maio 07, 2013

" e se o pilipar da gaivota, ouvido fosse ?"

voa sem rotundas, gaivota !
olha as gaivotas
repartindo a maresia
envoltas de espuma
indagando ao mar
as gestas supremas,
olha as gaivotas
gramáticas cansadas
de virgulas sem nexo
dissolvendo os verbos
em naufragados poemas
palavreado e fotos:poetaeusou

20 comentários:

Filó disse...

Poeta,

Que voo bonito, o, das gaivotas...livres e envoltas na maresia beijando o mar...
Lindas fotos

Beijinho

Luis disse...

Meu Bom Amigo,
Como sempre gostei das imagens e do seu poema.
Mas não será: "Se o pipilar da gaivota, ouvido fosse...?"
Um abraço amigo.

:.tossan© disse...

Chega de vírgulas
não exclame
não afirme
e ponto final.

Te encontro
no próximo voo.
Abraço

Secreta disse...

Olha as gaivotas...que voam confiantes, em busca de bom porto.

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
se uma Gaivota me arrastasse,
para os mares da Ericeira,
e no Con(o)vento me deixasse,
em Mafra á tua beira . . .
ai que bom, que bom, que seria !
,
muitas conchinhas,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luis
,
Ouvir ou (ler), Pensar e Agir,
foi sempre o meu lema e a prova
é que depois do teu comentário
ser lido,
foi alterado,
e com muito agrado,
ficou melhor, depois de corrigido,
,
um abraço,
de um Maio Maduro,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
mas como é possível,
poder existir um ponto final,
para um Tagarela ?
,
ouve,
vou cantar sem pontuação, e
dedicar a Vilma Rousseff,
,
ai se eu te pego ai ai ai
,
abração
fica .
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta
,
Gaivota que se preza
tem de sentir as estrelas,
analisar paraísos,
conquistar múltiplos espaços.
,
in-fernão capelo gaivota,
,
rasantes voos
deixo
*

TITA disse...

Ai o teu voo,poeta,a inaugurar novos rumos.Um abraço e já tinha saudades de aqui vir.

poetaeusou . . . disse...

*
TITA
,
e o meu cantinho,
com a tua visita,
encheu-se de Norte,
marcando o Rumo,
de povo á deriva,
encontrar o Norte,
e mudar a Sorte !
,
um Mar de Saudade, deixo,
*

helia disse...

Que bom seria se pudéssemos voar como uma gaivota !
Bonitos o Poema e as Fotos!

poetaeusou . . . disse...

*
grato fico
,
gaivota alada,
sorrindo há nortada !
,
estimas pilipadas,
deixo,
*

Maré Viva disse...

Olha as gaivotas que em liberdade voam, alheias ao drama que em terra se trama...

Um abraço.

Lilá(s) disse...

Como eu gosto do voo das gaivotas! fico que tempos olhando-as.
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Maré Viva,
,
que as Maré Vivas, invadem
o consciente ou coeficiente,
do nosso martirizado POVO !
,
As gaivotas . . .
ai como eu sofro,
quão grande é a minha amargura,
vê-las, ás centenas, procurando
alimento, nas lixeiras a que chamam
Aterros Sanitários . . . ou
Contentores em grande escala ????
,
marés de abraços,
sinceros,
ficam
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
Como é belo o seu voar
percorrendo várias rotas
e num hino á alegria
em bailados esvoaçantes
emitam gritos sonantes
no palco da maresia
detectando nas traineiras
o odor do peixe fresco
e em pilipares serenos
de tons musicais amenos
feitos decibéis clamando
nos ventos esperam guarida
para anunciar vida
feita pescaria querida
em acrobacias, voando !
,
que a beleza,
de Fernão Capelo Gaivota,
nos atinja !
*


GarçaReal disse...


Que lindas fotos poeta...A tua gaivota está em permanente pilipar. Belo o seu voo.

Que belo seja também o teu sábado. Com esta história do face os blogs ficam um pouco para trás.

Bjgrande do Lago meu amigo de sempre

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
querida amiga,
,
vou surf-ando nos blogues,
até que as ondas me deixarem,
sinto, em mim, um enorme vazio,
do tempo que perco, com o face,
tenho a minha página activa,
página impessoal por inserida
num Mar de lixo, a começar pela
minha, lixo de vaidades, de politicas locais, ai as autárquicas, incensando-se uns
aos outros, do mesmo clã, claro,
explorando o incerto futuro dos
jovens, criticando quem manda
e(i)migrar os jovens licenciados,
quando, essencialmente, esse alvitre, não foi para os jovens
inteligentes, pela simples razão,
que poucos ficaram cá, a maioria
"pirou-se" há muito tempo e eu
no lugar deles, desfrutem amigos,
e quando conseguirem o equilíbrio
financeiro, equilíbrio que os
incipientes políticos deste País,
de todos os Partidos, extorquíram
ao (Nosso Povo), voltem, com novas
ideias, porque a geração que lhes
segue, irão agradecer-lhes !
,
pililipando,
sem servir de escada a ninguém,
e não trocando a força do meu
pulso por qualquer escada,
voo, livremente, acarretando um
mar espraiado, no iodo da estima,
que te deixo,
*

GarçaReal disse...


Obrigada...Adorei esta tua resposta. Nunca me enganei quanto à tua perspicácia e grau elevado de inteligência.

Sendo assim pilipando em amizade enorme

Bjgrande do Lago

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
inteligente, eu ?
háááá,
e eu que andava com a minha
auto-estima, pelos becos
da amargura.
Obrigado Amiga,
,
marés de estima,
deixo-te,
*