fevereiro 26, 2013

nas vagas dos devaneios


suporta-me
onda espraiáda
opaca espuma
de prateado brilho
trilho
remando o mar
fogueira nivea
dos meus ardores
temores
fecundando a areia
maré cheia
de instintos insuflados
estimulados
nas vagas dos devaneios
anseios
de quereres imorais
enroscando vendavais
onde o pudor dos ventos
recusam constrangimentos
que denigrem o saber
dos poemas . . . por escrever
poema e fotos:poetaeusou

22 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Um canto do canto do mar
Ele se recosta na costa e se vai a cantar.
Parece que a musicalidade lhe dá a cor do azul onde nos sentimos navegar

© Piedade Araújo Sol disse...

neste poema coube tudo aquilo que eu mais gosto

as fotos da tua Nazaré. estão lindíssimas

e deixo um beijo

;)

Filó disse...

Do cimo destas escarpas, constroi-se este lindo Poema com um vendaval de palavras, escritas nas areias das marés cheias.
Cheias de ventos, anseios e Amor.
Poeta harmoniosamente tudo bonito

Beijinho

Maria Luisa Adães disse...

lindo esse debruçar sobre o mar
e lamentar os devaneios inerentes à nossa condição humana, frágil, cada vez mais frágil, mas nossa!...

Maria Luísa

R.G. disse...

"anseios
de quereres imorais"

lindo...

Beijo partilhado

Fa menor disse...

Vagas de devaneios em que o mar enrola...

Bjinhs

Lilazdavioleta disse...

O mar ... esse que tanto nos dá , que tanto nos inspira, que tanto nos inquieta ...
Mas indiferença , nunca .

Um beijo , Poeta ,
Maria

poetaeusou . . . disse...

*
Luís Coelho
,
Navegar é Preciso,
escreveu o nosso Pessoa,
,
saudações,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol
,
bateram á minha porta
eu perguntei quem é,
uma voz me respondeu,
sou o mar da Nazaré .
,
in meu imaginário,
,
sons nazarenos deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
e o Mar
abraçou a Praia
e de cravo ao peito
quis dançar o vira .
,
bjinhos
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luísa Adães
,
meu mar desvairado amor
nesta espraiáda e irreal quimera
rochas de algas, os olhos teus
que eu persisto visionar
ninfas, medusas, sereias,
Deusa Mulher, pairando,
imitando o voar de uma Gaivota !
,
marés de simpatia,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
R. G.
,
Anseios
sonhados quereres
reflectindo a cor do mar
infinita utopia
que ilumina a poesia .
,
um mar de luz
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
amiga
o mar enrola na areia,
aliciando os nossos sentimentos,
,
conchinhas,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilazdavioleta
,
Maria
,
sabes
o Mar é bom
generoso, franco, sincero
o Mar é vida
e a vida tem altos e baixos
o Mar, quando está picado
a caminho do Mar Ruim, Mar Bravo,
envia um dos seus braços,as ondas,
avisando que não quer ser incomodado, que o respeitem
durante quatro ou cinco dias,
teremos que obedecer, como é óbvio.
,
marés de estima, ficam
,
*

GarçaReal disse...

No saber dos poemas por escrever se escondem os devaneios, os sonhos do poeta, os queres fustigantes da alma em procura e nesses poemas o vento transporta o calor que emana do encontro do sonho e do querer.

Belo,pincelado a cores quentes.

Em voo picado passei pilipando para deixar-te

Bjgrande do Lago

Andradarte disse...

Belo poema.....imagens maravilhosas..
BFS
Um abraço

Papoila disse...

Ólá poeta!
Voltei ao campo e vim ver este mar cantado em hino de amor!
Belo poema.
Beijo

Maria Emilia Moreira disse...

Olá Poeta!
Umas lindas fotos não podiam ficar sem belas palavras. Mas há muito mais para escrever e eu aguardo...
Um abraço.Bom domingo.

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
cara amiga
poemas são penas,
que fustigam a realidade,
nua, crua, exposta, cruel,
o sonho comando a vida ?
tenho dúvidas . . .
embora acredito no Rómulo(Gedeão)
do meu post de hoje,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
grato por tanta gentileza,
não mereço,
,
marés de estima,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Papoila,
,
querida amiga
,
é nos campos lodosos(Inverno)
que eu admiro a força
carismática das Papoilas,
feliz fico.
em receber-te neste cantinho,
conchinhas mareantes deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Emília Moreira
,
amiga
respondi, hoje,
á tua critica, srsrsr,
vê o meu post,
,
marés de consideração,
deixo .
*