janeiro 25, 2007

A MULHER ... SEMPRE A MULHER ...

A FACULDADE, OS NETOS E A ANA

Hoje o Mar, chamou-me.
Manhã cedo, antes do nascer do Sol.
Percorri a marginal, máquina digital pronta.
Ao longe vi um único vulto.
Uma mulher, trabalhava o peixe.
Reparei melhor, era a Ana, a minha amiga, Ana.
Fez-se luz. O João, o meu grande amigo João.
Quer dar-me, conhecimento de algo.
Quem foi o João ?, um herói, morreu no Mar.
Esgotado, Depois de salvar seis camaradas. Foi há 40 anos.
Ficou a Ana, e dois filhos. E uma grande perda, em todos nós.
Ana, 18 anos, 2 filhos, e uma grande caminhada à sua frente.
Caminhou sózinha, passou os seus valores aos filhos, aos netos.
Aproximei-me da minha amiga, o seu beijo cheirava a mar, a João..
Ana, a secares peixe, vai chover, está frio, não careces assim tanto.
Preciso Zé, necessito para os meu netos, sabes que a minha neta.
Está na faculdade, há dois anos, o meu neto João entrou este ano.
O dinheiro vem fazer jeito, Zé, não é para mim, é para ELES.
O rosto, de desgostos feito, brilhou como os seus olhos.
O sorriso franco, naquele olhar constante de fitar as ondas.
Ondas do Lago das Viúvas, fixem o nome, o Lago da Viúvas.
Continua com essa força, Ana, disse-lhe. Pensa nos teus netos.
Sabes que sim , Zé, as minhas saudades, são o futuro.
Vais ver que eles vão-te agradecer, com boas notas, Ana.
Dei-lhe mais um beijo de despedida. Ana, invejo-te essa força.
Conta comigo do que necessitares. Só da tua amizade, Zé, Só.
Retomei a minha caminhada, de viés, vi-a a fitar o Mar.
Com aquela utópica esperança, de correr para os braços do João.
Já um pouco afastado, num extasiar de alegria, Ana gritou-me:
À ZÈ, não sabia que era tão fácil, aprender a ser DOUTOR.
Delineei um sorriso, olhei para o Mar e pisquei um olho ao JOÃO.


in) poetaeusou


41 comentários:

Maria disse...

Não escrevas muitas vezes assim, porque eu não consigo comentar...
Eu até conheço essa Ana... e tantas outras anas da praia...
Ai, os carapaus enjoados...
Inté

non disse...

Poesta, és.

E ao ler-te, quem sabe uma mulher, uma viúva, de pescador ou não, olhe de novo o mar e lhe veja o " azul da amizade.

:)

Bjs

acordomar disse...

Vi a foto dos carapaus, e sempre me deu vontade de rir, quando os vejos, assim, todos escarrapachados, mas .... depois o texto é que foi - Verdades demasiado reais nao é Poeta?
É a vida...
A vida doi mar ...

Beijoca prati*

poetaeusou disse...

Maria.
Falámos nos carapaus do S.Brás.
O João, delirava, no 3 de Fevereiro.
Quem sabe, se eu "apanhei" o sinal
que ele me enviou.
Vou pensar, que sim Maria.
inté.

poetaeusou disse...

NON.
O escrevinhado é real, Mady.
Há outras Anas, como escreve a
minha amiga Maria. Nao só na Nazaré.
E tua tambem sabes...
Bjs. Marine Blue.

poetaeusou disse...

A COR DO MAR
O peixe secado ao Sol.
Fornece-nos a Vitamina D.
Em maior quantidade do que o Sol.
O Sol através da pele.
Os carapaus ridiculos,(Cruel ihihih).
Entra pelo circuito digestivo.
É, é a vida. Vamos aceitá-la.
beijocas. Solares.

Paula Raposo disse...

Quando se escreve assim e quem lê, sente, é porque és mesmo Poeta!! Beijinhos.

poetaeusou disse...

Não tanto como tu, Paulinha.
Ao assimilar o teu poemar,
Os ciumes, quais labaredas infernais, reduzem a cinzas, toda a minha clarividência.
Porque sofro tanto, Cupido ?.
God ???
Bjs.

wind disse...

Há muitas Anas reais por aí.
bjs

Maria disse...

Gostava mais do aspecto anterior do blog... apesar de cor de rosa...
Inté

Ana Ramon disse...

O mar sempre me assustou. Vivi sempre perto dele (menos agora)e assisti a muitos dramas, infelizmente. Mas continuo a sentir prazer quando ouço o canto das vagas a desabarem sobre a areia. Um texto muito bonito.
Um abraço

poetaeusou disse...

Esta é real, Wind.
R há muitas por aí.
Demais, infelizmente.
jinos.

poetaeusou disse...

Maria.
O nosso mar,está a pedir meiguices.
Calmo, suave, amoroso, lindo.
Maria, Cor de Rosa ? ...
Isso não se divulga.
É intimo .... ihihihihihihihihi.
jinos, da Pedra do Guilhim !!!

pitanga disse...

Desculpe a demora mas cheguei!!! Obrigada pelo "bombom".
Tomara nunca criem uma vacina contra o meu "vírus"...hehe
abraços

poetaeusou disse...

Ana, o Mar é Amigo.
O homem, tem que o respeitar.
Terra com Mar, é Terra abençoada.
O seu marulhar
As ondas beijando o areal.
Com as gaivotas a pirpilipar.
É um pedaço de Tela.
Pintada pelo Sol de Inverno.
Xinos, iodoados

aramis disse...

