novembro 03, 2010

. . . . . . . . . . . . . . . . . arruinando as ruinas



Ruinas de Nora
video
são púnicas
as guerras dos meus poemas
inspirações contraditórias
de nefandas harmonias,
são pérfidas
as plumas que me vestem
ilusões parindo sonhos
friccionando as mentiras,
são profanas
as sodomas e gomorras
catedrais de ardentes Bacos
tabernáculos delirantes
enxofrando nas fogueiras
estátuas, sem o sal da vida !
poema-fotos-video:poetaeusou

60 comentários:

gaivota disse...

onde é que eu já visto!lolololol
ruínas...
olha que ontem ia sendo!!!
bolas, ainda bem que o homem apitou!!!
pilipares

antonio - o implume disse...

Ardentes desejos não dispensam o sal da vida.

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota,
,
á miga,
valha-me S. Roberto !!!
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
antonio - o implume
,
ora nem mais . . .
que argúcia, amigo,
,
*

Isa disse...

Eu sabia! Eu esperava!
Meu Amigo Poeta,como lhe disse,antes de ir de férias,os versos e as fotos chegariam e encantariam!
Nem mais!
Beijo.
isa.

São disse...

Se és um ser de paz, como podem ter guerras , púnicas ou outras , os teus poemas?!

Beijos.

maria teresa disse...

Sem o sal da vida Poeta? Mas já o tiveram e isso faz-nos a nós sonhar como já foi...
Por esses locais voltei ao "berço", ouvi poetas e filósofos,...pisei o solo que outrora Homens da História também pisaram...
Abracinho meu

Fa menor disse...

Uau!
mas as imagens são belas!

Bjos

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
minha amiga,
como me alimento do mar,
vou alternar a serenidade
mediterrânea e a bravura
vivificante do meu mar !
,
conchinhas coloridas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
querida amiga,
a Paz é, apenas,
o descanso da guerra,
ou dos guerreiros,
hoje, abstractos !
,
maresias de verão,
hoje,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria teresa
,
quem dúvida de que os poemas
são de quem os lê, tu és um vivo
exemplo que assim é !
,
minha amiga,
o que me levou a pensar,
que um turbante ou um cirwal
faz que um pacifico Árabe,
é um Bin Laden em potência ?
que uma burga ou uma túnica
vestida por uma senhora
esconde um cinto explosivo ?
talvez por eu não sentir
o sal da vida . . .
,
um mar de estima, fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
um Fa maior,
registo . . .
,
conchinhas,
,
*

Baila sem peso disse...

Arabeando foste poemando...
Saltitando pelas ruinas
nas plumas te inspirando
vestindo ilusões
sem o sal da vida
que encha corações...

ah, meu amigo...
anda tudo em ruina
numa dor que desatina...

e vamos indo, vamos indo
e a Paz sempre pedindo...

Beijinho com muito carinho
e na onda do teu mar abracinho

Insana disse...

Muito gostoso de se ler.

bjs
Insana

Andradarte disse...

Deste tres em um....tenho de destacar
para mim, a foto da Sardenha....
Gosto de fotografia..
Abraço

SAM disse...

Poeta,

eu achei tudo maravilhoso: fotos, video e poema. Obrigada!


Carinhoso beijo.

Fernanda disse...

Querido poeta das conchinhas!

Meu amigo, tanto tempo ausente, que saudade!

Gosto do poema, sempre intenso, ardente e ainda muito das fotografias.
Verdadeiro mestre.

Beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
óh orçamento danado
que me deixas arruinado
e não fiz mal a ninguém
não sei se é mau ou bom
se chega ou fica aquém
tenho a certeza porém
que nem pintado com batom
vai agradar á alguém !
srsrsr
,
marés desatinadas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Insana
,
amáveis
as tuas palavras !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
Corsários Sardos,
ainda estão por lá
uns barquitos !
,
abraços,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
Amiga,
muito obrigado,
,
que as marés serenas,
te envolvam de benquerenças,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fernanda
,
Ná,
há certas ausências,
que presenças são !
,
nocturnas maresias,
ficam,
,
*

TITA disse...

Poeta,que tempero no teu pema...deste paladar e gosto ao meu dia!Um punhado de sal te dou,hoje.

Filó disse...

Poeta

Seus poemas são...Mar, Sonhos, Ilusões,Magia, Amizade...o sal que dá tempero à vida de todos nós, que somos seus amigos!
Bonitas fotos e video nos presenteia sempre..

Beijinho amigo

helia disse...

O sal...tão necessário para dar sabor à vida !
Lindos o Vídeo e Fotos!

mundo azul disse...

________________________________


As letras são perfeitas, como perfeito é o casamento entre imagens e texto!


Beijos de luz e o meu carinho!!!

__________________________________

poetaeusou . . . disse...

*
TITA
,
alguém disse:
eu sou o sal da vida,
vivida, diria eu . . .
,
insonso deixei de estar . . .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
temperadas
são as tuas palavras,
obrigado,
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
sal, quanto baste,
minha amiga !
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
gostei,
por teres gostado !
.
serenas, maresias,
,
*

Jorge Manuel Brasil Mesquita disse...

