junho 15, 2012

nos poros do sol-pôr !



nos poros do sol-pôr
nascem contraídos suores
gotas frias que escorrem
na pele que me abriga,
ao sorve-las,
sinto o gosto da salmoura
vinho de vagas perdidas
no salitre que embriaga
estremecendo o meu corpo,
das ondas,
nascidas no vento norte
brotam as fontes da noite
águas secas de amargura
onde lavo a solidão !
palavras e foto : poetaeusou

40 comentários:

São disse...

SEm palavras para te dizer que este é um dos mais belos poema que escreveste.


Um abraço enorme de estima e admiração.

Ah, as fotos...pois, condizem.

Filó disse...

Nas ondas do vento
em marés de sentires
com a luz do Sol Por...
estremecem o corpo
Embriagado de suores,
que lavam a pele...

Poeta que Lindo Poema e que fotos...
Um Beijinho

Evanir disse...

Obrigado por ter enriquecido minha vida com a alegria da vossa presença.
Gestos de amor, atenção e carinho faz ver quanto você é
tão especial no geito de ser e como são bem-vindas as suas visitas.
Agradeço a Deus pelo que conquistei até agora, mas peço a Ele para me dar sabedoria para conquistar muito mais.
E saiba que assim como eu sempre pude contar com você, você pode contar sempre comigo.
Um final de semana beijos no seu coração.
Carinhosamente:Evanir...
A Dias Postei um Lindo Poema Seu na minha Postagem.

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Dos teus poemas desprendem-se luares de Outono...sedes acesas na boca...sonhos escorrendo das mãos...entre o corpo e o gesto...eternizando os instantes.

um beijinho
Sonhadora

Reflexo d'Alma disse...

Vim te ler ,me encantando
ja te sigo e deixo o convite para
ir a meu canto de poesia.
Bjins

Só em Palavras disse...

Espero voce
para um gole de poesia la no
So em Palavras.
Bjins

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo poeta o pôr do sol trás por vezes as tristezas dos sonhos desfeitos, mas também trás a esperança do próximo amanhecer.
Fotografias e poema em perfeita sintonia.
Um excelente fim de semana.
Beijinhos
Maria

Fa menor disse...

Não deixemos que haja sol-pôr nos poros da alma.

Uma semana de sol sorridente!

:)

Nivea disse...

Olá, poeta!

Uma primazia, as imagens.
Ocaso!
Momento em que o deus Rá, após
mostrar todos os caminhos e maravilhas para os seres de hábitos diurnos, mergulha no horizonte para acordar os que adormeceram com sua ausência.(assim pensam os egípcios)

O que dizer do poema?
Interação que liberta a imaginação e o sentimento.
Meu caro poeta, responda-me:
Há uma cidade em ti que desconheces? (risos)
Com carinho
N.N

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
Belas,
são as tuas palavras,
acumuladas no meu Ego,
,
conchinhas, muitas,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
Amiga
,
sinto o vento,
embalando o pôr-do-sol
,
ventosas conchinhas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Evanir
,
querida amiga,
,
eu chamaria, caminhos virtuais,
abençoados por DEUS 1
,
um mar de conchinhas,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
querida amiga
sede de gestos alados,
nos poemas, por escrever !
,
conchinhas espraiadas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Reflexo d’Alma
,
grato amiga,
os teus dizeres,
reflectem-se na minha alma,
,
reflectidas conchinhas,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Só em Palavras
,
Amiga,
obedecendo á poesia,
aceito o teu convite .
poéticas conchinhas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Rodrigues
,
o sol-pôr,
todos os dias
bipolariza o estados de alma,
,
esperançadas conchinhas,
deixo-te.
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
minha amiga
alma até Almeida,
ou para além de . . .
,
conchinhas, muitas !
*

poetaeusou . . . disse...

*
Nívea,
,
cara amiga,
eu assimilo todo o conhecimento,
(nota a minha modéstia)
“quão humilde sou “
porém adendo:
Deus Ra ou Rá ou Ré ,o Deus-Sol, é o Deus verdadeiro,simultaneamente, com a Mãe-Água,é o pai de todos os deuses e criador de todos os seres vivos !!! onde é que eu saqueei esta informação ? talvez na “Bíblia”, no Alcorão, na Tora,
ou nos três Livros, talvez !
,
Cidade ? qualquer burgo, tem as suas vertentes, ou será Cidadania ? é ? sabes ?
água benta, só a asperge quem quiser, se não te “entendi” aclara no meu mail, a razão ? o meu único defeito é ser curioso,
exclusivamente ! srsrsrsrsr .
,
pirâmides de conchinhas,
deixo-te,
*

Magia da Inês disse...

