março 16, 2007

sociedade,cactos,urtigas


Fantasiando o irreal
Blogasfoiounicotemaencontradoparaasfotos
Apeteceu-me
porquê, o envolvimento, baseados em extractos,
de acontecimentos, na sua quase totalidade
sonegados. Será que o ridículo terá idade ?
os podres da sociedade a que fugimos, para
este virtual refugio, atingiram as redes Gatesianas
o tolerante, o solidário, o ombro amigo, vira carrasco.
recebi-te sociedade, com respeito, com elegância,
com amizade, trocando confidencias, choros,
que na partida agradeces-te o bem estar concedido,
obriga-nos a gritar como Júlio César, até tu Bruptos …
fui eu que ateei a fogueira da insensatez ?
venham cactos, venham urtigas como eu as rego…
todos os dias, com a pura agua, com lágrimas salgadas.
como eu me purifico quando me pico em vós.
quando absorvo o teu veneno, feito vacina, cacto,
a tua antibiótica peçonha urtiga,
por isso nós num trio alimentício, nos nutrítivamos.
com fibras, de respeito, de amizade, de tolerância
dou vos a agua e o sol, vosso alimento.
absorvo os vossos causticados venenos, feitos amor.
para enfrentar as emboscadas desta sociedade
em que eu teimo enfrentá-la com os olhos de poeta.
e continuar a respeitar quem me atraiçoa
e sem ser ingénuo ou imbecil
eu que não tenho algemas nem amarras, nem temor.
gritarei vezes mil
vil sociedade poderás viver como quiseres.
mas nada tem sentido sem o amor.
prosa e fotos/poetaeusou

24 comentários:

Isabel-F. disse...

"........
para enfrentar as emboscadas desta sociedade
em que eu teimo enfrentá-la com os olhos de poeta.
e continuar a respeitar quem me atraiçoa
e sem ser ingénuo ou imbecil
eu que não tenho algemas nem amarras, nem temor.
gritarei vezes mil
vil sociedade poderás viver como quiseres.
mas nada tem sentido sem o amor.
"

continua a ser assim

bom fim de semana
bjs

poetaeusou disse...

isabel-f.
grato
pela
solidariedade
com
art & design
bfs
b)

wind disse...

Excelente! Parabéns!:)
beijos

Maria disse...

Para mim este é o texto mais verdadeiro, mais sentido que publicaste até hoje.
Nada tem sentido sem o amor, como dizes, e eu acrescento sem a amizade, a tolerânica, a solidariedade, a honestidade, a transparência, numa relação a dois ou de amigos...
Precisamos de ser verdadeiros connosco e, sobretudo, com a Vida!

Um abraço daqui, poeta...

poetaeusou disse...

wind
.
carecia desta brisa
*
brisinha
*
b)
*

poetaeusou disse...

*
maria da "ÓLANDA"
*
registo
*
inté
*

Teresa Durães disse...

já vi que foste vítima de gente daqui que adora manipular. Lamento. O ser humano é dual em tudo.

Nem todos são iguais, acabas por distinguir. Nem o país é o que dizem, nem os portugueses são o monstro que anunciam. Uma questão de distinguir a semente do restolho

boa tarde

bom dia isabel disse...

Li com interesse este teu post em prosa feita poesia ou em poesia feita prosa. E não sei se te deva responder fazendo minhas as palavras de outrem ou se crie , com as minhas próprias palavras, um comentário de acordo com as considerações que aqui nos deixas. Gostei do comentário da Maria. Como sempre ou quase sempre! Mas, pensando bem, como fizeste algo de diferente, vou também deixar mais umas linhas. Este mundo Gatesiano é exactamente igual ao outro. Com as mesmas qualidades e defeitos. Não há dois mundos. Há um só.O mundo real onde está contido o virtual. Fugir de um para entrar no outro, será assim como que fugir da lama para entrar no lamaçal. Mas há por aqui muita gente boa. Boa e bonita.Continua a reger-te pelas regras de conduta que te ensinaram mas nunca deixes de te respeitar nem que te desrespeitem, apregoa aos quatro ventos a tua indignação... e continua a olhar o mundo com esses olhos de poeta. " Nada tem sentido sem o AMOR".
Beijinhos

poetaeusou disse...