Não consigo ficar indiferente a esse Mar e a estas histórias tão bem contadas, é que vivo aqui ao lado, em S.Martinho do Porto.Arranco muitas vezes para fotografar a Nazaré, é unica!

Aramis

poetaeusou disse...

O virus da Pitanga.
Só pode ter efeitos.
Regenerativos.
Espero ter uma Mansão.
Apresentável na próxima visita.
Obgd. pela visita.
Bençãos, marinhas.

poetaeusou disse...

Aramis
Grato pela visita.
S. Martinho do Porto ? boa opção.
Nazaré é um paraiso, não é ???
Como não consigo detectar, pela forma da escrivinhares, o sexo.
Envio, um abraço ou Jinos ....
Escolhe...

Teresa Durães disse...

gostei tanto do que li. das Anas, dos seus filhos e dos João's que já se foram.

boa tarde

Ju disse...

O mar tira, mas empresta forças que não se sabe de onde vêem...A Ana é certamente cria dessa coragem que o misterioso mar empresta a quem fica.Lindo cantinho,é o recanto das palavras bonitas...Um ótimo final de semana...

poetaeusou disse...

Teresa.
Bons voos,
Se foram por aqui.
Melhor. hihihihi
Muitos carapauzinhos
secos....

poetaeusou disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sílvia disse...

Tocaste-me...

poetaeusou disse...

Silvia
Uma narrativa, real.
Concreta.
Um drama e um hino á vida.
boas marés, desta Nazaré.

poetaeusou disse...

Ju.
Grato pelas palavras.
Penso conhecer o,
modo deste prosar ?
Será ???
muitos ju, jus...???

dulce disse...

Anas Marias ou Marianas !
Tantas ...
Beijos

poetaeusou disse...

Muitas, Querida Dulce.
Anas da Nazaré.
Anas do Mar.
Anas da Terra.
Anas do Amor Roubado.
Anas de Tanto Amor Dado.
Para ti Dulce, conchinhas,
de amizade, essas conchinhas,
que a Ana recebe dos Amigos.

bom dia isabel disse...

Passei para te deixar um beijinho e desejar um bom fim de semana.

Era uma vez um Girassol disse...

Só para dizer olá e que me tocou muito esta história da Ana...
A mulher...aqui homenageada sempre!
Bjs

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Simplesmente maravilhoso...
Silmesmente triste...

O mar a mim me diz muito
Filha de pescador também...
Rezando sempre a Deus,
Para que o trouxesse em bem...

Agora ja no descanso...
Observando de coração
Fica apenas a angústia
de tempos que lá vão...

É bom tê-lo assim já mais perto!

Um beijo para todos aqueles que foram e são corajosos!

=^.^= tarina

Angústia sabe-a bem

A COR DO MAR disse...

Ola poeta, como esta o mar hoje?
Se nao fose uma carraspana que tenho,ia visita-lo
beijoca b f semana

Sininho disse...

Tanbém ontem estive ao pé do mar, mas, noutras paragens.
O vento gelado, não convidava.
Gostei do poema e iria, com certeza, gostar da Ana, se a conhecesse...
Um abraço e bom fim de semana.

Luna disse...

é a verdadeira força da vida a palpitar nos sonhos da Ana.
beijos

poetaeusou disse...

Bom dia Isabel.
Grato pela visita.
A uma Casa inacabada.
De um Algarvio. Aleixo.
Para mim a melhor quadra.
»»»»A arte é força Imanente.
Não se ensina, não se aprende.
Não se compra, não se vende.
Nasce e morre com a gente.««««««
ondinhas da nazaré

poetaeusou disse...

Pitanga.
Dupla visita e eu com a decoração,
da minha casa incompleta.
Mulheres... Que bom seria este,
Planeta, se fosse dirigido por,
Mulheres !!!...

poetaeusou disse...

Tarina.
Palavras de quem sabe...
O mar é vida com todas as,
vertentes da mesma.
Belo, Meigo, Carinhoso, Mau, Cruel,
Dá Riqueza, dá Morte, dá Paz.
marés e ondinhas suaves, para ti.

poetaeusou disse...

A COR DO MAR
Lindo, adormecido, sem ondas, com
uma quietude, impressionante.
Apresentei-lhe, uma amiga, ele
vaidoso, parecia um tapete de relva. Azul.
O Céu, de anil, deu-nos um pôr-do-
sol. Inebriante.
Na despedida, enviou um braço, uma
onda, com uma mensagem, feita estrela do mar.
Amanhã, hoje, vou manter este visual, escreveu, o céu não, vai ter uma Assembleia de Nuvens.
E é, o Céu Anil, tornou-se Cinza.
Marulhos das ondas, para ti.

poetaeusou disse...

SININHO.
O escrivinhado, tu o dizes.
A Ana, uma só palavra. MULHER.
Como se pode associar,
O sentido de perca, com as,
esperanças dos amanhâs ? ...
abraço.

poetaeusou disse...

LUNA.
E vamos torcer para,
que em ralidade se transformem.
Que possa dizer ás vizinhas
na sua, "natural ingenuidade cultural", Amigas, os maus netos são "Doutores"
Xinos.

Maria disse...

O mar hoje está de todo. Nem mexe.
Nunca vi o mar da praia assim, parece um lago...
ondas de cinco centímetros?
mas está um gelo...
Inté (daqui ao pé)

poetaeusou disse...

Maria.
Sabado. Mar. Quietude. Azul.
Ceu Lindo. Sol. Lua diurna.
Mar. Hipnotizado. Assedia a Lua.
Na Marginal, "os nossos".
De "costas" para o Mar.
Miravam os carros que passavam.
Será possivel?...
Fellini, Rossellini ?...
inté