março 19, 2012

DIA DA POESIA-volte ao meu perfil e clik - vislumbresmeus

se tu imaginasses
o que eu sinto
verias que eu minto
na apatia, que te exibo,
e se eu simulo
o que sinto por ti,
é pura flagelação
auto-sentença
maceração
em penitencia !
sabes amor,
qual a razão
do meu mentir
que me aflige
que me castiga
que me consome ?
é porque não sentes
quanto eu te quero
porém eu espero
que um dia finjas
o que não sentes,
feliz ficarei
e saberei
porque me mentes !
poema-fotos:poetaeusou

19 comentários:

São disse...

Amar que não nos ama, nãoé boa ideia, meu anjo!

Te desejo um bom Dia do Pai.

Mar Arável disse...

e assim a água se escoa

por entre os dedos

injusta mente

Filó disse...

A imaginação quando é prodigiosa, transporta-nos até onde queremos...
Aqui leva-nos até um belo poema, forte e emotivo...belíssimas fotos e magnífico vídeo.

Poeta, Beijinho

Duarte disse...

Bueno!!!!
Amores assim NÃO!!!! O amor tem que produzir boas vibrações, o resto não é amar, é sofrer.

As Fallas nascem com o inicio da Primavera.
Os carpinteiros queimavam nesta época os pedaços de madeira sobrantes do inverno, que numa progressão, quase geométrica, chegaram ao que são hoje: autênticos monumentos.

Um grande abraço

Maria disse...

Meu amigo lindo e nostálgico. Amar a quem não nos ama só vai trazer tristeza e dor. Meu amigo que a inspiração dos poetas seja sempre uma fonte inesgotável para assim nos maravilhar e nos levar a divagar e a sonhar. Feliz Dia Mundial da Poesia.
Beijinhos
Maria

Lúcia Leme disse...

Amar e se alegrar, não vale a pena sofrer.

Bjuss

Lilá(s) disse...

E vivam os poetas...
Bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

mas a amar a mentir
não faz sentido

as fotos como sempre excelentes

feliz dia da poesia

um beij

pó de estrela disse...

Hoje o meu poeta está nostálgico tal como eu...
Um amor desamado...
um coração desamarrado...

Soltem-se as cordas
e o mar que o leve
ou que o volte a trazer
livre de amarras.
Beijinhos de pó

Baby disse...

Amar, amar, quanta dor, quanta insatisfação, quanta alegria e prazer esta palavra abarca...
Belo, muito belo, o teu poema!
Beijos.

Lilazdavioleta disse...

Mesmo que haja um " doi " o poema é lindo .
Mas ... o poeta é um fingidor ...?

As fotos , como sempre , óptimas .

Um beijo , Poeta ,
Maria

Marlene Maravilha disse...

É...melhor meditar nisso...
Parabéns por tudo que expoes.
beijo

:.tossan® disse...

Tens o poder
da certeza
da poesia.
Abraço amigo

Fernanda disse...

O amor não pode significar dor, embora quase sempre o seja.

Beijo Poeta.

Era uma vez um Girassol disse...

Isto por aqui anda com ar muito desesperado, meu amigo Poeta!!!
Vou colocar os poemas que fazia nos meus comentários quando ainda não tinha blogue...Andei a limpar o spam dos comentários e fui lendo.
Engraçado...
Um abraço da flor (agora mais no face)

Fa menor disse...

Os poetas são uns fingidores, não é mesmo?

(Há dias respondi-te por e-mail a um comentário... não sei se terás visto)

Bjos

Ana disse...

"O Poeta é um fingidor" ... já dizia o Mestre !
Beijo *

Baila sem peso disse...

ai que trocadilhos
de amor que sente
de amor que mente
de amor que finge
de amor que dói
ai que xaile de cadilhos
em que o amor arranja sarilhos
e o poeta ama e não consente
a dor que deveras sente :)

Meu beijinho e um bom domingo com um bonito pingo, com uma boa amizade a acompanhar a tua vontade
de uma chuvinha ir apanhar :)

(olha lá pá, não fui eu que deixei lá as letras...mas sabes que até é bom? assim quem não tiver paciência p`ra me aturar, não perde tempo em as decifrar!!!):))))

Je Vois La Vie en Vert disse...

A mentira não leva a lado nenhuma.
Obrigada pelo poema que deixaste no meu blog ...a mão de semear...

Beijinhos
Verdinha