras sempre são lindas. Por vezes necessitamos de um colo, de um porto,de um amigo...
Lindas fotos, me fazem sempre viajar.

Pérolas incandescenes de luz!

Eärwen

Sophiamar disse...

E a paixão mais viva do que nunca tomou o cais do teu coração. Ama,beija, abraça,vive intensamente cada dia, poeta genial.És amado? Tanta felicidade a tua! Merece-la, homem bom.Ela dá-te tudo? Tudo não é demais.

Bom fim de semana.

Mil beijinhos

poetaeusou disse...

*
fernando e poemas
*
estás certa, fernandinha
,
grato pela tua amizade
,
ondinhas de baijos
*

poetaeusou disse...

*
pitanga
*
o farol da barra,(aveiro)
no inverno e com o mar picado
tem um poder cósmico, sobrenatural.
sinto os meus avoengos, finicios,
quando lá estou.
como sempre, tens bom gosto ...
*
xi
*

poetaeusou disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
*
eis o que eu penso,
,
"nunca traias um amigo
atraiçoas um pouco de ti"
,
ondas de felicidades
*

poetaeusou disse...

*
sophiamar
*
cais do coração
ao sabor do levante
de um amor distante
pelo sol beijado
no areal cantado
em marés de paixão
*
um beijo grande amiga, querida
*

Maria Clarinda disse...

Posso esconder-me neste refúgio?
Lindo!!!!!Jinhos mil e obrigada pelo carinho.

poetaeusou disse...

*
Maria Clarinda
*
refúgio,abrigo, aconchego, asilo, resguardo,guarida, conforto,albergue,
,
o que quiseres
,
pililipares carinhosos
de gaivotas
*

Naeno disse...

BAILARINA
para minha filha Isadora - foto

Cessou o vento.
Todas as árvores
Ficaram imóveis na espera
Do número espetacular.
Quedaram-se, só o silêncio
Se ouvia.
O tempo ornamentado
Num paramento de estrelas e lua,
Brilhos dos olhos das cores
Que se moviam lépidas e leves.

Foi um silêncio macio, plumoso
Que começara por entremear seus pés e braços.
Uma folha sai. Viva e nova, de uma moita
E alça vôo sem um alarde
E cai sobre a grama tapetada.

É uma esperança viva e verde
Que se lançou do alto da lona
Com uma aparência de palhaço mudo
E assim foi tudo
Tudo o que se aguardava ver
Uma esperança, alí,
Dançando como bailarina
E que num salto empina,
Com suas asas, pelo ar.

Um abraço
Naeno

poetaeusou disse...

*
naeno
*
Brilhos dos olhos das cores
*
ji
*

Isabel-F. disse...

bom ...

que posso eu dizer senão repetir-me???

são sempre bela as tuas palavras...
os teus poemas...


bjs e bfds

poetaeusou disse...

*
isabel-f.
*
são sempre reconfortantes
os teus comentários . . .
*
xi
*

Pitanga disse...

Poeta quando fui a Aveiro já não era inverno mas o efeito foi devastador. Tenho bom gosto sim.

abraços

Entre linhas... disse...

Palavras que tocam profundamente e quanta beleza.
bom fim de semana
Bjs Zita

poetaeusou disse...

*
pitanga
*
acredito que sim
,
o teu bom gosto
é normal
numa citadina
urbana, e.
cosmopolita
,
xi
*

poetaeusou disse...

*
entre linhas
*
bigada
és gentil
*
conchinhas nazarenas
*