fevereiro 25, 2012

os búzios do meu fadário !

os buzios do meu desnorte
o
são cantos do meu destino .
*****
sonhei que o areal
eram buzios alinhados
pendurados
em correctas assimetrias,
os seus sons
soletravam nostalgias
inventando novos tons
de musica celestial .
nas partituras
as cadências repensavam
absorvendo os solfejos
da tua voz angelical .
foi quando compreendi
que os búzios do meu caminho
quando virados ao norte
indicam a casa d’água,
para uns, a casa da sorte,
a outros casa da mágoa,
em mim, é o meu desnorte,
só porque trilho sem nexo,
assumindo o complexo,
de não estares junto a mim !
palavras e fotos:poetaeusou.

18 comentários:

São disse...

Não te deixes desnorteae, meu amigo. Ninguém vale a pena que nos prcamos num oceano de lágrimas, podes crer.

Um abraço apertado

Filó disse...

Búzios e sonhos
Conjugados, mostram caminhos,
Que sejam sem desnorte
E indiquem o búzio da sorte...
Poeta, tudo perfeito, o poema, fotos e o video.

Um Beijinho

Suzane Weck disse...

Lindos poemas,belissimo blog.Grande abraço.

Lídia Borges disse...

Muito bonito! Que sabem os búzios das marés em nosso coração?


Um beijo

antonio ganhão disse...

Entreguemos a nossa sorte ao canto dos búzios, devem saber mais do que os homens.

Baila sem peso disse...

que destino sem fim
trazem os ventos do norte
desejando sem sorte
dar no caminho passaporte
entre búzios que cantam
alinhados para ti assim.
ouve lá dentro a sua melodia
que encanta noite e dia
soletrando a nostalgia
até conseguires ouvir
o solfejo da alegria!

e que o sonho comande a rota
de um búzio que bata suavemente
com carinho, solfejando à tua porta!

bom domingo, meu amigo
bjinho e xi apertadinho
bailando levezinho :)

Zélia Guardiano disse...

Andei, meu querido poeta, fazendo uma viagem pelo nosso litoral e eu, que não tenho o mar por perto, no cotidiano, enquanto me encantava com ele, pensei várias vezes nos teus versos, sempre entremeados de amor e de elementos marítimos...Cheguei a comentar com amigos.
Sempre encantadoras as tuas poesias!!!
Abraço bem forte!

Magia da Inês disse...

Lindo, lindo!
Uma belíssima semana!
Beijinhos.

¸.•°`♥✿⊱╮
ღ°ºBrasil♫º

Anónimo disse...

Poeta
Que tal deixar os búzios virados a norte... e rumar antes a sul...?
Quem sabe a rosa dos ventos não te reserva outros rumos...?

Pétalas e sorrisos

poetaeusou . . . disse...

*
Anónima,
e porque não,
rumar a tua sugestão ?
,
"empetaladas" conchinhas,
deixo-te .
*

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

Meu querido amigo, lindo o seu poema como todos os que tem escrito cada poema seu é sempre um mar de calmaria para os corações de quem os lê. Obrigado pelas suas palavras e pela sua linda amizade meu amigo, meu gigante adamastor!!! Com carinho beijinhos de luz e muitos búzios eu também adoro búzios***

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Que poesia suave , linda suave sim, mas forte em sua total abstração.
Martha
Um Abraço poeta.

Mar Arável disse...

é preciso ouvir os búzios

Fernanda disse...

Adoro búzios e todas as conchinhas do mar, mas não gostei de te sentir tão nostálgico, amigo poeta.

Ânimo.

Beijo

MOISÉS POETA disse...

O Poeta é aquele que traça o seu fadário com poesia.

Abraços ficam !

Amor feito Poesia disse...

Não importa ao tempo o minuto que passa, mas o minuto que vem.

Machado de Assis

Feliz dia e o meu carinho de sempre... M@ria

helia disse...

Gosto muito de búzios e de mais este seu Poema , que como todos os outros é muito bonito!

Eduardo Aleixo disse...

" Os seus sons
soletravam nostalgias "
Sim, é o que cantam misteriosamente os búzios.
Com lembranças indeléveis de naufrágios.
Mas...
"inventando novos tons "
Caminha nas areias, amigo,
Vai em frente
Em direcção aos barcos....
-
Um abraço.
Pinta na proa um coração,