°`♥✿✿⊱╮
♡¸¸.•
Cada vez melhor: poesia e foto.
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil
¸.•°`❤✿⊱╮

LUZ disse...

Boa noite Henrique,

Grata pela sua presença e comentário no meu blogue.
Estou parada com as postagens, por motivos profissionais, com julgo ser do seu conhecimento. No final do mês, se Deus quiser poderá ler as minhas palavras, de novo.

Vamos ao seu poema/desabafo de si próprio. Gostei muito. Está impessoal, indireto, mas brota tanto de si. Tanta metáfora. Dão-nos jeito.
E o seu corpo estremece, qundo o prazer lhe varre os sentidos e lhe lava, alucinadamente, a solidão.

Boa semana.
Abraço luminoso ( e da noite se fez dia).

Lilá(s) disse...

Voltei de férias e vim ler-te, já sabia que iria encontrar um belo poema!
Bjs

helia disse...

Poesia e fotos magníficas !
Uma boa semana com muita Poesia !

TITA disse...

Ah,este sol-pôr que é tantas vezes o reflexo do que não fomos.Obrigado pela palavra,amigo.Eu ando um pouco ausente.Um quisto no punho não me deixa em paz.Vou amanhã retirá-lo e voltarei em breve.Até lá um abraço de mar.

Evanir disse...

Querido Poeta.
Vim agradecer seu poema também dizer dizer que postei ele no meu blog fiquei super feliz.
Uma linda e feliz semana beijos.
Evanir.

Luís Coelho disse...

Fotos de muita beleza, reacendendo essa paixão pelo mar.
Lendo se aspira toda a maresia que nos entra na alma e nos torna parte desse universo.

As nossas praias são todas encantadoras. O dinheiro dá-lhe formas sedutoras.

poetaeusou . . . disse...

*
Maria da Inês
,Ruborizado fiquei,
grato estou !
,
Conchinhas mil,
Deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
LUZ
,
e da noite se fez dia,
com os brilhos da ausência
desaguando no silencio,
pensamentos
misturando os sentimentos,
nas procuras delirantes !
,
um mar de conchinhas,
deixo-te .
*

© Piedade Araújo Sol disse...

por do sol, mar e poesia (boa) que melhor combinação?!

um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
Amiga
,
um bom retorno,
a estes navegados mares,
rumos sublimes,
nestas rotas virtuais !
,
conchinhas lilases,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
hélia
,
a poesia
é um onda bailante,
vaga de ecos cantantes,
trinando como as nortadas !
,
nortadas de luz,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
TITA
,
Amiga,
,
as tuas palavras,
são mimos vermelhos,
prenúncios de fogo,
em ardentes crepúsculos
,
auguro-te
uma boa recuperação
,
marés de conchinhas,
ficam
*

poetaeusou . . . disse...

*
Evanir
,
minha amiga
agradeço-te
do fundo do coração,
,
invento palavras
inertes, paradas,
tertúlias do nada
pelo tempo esquecidas !
,
atempadas conchinhas,
ficam,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luis Coelho
,
Grato fico,
,
a chama abrasa
o gelo das veias
esfriando a fogueira
do vento vermelho
afogueando o sol-pôr !
,
Um mar de saudações,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Piedade Araújo Sol
,
Sol
,
olha esta beleza
é ouro sobre anil,
o fogo do sol-pôr
á espera da noite
nas sílabas de mel
enredando poemas
no entardecer das marés !
,
Vagas de conchinhas,
Ficam.
*

ZielonaMila disse...

Fine romantic views. I am greeting

CamilaSB disse...

Olá, poeta, amigo,
Dos poros da sua alma
saem poemas lindos
em vagas de poesia
que lavam a solidão
com beleza e mestria
e nos tocam o coração...
Parabéns! Um grande beijinho com amizade e estima!

poetaeusou . . . disse...

*
ZielonaMila
,
É romântica
a tua argúcia !
,
um mar de conchinhas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
CamilaSB
,
Amiga,
,
tenho os olhos rasos
de cansados sonhos
ilusões frustradas
em pantanosos sentires
fruto,
de esquecidas memórias !
,
um mar de conchinhas.
ficam
,
*

Artes e escritas disse...

Quem andou de barco sabe que se respira a salmoura e se deixa a solidão ir embora porque muito melhor é se lavar da solidão do que se banhar nela. Escolhi este poema para começar a seguir o seu blog, poema de metáforas belíssimas para o dia de hoje. Um abraço, Yayá.

poetaeusou . . . disse...

*
Artes e escritas
,
No barco dos sete lemes,
Lanço ao mar a “Arte” Xávega,
Lavando a solidão,
Nas palavras por ti “escritas” !
,
encantadas conchinhas,
deixo,
*