*
teresa
*
eu não personalizo
e
como dizes
a condição humana está presente
a começar por mim, como é obvio.
*
grato
*

poetaeusou disse...

/
bom dia isabel
/
como posso gritar a minha,
indignação, se eu alem de outros,
tenho dois sentimentos intocáveis.
Perdoar. Tudo e a todos.
Gratidão. Procuro ajudar os outros,
como por outros fui ajudado.
/
isabel
formosa a tua prosa, como a tua
ria formosa.
/
jino
/

marimar disse...

As voltas que o mundo dá!Tanta tristeza, poeta!
Ontem cantavas o amor, a fantasia, hoje trazes-me a dor,perdeste a alegria?
Traçaste aqui o teu auto-retrato psicológico, involuntariamente, talvez. Uma obra-prima! Mas as obras-primas também saem nos momentos de tristeza, desilusão, dor, amargura...
Homem do mar, faz-te a ele, iça âncora e ruma...encontrarás novas paragens.Com muito, muito amor.
bjo

dulce disse...

Disseste bem ... nada tem sentido sem o amor!
Beijos

poetaeusou disse...

MARIMAR
S.
sempre naquele momento.
nada de especial, acredita.
não tomes as minhas dores.
cuidados com as urtigas e cactos.
a impregnação é galopante.
rumarei a porto seguro. sim.
guiado por ti, meu Farol...
beijo
h/

poetaeusou disse...

*
doce Dulce.
/
extraiste o melhor.
/
o amor
/
é tão facil
dar e receber amor.
sentido, vivido,
/
sem outras conotações.
/
bj)
/

Lindona disse...

O amor é a roda que faz girar a vida.

poetaeusou disse...

*
Lindona
/
são palavras tuas :
/
O amor a girar, á roda da vida,
faz, faz, faz, faz.
/
x)
*

PoesiaMGD disse...

O poeta é mais forte que todas as emboscadas, todos os cactos e urtigas porque dele parte a crença no amor!
Um grande abraço pela luta contra os preconceitos que a sociedade nos impõe!

poetaeusou disse...

/
poesiamgd
/
canta, poeta, canta.
violenta o silencio conformado.
cega com a outra luz a luz do dia.
desassossega o mundo sossegado.
ensina a cada alma a sua rebeldia.
in) miguel torga
/
b)
/

acordomar disse...

.. que te dizer poeta ?!
Eu ando nestas andanças ha bué, e pouca coisa me consegue "machucar" So sei que td o que é real faz mais mossa...!
Beijoca ;*

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Regressei depois do internamento...

Já sentia saudades, apesar das curtas 24 horas (sim os meus dias deveriam ter 48....)

Só para mandar um beijinho =^.^= tarina

poetaeusou disse...

A COR DO MAR
*
é isso
/
beijoka
/

Luna disse...

Tudo pode acabar,se desvanecer, só o amor fica ,esse faz parte das leis do Universo, o homem pode alterar o que é mas nunca o verdadeiro amor, e esse ,poeta, sabe perdoar, entender e desculpar, a vida é assim feita de pessoas boas e outras menos boas, as encontramos diariamente, em qualquer parte, sabes por vezes, quando alguem é menos correcto em relação aos meus pensamentos ou sentimentos, agradeço pois são esses momentos que me fazem reflectir no que realmente é importante na vida, e estou contigo é o amor com toda a certeza
beijinhos

poetaeusou disse...

tarina
hó minha sereia.
senti um vazio, enorme.
estou, preenchido, com esse,
iodo, salitre e maresia, de ribamar.
um até logo.
sonhos fantasiados.
b)

poetaeusou disse...

LUNA
*
não me magoa a ofensa ...
magoa-me a insensibilidade,
de quem ofende.
*
Semear amor é um gesto sublime.
*
não tem nada a ver,
com o outro amor ?, pseudo ...
»» não é para ti, Luna. Óbvio. ««
*
jinos
*