janeiro 28, 2007

»»»»»»»»»» M U L H E R ««««««««««

Para ti, Mulher

Penso em ti, Mulher.
E não te defino.
Na minha solidão, nocturna.
Nada de ti, visualizo.
Não te encontro aqueles olhos negros.
Da canção de Nat King Cole.
O sorriso enigmático de Mona Lisa.
O apelo ao sexo de Jennifer Lopez.
A atracção erótica de Cláudia Schiffer.
A sensualidade de Diana.
Mas qual Arquimedes.
Gritei, exultante, Eureka…
Também eu achei, descobri, encontrei.
A razão és tu, Mulher.
È que tu és um “todo”
E desse todo, brota o absoluto desejo.
Desejo que é a essência do querer.
Porque tu és:
A aura cintilante do Desejo.
O favinho de Mel.
A porcelana dos Ming.
O cristal da Baviera.
O caviar dos Czares.
O brotejar do Champagne.
A mais fina Filigrana.
Uma Flor….
Uma Túlipa, talvez.
A chavinha de ouro, que abre todos os Jardins.
Que são todos as Mulheres.
A fonte que brota a jorros o sublime desejo.
Sim desejo e não amor. Recusa o Amor.
A mais directa via, para a paixão, paixão que só tem.
duas saídas, o ódio, ou muito pior a compaixão, a dó.
Só pensando em ti, esqueço a solidão, nesta noite fria.
A alma gelada, na cama vazia, à espera do teu calor.
Calor do teu corpo. Calor do teu amor. Calor do desejo.
Mulher, mitiga-me a fome, de carinho, de amor, de afecto.
Cobre-me de todos os beijos do mundo. Ama – me.
Desabrocha para mim, possui –me, plenamente.
Jorra, para mim, do teu Jardim, golfadas do néctar do amor.
Porque tu és o virtual desejo. Vem me saciar.

In) poetaeusou

29 comentários:

Paula Raposo disse...

Adorei este poema! Nada mais poderei acrescentar, por saber a quem o dedicas. Presumo que a todas as Mulheres...beijinhos.

Sininho disse...

Tanta mulher, dentro do coração,
Tanta musa, lá dentro, a competir,
Não receias que surja a confusão,
Que o ciúme as possa dividir?

FSilva disse...

É bonito o teu poema

poetaeusou disse...

Paulinha.
Estás muito Nazarena...
O que me escapa ???????
Beijinhos do (molho norte???)

poetaeusou disse...

Sininho.
Ciume é amor.
Porquê dividir.
A Mulher, Mulher.
Encontra o que quer.
Mesmo a competir.
Põe o charme ao dispôr
xino

poetaeusou disse...

fsilva.
Sinto-me lisonjeado.
grato.

Maria P. disse...

Adorei!
Como é bom ser mulher, assim.
Vou ler outra vez!

Beijinho.

Kalinka disse...

E…aconteceu o jantar da comunidade blogueira.
Telefono e encontro-os ali na esquina
Apresentações, trocas de palavras
Confessionário do Dilbert, FairyFolk,
Choninha e marido.
Frio, muito frio, convida:entra no carro
Esperamos…
mais um telefonema
Todos querem saber como lá chegar
Todos ansiamos pelo encontro
Uns já lá sentados à mesa enorme
Esperando e questionando-se:
Quem são os novos bloguistas?
Da curiosidade fez-se realidade

...continuação lá no kalinka.
Beijos e abraços.

POETATUÉS
PARABÉNS, A TUA POESIA ESTÁ BELA.

poetaeusou disse...

maria p.
A mulher, não é assim.
A mulher, é muito mais.
A mulher, é tudo...
xinos

poetaeusou disse...

Kalinka
Vou, correndo, ao teu Blog.
Se ser poeta, é ser mais alto.
Com esse excessivo elogio.
Sinto-me o Himalaia.
xinos

maal disse...

Sem dúvida uma bonita ode à mulher,mas...erótica a Claudia Schiffer????? aquele pãozinho sem sal?
E quanto ao sorriso da Mona Lisa, enigmático? Eu diria um sorriso sem graça, sem expressão nenhuma!

De qualquer modo obrigada pelos elogios ao mulherio.

non disse...

:)

Bem feito, sim senhor.