E o Aníbal serenou vendo que os seus elefantes morriam de amores perdidos nas neves do tempo que a História dispersou.
Jorge Manuel Brasil Mesquita
Lisboa, 04/11/2010

poetaeusou . . . disse...

*
Jorge Manuel Brasil Mesquita
,
Cartago fundia-se em Aníbal
e os Romanos formigavam,
Asterix não saía da sua aldeia,
Viriato ensaiava o Botas,
e os Espanhóis, divididos, cantavam
o mesmo estribilho.
tengo una peseta pêro tienen un franco!
lá longe, Hermano Saraiva meditava,
que raio de ideia do Aníbal, em incluir
um Elefante Indiano na comitiva . . .
,
amizade num abraço,
fica,
,
*

Maria Luisa Adães disse...

poetaeusou (...)

E é mesmo um poeta de encanto!

Maria Luísa

rouxinol de Bernardim disse...

Excelentes texto e o resto...
Parabéns pelo POESIA INTEGRAL!

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Luisa Adães
,
achas que mereço
as tuas palavras ?
,
conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rouxinol de Bernardim
,
acontece,
de quando em vez . . .
,
Saudações,
,
*

Lilá(s) disse...

Ruinas com história e agora com poesia!
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
histórias,
da História !
,
conchinhas,
,
*

contagotas disse...

Ruinas, ainda que púnicas, pérfidas, profanas, não se arruinam com poemas.

Bj
MaraiaIvone

A. Brás disse...

E das entranhas das ruínas saiu este belo poema.
Há vida no ventre das... ruínas.
Parabéns pelo belo poema.
Abraços

lita duarte disse...

Poeta,
que belas ruínas.:)

Beijos.

São disse...

Amigo, te agradeço que vás ao "são".
Um bom final de semana te desejo.

Efigênia Coutinho disse...

as plumas que me vestem
ilusões parindo sonhos
friccionando as mentiras...


grande momento ler estes versos,
saudosamente,
Efigenia

Flor de Lótus disse...

Estar na Europa é respirar história e só de ver essas imagens fico imaginando o quão fantástico deve ser estar ai...
Beijos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amigo! Estava passando quando avistei o teu espaço. Invadi, gostei e não resisti em dizer que o mesmo é muito interessante e bastante aconchegante. Belo poema e lindíssimas imagens.

Perdoe-me pelas baboseiras.

Abraços e uma ótima sexta-feira pra ti e para os teus.

Furtado.

Daniel Costa disse...

Poeta

Uma viagem, um belo poemas que as fotos acentuam. Tudo é poesia.
Abraço

Luís Coelho disse...

Um poema cheio de contradições que fazem estes dias em que procuramos valores maiores e mais profundos.

Mais uma vez a beleza das palavras levando-nos em viagens e sonhos.

Laura disse...

Olá poeta das ruínas...


Gosto de olhar ruínas, memorizá-las para mais logo saborear, enquanto me vou inquirindo, como seria aquele ser que ali viveu, amou e sofreu, ou será que a felicidade à porta lhe bateu?...

É bom poder dar uma volta por outros mundos distantes da nossa porta! Sagitariana como sou, corre-me nas veias o passeio e ir até terras dalém mar... já conheço meio mundo, comecei a viajar aos 10 anos para Angola e até hoje tem sido simplesmente fabuloso, parei um tempo e amanhã a vida o dirá, mas se me perguntarem do que mais gosto, viajar para lugares distantes onde nunca tenha ido...

Beijinho da laura

poetaeusou . . . disse...

*
contagotas
,
ruínas
são provas reais de vidas,
passadas !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
A. Brás
,
feliz fiquei !
grato fico !
,
saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
lita duarte
,
ruínas são,
históricos compêndios !
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
Amiga
já fui, á são e á SÃO,
e botei faladura, escrita !
,
conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Efigênia Coutinho
,
querida amiga que surpresa,
olha,
tive que recuperar o Disco do PC,
e fiquei sem alguns endereços
já estão quase todos recuperados !
,
um mar de estima, fica !
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Flor de Lótus
,
amiga
a vantagem da Europa,
é respeitar o património,
e os outros continentes
deveriam fazer o mesmo !
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Rosemildo Sales Furtado
,
com a porta escancarada
a casa é tua e bem recebido és,
como sabes,
as fotos e as palavras são de
quem as vê e as lê !
,
grato fico
num mar de saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
benevolentes
são os teus olhos,
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luís Coelho
,
sagaz a tua visão,
contraditar faz apurar a visão !
,
saudações,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Laura
,
amiga
viajar é conhecermo-nos,
é respeitarmo-nos, é indagar,
quanto melhor entendermos as
outras civilizações, mais frágil
será o muro que nos separa !
,
marés de estima !
deixo,
,
*

Lilazdavioleta disse...

Poeta ,

lindíssimo este jogo ... palavras , história , mitologia e imagens .

Um beijo
Maria

poetaeusou . . . disse...

*
Lilazdavioleta
,
amiga
,
no local as pedras
entram-nos, nos sentidos,
e a História Universal
passa pelo nosso olhar !
,
conchinhas !
,
*