Ainda que sejam discutíveis as tuas referências de mulher e haja muita confusão entre Ama-me e Sacia-me por aí.

Bjs

:)

poetaeusou disse...

maal
Gosto de desvendar sorrisos.
Similares ao de Giaconda.
Claudia Schiffer, a Insonsa ?.
Travez nunca tenha encontrado.
Alguem com sal nas veias...
Que a tempera-se de Amor.
hihihihihihihihi...
xinos

poetaeusou disse...

Mady
As preferências são virtuais.
Ama-me, sacia-me, confusão ?
O Amor é confuso.
xinos

Isabel-F. disse...

um hino à Mulher.
gostei.
boa semana
bj

poetaeusou disse...

isabel-f
A Mulher é; um verdadeiro Hino.
Bethoven, na sua 9ª Sinfonia.,
Pensou na Mulher.
bj.

Maria disse...

Estou quase de boca aberta...
Quem tem um mar desses à frente do nariz e fala assim da Mulher deve ser, mesmo, um Poeta e Apaixonado pela Vida.
Cheirei ontem o mesmo que tu - esse mar. Porque o som, ele não tinha, estava um lago...
Gostei muito deste poema. Sinto que te saiu das entranhas...
Hoje, para além do Inté, fica um Abraço...

wind disse...

Poema algo contraditório:)
1º não queres amor, queres paixão, depois já queres amor, mas virtual.lololol
Em que ficas?:)
Sou terrível:)))
bjs

poetaeusou disse...

O Mar estava Esmagador, Maria.
Uma planície de veludo. azul.
Os nossos visitantes, encantados.
Em plena marginal, não falavam.
Com receio de perturbarem, o mar.
Realmente escrevinhei no sábado.
Numa esplanada perto do St.António.
Esperei até ao Pôr-do-sol. Entre.
A tua Berlenga e os Farilhões.
Conchinhas de intés.

poetaeusou disse...

Wind.
Pensei em ti a ver o Mar.
Sem Vento, sem Brisa. sem Wind.
Tu Perspicaz como sempre.
Queria apenas, desejo mutuo...
Mas... o Mar não Marulhava.
As Gaivotas não perlipipavam.
E eu pragmático. Pensei:
Desejo não alcançado.
Amor virtual desejado... hihihihi.
Não és terrivel, és querida.
Milhões de Brisas, para ti.

Teresa Durães disse...

devo ser um tipo de mulher que não se encaixa aí ehehehhe mas ainda bem que há gostos para todos!

boa noite

poetaeusou disse...

Teresa.
Quem desdenha, quer comprar.
Já dizia o meu avô.
Pela amostra a Teresa não encaixou.
Mas... vai a tempo de se encaixar.
ihihihihihihihihih
noites sonhosas

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Muito bonito o teu poema...
A mulher é sem dúvida um ser muito especial...
Asa tuas palavras encheram-me como mulher...
Com dizia alguem no coment atrás - vou ler de novo!

1 beijo da =^.^= tarina

Ana Ramon disse...

Mais um poema bonito. Faço minhas as palavras da maal, da non e da teresa durães. Mas que é bonito, é!
Se leres o comentário que adicionei aos "Sentidos da Memória" percebes a razão de ser da minha ausência. Vou precisar de um pouco mais de tempo até a emoção da memória passar.
Obrigada pela visita. Um beijo

poetaeusou disse...

Tarina. Sempre simpática.
Sempre generosa.
obrigado
xinos.

Luna disse...

que sensibilidade , que dizer...é melhor calar para não estragar ...é lindo
beijinhos

poetaeusou disse...

Desculpa Ana.
Não me apercebi.
Obrigado pela visita.
Esperarei.
um beijo.

poetaeusou disse...

LUNA
Com essa opinião.
Tripiramidal.
Que venha o Neruda.
Que venha o Vinicius.
Que venha a Sofia.
Que venha a Natália.
Que venha o Ary.
Não tenho medo de ninguen-Bocage.
Plenas marés de Momentos, para ti.

Teresa Durães disse...

olá

não desdenho, não encaixo. o amor descrito desta forma (não se ofenda comigo) parece-me demasiado efémero. e egoísta. só por isso.

estive fora, por isso não vim antes.

boa noite